Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Quarta-feira, 29 de Maio de 2013
Indecisões sobre treinadores

Raramente têm acontecido tantas dúvidas sobre os treinadores dos clubes principais como acontece neste final de época.

O FC Porto causa a maior surpresa, pois o presidente tem anunciado que a continuidade no Dragão depende da vontade de Vítor Pereira.

Com dois títulos de campeão consecutivos, seria normal que qualquer das partes não tivesse dúvidas, mas devem existir grandes "detalhes" a complicar a resposta final do treinador.

A eliminação das Taças da Liga e de Portugal, a saída prematura da Liga dos Campeões e as dificuldades em renovar o título alteraram a empatia com os adeptos. Esta constatação de Vítor Pereira e a saída de jogadores como James e Moutinho, podem levá-lo a mudar de ares.

No Benfica parecia tudo preparado para a renovação com Jorge Jesus, mas as fatídicas finais da Taça da Europa e da Taça de Portugal, antecipadas do colapso no Campeonato viraram os sócios contra o treinador e o presidente. Além disso, os homens que acompanham Luís Filipe Vieira na SAD não concordam em manter o técnico.

José Peseiro já tem o destino traçado. Falhar nos momento decisivos repetiu-se em Braga, e o presidente António Salvador não teve contemplações. Os elogios na despedida são apenas palavras de circunstância.

Tudo aponta para que Jesualdo Ferreira, depois da "embrulhada" que o presidente do Sporting arranjou com a constituição do elenco directivo, voltará à Pedreira.

Neste momento, portanto, os leões estão em vantagem ao contratarem Leonardo Jardim, mas deverão ter cuidado, pois o treinador madeirense não se sujeita a suportar situações quando as coisas não correm de acordo com os objectivos.



publicado por António Castro às 21:41
link do post | comentar | favorito

Sábado, 2 de Fevereiro de 2013
Dirigentes "enterram" Sporting

Jesualdo Ferreira avisou há dias que a perturbação directiva teria certamente consequências negativas na equipa. Se os dirigentes não se entendem e, ainda por cima, Godinho Lopes avisou que apenas alguns ordenados dos jogadores só seriam pagos depois da assembleia geral – excepto os daqueles já tem ordenados em atraso e podem rescindir contratos – não se esperaria que tivessem a serenidade necessária para encarar o compromisso com o Rio Ave.

O presidente do Sporting prestou mais um mau serviço ao clube. Na barafunda total sobressai o treinador, com um discurso sereno e realista, mesmo depos do primeiro desaire desde que entrou em Alvalade.

«Temos de melhorar algumas coisas, em particular na frente. A nossa construção vai bem até final, mas nessa zona estamos a ter problemas. Temos dificuldade na finalização e é nisso que temos de trabalhar. Conseguimos construir jogadas até à frente, ultrapassamos as linhas defensivas, mas não concretizamos. Temos de ser mais assertivos», disse Jesualdo Ferreira.

Perante outro tema respondeu: «Se a inexperiência pesou? Não quero pensar assim. Foi esta a direcção que se decidiu tomar em relação à equipa, e é nesta linha que vamos continuar a trabalhar. Este é o plantel que temos. E é com ele que temos de continuar a trabalhar.»

O treinador tem a noção das dificuldades, mas  mantém objectivos europeus.

Neste ritmo, no entanto, não parece tarefa fácil.



publicado por António Castro às 23:12
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 2 de Agosto de 2011
Jesualdo Ferreira em maré de azar

Terça-feira negra para Jesualdo Ferreira. A  presença do treinador português na Grécia tem-se mostrado mais irregular do que se esperava depois da passagem vitoriosa pelo FC Porto.

Os dinamarqueses do Odense provocaram uma surpresa depois de terem consentido um empate (1-1) quando receberam o Panathinaikos no primeiro encontro da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões. Um desfecho que parecia condená-los a não se apurar para o play-off que antecede a fase de grupos.

Pura ilusão. Os nórdicos começaram a ganhar em Atenas, deixaram-se ultrapassar por dois golos dos gregos, mas tiveram o "arrojo" de marcar três tentos em 30 minutos da segunda parte e acabaram por vencer à tangente (4-3).

