Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Quinta-feira, 4 de Junho de 2015
Vergonha no futebol português

Benfica e Sporting estão de pernas para o ar. Colectividades, no entanto, sem qualquer responsabilidade em insólita situação.

Nesta perspectiva, são os homens que supostamente os servem - ou serviram - a aparecer na crista da onda em mar revolto.

Luís Filipe Vieira ou Bruno Carvalho e Jorge Jesus ou Marco Silva andam nas bocas do mundo. Ainda faltam os "capangas" de um e outro lado. Para manterem os lugares actuam como vozes dos respectivos donos...

Emitir opinião neste momento será prematuro. Ninguém tem dúvidas, contudo, do vergonhoso estado em que caiu o futebol português.



publicado por António Castro às 23:03
link do post | comentar | favorito

Sábado, 31 de Agosto de 2013
Leões mantiveram promessas

A visita do Benfica a Alvalade teve aliciantes, comuns aos confrontos anteriores, mas alguns aspectos específicos.

Constituía o primeiro grande teste para o Sporting, dado o contraste entre a campanha do ano passado e os primeiros encontros da nova temporada, fruto da revolução profunda do plantel, com superior utilização dos jovens da casa. além de ver um ataque com Montero a confirmar a veia goleadora.

Sobre o Benfica existiam dúvidas sobre o comportanto após um final e uma nova época agitadas, em aspectos disciplinares, resultados e saídas e entradas de jogadores.

Leonardo Jardim não terá conseguido o resultado que esperava, mas a equipa não defraudou  as expectativas. Jorge Jesus manteve as preocupações, apesar do empate no campo do rival.

Na Luz, também o presidente juntou mais alguns problemas aos existentes. A reintegração de Óscar Cardozo ainda não podia dar frutos e corre o risco de fragilizar a posição do treinador que, por sua vontade, há muito o paraguaio estava fora dos seus planos.

A Luís Filipe Vieira cabe a responsabilidade de acertar de novo o rumo da nau benfiquista.



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 19 de Agosto de 2013
Benfica treme na Madeira

Uma derrota na primeira jornada não é resultado que comprometa as aspirações do Benfica, tanto mais que o Marítimo se transformou em algo mais do que uma equipa apenas para se manter na I Liga. Presidente e treinador têm mais ambições.

As preocupações dos encarnados remontam à época passada. Não conquistar um título importante, manter em "banho maria" por tantos meses o caso de indisciplina de Óscar Cardoso e, finalmente, uma pré-época pouco animadora contribuíram para que a derrota no Funchal se transformasse num acontecimento.

E mais: Jorge de Jesus passou, curiosamente em período de defeso, de bestial a besta. Logo na estreia do campeonato colocaram em causa as suas opções quanto à integração de alguns elementos, numa fase em que a maioria dos plantéis procuram a estabilização.

O ambiente começa a aquecer na Luz e alguém terá de tomar uma atitude drástica, seja o presidente ou o treinador, sob pena de tornar o balneário num "saco de gatos".



publicado por António Castro às 17:13
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 1 de Julho de 2013
Nolito foi parar ao Celta

O espanhol Nolito, chegado ao Benfica em 2011 proveniente do Barcelona, foi agora transferido a título definitivo para o Celta de Vigo.

A primeira época do futebolista na Luz foi prometedora, mas depois passou quase anónimo, até que em Janeiro de 2012 foi emprestado ao Granada.

Jorge Jesus, à falta de títulos no final de 2012/2013, continua a merecer o apoio dos dirigentes pelo trabalho de valorização de muitos futebolistas, cedidos com lucros a clubes europeus. Não conseguiu que Nolito mantivesse progressos nos últimos meses de 2011, e nem sequer impressionou os responsáveis do Granada.

