Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Quarta-feira, 24 de Junho de 2015
Final triste de um jogo decisivo de Sub-21

O encontro de Sub-21 entre Portugal e a Suécia fez cair por terra a teoria dos defensores de encontros decisivos serem efectuados à mesma hora. Com o apuramento dependente do que se passava entre alemães e italianos, a partir de certa altura tornou-se evidente que o empate era um resultado a defender.

Se até certa altura se assistiu a interessante despique entre ibéricos e nórdicos, a seguir ao golo de Gonçalo Paciência os suecos voltaram a intensificar a toada atacante, restabeleceram a igualdade e acabou o espectáculo.

Encontrados os participantes nas meias-finais e garantida a presença nos Jogos Olímpicos do Brasil, os cinco minutos derradeiros, incluindo o tempo de desconto, foram vergonhosos.

A equipa de Rui Jorge jamais ultrapassou a linha do meio-campo, com excessivos passes entre dois jogadores a pouco metros de distância e os restantes a ver. Os suecos mantiveram-se parados, apenas atentos à bola e aos adversários na outra metade do terreno.

Nem tiveram engenho para disfarçar as suas intenções, de tal maneira que o árbitro entendeu acabar com o jogo a alguns segundos de se atingir o terceiro minuto de compensação.

Que tristeza!



publicado por António Castro às 23:49
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sexta-feira, 22 de Novembro de 2013
Clubes ignoram regras da Liga

O presidente da assembleia geral da Liga Portuguesa de Futebol Profissional recusou o pedido de 14 clubes que requereram a convocação de uma reunião extraordinária com o objectivo de destituir Mário Figueiredo, líder da direcção.

A base da decisão, segundo Carlos Deus Pinheiro, reside no facto de dez dos 14 clubes subscritores não cumprirem requisitos indispensáveis para fazer a petição. Alguns não compareceram a anterior assembleia que também tinham solicitado; outros não têm as quotas de associados da Liga em dia.

Apenas o Estoril, FC Porto, Sporting de Braga e Penafiel reúnem as condições exigidas, segundo o presidente da assembleia.

Insólito que dirigentes de clubes desconheçam os direitos e deveres como filiados de uma associação de que fazem parte, pelo que nos permitimos sugerir que cedam o lugar a pessoas mais competentes.



publicado por António Castro às 22:28
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 2 de Maio de 2011
Futebol por maus caminhos

Os finais de época são, habitualmente, férteis em acontecimentos polémicos. Aproxima-se a hora do balanço ao trabalho desenvolvido durante meses e, em determinadas circunstâncias, verificam-se excessos que colocam em causa a ética desportiva, mesmo que esta actividade seja profissionalizada e envolva elevados meios financeiros.

As últimas horas foram agitadas por alegados acontecimentos verificados em Braga, durante e depois do encontro entre o Sporting local e o Leiria. Notícias de pressões sobre o árbitro e agressões a jogadores "explodiram" na AXA  de forma surpreendente e só se espera que seja apurada a verdade em tempo útil.

Este clima não é exclusivo de Portugal. O Manchester United perdeu os três pontos na visita ao Arsenal e deixou a liderança ao alcance do Chelsea, o próximo adversário em Old Trafford. De imediato surgiram críticas do respeitado treinador Sir Alex Ferguson ao trabalho desenvolvido pelo árbitro.

Em Espanha a tensão aumenta a cada dia que passa pelas razões amplamente divulgadas. A UEFA recusou analisar as exposições do Real Madrid e do Barcelona e deixou para sexta-feira o desfecho do inquérito ao treinador português. A polémica em torno dos acontecimentos no Santiago Bernabéu continua, seja pelas críticas dos merengues ao comportamento do árbitro e dos jogadores catalães, seja com estes a proclamarem-se "donzelas virgens". Quanto ao segundo confronto da meia-final da Liga dos Campeões em Nou Camp pouco se fala, pois a vantagem da equipa de Guardiola afigura-se suficiente, no entender dos experts, na a viagem a Londres.

A novidade surge de críticas de colegas de José Mourinho. O alemão  Ottmar Hitzfeld, seleccionador da Suíça e vencedor por duas vezes da principal prova europeia (Borussia Dortmund e Bayern Munique) considera que o treinador está a «deteriorar a imagem do Real Madrid. Johan Cruyff virou a agulha e ataca o presidente Florentino Peréz. Diz ser o cérebro que comanda o português para o clube da capital espanhola reconquistar o lugar na ribalta mundial. Conclusão: o Real Madrid, apesar de tudo, continua a ser o maior, José Mourinho o Special One, e todas estas declarações apenas denunciam inveja.