Jesualdo Ferreira, dirigentes, jogadores e adeptos - bastante emotivos - ficaram siderados e o futuro do técnico português pode estar em risco. Situação certamente pouco agradável para quem desejava ter um final da carreira cheio de boas recordações.

 



publicado por António Castro às 23:09
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 18 de Novembro de 2010
A arte de gerir carreiras

As últimas informações apontam para o futebol grego juntar a Fernando Santos, agora responsável pela selecção, mais um treinador português. Jesualdo Ferreira também ficará na história do FC Porto, num plano ligeiramente mais modesto em termos de vitórias que o «engenheiro do penta».

Aliás, o «professor» não foi feliz quando saiu do Dragão e se esperava entrasse na reforma. O bichinho dos relvados foi mais forte e ter-se-á precipitado ao aceitar o convite do Málaga, equipa espanhola que não luta pelo título e não colocou à sua disposição os valores indispensáveis para Jesualdo Ferreira manter o estatuto que conquistou nos meios internacionais.

O Panathinaikos tem um historial no país e uma presença em provas internacionais bem mais relevante, mas o técnico português terá dificuldades em manter-se na ribalta europeia.

Assistir da bancada a um jogo do campeonato grego no fim-de-semana e logo na quarta-feira seguinte assumir o comando da equipa perante o Barcelona na Liga dos Campeões não se afigura a melhor maneira de começar um trabalho a exigir conhecimento profundo do balneário em todas as vertentes. Não conhece os cantos à casa, embora possa, certamente, contar com informações de Fernando Santos.

O novo patamar escolhido por Jesualdo Ferreira será diferente e mais elevado em relação ao Málaga, mas afigura-se que, mais uma vez, não acautelou a defesa do prestígio iniciado em Braga e consolidado no FC Porto.

Se estivermos enganados, seremos os primeiros a pedir desculpa por esta análise ao amigo de longa data Jesualdo Ferreira.



publicado por António Castro às 23:30
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 17 de Maio de 2010
Jesualdo irritado com jornalistas

O FC Porto conquistou mais um troféu. Os jogadores do Desportivo de Chaves, apesar do empenho e espírito de sacrifício alardeado nas eliminatórias da Taça de Portugal, não conseguiram evitar a superior capacidade da equipa do Dragão. Ao melhor jogo dos portistas até ao intervalo, a render dois golos (Guárin e Falcão) e mais algumas oportunidades, os flavienses responderam com melhor organização e apenas amenizaram a desvantagem (2-1) no declinar da partida. 

O Jamor foi palco, ao contrário do habitual, de um confronto entre conjuntos que não disfarçaram as frustrações de uma época menos conseguida. O FC Porto porque cedeu o título de campeão e falhou a conquista do segundo penta; o Desportivo de Chaves, devido à despromoção, consumada oito dias antes, da Liga de Honra.

Estas amargas realidades parecem ter afectado mais Jesualdo Ferreira do que Tulipa, reacção natural face às diferentes responsabilidades. O treinador do Dragão começou por criticar os órgãos de comunicação social pela deficiente promoção de um acontecimento que sempre apelidam de «festa do futebol» e defendem o Jamor como palco ideal. Estava em causa, nestas palavras, o desgaste da viagem do adversário de Trás-os-Montes a Lisboa.

Jesualdo Ferreira tem todo o direito de criticar a linha editorial de jornais, sites ou televisões, mas deve aceitar sem azedume as críticas dos jornalistas sobre os frequentes black-out que os portistas decretam quando as coisas não correm bem desportivamente.

O treinador, no entanto, ainda foi mais longe e mostrou-se irritado quando confrontado - pela milésima vez em poucas semanas, é certo - sobre o seu futuro imediato no FC Porto. Certamente, a maioria dos presentes não merecia aquela resposta, atendendo à maneira como o seu trabalho foi enaltecido nos anos anteriores.

Há dias que uma pessoa não deve sair de casa... 



publicado por António Castro às 08:00
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 6 de Maio de 2010
Liga promete continuar...

