Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Quinta-feira, 13 de Junho de 2013
Cristiano mantém especulações

As notícias sobre a transferência de jogadores e mudança de treinadores, tanto em Portugal como no estrangeiro, são um enjoo. Começa pelo jogador divulgar o seu clube de eleição, poucas horas depois surge o empresário a enumerar vários pretendentes, por vezes sem omitir nomes, e, um pouco mais tarde, aparecem alguns desmentidos.

São às centenas os nomes em causa e o de Cristiano Ronaldo figura todos os dias na comunicação social. Desde Florentino Peréz a garantir que o português será uma dos marcos da história do clube, ao eventual interesse do Manchester United  recuperar o jogador, até ao "ressuscitado" Mónaco oferecer 100 milhões pelo passe da estrela do Real Madrid, multiplicam-se as notícias.

Cristiano Ronaldo resolveu colocar ponto final naquilo que, por enquanto, se apresentam como complicados jogos de bastidores, e veio a público negar, neste momento, negociações com o clube espanhol.

Declaração demasiado lacónica para evitar futuras especulações. Quanto tempo vai durar o tabu?



publicado por António Castro às 21:00
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 2 de Maio de 2012
E vão três e mais um

 

 
Muitos sapos foram engolidos em Portugal e Espanha com a conquista do título de campeão pelo Real Madrid, depois de um jejum de três temporadas, durante as quais o Barcelona, o grande rival, exerceu hegemonia quase absoluta, tanto a nível do país como em competições internacionais.
José Mourinho demonstrou mais uma vez excepcionais dotes na orientação de equipas em campeonatos de topo do futebol mundial. Os seus críticos de 3+1 países - Inglaterra, Itália e Espanha, além de Portugal - são obrigados a reconhecer ser na realidade o Special One, tal como têm o direito de apontar-lhe defeitos. 
Os números, no entanto, quanto às qualidades profissionais, não enganam: com a 32.ª vitória dos merengues, o treinador português já conquistou sete títulos de campeão ao levar ao pódio o FC Porto (2 vezes); Chelsea (2), Inter (2) e Real Madrid (1). Os famosos italiano Giovanni Trapatoni e o austríaco Ernst Hapel viram agora igualado um recorde detido há anos.

Querem mais? O setubalense Mourinho não é homem para desistir.



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 17 de Abril de 2012
Mourinho não muda história em Munique

Há dias, várias figuras do Bayern, com saliência para a sua antiga vedeta Franz Beckenbauer, consideraram que o Real Madrid era uma equipa acessível.

Já em pleno estádio de Munique, desapareceram dos balneários, antes do jogo, botas e camisolas de alguns jogadores merengues, cabendo a Cristiano Ronaldo o maior prejuízo (três pares).

Por fim, quando se pensava que o Real Madrid regressaria à capital espanhola com um empate a um golo, Gomez criou um "par de botas" a José Mourinho com a marcação do segundo tento quando faltava um minuto para expirar o nonagésimo da partida.

O técnico português considera que a desvantagem de um golo não torna impossível a recuperação, mas para isso alguma coisa tem de mudar na equipa espanhola em Santiago Bernabéu.

Nem individual nem colectivamente - com raras períodos do primeiro tempo - os ainda líderes do campeonato de Espanha foram uma sombra daquela equipa eficaz nas transições para o ataque, característica que lhe tem valido muitos golos e algumas goleadas; raramente anularam a movimentação do meio-campo alemão; dificilmente entraram na área contrária em flagrantes situações de golo.

Acresce a tudo isto que Jupp Heynckes não dispensou vigilância apertada a Cristiano Ronaldo e o português também não se mostrou inspirado em alguns livres. Valeu-lhe a assistência para Ozil, e assim os espanhóis ainda pensam no apuramento.

Não podem, porém, dar a iniciativa ao adversário nem permitir que Ribéry e Gomez, entre outros, consigam mostrar todas as potencialidades.

José Mourinho joga praticamente uma época numa semana, ao incluir o derby de sábado na Catalunha com Pep Guardiola antes da  decisão da meia-final da Liga dos Campeões.

É a vida (bem paga) dos treinadores!

 



publicado por António Castro às 23:42
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 6 de Julho de 2009
Sonho de menino

 



publicado por António Castro às 23:30
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 11 de Junho de 2009
Até os ricos se espantam

Há cerca de um ano, o nome de Cristiano Ronaldo provocava mútuas acusações entre o Manchester United e o Real Madrid e condicionava, em certa medida, o seu rendimento no Europeu Suíça/Áustria.

