Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Terça-feira, 4 de Fevereiro de 2014
Massagista vira treinador

A vitória do Chelsea sobre o Manchester City foi uma surpresa no novo Ethiad Stadium, mas não foi a única. No dia seguinte chegou ao conhecimento público que a habitual conversa de balneário da equipa de Londres foi feita pelo massagista.

A notícia surgiu nestes termos: «Eu não falei antes do jogo, foi o Billy, o massagista, quem deu a palestra à equipa. Ele gritava no seu forte sotaque escocês -  "grrr, grrr, grrr" -, que não consegui perceber nada. Estou a falar a sério! Mas os jogadores batiam palmas. Era palestra do Billy e ele foi fantástico. Não percebi nada, mas parece que os jogadores perceberam. A última vez que falei com os jogadores foi a meio do dia.»

Palavras proferidas por José Mourinho.

A imaginação do Happy One não tem limites para estimular os seus jogadores. A partir de agora tudo se pode admitir nos seus mind games.



publicado por António Castro às 15:16
link do post | comentar | favorito

Sábado, 26 de Outubro de 2013
Presença de "Sir" ajuda Manchester

Alex Fergusson continua a ser um talismã para o Manchester United. A gozar uma reforma dourada desde o fim da época transacta, de vez em quando assiste a um jogo em Old Trafford.

Aconteceu no encontro em que David Moyes tinha como adversário o Stoke City, teoricamente ao alcance dos red devils. Aconteceu, porém, o visitante marcar logo no início da partida (4 m).

Van Persie - quem havia de ser? - estabeleceu a igualdade, mas logo a seguir o anfitrião repôs a vantagem quase a finalizar a primeira parte.

Os assobios voltaram ouvir-se em Old Trafford e o técnico do United acabou por tentar o que parecia impossível ao chamar alguns suplentes depois do intervalo.

Nani deu lugar à jovem promessa Januzaj, e do banco também saltaram Valência e Chicharito.

O esperança voltou aos apoiantes do Manchester através de duas vedetas: Van Persie assistiu Rooney para novo empate e, a dez minutos do fim, o mexicano acabou com as veleidades do adversário.

O Machester United, mesmo com Sir Alex na bancada, é outra coisa. As suas energias positivas passam para o relvado.

Resta saber quanto tempo aguenta Davis Moyes a hostilidade dos adeptos, nada habituados a ver o clube tão longe da liderança do campeonato inglês.



publicado por António Castro às 22:36
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 13 de Fevereiro de 2013
Fergusson segura Mourinho

«Apeteceu-me estrangular Cristiano Ronaldo!» Desabafo de Rio Ferdinand quando o português marcou o tento do empate em Santiago Bernabéu. Este constitui o maior elogio do defesa inglês ao seu ex-companheiro de equipa no final do encontro da Liga dos Campeões, resultado que, teoricamente, concede maiores probabilidades a Alex Fegusson de continuar em prova.

José Mourinho tem legitimidade para alimentar aspirações, tal como Mircea Lucescu, apesar do Shaktar ceder também um empate 2-2) perante a Juventus, mas tanto ingleses como italianos tem demonstrado grande qualidade durante a temporada.

O treinador do Real Madrid, por seu turno, tem dupla tarefa, pois a Decima ficou um pouco mais longe, tal como acontece na Taça do Rei – empate na capital espanhola – os troféus matematicamente ao alcance  dos merengues.

Eventuais desaires poderão ser decisivos no futuro imediato do El Especial, agora considerado vulgar.



publicado por António Castro às 23:03
link do post | comentar | favorito

Sábado, 9 de Fevereiro de 2013
Cristiano encanta “merengues”

Três golos na baliza do Sevilha, defendida pelo português Beto. Gento superado ao obter 183 golos pelo Real Madrid, tornando-se no sexto melhor goleador na história do clube de Santiago Bernabéu.

Cristiano Ronaldo continua na crista da onda e conquistou definitivamente os adeptos do Madrid. Como comprova a estrondosa ovação quando foi substituído bastante cedo por José Mourinho.

Segue-se agora o Manchester United, onde o madeirense se afirmou como um dos melhores jogadores do mundo, facto que nunca esquece, tal como o carinho que sente pelo treinador Alex Fergusson.

A Decima – troféu que o clube espanhol persegue desde há anos – constitui o maior objectivo de dirigentes, técnicos e jogadores.

