Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011
Lazio e Sporting em (boa?) gestão

O plantel do Sporting tem limitações de qualidade, às quais se aliam contratempos de lesões. Todos reconhecem, no entanto, que o treinador tem confirmado as qualidades demonstradas em Coimbra e, mais tarde, em Braga.

Ao seguir o expediente da gestão do plantel utilizado nos últimos tempos pelos mais credenciados treinadores para acautelar futuros encontros - a continuidade na Liga Europa estava garantida -, não se compreende que Domingos se mostrasse "impaciente" com o rendimento dos inúmeros titulares estreantes. Não poderia exigir-lhes comportamento sem falhas nem atribuir-lhes total responsabilidade pela derrota em Roma.

A Lazio, apesar de ter em jogo o apuramento, seguiu critério idêntico a pensar no campeonato, só que a defesa portuguesa consentiu dois golos evitáveis noutras circunstâncias.

Curioso será ver o comportamento das duas equipas nos próximos confrontos, pois nem sempre esta estratégia tem surtido os resultados esperados pelos técnicos.

Um coisa é incontestável: excessiva gestão de esforço não serve a promoção do futebol, pois o público, como aconteceu no Olímpico da capital italiana, opta pela ausência.

Há que escolher entre mais jogos com espectáculos menos atractivos ou ajustamentos nos calendários nacionais e internacionais.

 



publicado por António Castro às 23:22
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 24 de Maio de 2011
Alvalade ainda não ganhou nada

Algumas centenas de sportinguistas vibraram intensamente com a apresentação do novo treinador, tratado como o "libertador" dos fantamos que, nos últimos anos, têm pairado por Alvalade.

Os dirigentes e o próprio Domingos Paciência aproveitaram a oportunidade para injectarem confiança, não apenas naqueles que todas as semanas acompanham a equipa de futebol, mas também nos jogadores que ainda pertencem ao plantel. No meio de tanto entusiasmo, afigura-se que a fasquia foi levantada demasiado alta numa altura em que pouco está concretizado e nada, em termos desportivos, garantido.

O Sporting terá encontrado, na sequências das eleições, um presidente e um conselho directivo capazes de modernizarem e rentabilizarem a estrutura organizativa; escolheu para resolver os problemas do futebol pessoas com provas dadas no próprio clube há anos; contratou um treinador com uma carreira curta mas merecedora de créditos ao conduzir o Sporting de Braga, já em fase de ascensão, a patamares nunca antes atingidos; decorrem diligências no sentido de recompor o plantel - aquisições e dispensas - sempre "uma carta fechada".

Se a necessidade de vitórias justifica o ambiente caloroso na apresentação de Domingos Paciência, importa esperar que as decisões enunciadas apontem para uma mudança positiva de processos e que essa "árvore" produza  frutos.

Até agora, aquilo que perdura é uma época penosa, com um terceiro lugar a "milhas" pontuais para o primeiro e segundo da Liga 200/2011. Chegados a este ponto, um futuro mais risonho não assenta em cerimónias de fervor clubista. É apenas um bom princípio...

 



publicado por António Castro às 23:15
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 23 de Maio de 2011
Tabu sem sentido

O cumprimento de determinadas preceitos - éticos e regulamentares - podem explicar certas situações, mas o tabu sobre o destino de Domingos Paciência, tanto do clube como do treinador, conhecido há meses, já não fazia sentido. Aliás, creio que todas as partes envolvidas no processo, incluindo o Sporting de Braga, ganharam com a oficialização imediata, prevista para dentro de horas, da nova equipa técnica de Alvalade, não esperando pelo final do mês de Junho.

Se não sobrar tempo para implementar um modelo de trabalho que liberte o Sporting desta angustiante temporada, tudo se fará com mais serenidade, desde a solução de aquisições e dispensas, além de permitir a "limpeza" da cabeça de um técnico com uma época trabalhosa e repleta de emoções fortes.

Paulo Bento também revelou as suas escolhas para o decisivo encontro com a Noruega e não se registaram grandes surpresas, embora as ausências de Quaresma e Veloso e as convocatórias de André Santos e Duda não figurassem  em certas conjecturas.