A história desta edição da I Liga promete não acabar este fim-de-semana. Será conhecido o campeão, dois troféus estão preparados para entregar ao vencedor - na Madeira e em Lisboa. Não se podem desprezar as duas hipóteses possíveis - Benfica e Sporting de Braga - pois a igualdade pontual, embora pouco provável, ainda é possível, e nesse caso favorece os bracarenses.

Certamente não foi por termos criticado, há semanas, o facto do FC Porto ter recebido o símbolo de campeão do ano passado quando já era impossível revalidar o título, que surge agora esta inovação, vulgar na maioria das Ligas. De qualquer forma, é incompreensível ter-se esperado tantos anos por uma decisão tão simples.

Os portugueses arranjam sempre qualquer coisa para que as festas nunca sejam vividas em pleno. Jesualdo Ferreira, que tomou o gosto às expulsões e às polémicas, admite agora processar o árbitro Olegário Benquerença ter «mentido» no relatório sobre o diálogo com os auxiliares. Desconhecemos a verdade dos factos e não nos compete tomar a defesa de qualquer dos protagonistas. Contudo, existe legitimidade para lamentar estes casos e estranhar apenas se verificarem em determinadas circunstâncias.



publicado por António Castro às 23:52
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 27 de Abril de 2010
Disciplina ao desbarato

Quando Jesualdo Ferreira já estava preparado para seguir o próximo embate do FC Porto sentado na bancada, eis que surge uma decisão surpreendente da tão rigorosa Comissão Disciplinar da Liga em anteriores ocasiões.

A expulsão do treinador de FC Porto pelo árbitro lisboeta Pedro Henriques, devido a diálogo aceso mantido no final do encontro ao alcance das câmaras de televisão.

Apesar de não se conhecer o teor do diálogo (o cartão amarelo mostrado a Falcão, a impedir a presença do goleador no desafio com o clube da Luz, é hipótese admissível) aquela decisão só poderia conduzir, pensavam os mais ingénuos, a um jogo de castigo, pelo menos.

Afinal, um treinador que na sua carreira nunca fora obrigado a abandonar o banco, acabou com a «caderneta limpa», pois foi castigado com uma advertência mais multa e, separadamente, outra multa, num montante total «exorbitante» de 500 euros.

Decisão que sugere, além de outros pensamentos que nos dispensamos de referir, que o órgão disciplinar está a seguir a técnica dos feirantes. Fazem tudo mais barato quando se aproxima a hora de desmontar a barraca.

 



publicado por António Castro às 23:52
link do post | comentar | favorito

Sábado, 3 de Abril de 2010
Dragão preocupado com Braga elogia Falcão

Falta saber qual o grau de oposição da Naval ao Benfica, na segunda-feira, para tirar conclusões da jornada da I Liga no que respeita aos primeiros. Os candidatos à despromoção não mudaram. Belenenses e Leixões mantêm-se em situação aflitiva. Não acreditamos que dos 15 pontos em disputa, tanto António Conceição como o espanhol Fernando Castro Santos conquistem número suficiente para passar a «pasta» aos adversários melhor posicionados.

O FC Porto acompanhou o Sporting de Braga na luta por um dos dois primeiros lugares - até ao fim acreditam em eventual escorregadela dos encarnados. Enquanto os bracarenses sofreram num jogo cheio de casos, os portistas ganharam com naturalidade a um Marítimo sem estofo para os campeões em título, embora conseguissem inaugurar o marcador no Dragão.

A diferença de capacidade das equipas acabou por prevalecer e, se deixou os adeptos mais esperançados, não transmitiu a Jesualdo Ferreira a serenidade revelada ainda há poucos meses.

Nessa altura, questionado sobre os jogos e comportamento dos rivais aos lugares de topo, mantinha o discurso restrito ao desafio em análise na conversa com os jornalistas.

Depois da vitória sobre os madeirenses já entrou por outros caminhos. Manifestou a «esperança que haja isenção nos próximos jogos» e referiu «situações menos claras em Braga». Depois salientou o vigésimo golo de Falcão - por enquanto mais um que o benfiquista Cardozo - e salientou que o colombiano apenas marcou um de grande penalidade. Era importante para classificação no campeonato lembrar este facto?