Cristiano Ronaldo também demonstra grande esperança em conquistar pela segunda vez a prova europeia e não esconde para onde pende agora o seu coração.



publicado por António Castro às 23:50
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 26 de Dezembro de 2011
Berbatov volta à ribalta
O búlgaro Berbatov libertou-se da "penumbra" dos últimos tempos ao marcar três dos cinco golos com que o Manchester United  presenteou o Wigan no chamado Boxing Day. Dia menos agradável na Premiership para o ainda líder Manchester City (empate a zero na visita do Bromwich Albion) e o Chelsea de André Villas-Boas, que também perdeu dois pontos na deslocação ao Fulham.
É para este aliciante campeonato que José Mourinho mais uma vez manifestou o desejo de regressar, cumprida a "missão" em Madrid. O sonho antes da selecção...
 


publicado por António Castro às 21:15
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 22 de Novembro de 2011
Quem tem Aimar tem quase tudo

 

O Benfica estava a viver momentos difíceis quando Pablo Aimar, inesperadamente a jogar de início frente em Manchester, teve mais um dos seus rasgos de génio e estabeleceu a igualdade. Naquele lance ficou decidido o apuramento dos portugueses para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões, embora só após a última jornada se decida quem beneficiará do privilégio de ocupar o primeiro lugar.

Jorge Jesus começou cedo a ter razões para estar satisfeito, pois ao terceiro minuto uma iniciativa de Gaitán obrigou Phil Jones a introduzir a bola na própria baliza. Naquela altura nada era definitivo, mas um golo de vantagem dava esperanças, pois o rendimento dos comandados de Alex Fergusson tem-se mostrado muito irregular nos últimos tempos.

De qualuer forma a reacção surgiu, por Berbatov (30 m) e Flechter (59), e Old Trafford acreditou na vitória e na rectificação do empate da Luz.

Puro engano, pois Aimar, ainda antes de ser substituído, fez aquilo que não conseguia há sete anos nesta competição. Marcou um golo verdadeiramente de ouro, dado que a intensa pressão dos britânicos na fase final da partida já não alterou o resultado.

Agora é ganhar na Luz ao Otelul Galati para acbar como líder do grupo.

 



publicado por António Castro às 23:00
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 12 de Setembro de 2011
Jesus versus Fergusson

«Quando sobe ao relvado e ouve o hino da Champions League, um jogador sente logo a adrenalina elevada porque sente que está a actuar com os melhores, por isso não há muita diferença entre jogar com o Manchester United ou, por exemplo, com o Basileia. A motivação dos jogadores está sempre alta em ambos, porque estão a jogar na Champions League, que é o máximo.»

 

Jorge de Jesus in Público

 

«O jogo de abertura é o mais difícil para nós. O Benfica é sempre um problema e esperamos sempre um jogo difícil. Vi um par de jogos deles como visitantes na época passada e foram absolutamente brilhantes... Defrontar o Benfica fora de casa é o tipo de jogo que temos de respeitar. Penso que precisamos de mais experiência em Lisboa.»

 

Alex Fergusson in Público

 

 

O treinador do Benfica não encontra diferenças entre jogar com o Manchester United e o Basileia, em termos de motivação. A "velha raposa" do Manchester United preferiu elogiar o adversário e admitir a utilização de jogadores mais experientes na Luz. Discursos diferentes de antevisão ao mesmo jogo, dos quais se podem retirar curiosas ilações sobre a personalidade e experiência do português e do escocês.



publicado por António Castro às 22:21
link do post | comentar | favorito

Sábado, 27 de Agosto de 2011
Benfica com adversário de luxo na Europa

Os sorteios das duas competições europeias, realizados no Mónaco, capital do futebol do continente durante dois dias, já que o Principado foi também palco do embate entre o Barcelona e o FC Porto (Supertaça) ditaram mais dificuldades e menos novidades, embora haja alguns adversários estreantes para as equipas portuguesas.

A Luz terá, na Liga dos Campeões, um visitante de luxo chamado Manchester United, do qual se dispensam adjectivos de qualidade, tal como de competência ao treinador Alex Fergusson. Basileia (Suíça) e Otelul Galati (Roménia), este estreante nestas andanças, completam o lote de adversários do Benfica, que Jorge de Jesus não pode menosprezar para continuar em prova.

Da tarefa do FC Porto ressalta sobremaneira as duas longas viagens que terá de fazer ao Leste da Europa. Shakhtar (Ucrânia), Zenit (Rússia) e Apoel Nicósia (Chipre) começaram a aparecer nos últimos anos, e os ucranianos com prestações assinaláveis. Nada que o treinador Vítor Pereira não conheça, com a curiosidade de no clube russo actuar o ex-jogador portista Bruno Alves. O palmarés dos dragões nos últimos anos oferece boas garantias de superar qualquer obstáculo, desde que não surjam inesperadas oscilações.

