Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Quarta-feira, 26 de Junho de 2013
Uruguai assusta brasileiros

Numa exibição sem brilho, o Brasil foi praticamente “amordaçado” pelo seu carrasco do Mundial de 50.

Desta vez venceu, mas durante a maior parte do jogo não convenceu. O recuo da quase totalidade da equipa Celeste sempre que o adversário detinha a posse da bola e a tentativa de explorar as qualidades de contra-ataque do trio composto por Cavani, Luis Suaréz e Fórlan – este também especialista em marcar livres – foi responsável pelo eclipse dos anfitriões, que mostraram poucos atributos para ultrapassar essas contrariedades.

A lentidão imperou em todos os sectores da equipa de Scolari, Neymar não se sentiu bem com a vigilância de que foi alvo e raramente foi o desequilibrador por falta de espaço.

Essa tarefa coube a Julio Cesar ao defender uma grande penalidade marcada por Fórlan com o resultado ainda em branco, e à inspiração de Paulinho nos minutos finais.

Os resultados são, por vezes, enganadores, mas a vitória tangencial em Belo Horizonte reflecte um estado de espírito, mesmo que a exibição brasileira rondasse a mediocridade.

Luiz Felipe Scolari não escondeu o que se observou no relvado: «Penso que o importante foi notar que nós ainda temos algumas coisas para aprender, no sentido de jogarmos com mais qualidade. Ainda somos novos. Vamos ter que amadurecer um pouquinho. E nada melhor que um jogo destes para amadurecer.»

Nova demonstração da lucidez do “Sargentão”.



publicado por António Castro às 23:48
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 2 de Maio de 2013
Cardozo garante final

O Benfica foi globalmente o dominador do jogo, mas teve momentos de sofrimento perante os turcos do Fenerbahçe. A grande penalidade que se seguiu ao golo de Gaitán colocava os turcos em vantagem na meia-final, situação que se mantinha antes do intervalo, apesar do primeiro remate certeiro de Cardozo. O tento marcado na Luz, conjugado com o obtido na Turquia, ainda lhes garantia o apuramento.

A esperança residia na maneira como os encarnados entraram na partida, perfeitamente ao alcance de se repetir na segunda parte.

As bancadas da Luz apenas atingiram o rubro pouco depois de seis dezenas de minutos de jogo. Os turcos, nem sempre lúcidos a aguentar a avalancha ofensiva dos encarnados e pouco eficazes na frente, foram novamente surpreendidos pelo "faro de golo" do paraguaio.

Tacuara mais uma vez calava aqueles que por vezes o criticam, desta vez com um remate que valeu mais do que uma simples vitória; assegurava ao Benfica mais uma final europeia, relembrando tempos que não vivia há mais de 20 anos.

O Chelsea será, agora, o adversário mais difícil, apesar do treinador Rafa Benitez ter vivido uma época conturbada. Talvez até por isso, para não sair do clube inglês pela porta das traseiras.



publicado por António Castro às 23:41
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quarta-feira, 20 de Julho de 2011
Celeste esperou 12 anos

O afastamento prematuro, face às expectativas, das selecções da Argentina e do Brasil, tornou mais aberta a actual edição da Copa América. O Uruguai já assegurou a presença na final ao derrotar o Peru nas meias-finais (2-0) e espera agora pelo desfecho do confronto entre paraguaios e venezuelanos, estes a grande surpresa da competição.

Desde há 12 que o seleccionado onde atuaram como titulares Maxi Pereira (Benfica) e Álvaro Pereira (FC Porto) não chegava ao jogo decisivo, perdido para o Brasil (3-0) em 1999. Menos sorte tiveram as recentes aquisições peruanas do Sporting, o titular Alberto Rodriguez e o suplente não utilizado André Carrillo.

Apesar do nível dos espectáculos nem sempre se apresentar o mais atraente, razão explicada por certas tácticas impostas pelos treinadores, existe uma nova ordem no futebol mundial.

Cada vez se torna mais difícil fazer prognósticos... antes dos jogos.



publicado por António Castro às 15:06
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 2 de Março de 2011
Dignidade "leonina" na Luz

O Benfica assegurou a presença na final da Taça da Liga, graças a uma vitória sobre o os leões, embora menos convincente do que se esperava. Justa? Se marcou mais um golo do que o adversário, não se pode retirar o mérito aos jogadores da Luz. Assinale-se, no entanto, ser a segunda vez consecutiva que os encarnados marcaram o tento decisivo em tempo de descontos, e Jorge Jesus não se pode vangloriar de «nota artística».

Sorte? Neste aspecto, importa lembrar que os jogos acabam ao apito final do árbitro, e a concentração dos adversários deve redobrar nesses momentos nevrálgicos do jogo. De qualquer forma, se tivesse persistido o empate, nada garante que o desempate por grandes penalidades não ditasse o mesmo finalista.

A surpresa residiu no grau de oposição oferecido pelo Sporting, fruto de superior capacidade de ligação entre os diversos sectores, da inesperada inspiração de alguns jogadores que andaram meses seguidos a «penar» nos relvados, de persistência numa  toada mais ofensiva, sem constantes inibições.

Alguma coisa mudou na filosofia de jogo dos homens de Alvalade sob a orientação de José Couceiro, a permitir que os sportinguistas, embora sem festejarem uma vitória, também não saíram envergonhados da Luz.

O futuro dirá se esta melhoria constituiu apenas um acidente ou corresponde ao início de um período menos frustrante em Alvalade, a permitir a única meta possível esta época - o terceiro lugar na Liga.

 



publicado por António Castro às 23:48
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 7 de Julho de 2010
Loucura em Espanha

 

A selecção de Espanha está na final do Mundial da África do Sul.

A vitória sobre a Alemanha enlouqueceu um país inteiro, consequência de uma exibição convincente na linha que, numa primeira fase, levou Luis Aragonés ao título europeu e, agora, Vicente Del Bosque refinou com o estilo que deu o triplete ao Barcelona há dois anos.

Se não foi fácil à Espanha abater os alemães de Joachim Lowe, estes não encontraram uma saída para desmontar a «teia» montada pelos latinos, sempre à espera que a sua presa cometa qualquer erro e a consiga neutralizar. Nunca puseram em prática aquele futebol directo que surpreendeu ingleses e argentinos e permitiu alcançar goleadas.

Curiosamente, foram vítimas de uma das suas melhores armas. Um golo de cabeça de Carles Puyol, expediente em que os germânicos alicerçaram muitas das suas vitórias.

A Espanha da actualidade, apesar de estar na final através de um golo ao estilo do seu antigo futebol, não se baseia na raça e força, mas na inteligência. É uma equipa que comanda o jogo, faz o adversário andar atrás da bola, e reuniu um naipe de jogadores que complementam a souplesse com a velocidade de execução e o instinto goleador.

Não admira, por isso, que a primeira página do diário madrileno Marca de amanhã, após a sua selecção afastar a Alemanha de mais uma final, opte por uma manchete que assume como uma realidade:

OS MELHORES DO MUNDO.

 

                                                                                                             



publicado por António Castro às 23:59
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Uruguai assusta brasileir...

Cardozo garante final

Celeste esperou 12 anos

Dignidade "leonina" na Lu...

Loucura em Espanha

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links