Os expedientes a que se recorre quando está em dúvida a conquista do penta, prometido logo na início da temporada. 

 



publicado por António Castro às 23:57
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 13 de Março de 2010
Pela boca morre o peixe

O Benfica na visita ao Nacional e o Sporting na recepção ao Vitória de Guimarães, a lutarem por objectivos muito diferentes, não estão «autorizados» a falhar.

Os encarnados, na sequência da magra vitória do Braga sobre o Rio Ave; os leões porque defrontam adversário com ambições possibilidades de ocupar o último lugar que dá acesso à Liga Europa da próxima época.

Neste contexto começam por surpreender as palavras de Carlos Carvalhal que, ao contrário do que aconteceu desde a entrada em Alvalade, coloca-se no poleiro e manda recados aos dirigentes. Que tenha a ambição de continuar no Sporting e entender que merece essa recompensa pelo trabalho desenvolvido será legítimo. Dar a conhecer esse sentimento nesta altura - véspera de jogo importante a nível nacional e da decisão da eliminatória com o Atlético de Madrid - parece inoportuno e uma forma de pressão que poderá ser contraproducente .

Acrescente-se que Jesualdo Ferreira, apesar de confessar a necessidade da vitória sobre a Académica, não terá ficado satisfeito, e Domingos Paciência prepara já eventual resultado negativo ao afirmar que o confronto com o Benfica ainda não será o do título.

Várias maneiras de «jogar» fora das quatro linhas. 



publicado por António Castro às 23:58
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Sexta-feira, 8 de Janeiro de 2010
Conferência de imprensa virtual

A solidariedade que Jesualdo Ferreira entendeu manifestar ao blackout decidido pelos seus jogadores - estes certamente solidários com o patrão que não convém hostilizar - gerou uma conferência de imprensa caricata que demorou cerca de três segundos.

Neste caso entre o FC Porto e A Bola duas soluções se colocam: ou qualquer representante do diário lisboeta deixa de comparecer às conferências de imprensa do clube do Dragão e permite o trabalho aos colegas de profissão, ou os outros jornais apoiam o órgão de comunicação descriminado e deixam Jesualdo Ferreira, os jogadores e os dirigentes a falar com os seus botões.

Se o FC Porto se sente prejudicado com notícias veiculadas pelo jornal em questão, tem legislação para requerer a verdade e eventuais indemnizações por danos. A justiça exerce-se nos tribunais e não através de decisões unilaterais.

Problemas destes tem surgido ao longo dos anos em vários clubes - por curiosa coincidência nas alturas em que as prestações desportivas das respectivas equipas são menos positivas.

Só a subordinação dos patrões da comunicação social e a difícil situação dos jornalistas permite a impunidade destes pretensos arautos da liberdade de expressão. Quando ela é a seu favor, claro.



publicado por António Castro às 23:56
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 28 de Novembro de 2009
Jesualdo deita o isco a Carlos Brito

Que o FC Porto não está a demonstrar potencial futebolístico idêntico ao das últimas décadas é uma realidade indiscutível. O menor rendimento da equipa, explicado pelas grandes alterações do plantel que renderam alguns milhares de euros ao clube, foi já reconhecido pelo próprio treinador em várias ocasiões, observadores e até pelos adeptos.

Que o nervoso miudinho tinha assaltado as hostes portistas constitui grande surpresa. Os títulos conquistados nos últimos anos deviam protegê-las desse estado de espírito quando está a terminar apenas o primeiro terço da época.

As palavras de Jesualdo Ferreira no lançamento do jogo com o Rio Ave de Carlos Brito sugerem algo de diferente na confiança dos responsáveis portistas.

Apreciem as declarações: «O Rio Ave é claramente a equipa sensação do campeonato e não acredito que venha ao Dragão jogar como a maioria das equipas, ou seja, fechada lá atrás. Tendo em conta os jogadores que tem, ficaria desiludido se o fizesse.»

