Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Sexta-feira, 4 de Outubro de 2013
Rio Ave causa surpresa

Sérgio Conceição não conseguiu evitar a quarta derrota da Académica, apesar das circunstâncias do jogo apontarem para um resultado positivo. Nuno Espirito Santo foi obrigado a renovar o eixo central da defesa, devido a lesões de Rodríguez (10 m) e Lionn (38 m), sofreu com a pressão dos estudantes, mas entrou na segunda parte com mais acerto mas encontrou no guarda-redes Ricado um adversário de respeito.

E os vila-condenses tiveram compensação para o azar anterior com um lance infeliz de Reiner (80 m) ao falhar o corte a de um cruzamento de Ukra.

O Rio Ave ofereceu a primeira surpresa da jornada e atirou a Académica para lugares incómodos da tabela.

Certamente inesperado também para Sérgio Conceição.



publicado por António Castro às 23:10
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 19 de Setembro de 2013
Guimarães goleador no regresso

O Vitória de Guimarães viu a luz ao fundo do túnel. Presenteou, no Minho, o Rijeka com quatro golos e entrou em via larga na primeira jornada da fase de grupos da Liga Europa.

Os mais "invejosos" podem dizer que os croatas não mostraram grande envergadura para andar nestas andanças. Além da inspiração ofensiva, os comandados de Rui Vitória não subestimaram o adversário e lutaram pela vitória desde o início. O melhor caminho para aguentar a entrada vigorosa do adversário, razão pela qual o primeiro golo surgiu apenas próximo do intervalo, por Abdoulaye (36).

Seguiu-se um festival de golos que oferece todas as garantias para a deslocação à Croácia.

O Estoril, depois de eliminar dois adversários nas pré-eliminatórias, teve uma estreia menos conseguida na primeira fase importante da prova.

O Sevilha tem um potencial, de dinheiro e experiência internacional, superior à equipa orientada por Marco Silva. Ao quinto minuto da segunda parte cedeu um golo e, apesar do empate ainda em tempo útil, acabou por consentir novo tento que complicou o apuramento a decidir na Andaluzia.

Do Paços de Ferreira, ao sétimo jogo da época, não se acreditava que tivesse antagonista ideal. As previsões concretizaram-se e a Fiorentina obteve três golos de vantagem em Itália.

Abel Xavier tem de conviver com as consequências da sétima derrora consecutiva.

Depois de descer no ranking da FIFA, o actual panorama não permite melhores perspectivas nas competições europeias, pelo menos dentro de um ano.



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 10 de Julho de 2013
França e Uruguai no top dos Sub-20

As selecções da França, em estreia, e do Uruguai, finalista vencido em 1997, são as vedetas do momento no Mundial de Sub-20, quase a terminar na Turquia.

Há poucas semanas, as manchetes da comunicação social portuguesa centravam-se na equipa portuguesa, apontada como candidata ao título, e em Bruma, desde logo "eleito" como o melhor jogador do torneio, devido aos cinco golos marcados. A euforia esfumou-se em poucos dias.

Primeiro, Gana eliminou a "poderosa" equipa treinada por Edgar Borges, que tinha na defesa o seu «Calcanhar de Aquiles", mas inventaram-se atenuantes por dispor de um ataque realizador. Só que os ganeses reagiram melhor a uma reviravolta no marcador e acabaram por vencer por 3-2. Depois afastaram o Chile (4-3, no prolongamento), e só não resistiram à França (2-1).

A caminhada final do Uruguai teve o ponto alto com a vitória sobre a Espanha (2-1) e sofreu com o Iraque (1-1, e 7-6 nas grandes penalidades).

Com a decisão entre europeus e uruguaios marcada para sábado, em Portugal já se esqueceu o mau comportamento da selecção, mas o alegadamente sportinguista Bruma continua a fazer manchetes por razões pouco claras.

Nada de positivo podia sobrar da presença na Turquia.



publicado por António Castro às 23:17
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sexta-feira, 9 de Novembro de 2012
Coimbra teve mais encanto na Europa

Dos clubes portugueses na Liga Europa, a Académica foi o único que não desiludiu. O Atlético de Madrid, detentor do título, apresentou-se em Coimbra sem alguns dos principais jogadores e Pedro Emanuel aproveitou bem a “oferta” de Diego Simeone. Dois golos de Wilson Eduardo, o segundo marcado depois do intervalo, de grande penalidade, resolveu o jogo a favor dos estudantes, uma estreia 43 anos depois da última presença numa prova europeia,

O treinador dos colchoneros reconheceu o mérito do êxito da Briosa, que acabou por ser uma excepção do trio de Portugal.

