Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Sábado, 30 de Novembro de 2013
Académica alarma campeão

Aconteceu quando menos se esperava. A descida de rendimento da equipa de Paulo Fonseca, com incidência mais preocupante na ineficácia atacante, reconhecida pelo próprio treinador, era evidente. Admitia-se, no entanto, não ser em Coimbra que os dragões perdessem o comando do campeonato.

Sabia-se que Sérgio Conceição recorreria a uma estratégia para controlar o mais possível o adversário, mas ninguém acreditava no colapso perante uma Briosa de menores recursos.

O treinador do Dragão voltou a fazer uma análise ao jogo que indicia encontrar-se numa encruzilhada: «Não fomos determinados, não fomos agressivos. Tentámos, nem sempre da melhor forma, mas a verdade é que fomos incapazes de ultrapassar a organização defensiva da Académica.»

E fez uma pergunta, para a qual parece não ter resposta aceitável. «Como se explica essa menor determinação? Fruto da situação, dos resultados que não foram conseguidos, é a única explicação que encontro», concluiu.

É pouco para os adeptos, pois, como acentua, «o FC Porto é um clube habituado a ganhar», e a última vez que sofreu uma derrota na Liga portuguesa foi a 29 de Janeiro de 2012, na visita ao Gil Vicente (3-1) na primeira época (2011/12) com Vítor Pereira como treinador.

Passaram-se 671 dias! Demasiado para que Pinto da Costa não tente travar este ciclo menos positivo. Como é habitual no Dragão, eventuais medidas só virão a público quando o presidente quiser.



publicado por António Castro às 23:12
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 26 de Novembro de 2013
FC Porto desilude na Champions

Lenços brancos no Dragão e Paulo Fonseca a assumir a culpa pelo empate com o Áustria de Viena, que coloca em causa a continuidade do FC Porto na Liga dos Campeões.

«É um facto. Não vencemos os três jogos em casa e isso custa muito. Entrar para a última jornada desta forma não é fácil, mas se há um responsável, sou eu. Não fujo às responsabilidades e responderei por elas», disse o treinador.

Reacções a um encontro em os portitas foram completamente inoperantes durante 45 minutos, nunca se libertando da pressão exercida pelo adversário.

Melhoraram depois do intervalo, remeteram o Áustria para o seu meio-campo, mas os inúmeros lances desenvolvidos na área adversária foram concluídos atabalhoadamente.

Falta de inspiração que apenas permitiu o golo do empate de Jackson Martinez. Depois foram os nervos a sobrepor-se ao engenho individual e colectivo.

Situação verificada também na visita do Nacional, a obrigar Paulo Fonseca a seguir processos diferentes de trabalho para desanuviar o ambiente, cada vez mais tenso nas bancadas. E, logicamente, preocupante entre os elementos da direcção.



publicado por António Castro às 23:03
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 1 de Outubro de 2013
FC Porto com duas faces

Assobios no Dragão. Uma primeira parte de grande intensidade do FC Porto que, praticamente nem deixou respirar o Atlético de Madrid. Uma das exibições mais conseguidas da equipa de Paulo Fonseca. Com poucos frutos: apenas um golo de Jackson na primeira quinzena de minutos.

Tudo se alterou depois do intervalo porque os colchoneros contiveram a avalancha portista e mostraram a razão porque tem tantas vitórias como os jogos disputados (7) na Liga espanhola.

Aconteceu o inesperado. Os comandados de Diego Simeone tomaram progressivamente conta das operações e saíram com uma vitória da Cidade Invicta.

O técnico portista viu assim o jogo: «É uma tremenda injustiça, pelo que fizemos na primeira parte e também pelo que fizemos na segunda parte. Sofremos dois golos de bola parada. Tivemos uma excelente primeira parte e na segunda o Atlético assumiu um bocadinho, mas penso que voltámos a estar em grande outra vez».

O responsável dos espanhóis considerou: «Custou-nos entrar no jogo, mas há um carácter, predisposição e estado de forma que permite aos jogadores enfrentar jogos complicados.»

As exigências da Liga dos Campeões não se comparam com as "facilidades" do campeonato português. Quem pretende esconder as realidades e entra em contradições (os três golos do desafio foram de bola parada) acabará por ter inesperados dissabores.



publicado por António Castro às 23:30
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 30 de Setembro de 2013
Atitudes e palavras inexplicáveis

Domingo (dia 22) para esquecer. O azar do Guimarães na visita do Benfica; os incidentes no final deste encontro, nos quais desnecessariamente participou Jorge Jesus; as infelizes palavras do treinador Paulo Fonseca depois do FC Porto ceder um empate no Estoril; por fim, a polémica em torno da arbitragem dos dois jogos.

Um remate de Cardozo esteve na origem do golo da vitória da equipa da Luz. A bola bateu no peito de Marco Matias e traiu o seu colega da baliza Douglas. Nessa altura já Rui Vitória tinha em campo menos um jogador por expulsão de Addy. Mais um contributo para o mau espectáculo oferecido pelas duas equipas. Apenas os adeptos da Luz estavam satisfeitos, mas o excesso de entusiasmo acabou por originar comportamento incorrecto de Jorge Jesus.

