Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Quarta-feira, 27 de Abril de 2011
Mourinho com mais duas batalhas

A "guerra" entre o Real Madrid e o Barcelona desta temporada ainda não terminou e a Liga dos Campeões inclui três batalhas.

A primeira já foi ganha pelos catalães ao vencerem em Santiago Bernabéu o encontro da primeira eliminatória das meias-finais. Messi foi o herói com a marcação de dois golos, mas apenas depois de Pepe se ter tornado no carrasco da própria equipa.

Até este momento, também fatídico para José Mourinho, pois foi para "trás das grades" junto ao relvado, assistira-se a mais do mesmo. O Barça a desenvolver o famoso tiki-taka, cuja única vantagem se manifestava na estatística da posse de bola, e os merengues a explorar com rapidez as mais ocasionais posses de bola para desenvolver velozes contra-ataques. Tudo já demasiado visto, a roçar o enfadonho, com excepção da fenomenal jogada de Messi a fixar o resultado final.

Seguir-se-ão as duas restantes batalhas. Uma, certamente imediata, terá como palco os bastidores da UEFA e "réus" o futebolista Pepe, pela falta que todos os madrilenos dizem não ter cometido, e o treinador português, devido à expulsão e às afirmações proferidas na conferência de imprensa, com ataques subtis  - ou nem tanto - a Pepe Guardiola, ao Barcelona e a certas estruturas da UEFA.

O Nou Camp será o cenário da última batalha, sendo a guerra provavelmente favorável aos catalães, depois dos acontecimentos na capital do País.



publicado por António Castro às 23:03
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Domingo, 30 de Maio de 2010
Pepe passou apenas um obstáculo

A primeira aposta está ganha. Da reunião dos médicos do Real Madrid presentes na Covilhã - os merengues não brincam em serviço - com os seus homólogos da selecção, o operador, o fisioterapeuta e demais elementos ligados ao processo, resultou o veredicto que Carlos Queirós tanto ansiava: Pepe está clinicamente curado e pode voltar aos treinos.

Ao responsável técnico abrem-se diversas portas para delinear, de acordo com os seus conceitos tácticos e as características dos próximos adversários, o sector recuado da equipa, seja na defesa ou em terrenos ligeiramente mais adiantados.

Melhor do que ninguém, Carlos Queirós saberá que uma nova etapa terá de ser percorrida em tempo recorde. O empenho de Pepe, já demonstrado em diversas ocasiões, permite confiar que o jogador, no curto espaço de 15 dias, tem condições de dar sinais sobre a indispensável recuperação física e técnica para enfrentar os jogos do Mundial depois de tanto tempo de paragem.

Confiar na sua determinação está fora de causa. A dúvida poderá residir se atingirá, apesar do seu espírito de lutador, os níveis exigidos por uma competição de tão elevado desgaste.

De qualquer forma, depois de tantas incertezas, importa acreditar que a segunda aposta também terá sucesso.

 



publicado por António Castro às 23:50
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009
... E tudo vai saber-se em Outubro

Pepe, naturalizado brasileiro a jogar no Real Madrid, manteve a selecção em período estacionário, embora ainda esteja - como referimos ontem - em estado de coma qualificativo para o Mundial.

Budapeste não ofereceu o espectáculo esperado e desejado num estádio praticamente esgotado e cujo nome homenageia um dos melhores futebolistas de todos os tempos: Ferenc Puskas. 

A selecção da Hungria revelou temer o adversário e assentou a sua manobra na solidez da defesa e em esporádicas tentativas de ataque. Ainda assim causou algumas preocupações a Carlos Queirós, que se manteve quase sempre junto ao limite da área dos treinadores, junto ao relvado, distante do lugar sentado devido à pista de atletismo.

Portugal esteve muito longe da exibição na Dinamarca. Uma defesa nem sempre tranquila, um meio-campo laborioso, embora pouco solto, e avançados sem engenho para evitar o contacto físico, no qual os magiares levaram quase sempre vantagem.

Valeu um canto e o «coração» e clarividência de um defesa para manter acesa a vela da esperança até aos embates decisivos de 10 e 14 de Outubro.

 



publicado por António Castro às 23:53
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 23 de Abril de 2009
Pepe merece castigo exemplar

O mundo do futebol está escandalizado com o lamentável comportamento de Pepe no encontro entre o Real Madrid e o Getafe.

Com razão, pois nada justifica que o português de origem brasileira tenha pontapeado por duas vezes um adversário caído por terra, apenas porque os antecedentes do lance resultaram num penalty contra o Real Madrid.

Faltam apenas algumas horas para se saber qual o castigo aplicado ao jogador. Deverá ser exemplar, pois de nada servem as desculpas do internacional português.

Como atenuante poderá recordar-se que o ser humano comete, por vezes, actos inconcebíveis e inexplicáveis à luz da razão, só próprios de animais selvagens.

O homem-Pepe talvez mereça condescendência, mas o futebolista-Pepe tem de sofrer um castigo suficientemente forte para se extirpar dos relvados cenas tão lamentáveis.


tags: ,

publicado por António Castro às 23:50
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 9 de Junho de 2008
Desporto tem de conviver com a globalização

Os comportamentos de Deco e Pepe na estreia da selecção no Europeu 2008 merecem algumas palavras de reflexão. Por serem brasileiros naturalizados, mas também pela influência que tiveram na vitória sobre a Turquia.

Quanto ao primeiro caso, não é esta a primeira vez que a equipa das quinas incluiu talentos do Brasil, sendo Lúcio, defesa contratado pelo Sporting, um  dos primeiros exemplos de aproveitamento de "matéria-prima" de outras origens, incluindo um sul-africano.

Aliás, na Europa, tudo começou em 1938 com os chamados "oriundos", argentinos de origem italiana ao serviço da squadra azzurra, nesse ano bicampeã do mundo sob o comando técnico de Vittorio Pozzo. Circunstâncias que, anos mais tarde (Mundial de 1962), se repetiram na vizinha Espanha, tendo como exemplos principais o argentino Alfredo Di Stefano e o húngaro Puskas, ambos ao serviço do Real Madrid.

Pepe, o homem do jogo com a Turquia teve uma actuação vibrante, expressa mesmo antes do pontapé de saída na maneira como cantou a Portuguesa, e culminada com brilhante e decisiva actuação.

Deco manobrou em campo quase à maneira antiga, parecendo ter ultrapassado a má época no Barcelona. Exemplos que deixam sem argumentos aqueles que se opunham à sua entrada na equipa das quinas, sem deixar de reconhecer que alguns bons valores portugueses ficaram no "banco".


tags: ,

publicado por António Castro às 02:50
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Mourinho com mais duas ba...

Pepe passou apenas um obs...

... E tudo vai saber-se e...

Pepe merece castigo exemp...

Desporto tem de conviver ...

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links