Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Segunda-feira, 26 de Dezembro de 2011
Berbatov volta à ribalta
O búlgaro Berbatov libertou-se da "penumbra" dos últimos tempos ao marcar três dos cinco golos com que o Manchester United  presenteou o Wigan no chamado Boxing Day. Dia menos agradável na Premiership para o ainda líder Manchester City (empate a zero na visita do Bromwich Albion) e o Chelsea de André Villas-Boas, que também perdeu dois pontos na deslocação ao Fulham.
É para este aliciante campeonato que José Mourinho mais uma vez manifestou o desejo de regressar, cumprida a "missão" em Madrid. O sonho antes da selecção...
 


publicado por António Castro às 21:15
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 5 de Dezembro de 2011
Holandeses imitam Liedson

 

Wolkswinkel e Shaars, num período de 16 minutos da segunda parte, marcaram os golos que deram ao Sporting a passagem aos quartos-de-final da Taça de Portugal.

Na primeira parte foram os azuis do Restelo, liderados por José Mota, que estiveram mais perto de marcar, baseado nos princípios do experimentado técnico: segurança nos sectores recuados e velocidade no contra-ataque. Expediente que perturbou os jogadores de Alvalade.

Cinco minutos depois do reatamento, os holandeses de verde deram a machadada nas aspirações do Belenenses. Constituem a segunda edição de Liedson - resolvem!

Afastados FC Porto, Benfica, Braga e Guimarães, o Sporting terá a visita do Marítimo e Domingos Paciência defende que os leões ainda não são favoritos à conquista da prova.

«Só somos os principais candidatos - refere -se ganharmos nos quartos-de-final. Aí sim... Com os jogos das meias-finais disputados a duas mãos as nossas possibilidades são maiores.» Acentua: «Esta competição não é fácil. As equipas pequenas estão a mostrar-se muito competitivas. Vejamos que só este jogo e o Marítimo-Benfica é que não foram a prolongamento. Temos de acreditar ser possível chegar às meias-finais. Chegar ao Jamor? Ainda faltam três jogos...»



publicado por António Castro às 23:07
link do post | comentar | favorito

Domingo, 6 de Novembro de 2011
Braga e Benfica com pouca "luz"

Num jogo de certa maneira influenciado por três interrupções (34 minutos no total, durante a primeira parte), devido a cortes de energia eléctrica em alguns sectores do estádio, bracarenses e lisboetas proporcionaram um espectáculo de luta intensa.

A estratégia de Leonardo Jardim residiu em impedir a habitual avalancha atacante dos benfiquistas, exercendo alta pressão em zonas mais avançadas do terreno. Reduziu em alguns metros o espaço de jogo e, consequentemente, controlou os movimentos ofensivos do adversário. Jorge de Jesus, cuja defesa resolvia, embora com alguma dificuldade, as descidas do ataque minhoto, só tardiamente fez alterações no plantel com o objectivo de alterar o rumo dos acontecimentos, mas só conseguiu anular a vantagem de um golo marcado de grande penalidade por Lima ao findar a primeira parte.

A empate saiu do banco (Rodrigo) e ainda teve a participação de Douglão a desviar a direcção da bola e trair o guarda-redes Quim. Demasiado pouco para aproveitar o deslize da véspera do FC Porto, enquanto o Sporting de Braga não encurtou distâncias para os líderes.

O resultado originou reacções contraditórias dos dois treinadores. Leonardo Jardim considerou-o «injusto, porque o Braga foi uma equipa dominadora durante os 90 minutos e apenas em algumas transições o adversário conseguiu algumas situações.» Jorge Jesus começou por referir o óbvio: «Somámos um ponto, é melhor que zero.» E continuou: «Foi um jogo incaracterístico. Na primeira parte, até à primeira paragem, o Benfica foi dominador, e os sinais demonstravam que o jogo ia pender para nós... Se houvesse um vencedor teria de ser o Benfica, que tinha uma grande oportunidade para sair com a liderança isolada.»

É difícil ser prior de uma "freguesia" destas!



publicado por António Castro às 23:20
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 18 de Outubro de 2010
Partizan é bóia para Braga

Domingos Paciência e os seus jogadores tem a última hipótese de continuar com o pensamento nas lides europeias após a visita do Partizan de Belgrado. Derrotar os sérvios pode oferecer a hipótese de «transferência» da Liga dos Campeões para a Liga Europa.

Nada está decidido no grupo, mas depois das duas derrotas perante as equipas mais fortes do grupo - goleadas do Arsenal (6-0), em Inglaterra, e com o Shakhtar (0-3), no Minho - e de portugueses e sérvios serem os únicos que ainda não pontuaram, as perspectivas apontam para ingleses e ucranianos assegurarem os dois lugares de apuramento.

Nestas circunstâncias, restam ao Braga e Partizan lutarem directamente pelo terceiro lugar, caso não consigam inverter os desaires anteriores com ingleses e ucranianos.

Os técnicos têm consciência de que esta é a grande oportunidade para manter esperanças, mas o discurso de Domingos Paciência está mais centrado em apagar a imagem deixada depois da proeza de afastar o Sevilha. Sonhar é permitido a ambos, e Aleksander Stanojevic também não está disposto a atirar já a toalha ao chão.

 



publicado por António Castro às 23:15
link do post | comentar | favorito

Sábado, 26 de Junho de 2010
Destino estava traçado

Portugal empata com Brasil e fica na posição secundária do grupo. Espanha derrota Chile e assume liderança. Está decidido: duelo ibérico será um dos motivos de interesse dos oitavos-de-final.

Carlos Queirós sempre assumiu, mesmo nos piores momentos, que pretendia ser campeão do mundo. Os espanhóis, depois da conquista do Europeu de há dois anos, consideram quase como obrigatório suceder à Itália, cujas exibições escandalosas deixaram vazio o lugar no pódio.

Na jornada que decidiu aquele emparceiramento não se vislumbraram, em qualquer das selecções, argumentos suficientes para aspirara a voos tão altos. Portugal, é certo, tinha pela frente um adversário chamado Brasil; a Espanha derimiu com os chilenos a posição no grupo, mas a pensar nas dificuldades que as Honduras poderiam sentir para travar os suíços.

Dunga e Carlos Queirós resolveram fazer alterações nos respectivos «onzes» e, naturalmente, os expedientes não contribuíram para enriquecer o espectáculo. Pelo contrário, ficou mais pobre, não pela atitude cautelosa dos portugueses, como acusa o treinador brasileiro, mas pela reacção, por vezes a roçar a violência, dos brasileiros ao grau de oposição do adversário.

E se alguma coisa foi diferente depois do intervalo, ficou mais a dever-se às mudanças de Carlos Queirós do que a progressos na maneira de jogar das «estrelas» canarinhas.

Enfim, o desafio que terá criado a maior expectativa da fase de grupos foi um flop, e a responsabilidades deve ser repartida pelos dois conjuntos.

A Espanha, embora espicaçada no seu brio pela anterior derrota com a Suíça, também esteve longe do seu melhor, apesar da vantagem de dois golos e da expulsão do chileno de Estrada quando ainda se estava a sete minutos do intervalo. O golo de Millar acabou por afectar a produção de jogo da equipa de Vicente del Bosque.

Talvez por isso - ou na tentativa de começar a jogar em termos psicológicos -, o treinador espanhol diz-se preocupado com o parceiro ibérico.

 

 

    



publicado por António Castro às 08:00
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Berbatov volta à ribalta

Holandeses imitam Liedson

Braga e Benfica com pouca...

Partizan é bóia para Brag...

Destino estava traçado

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links