O importante nesta convocatória de 23 jogadores foi o aviso de Paulo Bento, feito nos seguintes termos: «Se começarmos a pensar nas férias antes do jogo, aquilo que pode acontecer é entrarmos de férias em 2012. Penso que é extremamente fácil chegar aos jogadores, porque estar no Europeu é o maior objectivo de um futebolista. Estou certo que vamos jogar bem e teremos todas as capacidades para sermos o primeiro.»



publicado por António Castro às 23:26
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 19 de Maio de 2011
Gente sem palavra

O presidente do Sporting, Godinho Lopes, afirmou continuar tranquilo quanto ao anúncio do próximo treinador, apesar das declarações de António Salvador, presidente do Braga no final da Liga Europa. «Fiquei surpreendido quando, de facto, o ouvi falar. Nada se alterou. Disse que falaria do novo treinador no final desta época, que termina a 30 de Junho.»


«Deselegante? Não, não. Terá tido as suas razões, que numa próxima oportunidade poderei perguntar-lhe. Mas estou tranquilo», acrescentou o dirigente leonino que, com a suspensão dos títulos do clube em Bolsa, se viu obrigado a enviar um comunicado à CMVM negando quaisquer negociações com o presidente bracarense.

 

«O Domingos é um grande treinador, temos de agradecer-lhe o trabalho que fez nestes dois anos no clube. Desejo-lhe muito sucesso pessoal e profissional, mas não ao Sporting. Trata-se de um rival directo do Braga e estaria a ser hipócrita se o fizesse», disse António Salvador, em declarações prestadas à Sport TV.

 

Resumo de notícias insertas no site de A Bola

 

Há meses, a comunicação social anunciou que Leonardo Jardim se demitira do Beira-Mar e seria o técnico bracarense na próxima temporada. Logo a seguir, Domingos Paciência foi apontado a Alvalade.

Afinal, quem anda a enganar quem? 

 

 

 

 
 


publicado por António Castro às 23:55
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 12 de Maio de 2011
Gato escondido com rabo de fora

Artur Moraes, guarda-redes do Sporting de Braga, anunciou que deixará o clube no final da época. Recusa, entretanto, ter negociações com qualquer clube.

Domingos Paciência anunciou, após tabu de muitos meses, que também deixará de treinar o clube minhoto. Sobre o destino, remeteu informações a seguir ao termo da temporada.

Enquanto os dois funcionários do clube minhoto se recusam a revelar os seus planos, a comunicação social já deu informações que nenhum dos interessados desmentiu.

Desde o período eleitoral do Sporting que o nome de Domingos Paciência está apontado como sucessor do provisório José Couceiro, caso Godinho Lopes fosse eleito, como aconteceu. O nome do guarda-redes brasileiro surge como provável substituto de Roberto no Benfica.

Afinal, todos querem comandar o timing das notícias, mas ninguém consegue guardar um segredo.

 



publicado por António Castro às 23:35
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 10 de Maio de 2011
Pinto da Costa na berlinda

«Prazer não dá, mas desmente muita gente. Durante anos, disseram que andaria sempre ligado ao FC Porto. Lembro-me de um jogo em Leiria que tive um comentário infeliz e a partir dessa altura passaram sempre a conotar-me com o FC Porto. Quero ganhar porque é o jogo da vida de muita gente, incluída a minha. Quero ganhar, seja ao FC Porto fosse a qualquer outra equipa, mas até por ser contra o FC Porto, para provar que sou profissional e procuro o sucesso, independentemente do adversário.»

 

Domingos Paciência, a propósito da final da Liga Europa

 

 

Depois do secretário de Estado do Desporto ter indignado Pinto da Costa por revelar o desejo do Braga ser o vencedor em Dublin, surge o treinador Domingos Paciência a tentar contrariar os propósitos do clube que o projectou no futebol como jogador.

Pinto da Costa, muito crítico com Laurentino Dias, porventura mais por outras razões do que por ter denunciado a preferência clubista, pelo menos tem obrigação de compreender as palavras do técnico.

Amigos, amigos, negócios à parte, diz o povo e, deve reconhecer-se, ser o lema - porventura as razões do sucesso - do presidente do Dragão.

 



publicado por António Castro às 23:38
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 5 de Fevereiro de 2011
Braga ganha e técnico espera

Domingos Paciência começa a revelar-se preocupado com o silêncio do presidente do Sporting de Braga sobre a renovação do contrato. António Salvador tem-se mostrado exímio a gerir os silêncios e, também, a escolher os responsáveis técnicos desde o momento em que entregou a equipa a Jesualdo Ferreira. Jorge Jesus foi o sucessor e, curiosamente, só o primeiro ficou mais de dois anos à frente dos destinos da equipa.

