Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Quinta-feira, 17 de Outubro de 2013
Árbitro profissional abre guerra

Arbitragem profissional até ao final do ano anunciado por Fernando Gomes, presidente da FPF, está a originar mais uma guerrilha entre dirigentes. As recentes declarações do presidente da Liga, cujo organismo tinha sob a sua alçada o sector do futebol profissional, entendeu agora criticar a decisão.

Vítor Pereira, que passou da Liga para a FPF com as mesmas funções (presidente da arbitragem), considera que Mário Figueiredo é «uma pessoa que umas vezes diz uma coisa e outras vezes o seu contrário», e acrescenta: «O senhor presidente da Liga disse, várias vezes, que era a favor da profissionalização, defendendo, inclusivamente, um número de árbitros que devia ser profissional, repetiu-o várias vezes, e agora veio dizer que, afinal, não está de acordo.»

Na opinião de Mário Figueiredo, agora «as nomeações são feitas às escondidas, em cima dos jogos, além de incompreensíveis por não serem nomeados os melhores árbitros para os jogos mais importantes», e acusa a arbitragem  de «ser gerida com o poder centralizado nas mãos de duas pessoas.»

Como era durante o período em que esteve integrado na Liga? Não acontecia a mesma situação?

Dado que não se vislumbra qualquer alteração em relação aos últimos tempos, afigura-se que as palavras do responsável da Liga revelam despeito pelo centro de decisão ter apenas mudado de cidade.



publicado por António Castro às 23:00
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 6 de Março de 2013
Vítor Pereira não esquece Alvalade

«A revalidação do título nacional foi definida como grande objectivo no início da época. Engana-se quem pensar que o título está atribuído a outro clube, é puro engano. Que nem vos passe pela cabeça. Estamos aqui para revalidar o título.»

Os pontos perdidos em Alvalade obrigaram Vítor Pereira a passar uma mensagem estranha, por não se perceber para quem é dirigida.

Nem Jorge Jesus nem a comunicação social deu o desfecho da Liga como resolvido, pelo que estas declarações proferidas antes dos jogos com o Estoril e o Málaga parecem ter como objectivo serenar alguns portistas - dirigentes ou adeptos - que já manifestaram críticas às últimas exibições portistas.

Afinal, alguma coisa se passa, pelo menos numa cabeça: a de Vítor Pereira.



publicado por António Castro às 18:25
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2012
A incógnita das estratégias

Os treinadores do Benfica e do FC Porto utilizaram estratégias diferentes nos compromissos da Taça da Liga, mas atingiram idênticos objectivos.

Jorge de Jesus, na visita a Olhão, decidiu poupar alguns titulares, e durante a primeira parte encontrou da equipa de Sérgio Conceição alguma resistência e consentiu o primeiro tento da partida. O responsável da Luz mais uma vez ficou em desvantagem  e chamou do banco Lima e Salvio. O expediente resultou com o “aparecimento” de Rodrigo, responsável pelo empate, e o habitual contributo goleaddesvantagemor de Lima, num lance fácil a quatro minutos do final.

Vítor Pereira jogou pelo seguro e apenas alterou os guarda-redes (troca de Helton por Fabiano), e ao passar da meia hora já Lucho González, na Madeira, meteu a bola na baliza do Nacional. O treinador do Dragão esperou pelo segundo tento (Otamendi) e só nessa altura enveredou pela gestão do plantel.

Sem especular sobre estas opções, assinalem-se apenas as diferentes perspectivas de Jorge Jesus e Vítor Pereira encararem os jogos, de resto bem expressas nos últimos tempos.

Vejamos quem colherá mais louros com os diversos expedientes.



publicado por António Castro às 23:40
link do post | comentar | favorito

Sábado, 10 de Setembro de 2011
Dragão espicaça águia

Vítor Pereira, treinador do FC Porto, mostra-se fiel seguidor das ideias de Pinto da Costa, com o acrescento de alguma arrogância visível quando se refere ao antecessor André Villas-Boas.

Jorge Jesus, responsável da Luz, parece já ter passado a fase de encher o peito de ar depois do trabalho desenvolvido no Sporting de Braga e da conquista da título no primeiro ano que trabalhou no Benfica.

Anónimo até há pouco tempo e ainda sem currículo que impressione, Vítor Pereira aproveitou uma conversa com os jornalistas para menosprezar o próximo embate com o Benfica ao declarar falta de tempo para ver os jogos de um dos candidatos ao título.