Carlos Brito, pelos vistos, não é livre de adoptar a táctica que melhor entende para atingir os seus objectivos e deve seguir os conselhos do técnico campeão.

Jesualdo Ferreira perdeu uma boa oportunidade para estar calado. Este discurso é próprio de «patrão».



publicado por António Castro às 23:56
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 20 de Outubro de 2009
Portugueses em jornada louca dos Campeões

Resultados surpreendentes abalaram os encontros em quatro dos grupos da Liga dos Campeões. Nem o Barcelona conseguiu escapar à «tempestade» e estreou-se a perder em Nou Camp perante o Rubin Kazan. Aliás, José Mourinho, quando do sorteio, alertou para o valor destes desconhecidos russos, que agora fizeram a vida negra a Pep Guardiola.

O treinador português, no entanto, também deixou o estádio do Inter a fazer contas (a calculadora é indispensável aos lusitanos) na sequência do empate - o terceiro em três jogos - cedido na visita dos  ucranianos do Dynamo de Kiev. E esteve sempre em desvantagem no marcador até ao golo que deu um mísero ponto aos italianos.

Se acrescentarmos que o Lyon foi vencer a Liverpool, o Arsenal empatou no terreno dos holandeses do AZ Alkmaar e o Unirea Urziceni goleou (4-1) o Rangers na viagem à Escócia, está feito o retrato de uma noite de loucura. As vitórias do Sevilha e Fiorentina (fora) e Olympiakos (casa) eram mais previsíveis.

Aos portugueses interessa agora que no Dragão, apesar das previsões de chuva, não haja estragos na equipa de Jesualdo Ferreira, pese a curiosa carreira dos cipriotas (com contributo de nossos compatriotas) do APOEL, como provaram no empate com o Atlético de Madrid e no únco golo consentido ao Chelsea.

 

DISCURSOS CRUZADOS

 

«Uma equipa experiente com um quadro de jogadores motivado na Liga dos Campeões. Por isso, tenho a certeza que nos irá causar muitos problemas» Jesualdo Ferreira (20/10/09)

 

«O FC Porto, juntamente com o Chelsea, é a equipa mais forte do grupo. Acredito que será um jogo interessante, tal com os outros que tivemos e os próximos. Um empate seria bom» Ivan Jovanovic (20/10/09)



publicado por António Castro às 23:54
link do post | comentar | favorito

Domingo, 20 de Setembro de 2009
Braga em festa à custa dos portistas

O Sporting de Braga continua a ser a vedeta da Liga. Cinco jogos, outras tantas vitórias, e pelo caminho já ficaram Sporting e FC Porto.

Domingos Paciência começou mal a temporada ao serviço dos minhotos, e a dupla derrota com o Elfsborg, nos jogos da pré-eliminatória da Liga Europa, colocou dúvidas em alguns espíritos sobre o acerto da sua escolha para substituir Jorge Jesus.

Muita coisa acontecerá nos próximos meses, mas esta vitória sobre um FC Porto necessitado de rectificar o resultado - não a exibição - com o Chelsea, revela que o ex-avançado das Antas tem possibilidades de singrar na nova função, como já se provara na Académica.

O FC Porto, reconheça-se, foi muito diferente do habitual, distante do comportamento em Stamford Bridge na terça-feira. Acidente de percurso ou consequência da remodelação operada durante o defeso? Reflexões que compete aos responsáveis dos dragões.

A curiosidade agora reside nos restantes encontros da ronda e em saber quem aproveitará este deslize dos portistas.  

 

DISCURSO DIRECTO

«Foi uma vitória justa no sentido que fizemos um golo... A sorte também se procura e o trabalho dos jogadores foi excelente» Domingos Paciência (19/09/09)

«Conheço o Helton, ia fazer um cruzamento tenso, mas tive sorte, a bola desviou no defesa e enganei-o» Alan (19/09(09)

«O FC Porto foi uma equipa intranquila, esteve ausente durante toda a partida e a exibição deixou-me incomodado e até com alguma vergonha» Jesualdo Ferreira (19/09/09)



publicado por António Castro às 02:20
link do post | comentar | favorito

Sábado, 19 de Setembro de 2009
Ataque à liderança bracarense

Após um aperitivo que permitiu ao Leixões conquistar a primeira vitória em quatro jogos - o melhor que José Mota conseguira foram dois empates - na visita do Guimarães de Nelo Vingada, o derby entre o Sporting de Braga e o FC Porto, desde há anos rodeado de muita paixão e alguns excessos dos adeptos, constitui o prato forte do último dia da semana.