 



publicado por António Castro às 23:10
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quinta-feira, 2 de Setembro de 2010
Jogadores, salvem a selecção!

Disponibilidade mental e de tempo permite-me, quase um mês passado, retomar os meus pensamentos, em especial sobre futebol. Renovo as minhas desculpas aos responsáveis do Sapo e espero voltar a merecer a confiança daqueles que tinham a paciência de me me aturar.

Constatei ao longo deste período, embora de maneira tão atenta como gostaria, que poucos motivos de satisfação se registaram no plano interno, excepção feita à participação das equipas qualificadas para a Liga UEFA. A proeza do Sporting de Braga no duelo com o Sevilha e o «ressuscitar» do Sporting na Dinamarca marcaram a jornada europeia. Acrescente-se a esperada superioridade do FC Porto e as dificuldades sentidas pelo Marítimo, por números demasiado expressivos.

Infelizmente, continua a vergonhosa situação em torno da selecção. Nem os dirigentes Federação assumem a responsabilidade de acabar com esta fantochada, nem o responsável técnico toma a atitude mais digna para quem apregoa determinados princípios: demitir-se.

O segundo inquérito da entidade que superintende no doping e resultou no agravamento do castigo aplicado pelo Conselho de Disciplina da FPF só se percebe se a decisão deste não agradou aos «ofendidos», tal como surpreende a «habilidade» governamental em tentar encaminhar o caso num certo sentido. Não evitará a acusação de interferência directa no futebol.

Haja decência!



publicado por António Castro às 23:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 23 de Junho de 2010
«Bobo» do Mundial abandona a corte

O escândalo teve o epílogo no momento exacto. Os dirigentes da Federação, o treinador da selecção e os jogadores de França não poderiam esperar outra coisa que não fosse um regresso diferente à Europa. Os erros acumularam-se durante anos e o alerta foi dado no último jogo da qualificação europeia, quando a equipa do seleccionador - «não treinador», na opinião de Zinedine Zidane - se apurou com um golo precedido de mão (confessada) de Thiery Henry no tira-teimas com os irlandeses.

Ninguém no futebol do Hexágono acreditou neste sinal e tomou medidas para controlar o trabalho de Raymond Domenech e, em especial, conhecer a sensibilidade dos jogadores em relação ao seu suposto comandante. O sobranceria dos franceses não admite essas reflexões, mas agora não esgotam as críticas aos desmandos de alguns jogadores e do «chamado» treinador. Enfim, o comportamento na África do Sul apresenta-se como a suprema vergonha, e a «Viagem ao fundo do Inferno», como titulava o diário desportivo L'Equipe.

O conjunto da África do Sul, orientado por Carlos Alberto Parreira, foi responsável pelo último suspiro da França com uma vitória merecida (2-1), enquanto o México-Uruguai (0-1) apenas serviu para definir o primeiro classificado e a Celeste evitou encontrar nos oitavos-de-final os eternos rivais argentinos.

No outro grupo que definia apurados, a favorita Argentina não deu hipóteses à Grécia (2-0), enquanto nigerianos e coreanos do Sul lutaram por um lugar entre a elite. O empate (2-2) contemplou os asiáticos, e os nigerianos ficaram com a amargura de falhar um golo salvador nos últimos minutos.

Os ares africanos mostram-se, até ao momento, demasiado fortes para os europeus.

  



publicado por António Castro às 22:38
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 19 de Maio de 2010
Haja vergonha!

A substituição de treinadores, por despedimento ou renúncia, está a enveredar por caminhos menos éticos e transparentes do que no período das transferência de jogadores, no defeso e em Janeiro.

Os casos conhecidos nos últimos dias não prestigiam quem dirige os clubes e, os técnicos. Em Espanha, são várias as críticas à maneira deselegante como está a ser tratado no Real Madrid o caso do chileno Manuel Pellegrini, votado ao ostracismo nos últimos tempos e em especial depois do último jogo em Maiorca (empate). Depois da perda definitiva da Liga, no dia do primeiro treino dos merengues, já alguém não identificado decidira que a sessão fora cancelado e os jogadores permaneceram no relvado pouco tempo por conta própria. Esta tarde, Jorge Valdano fará perante os donos do clube um relatório da época, retirará conclusões e apontará para o despedimento de Pellegrini a troco de quatro milhões.

