Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Sexta-feira, 2 de Julho de 2010
Holanda reduz Brasil à vulgaridade

As irritações de Dunga acabaram. A tradicional magia do Brasil não resistiu à organização, pragmatismo e eficácia dos holandeses. O treinador dos canarinhos mostrava-se, nos últimos jogos, demasiado irritado no banco, a protestar por tudo e com todos (jogadores e árbitros). Sintoma de que, apesar das vitórias, não gostava, em certos momentos, das soluções encontradas pelos seus comandados para contornar certos obstáculos.

Se na primeira parte, com o golo de Robinho (10 m) e alguns bons lances de Kaká, já demonstrou alguma intranquilidade, depois do intervalo entrou em completo descontrolo. Felipe Melo, autor de um golo na própria baliza (53 m) e Sneijder (68) afectaram o adversário, treinador incluído, a enveredar por substituições sem qualquer vantagem. A atitude de Felipe Melo, cinco minutos depois do tento holandês, a originar expulsão, acabou com todas as ilusões dos brasileiros.

Mais uma vez o sonho do sexto título não se concretizou, a prolongar um jejum de, pelo menos, 12 anos.

O Uruguai salvou a honra dos sul-americanos ao afastar o Gana. Houve necessidade de prolongamento e penalties, já que os golos do africano Muntari (45) m e do uruguaio Fórlan (55 m) foram os únicos.

O herói do jogo, curiosamente foi um jogador expulso, num lance invulgar. Ao cair dos 120 minutos, o avançado uruguaio Luis Suárez substituiu o seu guarda-redes e defendeu dois remates seguidos com as mãos. Viu, naturalmente, o cartão vermelho, mas o ganês Gyan desaproveitou a respectiva grande penalidade e garantir a presença nas meias-finais.

Na derradeira forma de desempate, os africanos falharam (2-4), desfecho que deixa uma sensação de injustiça. Os ganeses ofereceram os melhores momentos do emocionante encontro. Só lhes faltou a experiência dos uruguaios e o «expediente» de Suárez.



publicado por António Castro às 23:54
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 18 de Março de 2010
Um «joker» evita sofrimento

O Benfica continua na Liga Europa e o feito é atribuído aos dotes de Jesus. Num grupo de trabalho, seja ele qual for, os méritos nunca pertencem apenas a uma pessoa e, para o ressurgimento da equipa da Luz esta época, conquiste ou não títulos, tudo começa pela política definida pelo presidente e termina no menos visível dos funcionários ligados ao futebol.

Deve reconhecer-se, no entanto, que nesta eliminatória com o Marselha, o treinador começou por hipotecar a hipótese de apuramento na Luz ao permitir que a equipa comandada por Didier Deschamps não deixasse espaços de manobra para os benfiquistas desenvolverem o seu habitual futebol.

O próprio técnico português reconhece agora o facto ao ter afirmado: «Tínhamos mais conhecimento do Marselha. Não deixámos que a equipa dividisse o jogo, como fez em Lisboa.»

Significam estas palavras que Jorge Jesus não teve o necessário cuidado em recolher as informações essenciais para identificar as características do adversário, e só no terreno do adversário conseguiu impor as suas ideias e manietar os marselheses.

E foi preciso aparecer um joker no último momento, caso do jovem estreante na prova europeia chamado Kardec, para evitar o prolongamento.

Nem sempre a sorte, tal como se diz do azar, está atrás da porta...

 



publicado por António Castro às 22:30
link do post | comentar | favorito

Sábado, 14 de Novembro de 2009
Cheira bem, cheira a sorte

Uma vitória tangencial sobre a Bósnia-Herzegovina, fruto de uma exibição irregular, bafejada pela sorte - três remates na barra e no poste da baliza de Eduardo - e de substituições condenadas ao fracasso, por tardias ou sem ter em atenção as características dos jogadores em causa, não augura nada de bom para a próxima visita a Zenica.

Se Nani não esteve perfeito nos centros, foi sempre o mais dinâmico jogador do ataque e proporcionou o golo a Bruno Alves, enquanto o capitão Simão Sabrosa se mostrou o elemento menos inspirado do sector.

Retirar o jogador do Manchester United e obrigar Fábio Coentrão a jogar do lado direito, quando já se tinha visto que Duda não acertava uma quando chamado a servir o ataque, não oferecia, à partida, qualquer vantagem à equipa, como se confirmou.

Recorrer a Tiago tão tardiamente não permitiria que o jogador se integrasse em pleno no jogo de equipa e colocasses ao serviço do colectivo todas as suas qualidades.

Incluir no ataque Hugo Almeida, apenas recentemente utilizado pelo Werder Bremen devido a uma operação, a poucos minutos do fim, foi condená-lo a total ineficácia.

Se dentro de dias tudo se mantiver assim, e face à desenvoltura e personalidade demonstrada pelos bósnios na Luz, o golo de vantagem será insuficiente e o sonho da África do Sul será um pesadelo nunca mais esquecido pelos portugueses.

 



publicado por António Castro às 23:49
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sexta-feira, 7 de Agosto de 2009
Bolas não ajudaram portugueses

O Sporting já não esperava grandes facilidades, conhecidos que eram os possíveis adversários no play-off de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões. Mesmo assim, os italianos da Fiorentina, tal como aconteceria com os espanhóis do Atlético de Madrid, não seriam dos mais desejados. Paulo Bento, no entanto, não é treinador que se mostre assustado com o potencial dos adversários e mantém um discurso optimista ao repartir o «favoritismo». Coerência não lhe falta. Pode é faltar-lhe equipa e jogadores para interpretar um esquema vencedor.

Jorge Jesus não esconde ser pouco conhecedor do futebol ucraniano, o que talvez não seja uma virtude, mas o Benfica teve a sorte de lhe calhar o Vorskla Poltava, este sim, nome de clube que pouca gente conhece. Venceu a Taça do seu país e foi quinto no campeonato, mas o técnico da Luz não embandeira em arco.

Manuel Machado tinha uma grande oportunidade de guindar o Nacional à ribalta europeia se a equipa madeirense conseguisse eliminar os russos do Zenit, onde alinham os portugueses Danny e Fernando Meira. Proeza que o técnico português gostaria de acrescentar ao currículo próprio e do clube, mas as suas palavras reflectem sensatez e realismo.

A bola,no entanto, é redonda, e tudo pode acontecer em dia de boa conjugação dos astros...

 

 



publicado por António Castro às 23:55
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Holanda reduz Brasil à vu...

Um «joker» evita sofrimen...

Cheira bem, cheira a sort...

Bolas não ajudaram portug...

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links