O treinador da Luz, desta vez, não fez aflorar em pleno a nota artística de... Nolito. Acontece.



publicado por António Castro às 23:00
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 30 de Maio de 2013
Mourinho regressa a "casa"

José Mourinho volta a Inglaterra, garantem os jornais britânicos, que adiantam ter assinado um contrato por quatro anos no valor global de cerca de 47 milhões de euros. O presidente do Chelsea, que o despediu quase no final da terceira época, após a conquista de dois campeonatos (2005 e 2006) que o clube não vencia há 50 anos, é o mesmo que contrata de novo o Special One.

Roman Amabrovich não parece disposto a investir tanto em jogadores como aconteceu em 2004, mas terá aceitado disponibilizar uma verba que permita a José Mourinho montar à sua maneira uma equipa vencedora.

A experiência em Espanha não foi positiva, apesar dos elogios feitos pelo presidente Florentino Pérez ao homem que procurou organizar a estrutura do futebol de acordo com a sua filosofia de trabalho. Se teve sucesso quanto às suas competências, embora sem evitar guerras com figuras influentes no clube, não teve idênticos resultados no convívio com certas vedetas do balneário.

Expectativa redobrada, portanto, para o regresso ao local do primeiro "crime": não vencer a Liga dos Campeões.

Em Portugal, a expectativa mantém-se sobre a continuidade de Jorge Jesus no Benfica. Se as palavras de Luís Filipe Vieira podem ser levadas à letra - «Vamos manter o rumo» -, o técnico pode preparar a nova época. Apesar da oposição de alguns dirigentes, há quem garanta que presidente e treinador acordaram na renovação de contrato por mais dois anos.

Mas há ainda muitos casos por resolver em clubes de topo em Portugal e noutros países da Europa.



publicado por António Castro às 23:17
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 29 de Maio de 2013
Indecisões sobre treinadores

Raramente têm acontecido tantas dúvidas sobre os treinadores dos clubes principais como acontece neste final de época.

O FC Porto causa a maior surpresa, pois o presidente tem anunciado que a continuidade no Dragão depende da vontade de Vítor Pereira.

Com dois títulos de campeão consecutivos, seria normal que qualquer das partes não tivesse dúvidas, mas devem existir grandes "detalhes" a complicar a resposta final do treinador.

A eliminação das Taças da Liga e de Portugal, a saída prematura da Liga dos Campeões e as dificuldades em renovar o título alteraram a empatia com os adeptos. Esta constatação de Vítor Pereira e a saída de jogadores como James e Moutinho, podem levá-lo a mudar de ares.

No Benfica parecia tudo preparado para a renovação com Jorge Jesus, mas as fatídicas finais da Taça da Europa e da Taça de Portugal, antecipadas do colapso no Campeonato viraram os sócios contra o treinador e o presidente. Além disso, os homens que acompanham Luís Filipe Vieira na SAD não concordam em manter o técnico.

José Peseiro já tem o destino traçado. Falhar nos momento decisivos repetiu-se em Braga, e o presidente António Salvador não teve contemplações. Os elogios na despedida são apenas palavras de circunstância.

Tudo aponta para que Jesualdo Ferreira, depois da "embrulhada" que o presidente do Sporting arranjou com a constituição do elenco directivo, voltará à Pedreira.

Neste momento, portanto, os leões estão em vantagem ao contratarem Leonardo Jardim, mas deverão ter cuidado, pois o treinador madeirense não se sujeita a suportar situações quando as coisas não correm de acordo com os objectivos.



publicado por António Castro às 21:41
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 3 de Setembro de 2012
Javi Garcia é passado

A ausência de Javi Garcia foi a desculpa encontrada para explicar a fraca exibição inicial do Benfica na visita do Nacional. O espanhol já é passado, e ou se aceitam as razões dos responsáveis pela saída para o Manchester City e não se fala mais no jogador ou pedem-se responsabilidades ao presidente e ao treinador.

Vivem-se tempos de poupança e, certamente, Jorge Jesus teve consciência dos problemas para a equipa da  saída do influente jogador, mas terá compreendido a decisão do presidente Luís Filipe Vieira.