Sobranceria ou bluff?

Jorge Jesus já cometeu número suficiente de gafes para não morder o isco e garantiu ter conhecimento global de todas as equipas da Liga, entre as quais o FC Porto. «Faz parte do meu trabalho», acentuou.

Verdade ou mentira?

A questão principal é que Jorge  Jesus não respondeu com a "mentalidade do Norte" e foi inteligente para evitar polémica.

 

 



publicado por António Castro às 23:00
link do post | comentar | favorito

Domingo, 7 de Agosto de 2011
Dragão demonstra solidez

Não terá cometido nova proeza, mas conquistar o primeiro troféu da época na estreia de Vítor Pereira como técnico principal só pode ser considerado bom prenúncio.

O treinador teve a inteligência de não fazer profundas alterações no plantel, embora seja natural a tentativa de incutir as suas ideias; os jogadores, apesar de níveis de preparação diferentes, mostraram idêntica consistência de jogo no recinto de Aveiro.

Tal como aconteceu na final da Taça de Portugal, Manuel Machado apresentou um Guimarães cauteloso, embora sem comprometer o assédio às balizas de Helton sempre que as circunstâncias o permitiam. Por isso chegou ao golo, mas os dragões foram superiores em todos os aspectos da sua manobra.

Os portistas enriqueceram a sala de troféus com a conquista da terceira Supertaça consecutiva - a primeira vez que acontece - correspondente à sua 18.ª vitória na prova. Tudo começa bem para os lados do Dragão.

 



publicado por António Castro às 23:36
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 11 de Janeiro de 2010
Vítor Pereira mais receptivo a críticas

A arbitragem em Portugal atravessa novo período de agitação, curiosamente mais por acontecimentos verificados nos túneis de acesso às cabinas do que os relacionados com decisões nos relvados, ou seja, infelizmente prevalecem os actos de indisciplina. Facto que em nada abona a educação de alguns protagonistas do espectáculo.

Vítor Pereira, pela primeira vez nos últimos tempos, reconheceu que nem tudo corre bem no sector e admitiu existirem críticas justificadas de alguns lesados.

Estas palavras, ao contrário do que se possa pensar, apenas dignificam o presidente da Comissão de Arbitragem da Liga. O facto de o primeiro responsável do sector estar atento aos acontecimentos e não considerar, logo à partida, os reparos de jogadores, treinadores ou dirigentes como expedientes para explicar maus resultados, denuncia uma atitude mais consentânea com as suas funções.

Se importa separar o trigo do joio no que respeita a intenções de certos protestos, Vítor Pereira não pode ter uma atitude corporativa em defesa dos árbitros. Pelo contrário, deverá assumir um comportamento conciliador entre elementos cujas missões são propícias a conflitos de opinião. Se defender os árbitros e reconhecer a razão dos contestatários prestará melhor serviço ao futebol.



publicado por António Castro às 23:55
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 20 de Janeiro de 2009
Se Vítor Pereira não gosta, deve sair...

"Se as pessoas não acreditam no futebol, não vão ao futebol". Se esta frase tivesses como origem um anónimo adepto da modalidade, passaria sem qualquer comentário.

Mas não. Constituiu uma declaração, de sobranceria dispensável, proferida por Vítor Pereira, presidente da Comissão de Arbitragem da Liga e, pior do que isso, reflecte uma arrogância imprópria de um responsável por sector tão sensível da modalidade.

O novo Presidente do país que se arroga no mais importante do mundo, além de definir, na sua tomada de posse, a sua estratégia política, apelou à união dos americanos e de todos os povos de bem para uma nova caminhada do mundo no combate às assimetrias.

Um mero presidente de um departamento da Liga, pelo contrário, convidou ao confronto, e acusou os críticos de situações inacreditáveis passadas recentemente em diversos jogos se tornarem responsáveis pelo fim do futebol.

Quer dizer: os árbitros e quem os dirige cometem os erros, por negligência, incapacidade, ou qualquer outro motivo, e ainda se apresentam como vítimas.

Se não mudar de mentalidade, haverá alguém, certamente, a convidar Vítor Pereira a abandonar o cargo, para evitar o risco do futebol acabar. 



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Árbitro profissional abre...

Vítor Pereira não esquece...

A incógnita das estratégi...

Dragão espicaça águia

Dragão demonstra solidez

Vítor Pereira mais recept...

Se Vítor Pereira não gost...

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links