Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Segunda-feira, 14 de Fevereiro de 2011
Paris e Yokohama: drama e glória

Ronaldo abandonou os relvados aos 34 anos, mas desde há muito constitui uma legenda do futebol mundial, anos depois de se ter sagrado campeão Mundial em 1994 (Estados Unidos) na condição de suplente não utilizado. Carlos Alberto Parreira, como treinador do Brasil, convocou o jovem avançado de 17 anos, já de capacidades ímpares que lhe mereceriam o título de Fenómeno.

Em 1998 e 2002 acompanhei duas fases distintas da sua carreira. Assisti ao drama em França e à derradeira consagração a nível da canarinha no Mundial Coreia do Sul/Japão.

Vivi a sensação estranha das notícias contraditórias que durante cerca de uma hora agitaram as bancadas da comunicação social antes da final do Mundial no Stade de France. Uma primeira lista da formação da França e do Brasil incluia o nome de Ronaldo; pouco tempo passado, numa segunda já não figurava o Fenómeno; por fim, a entrada no relvado do jogador quer poderia resolver o desafio. De permeio rumores que se sentira mal disposto no estádio - nem chegou a fazer aquecimento -; deslocara-se a um hospital parisiense; por fim apareceu para defrontar a equipa de Zidane.

Tornou-se desde logo evidente que não estava em condições para jogar. Um caso em que, segundo comentários posteriores, os departamentos médico e técnico não colocaram acima dos interesses desportivos os dos homem. E Paris viveu uma noite de louca alegria.

A glória aconteceu no estádio japonês de Yokohama. Ronaldo voltou a mostrar a sua veia goleadora (dois tentos) na final com os alemães e juntou mais um título mundial ao palmarés.

Na sequência de lesões, operações, recuperações prematuras surge agora uma doença a obrigar à paragem definitiva, pois o «corpo já não corresponde aos desejos da mente», segundo confessou o Fenómeno na emocionada despedida do Corinthians.

Ronaldo Luiz Nazário de Lima, nascido a 22 de Setembro de 1976 no Rio de Janeiro, ficará, para sempreao lado dos melhores de todos os tempos.



publicado por António Castro às 23:51
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 22 de Dezembro de 2009
Cristiano não ficou de mãos a abanar

Cristiano Ronaldo também não tinha ilusões. O título de melhor jogador do mundo nunca poderia ser-lhe atribuído em 2009, devido a vários problemas. Nem ele esperava ser ainda figura de destaque na gala da FIFA destinada à consagração do argentino Lionel Messi.

Depois do terceiro lugar em 2007 e do título no ano passado, surgiu agora na segunda posição. Três anos consecutivos no pódio.

Pela primeira vez instituído o Prémio Puskas - homenagem a um avançado de portentosas qualidades, demonstrada ao longo dos anos nas selecções húngara e espanhola e no Real Madrid - para distinguir o melhor golo do ano, Cristiano Ronaldo foi eleito o vencedor pelo remate que permitiu ao Manchester United eliminar o FC Porto nas Antas, na anterior edição da Liga dos Campeões.

Por fim, surgiu integrado no Onze Ideal, aparecendo o seu nome numa frente de ataque, com Messi à direita e o espanhol Torres à esquerda.

Os detractores de Cristiano Ronaldo gostam de criticar certos comportamentos do homem, menorizar as suas qualidades futebolísticas, seja por baixa de forma acidental ou provocada por lesões.

Felizmente, não conseguem impedir as homenagens que o mundo do futebol ao mais alto nível lhe têm prestado. Contra factos não há argumentos.

 



publicado por António Castro às 09:11
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 24 de Agosto de 2009
Eclipse de Cristiano e drama de Ronaldo

O jovem português Cristiano Ronaldo e o brasileiro Ronaldo estão a a atravessar fases distintas nas respectivas carreiras.

O jogador que brilhou durante anos no Manchester United ainda não conseguiu uma exibição convincente com a camisola do Real Madrid. Os «inimigos» do preço da sua transferência começam a contestar o seu valor, a colocar em causa a última atribuição do título de melhor futebolista do ano, a banalizar as suas qualidades.

O jogador reconhece não se encontrar ainda na melhor forma, mas garante estrear-se na Liga espanhola - já no fim da  semana - em melhores condições. O treinador Manuel Pellegrini continua a tecer os maiores elogios ao seu profissionalismo e qualidades, e considera ser normal que a sua integração num futebol e num país diferente provoque oscilações de rendimento.

Ronaldo, regressado aos relvados após várias tentativas falhadas, surgiu no Corinthians, aos 32 anos, a demonstrar alguns atributos que lhe valeram a adjectivação de «Fenómeno» e muitos títulos. Vive, no entanto, um drama. Tem saudades da selecção canarinha e pensa ter capacidade para convencer Dunga a convocá-lo para a África do Sul.

Se de Cristiano ainda há tudo a esperar, o sonho de Ronaldo tem poucas possibilidades de se tornar realidade. Apenas o seu compatriota Ronaldinho Gaúcho poderá ter essa esperança.  



publicado por António Castro às 23:53
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 9 de Julho de 2009
Fenómeno «ressuscita» no Corinthians

Em 96/97 era o futebolista de quem se falava. Passados alguns anos foi votado ao esquecimento, com penosas passagens por diversos clubes devido a frequentes lesões, e vagueava por bares e locais mal frequentados.

Sem jogar durante cerca de ano e meio, volta a fazer manchetes da comunicação brasileira especializada desde que regressou aos relvados, em Dezembro, com  camisola do Corinthians.

Ronaldo Luis Nazário de Lima nasceu no Rio de Janeiro em 22 de Setembro de 1976. Depois de marcar os primeiros golos no carioca Social Ramos Clube e no São Cristóvão, tornou-se profissional no Cruzeiro. A partir daqui empreendeu longo périplo europeu, com início nos holandeses do PSV Eindhoven e passagem pelo Barcelona (96/97), Inter (aos 21 anos), Real Madrid e Milan.

De Fenómeno, laureado com os mais importantes prémios e títulos mundiais (ainda é o melhor marcador, com 15 golos, dos Campeonatos do Mundo), desceu quase ao inferno devido a lesões, problemas de tiróide (da magreza a peso excessivo) e, como será natural nestas circunstâncias, a vida desregrada.

Mas é o jogador que já foi Fenómeno a fazer agora as delícias do Corinthians, marcador de 14 golos em 22 jogos e decisivo na conquista do título de São Paulo e da Taça do Brasil. No Brasileirão marcou há dias três golos num jogo após 15 anos de jejum.

Ronaldo, afinal, ainda mexe... Está de parabéns, tal como o futebol brasileiro.

 

 



publicado por António Castro às 23:53
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Paris e Yokohama: drama e...

Cristiano não ficou de mã...

Eclipse de Cristiano e dr...

Fenómeno «ressuscita» no ...

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links