A Federação Francesa de Futebol anunciou há dias que o futuro seleccionador será Laurent Blanc, até agora treionador do Bordéus. Isto quando Raymond Domenech preparara a presença da selecção tricolor na África do Sul. Terminado o Mundial de 2006 seria a altura ideal para o despedir, mas os dirigentes da FPF acharam mais apropriado esperar quatro anos e fazê-lo numa altura em que o técnico, com razão, considera correr-se o risco de desconcentrar os jogadores. Acrescentamos: e minar a sua autoridade em vésperas da importante competição.

Por fim, o «nosso» José Mourinho. Há dias colocamos neste blogue a questão - «que faz correr Mourinho?» - sobre o seu comportamento ao longo da época. Depois disso o seu nome é notícia em quase todo o mundo. Protesto de estima e respeito por toda a «família» do Inter; insatisfação pela maneira como o tratam em Itália (desrespeito de dirigentes e treinadores); necessidade de viver a profissão com gosto - estes são argumentos apresentados, não para comunicar uma decisão, mas apenas temas para meditar durante dois ou três dias depois da final da Liga dos Campeões.

Entretanto, os jornais espanhóis garantem que tudo está acertado com o Madrid, indicam de nomes jogadores que interessam ao clube (alguns do Benfica) já com o aval do técnico português, e até se noticiou que o filho já não foi inscrito num colégio de Como para o próximo ano escolar.

Um espectáculo mediático sem precedentes.

 



publicado por António Castro às 08:30
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 29 de Dezembro de 2009
Três estádios do Europeu à deriva

Oito estádios era o número considerado suficiente para organizar o Europeu 2004, mas os organizadores portugueses entenderam que a construção de mais dois seria o mínimo para dignificar o país.

Desde há bastante tempo, com a descida de escalão do Beira-Mar e a utilização do Faro/Loulé duas vezes por ano no início das temporadas, os dois recintos «excedentários» não são utilizados  e estão a degradar-se. Nem sequer o Olhanense, por razões que se compreendem, recusou «transferir-se» do seu José Arcanjo. 

Agora surgiu um terceiro nome na ribalta do desperdício. Utilizado nos últimos anos em jogos da II Liga, é precisamente na época em que começa a receber futebol de melhor nível que a sua existência, por falta de rentabilidade, começa ser contestada. E ainda não se  percebeu se a recente polémica encobre interesses menos claros ou ânsia de protagonismo.

Inacreditável o desperdício num país com poucos recursos e cujos responsáveis a vários níveis revelam tanta incapacidade para definir um futuro de sucesso. 

 

 



publicado por António Castro às 23:50
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Sexta-feira, 30 de Janeiro de 2009
"Insólito", só...

A dúvida que paira sobre um dos concorrentes às meias-finais da Taça de Portugal - Guimarães ou Belenenses - provocou desencanto no treinador do Benfica. Quique Flores, ao salientar o facto de, na segunda-feira, efectuar um treino sem conhecer qual o adversário do desafio a realizar na quarta, disse nunca tal lhe ter acontecido e considerou ser "insólito".

Compreende-se a adjectivação utilizada pelo treinador, a viver num país estrangeiro e cauteloso em proferir afirmações polémicas, que possam repercutir-se negativamente na sua imagem e na do clube.

Convenhamos, no entanto, que não se trata de um caso insólito, "mas vergonhoso". Já veio a público que uma decisão do Conselho de Justiça mais célere ficou inviabilizada pelo segundo recurso apresentado pelo Belenenses, devido ao cumprimento dos trâmites processuais. Aceita-se a explicação, mas é incompreensível que para situações de excepção não esteja previsto um processo mais expedito.

O futebol português continua a cobrir-se de ridículo, e tudo se complicará quando aparecerem as primeiras reacções à recente decisão do Tribunal Constitucional. Pode acontecer que o FC Porto não seja penalizado em seis pontos, Pinto da Costa não sofra castigo; e o Boavista não devesse ser despromovido.

Pergunta-se: quem não tem vergonha de tudo isto? 



publicado por António Castro às 23:20
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Final triste de um jogo d...

Clubes ignoram regras da ...

Futebol por maus caminhos

Jogadores, salvem a selec...

«Bobo» do Mundial abandon...

Haja vergonha!

Três estádios do Europeu ...

"Insólito", só...

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links