Sem especulações das pessoas envolvidas, com saliência para o silêncio do jogador, o Manchester United aceita receber uma importância astronómica e liberta o português para o Real Madrid de Florentino Perez, o novo presidente dos merengues já nas bocas do mundo com a contratação do brasileiro Kaká.

O "escândalo" da transferência não resulta, agora, do ataque do técnico Alex Ferguson ao então presidente (Ramon Calderón) do clube espanhol, centra-se no montante envolvido no negócio.

Os números divulgados (cerca de 94 milhões de euros) estão a causar reacções contraditórias. Algumas preocupações são manifestadas por responsáveis de futebol europeu e figuras da política britânica, curiosamente adeptos dos red devils.

A concretizar-se o desejo há muito manifestado por Cristiano Ronaldo (falta o acordo entre jogador e o novo clube), a verba anunciada é um recorde e até espanta os ricos.

 

 



publicado por António Castro às 23:25
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sexta-feira, 15 de Maio de 2009
Regresso ao local do "crime"

Florentino Perez, um dos empresários mais ricos do mundo, anunciou a candidatura às eleições do Real Madrid. Ausente e "silencioso", como salientou, durante três anos, depois de ser eleito presidente duas vezes (2000 e 2004),  embora sem cumprir  todo o segundo mandato, tem o seu nome ligado à polémica transferência de Figo do Barcelona para Madrid. Aliás, o agora candidato "construiu" a famosa equipa dos galácticos, na qual, além do português, pontificaram o francês Zidane, o brasileiro Ronaldo e o inglês Beckham.

Uma constelação de estrelas que lhe proporcionou sete títulos nos primeiros três anos, e nenhum no restante período da presidência, que abreviou ao pedir a demissão. Desenvolveu um conceito de gestão que passava pela exploração da imagem das vedetas, muito solicitadas para promoções publicitárias, em prejuízo da preparação física e técnica e do rendimento da equipa.

Florentino Perez pretende de novo recrutar os melhores jogadores do mundo e terminar com a longa travessia do deserto dos merengues, cuja projecção se espalha por todo o mundo.

Não regressar ao local do crime é um ditado-conselho usado em Portugal e, quando não cumprido, provoca, por vezes, resultados desastrosos.

Florentino Perez, pelos vistos, não alinha nestes conceitos antigos e acredita, pelo menos, em mais três anos de sucesso. 



publicado por António Castro às 23:53
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 13 de Janeiro de 2009
Escândalo estala no Real Madrid

O Real Madrid atravessa tempos difíceis. Não bastava o fraco rendimento da equipa de futebol, já a apreciável distância pontual do tranquilo líder Barcelona, com a consequente  e tradicional chicotada psicológica, e novo escândalo abana as estruturas do clube de Santiago Bernabéu.

Ramón Calderón terá viciado a votação na última assembleia geral, segundo denuncia o jornal espanhol Marca. A acusação aponta para o presidente dos merengues ter infiltrado entre as pessoas com direito a voto elementos que não reuniam condições para tal e, inclusive, algumas nem sequer eram sócios.

Desde há muito que o dirigente máximo da colectividade de Madrid tem sido alvo de críticas, fundamentadas no facto de não ter cumprido as promessas relativas a algumas contratações ainda no tempo do técnico Bernd Schuster, culminada com a "guerra" com o Manchester United pela transferência falhada de Cristiano Ronaldo. Recentemente, a contratação de Diarrá e Hunteleaar, a pensar na Liga dos Campeões, e a posterior constatação de que só um pode ser utilizado naquela prova piorou o ambiente.

Ramón Calderón já reagiu às notícias do diário desportivo. mas não desmentiu as denúncias de fraude e limitou-se a garantir que não se demitia.

O futebol, qualquer que seja o país, está realmente bem servido de dirigentes...

 



publicado por António Castro às 23:47
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 2 de Janeiro de 2009
Real Madrid entra ano em brasa

O Real Madrid está desesperado e resolveu ser a vedeta deste miniperíodo de defeso no que respeita a transferências. As contratações simultâneas de Hunteleaar e Diarrá com o objectivo de salvar a época na Liga dos Campeões resultaram em autêntico desastre. Os responsáveis do departamento técnico negligenciaram o facto de ambos terem actuado esta época em provas europeias - um na Taça UEFA e outro na Liga - e, descoberto o lapso, os consultores jurídicos defenderam uma interpretação especial dos regulamentos para salvar a face perante o ira do presidente Ramón Calderón.