O Sporting sofreu muito com o Genk. Além do valor do antagonista, Franky Vercautern ainda não libertou os leões da pressão psicológica, apesar da produção no regresso das cabinas ter melhorado em comparação com os últimos jogos.

Alvalade, no entanto, adiou a conquista de um resultado positivo. Resistiu a importante contrariedade – expulsão de Schaars -, mas Wolfswinkel marcou quatro minutos depois. No entanto, Rui Patrício, que tanto defendeu ao longo do encontro, foi menos feliz no remate de Plet e os sportinguistas ofereceram o empate ao Genk.

A viagem do Marítimo a Bordéus teve como aspecto principal o golo dos franceses. O espectáculo foi fraco e a derrota condenou praticamente os madeirenses.

Situação comum ao Sporting e Académica.



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 26 de Outubro de 2012
Europa madrasta para portugueses

Sporting, Marítimo e Académica de Coimbra estão a comprometer a continuidade no apuramento na Liga Europa, e a perder terreno em relação aos clubes participantes na época passada em termos de pontos para o ranking de Portugal.

Os leões tinham muitas esperanças na deslocação a Genk. Schaars marcou bastante cedo, mas na segunda parte tornou-se evidente que acabariam por ceder face ao sentido de objectividade dos belgas. O novo treinador de Alvalade, Franky Vercauteren, certamente ficou preocupado com as deficiências da equipa, neste momento sem confiança nem táctica.

Os madeirenses conquistaram o primeiro ponto na prova. Estiveram seis minutos em desvantagem ainda antes do intervalo, mas não tiveram talento para superar os franceses, na próxima jornada anfitriões do Marítimo.

A Académica teve um sorteio teoricamente menos favorável no regresso europeu. O Atlético de Madrid prescindiu de Falcão, mas nunca esteve em causa terem equipa melhor apetrechada. A Briosa, no entanto, continuou a lutar e ainda obteve, embora tardiamente, o golo de honra.

Enfim, uma jornada pouco auspiciosa, a condizer com o panorama do País.



publicado por António Castro às 23:46
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 23 de Agosto de 2012
Leões cada vez mais dóceis

Alguém está sem perceber o que deve fazer no futebol do Sporting. Dirigentes, treinador ou jogadores?

O presidente, preocupado com o aspecto financeiro, até parece Paulo Portas que não larga os chineses na tentativa de arranjar investimentos, o primeiro para salvar o clube de Alvalade, o governante na tentativa de mudar o rumo do país.

Os responsáveis mais directos pelo futebol, a quem não abunda o dinheiro para compras - nem sequer para segurar os melhores valores - enfrentam naturalmente grandes dificuldades para colocar à disposição de Sá Pinto um lote de jogadores que garanta, pelo menos, a luta por lugares acima do terceiro lugar.

Os jogadores, aliciados por propostas do estrangeiro ou mesmo nacionais, parecem ausentes da missão que lhes compete nos treinos e, no máximo, duas vezes por semana em jogos.

O treinador ainda não conseguiu incutir no espírito dos seus pupilos a necessidade de lutar do primeiro ao último minuto, qualquer que seja o adversário, e a maior parte limita-se em campo a pastar a vaca...

O resultado conseguido frente ao Horsens na Dinamarca pode chegar para o apuramento, mas a exibição não dá qualquer garantias que o Sporting não desça de nível em termos de resultados e exibições comparativamente com a época passada.

Há exemplos, tanto em Portugal como no estrangeiro, a comprovar que os velhos pergaminhos de nada servem para assegurar um presente digno e um futuro promissor.

Quanto ao Marítimo, também a disputar o play-off da Liga Europa, cumpriu os serviços mínimos perante uma equipa da Geórgia (Dila Gari) quase desconhecida na Europa. O treinador Pedro Martins terá como principal tarefa evitar o facilitismo dos jogadores, já que futebolisticamente a equipa madeirense parece em vantagem.

Só isso, no entanto, não chega.



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 21 de Dezembro de 2011
Portistas com "azar" na Taça da Liga

Christian Rodríguez anda sempre por caminhos errados. Aconteceu na Luz e já se repetiu no FC Porto, como confessou há dias. Agora resolveu dinamitar os planos dos dragões, que se estrearam na Taça da Liga apenas para oferecerem rodagem aos jogadores menos utilizados, já que a prova não é considerada prioritária para os responsáveis técnicos.