Reconhecer que o Nacional encontrou antídoto para segurar os encarnados na primeira parte não é desprestigiante para o candidato ao título, embora utilizar Matic só depois da lesão de Carlos Martins terá sido uma opção menos conseguida pelo treinador.

A realidade é que esta substituição forçada e a posterior entrada de Nolito deram outra vivacidade à equipa e os golos apareceram. Em cinco minutos, Cardozo e Rodrigo resolveram a partida, e o paraguaio voltou a marcar já no final da partida.

Jorge de Jesus, como toda a gente, está sempre a aprender.



publicado por António Castro às 11:56
link do post | comentar | favorito

Domingo, 12 de Fevereiro de 2012
FC Porto apenas atrasa goleada

O FC Porto só na segunda parte conseguiu embalar para a goleada (4-0) à União de Leiria, mas as dificuldades encontradas antes do intervalo não devem atribuir-se a eventual pressão dos jogadores resultante do avanço do Benfica.

Refira-se, no entanto, que só depois da expulsão do argentino do Leiria chamado Shaffer e de Vítor Pereira ter decidido tirar o colombiano James Rodríguez do banco começou a definir-se o resultado, pois os dragões mostraram-se pouco inspirados até essa altura, de tal maneira que alguns assobios dos adeptos começaram a ouvir-se no recinto.

Nesse período foi evidente que os leirienses conseguiram, através do recurso a linhas mais recuadas, neutralizar as intenções do adversário, mas  tornava-se impossível manter a mesma serenidade com menos um jogador e, em especial, aguentar a dinâmica que a entrada do colombiano transmitiu à equipa nortenha.

Em 24 minutos - 17 depois da expulsão e cinco a seguir à entrada de James - apareceu o primeiro golo e escancararam-se as balizas leirienses, apesar dos esforços do guarda-redes Oblak.

Aliás, o técnico portista recusou comentar, quando confrontado com a eventual utilização tardia de James, aquelas incidências do jogo, com a argumentação de que não gostava de «individualizar as questões».

Assim o campeão nacional respondeu à vitória (4-1) anterior do Benfica sobre o Nacional, com uma exibição que Jorge Jesus, mais uma vez, considerou a «melhor da época», num jogo em que Rodrigo (dois golos) e Cardozo tiveram contributo decisivo.

E tudo ficou como antes, possivelmente até ao confronto directo entre os dois primeiros.

 



publicado por António Castro às 23:19
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 14 de Outubro de 2011
Portimonense sem estofo para Benfica

«Sabíamos que o tempo de jogo nos favorecia e, com circulação de bola intensa, na segunda parte os jogadores do Portimonense não iam ter capacidade para acompanhar os do Benfica. Foi isso que aconteceu, não apenas pelas entradas de Saviola e Witsel. Depois do primeiro golo tudo se alterou. O Portimonense não fez um futebol positivo, foi negativo, com muita gente preocupada em defender.»

 

Jorge Jesus in Maisfutebol

 

«Apraz-me saber que o início de intervenção do técnico do Benfica foi sobre a nossa equipa. É sinal que estivemos activos. Na primeira parte, a estratégia estava a resultar. O Benfica, salvo um lance do Nélson Oliveira, não teve uma oportunidade clara, e estamos a falar do Benfica, com um orçamento que não se compara. A grande oportunidade de golo é nossa, das poucas vezes que saímos em contra-ataque.»