Este, por sua vez, procurou uma solução e recorreu à "cunha" com um telefonema para Michel Platini, mas acabou por ouvir uma negativa do presidente da UEFA, após saber a opinião pessoal de juristas, pois os serviços do organismo tem estado encerrados.

O presidente dos merengues, entretanto, arranja factores de diversão. Divulga-se que o clube de Madrid endereçou um convite ao treinador do Arsenal Arsène Wenger, por mais de 25 milhões de euros, e "ressuscita" a garantia da contratação de Cristiano Ronaldo, ambos na próxima época, com o português a manter juras de fidelidade ao Manchester United.

Verdadeiras ou falsas, estas notícias servem para "adormecer" os adeptos de Santiago Bernabéu, furiosos com a supremacia do Barça e de outros clubes, no plano interno. 

Pagam-se caro as aventuras de gestores megalómanos.  

  



publicado por António Castro às 02:05
link do post | comentar | favorito

Sábado, 27 de Dezembro de 2008
Hunteleaar e Diarrá agitam Real Madrid

Uma tempestade abateu-se sobre o Real Madrid, enquanto o presidente Ramón Calderón se passeia pelas praias da Republica Dominicana.

O responsáveis desportivos, Pedja Mijatovic e o adjunto Carlos Bucero, com a concordância do treinador Juande Ramos, contrataram dois jogadores para atenuar os estragos da derrapagem do futebol, culminada com a demissão de Bernd Schuster.

Hunteleaar e Diarrá foram as "armas" escolhidas para inverter a marcha na Liga e enfrentar o Liverpool no reatamento da Liga dos Campeões, em Março.

Só que o escândalo estalou quando o diário Marca "lembrou" que apenas um dos jogadores poderá participar na prova, de acordo com os regulamentos da UEFA. Gerou-se, primeiro, a dúvida sobre a notícia do jornal. Cientes da realidade, o conselho directivo do clube entrou em transe e o presidente aos pulos nas areias próximas de Punta Cana.

Os responsáveis pelas contratações, acossados, emitiram um comunicado com desculpas: tinham conhecimento dos regulamentos; discordam de algumas alíneas e vão pedir à UEFA a sua revisão. E tentam convencer os adeptos que as transferências tinham como principal objectivo preparar o futuro.

Actividade profissionalizada não se compadece com o desempenho de certas tarefas por funcionários amadores, mesmo que tenham um passado de grandes jogadores. Os portugueses, a viverem casos similares, deve aprender com este exemplo.



publicado por António Castro às 22:00
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 21 de Novembro de 2008
Jogadores tratados como mercenários

O presidente Ramon Calderón jantou com os jogadores do Real Madrid, supostamente com o objectivo de reforçar o espírito de um grupo afectado por recentes derrotas, uma delas perante um clube da II Divisão B, a provocar a eliminação da Taça do Rei.

O responsável dos merengues, no entanto, tinha outros argumentos para estimular os jogadores. Anunciou estar na disposição de dar um prémio extra de 120 mil euros a cada um se o conjunto treinado pelo alemão Schuster conquistar cinco vitórias consecutivas, com o Recreativo de Huelva, BATE Borisov, Getafe, Sevilha e Zenit, os próximos adversários na Liga espanhola e na prova dos campeões. E ficou no ar a hipótese deste montante ser reforçado se Barcelona e Valência também caírem perante o Madrid.

Num mundo em crise, a preocupar seriamente os responsáveis políticos e a reflectir-se no bolso do cidadão comum, os mentores do futebol europeu parecem viver noutro planeta.

Os jogadores, esses, ficam tão satisfeitos com a perspectiva de aumentar a conta bancária como desesperados estão os que continuam há meses à espera de salários.

É tal a obsessão pelo dinheiro que nem admitem considerarem-nos como mercenários. Uma coisa é receber aquilo que consta de fabulosos contratos, outra consiste em pactuar com atitudes que indiciam dúvidas sobre a sua dignidade como profissionais.

Como sempre, o dinheiro compra tudo!



publicado por António Castro às 23:50
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Cristiano mantém especula...

E vão três e mais um

Mourinho não muda históri...

Sonho de menino

Até os ricos se espantam

Regresso ao local do "cri...

Escândalo estala no Real ...

Real Madrid entra ano em ...

Hunteleaar e Diarrá agita...

Jogadores tratados como m...

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links
Visitas
Adicionar as contagens de 2008 a 2012 - 59512