Aos dois minutos, o uruguaio colocava os portistas a ganhar. "Felizmente" que o Paços de Ferreira estabeleceu a igualdade por William à passagem do quarto de hora.

Tudo parecia correr bem para os líderes do campeonato, mas o que o treinador dissera anteriormente era bluff. Com o passar dos minutos, os pupilos de Henrique Calisto aguentaram o andamento do adversário e Vítor Pereira recorreu - não se compreende a razão! - a João Moutinho, Fernando e Hulk. O avançado brasileiro participou num lance a 20 minutos do fim, levou o árbitro a assinalar grande penalidade e não desperdiçou a oportunidade.

Mais um pesadelo para o seu treinador, agora com maior responsabilidade na época. Já se "livrara" da Taça de Portugal e ser eliminado pelo Manchester City na Liga Europa não é assim tão desprestigiante, embora corresponda a ceder um  título conquistado na época passada.

Agora tem de levar com a incómoda - não apenas para o FC Porto, reconheça-se - Taça da Liga.

Anda Fernando Gomes, o novo presidente da federação, a gastar os neurónios a estudar a inclusão de equipas B na Liga de Honra. Os grandes clubes precisam de dinheiro, não de competições...

 



publicado por António Castro às 23:50
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 28 de Julho de 2011
Nacional goleador

Três golos - Luís Alberto e dois de Mateus - até ao intervalo quase decidiram a terceira pré-eliminatória da Liga Europa a favor do Nacional no confronto com os suecos do BK Hacker. O treinador dos madeirenses, Ivo Vieira, parece ter encontrado uma solução para o ataque, e nem mesmo a natural baixa de eficácia depois do intervalo evitou o sofrimento dos nórdicos.

O Vitória de Guimarães foi a antítese dos insulares na deslocação à Dinamarca. Manuel Machado, pouco satisfeito com a maneira como decorreram os jogos de preparação, decidiu colocar «trancas na baliza» e limitar ao máximo os riscos do Midtjylland marcar. Apesar de uma exibição a roçar o decepcionante dos minhotos - apenas remataram uma vez com direcção à baliza -, conseguiram atingir os objectivos. Arrancaram um nulo, sem prestígio e, pior do que isso, perigoso. A menos que os portugueses mudem de atitude e os dinamarqueses sejam tão fracos como demonstraram no seu país.

O Nacional tem ao seu alcance o apuramento para o play-off. Ao Guimarães exige-se não ficar já pelo caminho, sob pena de, começar a época com inesperada desilisão. 

 



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | favorito

Sábado, 2 de Julho de 2011
Messi agastado com empate

A Argentina, candidata à vitória na Copa América, proporcionou a primeira surpresa da prova ao consentir um empate frente à selecção da Bolívia. Aliás, a equipa treinada por Sergio Batista consentiu um golo na segunda parte (Edivaldo, 47) e apenas Kun Aguera, que passara a maior parte do tempo no banco, conseguiu o golo de empate (75).

Um balde de àgua fria em La Plata, cidade onde se realizou o jogo, embora o seleccionador tivesse desvalorizado a fraca exibição da equipa das pampas e o desfecho inesperado ao afirmar: «Este resultado não vai alterar nada...»

 

Lionel Messi mais uma vez teve uma actuação apagada na selecção - facto assinalado pela ex-vedeta Mario Kempes e mesmo assim foi eleito o melhor jogador da partida! -, mostrou-se de tal forma desiludido que subestimou o trabalho dos adversários: «Surpreenderam-nos com um golo de merda, ainda pudemos empatar por Kun (Agüero), mas estamos tristes porque não conseguimos o objectivo. Fizemos coisas bem, mas temos de crescer e melhorar.»

Em primeiro lugar respeitar os adversários.



publicado por António Castro às 19:12
link do post | comentar | favorito

Domingo, 30 de Janeiro de 2011
Azia portuguesa também em Espanha

Um domingo desportivo resumido a quatro jogos da desinteressante Taça da Liga, a seguir ao falhanço no acordo para a alteração dos estatutos da FPF, não auguram nada de promissor.

No aspecto competitivo aconteceu o previsto com a vitória do Benfica nas Aves e o esperado apuramento para as meias-finais, correspondendo a vitória do Marítimo em Olhão apenas a simples cumprimento de calendário. O Sporting de Braga alcançou uma goleada em Arouca, mas a solução do grupo passava essencialmente pela visita do Vitória de Guimarães à capital do móvel. O Paços de Ferreira não deixou os seus créditos por mãos alheias e uma vitória tangencial garantiu-lhe a continuidade em prova.