O FC Porto, ao sétimo jogo, não ganhou na Amoreira e Paulo Fonseca digeriu mal a  perda de dois pontos. Nos comentários à partida voltou as baterias para um colega de profissão.

«Quero dar os parabéns ao Jorge Jesus, que conseguiu jogar em três campos. Houve uma clara influência da equipa de arbitragem. Parabéns a quem condicionou, não apenas este, mas também o jogo do Sporting. Quem ganhou foi a estratégia de Jorge Jesus. Não tenho dúvidas que as preces de Jorge Jesus foram ouvidas.»

Há dias em que o melhor é estar calado.



publicado por António Castro às 19:46
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 18 de Setembro de 2013
Dragões sem inspiração na Áustria

Quem diria que o FC Porto, no relvado do Estádio Ernst Happel de Viena, teve uma exibição merecedora de elogios? Apenas o treinador dos Dragões.

«Estou contente acima de tudo, porque era importante vencer e somar estes primeiros três pontos. Conseguimos o nosso objectivo. Comprovámos que esta equipa tem qualidade. Penso que fizemos um jogo inteligente e pragmático». considerou Paulo Fonseca.

Satisfação por somar os três pontos é legítimo na estreia no campo de qualquer adversário, mesmo perante o Áustria. Que o treinador dispõe de bons jogadores e já montou um esquema táctico suficiente a nível interno também é uma realidade.

Quanto à equipa ter apresentado um futebol de qualidade perante aquele que todos diziam ser o conjunto mais fraco do grupo, só se pode discordar.

Na primeira parte nada se viu. Depois do intervalo, de realçar certos ajustamentos positivos à manobra anterior e, sobretudo, a tabela entre Lucho González e Danilo, superiormente concluído pelo primeiro.

De pragmático nada se viu de especial. Cautela foi aquilo que sobressaiu nos momentos finais da partida, que só não resultou em alteração do resultado pela falta de engenho dos anfitriões na concretização.

Tudo isto não invalida a justiça da vitória portista. Apenas a "narrativa" de Paulo Fonseca parece pouco realista.



publicado por António Castro às 23:35
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 20 de Agosto de 2013
Setúbal: pouco futebol e muita conversa

O fraco, embora algo emotivo, espectáculo do Vitória de Setúbal-FC Porto (1-3) de há dias já foi analisado nos mais diversos tons, alguns de maneira pouco elegante.

Resumimos a nossa referência ao encontro apenas a dois aspectos. O colombiano Quintero merece uma palavra de elogio pela rápida integração no jogo - saiu do banco - e ser o artífice da viragem no marcador, dando a vantagem ao FC Porto, mais tarde consolidada por Jackson.

Desagradável foi a cena entre o guarda-redes polaco (Kieszek) e o portista Josué, a condenar os sadinos a uma luta desigual devido à expulsão. Excesso próprios do ambiente em torno de um jogo de futebol.

Mais condenável foi a troca de piropos entre os treinadores Paulo Fonseca e José Mota. O portista não chegou  a um clube de primeiro plano por acaso, mas ainda tem muito caminho para andar, e a sobranceria não é boa companheira. O setubalense, já com longa carreira, deve deixar a terceiros o juízo sobre o seu valor.



publicado por António Castro às 16:00
link do post | comentar | favorito

Domingo, 11 de Agosto de 2013
Dragões começam a somar

Mudou o treinador. Saíram jogadores influentes. Entraram novas caras, este ano com alguns portugueses contemplados. E nada se alterou, pelo menos na estreia oficial.

Paulo Fonseca armou a equipa durante as últimas semanas e, em Aveiro, conquistou novo troféu para o FC Porto - a Supertaça. Três golos na primeira parte resolveram a questão com facilidade - Licá (estreia e golo logo aos cinco minutos), Jackson e Lucho.

Argumenta-se que o Vitória de Guimarães pouco mais poderia fazer. pois Rui Vitória está a trabalhar com uma equipa praticamente nova, mas os portistas presentes ficaram especialmente satisfeitos com a acerto na manobra e a ambição dos seus jogadores, afinal também influente nas debilidades reveladas pelos vimaranenses.

O treinador Paulo Fonseca teve uma boa estreia oficial ao serviço dos campeões, pelo que se justificam as declarações finais: «Realizámos um bom jogo. Não que o Vitória não tenha complicado a nossa tarefa, mas acabámos por conseguir um triunfo que se podia ter expressado com outros números».

Bom aperitivo, portanto, para os próximos compromissos da I Liga.



publicado por António Castro às 19:13
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Académica alarma campeão

FC Porto desilude na Cham...

FC Porto com duas faces

Atitudes e palavras inexp...

Dragões sem inspiração na...

Setúbal: pouco futebol e ...

Dragões começam a somar

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links