 

João Bastos in Maisfutebol

 

O treinador da Luz esperava que o último classificado da Liga de Honra fizesse um «jogo positivo». João Bastos tomou cautelas porque teria pela frente um candidato ao título da I Liga. Afinal, onde está a surpresa? Apenas que o Benfica teve de recorrer a jogadores mais rodados para assegurar o apuramento na segunda parte, pelo que as críticas ao adversário e os elogios ao rendimento da sua equipa não parecem justificados.



publicado por António Castro às 23:37
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 3 de Agosto de 2011
Benfica tarda a impressionar

«Era importante para o Trabzonspor marcar primeiro, mas nós também entrámos no jogo com essa mentalidade. Tivemos a felicidade de o fazer e, a partir daí, a eliminatória tornou-se mais fácil, mesmo sem estar a ganhar. Sabemos que esta é uma equipa perigosa e que a qualquer altura podíamos ser surpreendidos em contra-ataque. Depois do intervalo e da expulsão, o jogo ficou a nosso favor e tivemos várias oportunidades de golo... Tínhamos de o fazer. A eliminatória não estava ganha e não podemos desperdiçar ocasiões para colocar nota artística no jogo, porque isso não é competição. É um problema para falarmos, porque fiquei insatisfeito com essa situação.»

 

 

Frases de Jorge Jesus in Maisfutebol

 

 

Nolito decidiu cedo a eliminatória, mas o treinador da Luz não gostou, mais uma vez, da exibição, mormente da flagrante ineficácia defensiva. Jorge Jesus parece mais preocupado do que nas épocas transactas, mesmo na última, quando cedeu o título ao FC Porto. Em qualquer dos casos teve de construir uma equipa à sua imagem, mas este ano foram em maior número as alterações do plantel, a reflectir-se no entendimento entre os jogadores. A tarefa não parece fácil, apesar de distribuir elogios por vários jogadores, em jogos menos brilhantes.



publicado por António Castro às 23:03
link do post | comentar | favorito

Sábado, 18 de Junho de 2011
"Revolução" começa na Luz

Luís Filipe Vieira começou a dar sinais dos resultados da reflexão anunciada há dias sobre o comportamento da equipa na temporada passada. António Carraça, antigo presidente do Sindicato de Jogadores, foi contratado como director do futebol profissional da Luz, fazendo a ligação entre o presidente e o treinador, segundo se noticiou.

Desempenhará, em parte, as anteriores funções da competência do director desportivo Rui Costa (director desportivo), mas fontes do Benfica garantem que o antigo futebolista não perdeu espaço na estrutura na SAD, ficando mais livre para acompanhar Luís Filipe Vieira no que respeita à gestão do plantel, nomeadamente no que se refere aos negócios de aquisições e dispensas.

Neste momento ninguém poderá duvidar dos propósitos do regresso ao clube do ex-responsável pelo sector de formação para missões de maior responsabilidade, mas poderá admitir-se maior afastamento entre Rui Costa e Jorge Jesus. Por outro lado, resta a curiosidade de saber onde entraria Nuno Gomes neste puzzle, caso aceitasse o convite para continuar na Luz, mas sem jogar.



publicado por António Castro às 22:50
link do post | comentar | favorito

Domingo, 15 de Maio de 2011
Benfica avalia apostas falhadas

Luís Filipe Vieira não escondeu o desagrado pela época desastrada do Benfica na sequência da conquista do título e foi explícito sobre alterações no modelo de gestão do clube nos próximos tempos.

Não tardou a pressentir-se o início de nova era, agora que se anuncia a dispensa do guarda-redes brasileiro Roberto, a "jóia da coroa" de Jorge Jesus agora considerada pechisbeque.

Esta e outras opções do treinador da Luz, contra tudo e contra todos e em prejuízo de alguns, explicam o baixo rendimento de um campeão inconsistente, cuja carreira foi agravada pela surpreendente melhoria do FC Porto, fruto de uma obra em construção superiormente conduzida pelo jovem André Villas-Boas.

A curiosidade dos próximos tempos ultrapassará o habitual nos tempos de defeso, e será decisivo em especial para Benfica e Sporting, admitino-se que são sólidas as bases de sustentação do regresso dos portistas ao primeiro lugar do pódio. 