O ex-avançado portista e uma das revelações dos últimos anos como treinador, termina agora o contrato e não esconde que gostaria de continuar no Minho. A seu favor tem a proeza de levar o clube à Liga dos Campeões, mas esta época não manteve a embalagem do primeiro ano de trabalho e começam a circular notícias que o presidente tem outro nome em carteira.

Uma razão para Domingos Paciência não ter escondido, antes da visita ao Marítimo, a vontade de continuar em Braga, onde passou «os melhores momentos» da sua curta carreira. Mensagem em que demonstra ter interesse em não prolongar demasiado o tabu, embora reconheça que «a profissão de técnico é mesmo assim».

A deslocação à Madeira correu-lhe de feição, pois teve no guarda-redes Artur Moraes o sustentáculo de uma vitória tangencial, em risco na fase final da partida. Não será por este resultado, no entanto, que se alteram certamente os planos eventualmente já traçados por António Salvador, seja de manter o técnico ou abrir as portas a um dos novos valores em ascensão.



publicado por António Castro às 23:23
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sexta-feira, 14 de Janeiro de 2011
Ambiente desanuviado em Braga

Acabou o jejum bracarense. No início da segunda volta, Domingos Paciência conseguiu levar pela primeira vez os seus comandados ao triunfo fora do Axa. Ninguém esperava, face ao comportamento da época passada, e apesar de estreia na Liga dos Campeões menos conseguida, embora tivesse assegurado um lugar na Liga Europa, este défice de rendimento.

O Portimonense não constitui o adversário ideal para tranquilizar as gentes «arsenalistas» do Minho, pois a equipa algarvia caminha a passos largos para a despromoção, Aliás, o treinador Carlos Azenha reconheceu que «o Braga não é do nosso campeonato». No entanto, os três pontos conquistados no Algarve serão factor de moralização para quem já desesperava por uma vitória fora de casa.

Domingos Paciência, portanto, não tem motivos para descansar, pois além do desejo de voltar à ribalta terá de resolver problemas internos, como ficou patente com a reacção de Mossoró ao ser substituído ainda antes do intervalo.

Clubes onde faltam os pontos, até ralham os que deveriam estar calados... 



publicado por António Castro às 23:30
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 22 de Novembro de 2010
Do fado à utopia

«É possível ganhar ao Arsenal», considera Domingos Paciência na véspera do reencontro com a equipa de Arsène Wenger, agora no Estádio AXA em jogo da Liga dos Campeões. O técnico do Sporting de Braga não esquece a goleada (6-0) no Emirates Stadium, deverá ter a presença na Liga Europa garantida, mas sonha com mais. Continuar em prova obriga a uma conjugação de resultados nesta e na última jornada de fase de grupos em que também participam o Shakhtar Donetsk e Partizan de Belgrado.

O director desportivo Costinha ficou satisfeito com o sorteio de fase de grupos da Taça da Liga, dado defrontar adversários perto de Alvalade - até parece que o País é muito grande - e garante que o Sporting «quer ganhar a prova», apenas a terceira na escala de valores do calendário português. Vai mais longe: «Todas as competições são prioritárias. Enquanto for possível matematicamente, são todas para ganhar.»

Ao comentar a decisão da Irlanda pedir ajuda à UE e ao FMI para combater a crise, o primeiro-ministro José Sócrates foi peremptório:«Portugal não precisa de ajuda.» Frase proferida quando diariamente são conhecidos números cada vez mais gravosos.

Que pensar? Os portugueses libertaram-se, de repente, da tristeza intrínseca bem expressa no fado ou já denunciam sinais de perturbação mental?

 

 



publicado por António Castro às 23:33
link do post | comentar | favorito

Sábado, 13 de Março de 2010
Pela boca morre o peixe

O Benfica na visita ao Nacional e o Sporting na recepção ao Vitória de Guimarães, a lutarem por objectivos muito diferentes, não estão «autorizados» a falhar.

Os encarnados, na sequência da magra vitória do Braga sobre o Rio Ave; os leões porque defrontam adversário com ambições possibilidades de ocupar o último lugar que dá acesso à Liga Europa da próxima época.