Além dos habituais ingredientes, Jesualdo Ferreira persegue o ataque à liderança  do campeonato, após o desaire com o Chelsea na Liga dos Campeões, e o ex-jogador portista Domingos Paciência, transformado em promissor treinador, pretende manter um ciclo totalmente vitorioso, inesperado até para os analistas mais audaciosos

Na expectativa está o Benfica, com credenciais renovadas, e mais remotamente o Sporting, distante três pontos dos três rivais.

O rendimento dos portistas em Inglaterra deixou algumas promessas de rápido regresso ao passado. A postura dos bracarenses nesta época, na sequência do tempo de Jorge Jesus, terá um teste importante e definirá o futuro.

 

DISCURSO DIRECTO

«O que está para trás (Chelsea) condiciona sempre o que está à frente, mas também sabemos todo o aproveitamento que podemos fazer de tudo o que está para trás» Jesualdo Ferreira (18/09/09)

«Não vamos mudar a nossa identidade. Vamos defrontar o FC Porto da mesma forma como temos feito em todos os jogos, respeitando só no sentido de se tratar do campeão e sabermos que quer recuperar a liderança» Domingos Paciência (18/09/09)

«É mau para o ciclismo, é mau para mim e é mau para toda a gente, mas tenho de esperar para ver o que isto vai dar. Não me quero alargar muito» Nuno Ribeiro - vencedor da Volta a Portugal acusado de doping (18/09/09)



publicado por António Castro às 01:30
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 3 de Setembro de 2009
Treinadores debatem arbitragem na UEFA

A UEFA e a FIFA começam a dar sinais de alterar certos conceitos que tem prevalecido ao longo dos anos. Reuniões do responsável pela arbitragem da UEFA com 18 treinadores da elite, e alguns castigos divulgados pela duas entidades indicam existir vontade de eliminar questões polémicas e atenuar desigualdades económicas.

Jesualdo Ferreira é o único português a participar na reunião liderada por Pierluigi Collina. O responsável do FC Porto mostrou-se reticente quanto à utilização de dois árbitros de baliza, em experiência na Liga Europa. Argumentou: «Isto ainda vai dar mais confusão, vai haver mais gente a decidir. Há que coordenar melhor. Há que criar regras de comportamento. Com mais gente a decidir vai haver mais dúvidas. Não vai ser fácil."

Entre outros temas abordados na primeira sessão de trabalhos, foi defendida maior liberdade dos treinadores e condicionar a acção do quarto árbitro junto dos bancos; combater as simulações em campo, havendo quem sugerisse obrigar um jogador saído do relvado por lesão só regressar ao relvado três minutos depois.

A FiFA, entretanto, proibiu o Chelsea de inscrever jogadores durante um ano, por ter «roubado» ao Lens o jovem Gael Kakuta. O futebolista terá de entregar 780 mil euros ao clube francês e Abramovich mais 130 mil. A UEFA aplicou dois jogos de castigo a Eduardo por simulação de falta que o árbitro sancionou com penalty a favor do Arsenal no play-off da Liga dos Campeões com o Celtic.

As entidades do futebol começam a apertar o cerco aos clubes.



publicado por António Castro às 23:58
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Indecisões sobre treinado...

Dirigentes "enterram" Spo...

Jesualdo Ferreira em maré...

A arte de gerir carreiras

Jesualdo irritado com jor...

Liga promete continuar...

Disciplina ao desbarato

Dragão preocupado com Bra...

Pela boca morre o peixe

Conferência de imprensa v...

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links
Visitas
Adicionar as contagens de 2008 a 2012 - 59512