O Sporting de Braga tem algo a defender - a presença na final da Liga Europa da época passada - e Leonardo Jardim encontrará equipas de pouca história europeia. Club Brugge (Bélgica), Birmingham (Inglaterra) e Maribor (Eslovénia) não parecem intransponíveis, mas não estarão dispostos a serem apenas figurantes.

Do Sporting actual pouco haverá a esperar, face às dificuldades do princípio da época. Lazio (Itália) e Zurique (Suíça) podem discutir em pé de igualdade com aos debilitados leões, e o Vaslui (Roménia) constitui uma incógnita.

Que não se esbanjem de imediato mais pontos do ranking que tanto custaram a amealhar na temporada passada.

 



publicado por António Castro às 20:39
link do post | comentar | favorito

Sábado, 28 de Maio de 2011
Barcelona sem piedade

«É a melhor equipa que já vi e toda a gente reconhece. Aceito perfeitamente. Não é fácil aceitar esta derrota e nenhuma equipa nunca tinha conseguido dominado deste modo os meus jogadores», confessou Ferguson, treinador do Manchester United, depois de ter felicitado o colega de profissão Pep Guardiola pela vitória do Barcelona na Liga dos Campeões.

Estas palavras de Sir Alex constituem a melhor homenagem prestada aos campeões de Espanha, vencedores do terceiro título europeu (1980, 2009 e 2011) e a Guardiola, com carreira ímpar desde que assumiu o comando dos clube catalão há três anos.

O Manchester, a actuar em Wembley, começou em alta pressão e durante alguns minutos impediu que Iniesta e companhia  construíssem a habitual "teia" anestesiante dos adversários. O golo de Rooney, a responder ao de Pedro, concedeu suspense à segunda parte, mas cedo a "pulga" Messi deu a picada fatal nos ingleses e catapultou os espanhóis para exibição de luxo.

Todo o mundo - expressão sem exagero, dada a audiência da transmissão televisiva - ficou rendido à capacidade de uma equipa fiel a um estilo, nem sempre vibrante, mas invariavelmente a proporcionar espectáculo de grande beleza e... golos.

Uma dúvida, no entanto, pode colocar-se: será que Alex Ferguson utilizou os jogadores certos para contrariar a manobra do Barça? Terá preferido alguns jovens em detrimento de elementos com mais experiência, e obrigou outros a desmultiplicarem-se em tarefas pouco adaptadas às suas características.

Reflexão que em nada retira os elogios devidos à melhor equipa europeia do momento, por muito que custe ao Real Madrid e a José Mourinho.



publicado por António Castro às 23:32
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 27 de Maio de 2011
Mourinho e Villas-Boas pairam em Londres

Manchester United e Barcelona concitam as atenções das próximas horas. Falta pouco para se saber qual o campeão europeu de 2011. O favoritismo é concedido em maior percentagem à equipa espanhola, mas os ingleses estão confiantes em fazer a festa no seu novo Wembley.

Ao contrário do que aconteceu em Dublin, com a presença de duas equipas portuguesas e de milhares de compatriotas, Nani será o expoente da presença lusitana, já que não são ainda conhecidos os convocados da equipa britânica.

Fora do relvado estará Eusébio, convidado pela UEFA e ainda um ídolo entre os ingleses. Mas outros nomes portugueses pairam sobre Londres, conforme se constata pelas afirmações de Alex Ferguson e Pep Guardiola.

A élite do futebol mundial poderá nem sempre ser justa para Portugal, mas por vezes é obrigada a render-se aos seus melhores valores.

 



publicado por António Castro às 22:49
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 1 de Novembro de 2010
Técnica de «marketing»

«Estou próximo de atingir o máximo das minhas capacidades. Agora, posso dizer que sou um dos melhores jogadores do mundo... Jogo no melhor clube do mundo e tenho o papel de ser decisivo em todos os desafios, ou seja, tenho de marcar golos e fazer assistências... Não tenho medo dos grandes jogos, que são os mais espectaculares e onde apresentamos um futebol de alta qualidade.»

Nani à imprensa inglesa (in A Bola)

 

Um jogador precisa de estar confiante. Mas não é preciso exagerar nos auto-elogios.



publicado por António Castro às 18:18
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Massagista vira treinador

Presença de "Sir" ajuda M...

Fergusson segura Mourinho

Cristiano encanta “mereng...

Berbatov volta à ribalta

Quem tem Aimar tem quase...

Jesus versus Fergusson

Benfica com adversário de...

Barcelona sem piedade

Mourinho e Villas-Boas pa...

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links
Visitas
Adicionar as contagens de 2008 a 2012 - 59512