 

 



publicado por António Castro às 23:05
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 13 de Maio de 2011
Nuno Gomes premiado com ingratidão

Jorge Jesus convocou para o último jogo da Liga o avançado Nuno Gomes, depois de uma operação realizada no mês passado. Durante uma longa época, o treinador obrigou o jogador a «estagiar" entre o banco de suplentes e a bancada. Nas poucas oportunidades que lhe concedeu (88 minutos em sete jogos) teve o azar de ver Nuno Gomes marcar (cinco vezes) e, nalguns casos, até dar pontos ao Benfica, tão carecido deles nesta penosa época.

Esta convocatória só pode ter um objectivo para Jorge Jesus: permitir ao jogador uma despedida da Luz por parte dos adeptos, o mínimo que poderia fazer. O treinador, ao chamar o jogador numa altura em que ainda não estará nas melhores condições físicas, mesmo para defrontar a União de Leiria, procura libertar-se de alguns problemas de consciência sobre a maneira como tratou o capitão. Dizer agora que o «jogador tem sido espectacular», no mínimo soa a falso.

Nuno Gomes, entretanto, continua fiel ao seu exemplar comportamento e revela aguardar pelo resultado de uma conversa entre o presidente e o treinador para decidir o futuro.

Luís Filipe Vieira e Jorge Jesus devem assumir mais este erro da extensa lista cometida esta época.  



publicado por António Castro às 23:47
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 6 de Maio de 2011
Mundo às avessas

José Mourinho foi castigado pela UEFA. A Catalunha rejubila. O Real Madrid admite pedir explicações para a suspensão de cinco jogos, já que não foram revelados os motivos para além da expulsão.

A comunicação social está dividida. A sediada na capital espanhola, reconhecidamente afecta aos merengues, vacila entre as razões do treinador e a maneira de expressar a sua indignação. A próxima do Barcelona estranha: «Só cinco jogos!!!»

Os adeptos do Benfica, que durante a época nunca condicionaram o apoio ao presidente e ao técnico, mesmo nos piores momentos, começam a exigir eleições antecipadas e o despedimento de Jorge Jesus. Razão: perderam quase tudo com que sonharam em noites delirantes.

Se esta gente não consegue tornar a breve passagem por este mundo numa coisa séria e agradável, o melhor é viver como os bichinhos.



publicado por António Castro às 23:26
link do post | comentar | favorito

Domingo, 6 de Fevereiro de 2011
Somam e seguem

FC Porto e Benfica não desarmam. Com maiores os menores dificuldades. Conclusões dos técnicos mais viradas para o humor, ou dirigidas ao ego dos respectivos adeptos e a preocupar os futuros adversários.

Os principais candidatos ao título, dado a vantagem pontual, apenas necessitaram de um remate certeiro de Varela para levarem de vencido um Rio Ave cujo treinador considerou ter a sua equipa «adormecido durante 45 minuros». André Villas-Boas ficou satisfeito com a vitória - contributo para afastar os fantasmas do jogo com o Benfica para a Taça de Portugal - como reflecte a afirmação: «Nem que fosse com um golo marcado com a mão...»

Conclusão: o espectáculo esteve novamente ausente do Dragão. Não será por acaso.

O campeão em título também só marcou mais um golo na deslocação a Setúbal, o segundo já no final da partida. Manuel Fernandes elogiou o comportamente dos seus pupilos com a frase: «Complicámos a vida ao Benfica.» Jorge Jesus tentou assustar quem estará, em futuro mais ou menos próximo, no ser caminho ao afirmar: «Somos a equipa que melhor joga em Portuga!»

A exibição no Bonfim não foi assim tão esclarecedora.



publicado por António Castro às 23:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Vergonha no futebol portu...

Leões mantiveram promessa...

Benfica treme na Madeira

Nolito foi parar ao Celta...

Mourinho regressa a "casa...

Indecisões sobre treinado...

Javi Garcia é passado

FC Porto apenas atrasa go...

Portimonense sem estofo p...

Benfica tarda a impressio...

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links
Visitas
Adicionar as contagens de 2008 a 2012 - 59512