Neste contexto começam por surpreender as palavras de Carlos Carvalhal que, ao contrário do que aconteceu desde a entrada em Alvalade, coloca-se no poleiro e manda recados aos dirigentes. Que tenha a ambição de continuar no Sporting e entender que merece essa recompensa pelo trabalho desenvolvido será legítimo. Dar a conhecer esse sentimento nesta altura - véspera de jogo importante a nível nacional e da decisão da eliminatória com o Atlético de Madrid - parece inoportuno e uma forma de pressão que poderá ser contraproducente .

Acrescente-se que Jesualdo Ferreira, apesar de confessar a necessidade da vitória sobre a Académica, não terá ficado satisfeito, e Domingos Paciência prepara já eventual resultado negativo ao afirmar que o confronto com o Benfica ainda não será o do título.

Várias maneiras de «jogar» fora das quatro linhas. 



publicado por António Castro às 23:58
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Sábado, 2 de Janeiro de 2010
Carvalhal e Paciência acreditam em 2010

Afinal, a tradicional onda de optimismo das passagens de ano ainda exerce influência no ânimo das pessoas. A transição de Dezembro para Janeiro produz certos efeitos psicológicos difíceis de explicar para um leigo na matéria, mas bem patentes em certo tipo de declarações. Mais realismo e acréscimo de ambição são incontestáveis nos discursos de dois treinadores que, curiosamente, se defrontam para a Taça da Liga, em Alvalade.

Carlos Carvalhal veio a público contestar aqueles que pretendem títulos tendo como base equipas assentes nas escolas de formação. Defendeu, portanto, a necessidade de recorrer ao mercado para recrutamento de futebolistas mais experientes. E, com inesperado entusiasmo, considerou que as recentes aquisições do Sporting meteram medo a muita gente.

O ex-futebolista Domingos Paciência, detentor de um palmarés com diversos títulos conquistados no FC Porto, no dia em que festejou 41 anos assumiu a pretensão de ser campeão, agora como treinador do Sporting de Braga.

Será de elogiar esta faceta positiva de encarar a vida revelada pelos dois técnicos.

Apenas ficou uma dúvida. Quem ficou assustado com as novidades dos verdes da Segunda Circular: os adeptos ou os adversários? 

 

 



publicado por António Castro às 23:51
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sábado, 19 de Setembro de 2009
Ataque à liderança bracarense

Após um aperitivo que permitiu ao Leixões conquistar a primeira vitória em quatro jogos - o melhor que José Mota conseguira foram dois empates - na visita do Guimarães de Nelo Vingada, o derby entre o Sporting de Braga e o FC Porto, desde há anos rodeado de muita paixão e alguns excessos dos adeptos, constitui o prato forte do último dia da semana.

Além dos habituais ingredientes, Jesualdo Ferreira persegue o ataque à liderança  do campeonato, após o desaire com o Chelsea na Liga dos Campeões, e o ex-jogador portista Domingos Paciência, transformado em promissor treinador, pretende manter um ciclo totalmente vitorioso, inesperado até para os analistas mais audaciosos

Na expectativa está o Benfica, com credenciais renovadas, e mais remotamente o Sporting, distante três pontos dos três rivais.

O rendimento dos portistas em Inglaterra deixou algumas promessas de rápido regresso ao passado. A postura dos bracarenses nesta época, na sequência do tempo de Jorge Jesus, terá um teste importante e definirá o futuro.

 

DISCURSO DIRECTO

«O que está para trás (Chelsea) condiciona sempre o que está à frente, mas também sabemos todo o aproveitamento que podemos fazer de tudo o que está para trás» Jesualdo Ferreira (18/09/09)

«Não vamos mudar a nossa identidade. Vamos defrontar o FC Porto da mesma forma como temos feito em todos os jogos, respeitando só no sentido de se tratar do campeão e sabermos que quer recuperar a liderança» Domingos Paciência (18/09/09)

«É mau para o ciclismo, é mau para mim e é mau para toda a gente, mas tenho de esperar para ver o que isto vai dar. Não me quero alargar muito» Nuno Ribeiro - vencedor da Volta a Portugal acusado de doping (18/09/09)



publicado por António Castro às 01:30
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Lazio e Sporting em (boa?...

Alvalade ainda não ganhou...

Tabu sem sentido

Gente sem palavra

Gato escondido com rabo d...

Pinto da Costa na berlind...

Braga ganha e técnico esp...

Ambiente desanuviado em B...

Do fado à utopia

Pela boca morre o peixe

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links
Visitas
Adicionar as contagens de 2008 a 2012 - 59512