Na assembleia geral da FPF venceu a minoria - não se atingiu por pouco a chamada maioria qualificada - e adensa-se a expectativa sobre o desenlace deste imbróglio. Gilberto Madaíl solicitará à UEFA e à FIFA mais um tempo de espera e, certamente, fará outras diligências internas como lhe compete no exercício do cargo;os contestatários não desarmam e consideram inconstitucional o decreto de Laurentino Dias. O secretário de Estado remete-se, por enquanto, ao silêncio.

A cerca de 600 quilómetros de Lisboa reina a consternação entre outros portugueses. José Mourinho não conseguiu evitar a derrota do Real Madrid perante o Osasuna de Jose António Camacho e ficou a sete pontos do Barcelona. Neste momento, só os merengues acreditam na vitória na Liga espanhola, incluindo - calcule-se - Jorge Valdano. Curiosamente, José Mourinho apareceu perante os jornalistas menos tenso do que o habitual, mas Cristiano Ronaldo ficou desolado. Decididamente, os dois portugueses que tanto desejavam triunfar em Espanha estão a passar um momento complicado, para gáudio dos catalães e dos madrilenos do Atlético.

Tempos de mudança são indispensáveis, tanto em Portugal como para os compatriotas a trabalhar no futebol em Espanha. 



publicado por António Castro às 23:38
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 8 de Novembro de 2010
Lágrimas chegaram a Alvalade

Entrava eu num restaurante perto do Porto, onde na véspera acontecera o descalabro do Benfica e, antes de me sentar olhei para o televisor que transmitia o encontro Sporting-Vitória de Guimarães e, no canto direito do ecrã podia ver-se que os leões ganhavam por 2-0, já o segundo tempo ia adiantado.

Entre o sentar, ver a lista, proceder à sempre difícil escolha, fazer o respectivo pedido e o aparecimento do petisco alguns minutos se passaram. Não tantos, contudo, para se terem passados coisas quase inacreditáveis em Alvalade.

Maniche queria um cartão amarelo para limoar um jogo de castigo com vista a determinado objectivo. No entanto, foi tão precipitado e ingénuo que mereceu ver o vermelho e os seus planos e, provavelmente, do técnico, foram por água abaixo. Targino, arma secreta que Manuel Machado havia lançado no jogo após longos meses de ausência, marcou dois golos. O terceiro, de Bruno Teles, foi a última «castanha» a estalar na boca dos leões, desde a primeira parte convencidos que igualavam os benfiquistas em pontos.

Paulo Sérgio, apesar de mais este desgraçado comportamento da equipa, considera que não tem de pedir desculpas a ninguém, dado o empenho que coloca no seu trabalho.

Tem toda a razão. Só que outros treinadores, por muito menos, pediram a demissão. Infelizmente, o futebol está minado de ingratos. Ninguém reconhece o trabalho de ninguém.



publicado por António Castro às 23:56
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quinta-feira, 21 de Outubro de 2010
Passar a fronteira inibe Benfica

O Benfica apresenta duas faces. Uma positiva - menos do que no ano passado - para consumo interno. Quando Jorge Jesus e os jogadores ultrapassam a fronteira para as competições europeias, a equipa mostra-se inibida, desinspirada, os erros sucedem-se e, com mais frequência do que se esperaria, surgem as derrotas.

O confronto com o Lyon constituiu mais um exemplo, apesar das alegações do contatempo de uma expulsão. A Jorge Jesus parece acontecer como a muitos jogadores menos experientes: ficam afectados pela diferença de ambiente e perdem a capacidade de reacção.

O treinador da Luz saiu de Lisboa cheio de ilusões - «vencer em Lyon será normal», disse - tanto mais que o ex-campeão francês em sete anos consecutivos entrou em declínio e ocupa posição modesta na actual edição da prova.

Agora, Jorge de Jesus já foi buscar a calculadora, não apenas por causa dos pontos - seis cedidos com certa surpresa em duas deslocações, - mas até já fica satisfeito por sofrer apenas dois golos.

Só ele saberá porque não pode sair do país...



publicado por António Castro às 09:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 16 de Outubro de 2010
O «fado do futebol» visto por Carlos do Carmo

«Gosto muito de futebol, mas não me deixo alienar. Esta discussão dos árbitros e dos dirigentes que por aí se ouve nas televisões não é o meu espaço, nem acho que seja o espaço de quem gosta de futebol... Os árbitros, os apitos dourados e prateados já não se suporta, dá cabo do futebol e afasta quem dele gosta. Para essas discussões que me aparecem, às vezes na televisão, confesso-lhe que não tenho tempo, não tenho saúde, nem habilitações literárias para aquilo.»

 

Entrevista concedida a Vítor Serpa em A Bola

 

Palavras para meditação dos «papagaios» com responsabilidades no futebol.

 

 

 



publicado por António Castro às 17:06
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 2 de Julho de 2010
Holanda reduz Brasil à vulgaridade

As irritações de Dunga acabaram. A tradicional magia do Brasil não resistiu à organização, pragmatismo e eficácia dos holandeses. O treinador dos canarinhos mostrava-se, nos últimos jogos, demasiado irritado no banco, a protestar por tudo e com todos (jogadores e árbitros). Sintoma de que, apesar das vitórias, não gostava, em certos momentos, das soluções encontradas pelos seus comandados para contornar certos obstáculos.

Se na primeira parte, com o golo de Robinho (10 m) e alguns bons lances de Kaká, já demonstrou alguma intranquilidade, depois do intervalo entrou em completo descontrolo. Felipe Melo, autor de um golo na própria baliza (53 m) e Sneijder (68) afectaram o adversário, treinador incluído, a enveredar por substituições sem qualquer vantagem. A atitude de Felipe Melo, cinco minutos depois do tento holandês, a originar expulsão, acabou com todas as ilusões dos brasileiros.

Mais uma vez o sonho do sexto título não se concretizou, a prolongar um jejum de, pelo menos, 12 anos.

O Uruguai salvou a honra dos sul-americanos ao afastar o Gana. Houve necessidade de prolongamento e penalties, já que os golos do africano Muntari (45) m e do uruguaio Fórlan (55 m) foram os únicos.

O herói do jogo, curiosamente foi um jogador expulso, num lance invulgar. Ao cair dos 120 minutos, o avançado uruguaio Luis Suárez substituiu o seu guarda-redes e defendeu dois remates seguidos com as mãos. Viu, naturalmente, o cartão vermelho, mas o ganês Gyan desaproveitou a respectiva grande penalidade e garantir a presença nas meias-finais.

Na derradeira forma de desempate, os africanos falharam (2-4), desfecho que deixa uma sensação de injustiça. Os ganeses ofereceram os melhores momentos do emocionante encontro. Só lhes faltou a experiência dos uruguaios e o «expediente» de Suárez.



publicado por António Castro às 23:54
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 20 de Maio de 2010
Madrid ao rubro após «prólogo» de Barcelona

O confronto de Nou Camp pode considerar-se a ante-estreia da final da Liga dos Campeões, a disputar no sábado em Madrid. Barcelona foi o palco da final da Taça do Rei, entre o Atlético de Madrid e o Sevilha. Quique Flores, já vencedor da Liga Europa, sonhava juntar-lhe o troféu espanhol e redimir-se da fraca passagem, na época passada, por Portugal.

Os andaluzes, embora com a sorte de marcar um golo muito cedo, justificaram a vitória com uma exibição consistente, tanto na cobertura ao perigo que poderiam constituir os avançados colchoneros Fórlan e Aguero, como nas transições para as linhas adiantadas, e acabaram já nos últimos segundos por consolidar a vitória.

A equipa dos portugueses Simão Sabrosa e Tiago - estiveram menos influentes do que o habitual - não constituiu uma decepção. Chegaram a dominar o adversário mesmo depois de Capel  ter aberto o marcador, e mostraram mais argumentos do que em certos desafios da Liga, onde Quique Flores voltou a ter mais uma época para esquecer.

Os sevilhanos continuam na senda dos últimos anos e, depois de terem assegurado um lugar na pré-eliminatória da Liga dos Campeões, no último segundo do derradeiro jogo da Liga, colocarão na sala de troféus a quinta Taça caseira (34/35, 38/39, 47/48, 06/07 e 09/10).

Espanha será durante uns dias, antes do início do Mundial da África do Sul, o centro das atenções do futebol. O Inter já se treina nas instalações do Real Madrid; o Bayern de Munique está prestes a chegar e tudo girará em torno da final da principal prova europeia.

José Mourinho não deixará, no entanto, de ser protagonista importante neste espectáculo futebolístico da capital espanhola.

 



publicado por António Castro às 09:39
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Rio Ave causa surpresa

Guimarães goleador no reg...

França e Uruguai no top d...

Coimbra teve mais encanto...

Europa madrasta para port...

Leões cada vez mais dócei...

Portistas com "azar" na T...

Nacional goleador

Messi agastado com empate

Azia portuguesa também em...

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links
Visitas
Adicionar as contagens de 2008 a 2012 - 59512