Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Segunda-feira, 2 de Abril de 2012
Treinador "repescado" pelo Génova

Um dia insólito no futebol italiano e também para portugueses, marcado por três bizarras chicotadas psicológicas.

O Génova, onde actua Miguel Veloso, teve uma decisão fora do habitual e, por isso, merece referência especial. Depois de despedir Alberto Malesani em Dezembro, contratou-o para substituir Pasquale Marino, o seu sucessor há cerca de 90 dias. Motivo: uma derrota no campo do Inter de Milão e a proximidade dos lugares de despromoção.

Carlos Carvalhal chegou a acordo para a rescisão do contrato com o Besiktas, clube de muitos portugueses e grandes dívidas. O treinador português eliminou o Sporting de Braga nos oitavos-de-final da Liga Europa, caiu perante o Atlético de Madrid e deixou o clube turco apurado para o play-off de acesso ao título de campeão turco. Com a entrada de novo presidente acabou a sua missão iniciada em Agosto do ano passado.

O Feirense, que parece condenado à despromoção, também substituiu Quim Machado, depois da derrota na visita do Beira-Mar, por Henrique Nunes, um homem da casa, há anos como jogador e também técnico.

Assim disfarçam os presidentes dos clubes as derrotas e eventuais erros de gestão.



publicado por António Castro às 23:08
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 30 de Março de 2010
Cheira a futebol, cheira a podre

PINTO DA COSTA: «O Benfica foi melhor fora dos campos... Na Liga dos Túneis.»

 

LUÍS FILIPE VIEIRA: «Hulk não deveria ter feito o que fez. O que se passou foi uma autêntica vergonha.»

 

RICARDO COSTA (LIGA): «Há uma estratégia para aniquilar o CD. Não digo quem são... eles andam por aí. Excelente escola de vida, pela falta de princípios e valores das pessoas.»

 

O SPORTING comunicou À CMVM que Carlos Carvalhal deixará de treinar a equipa de futebol no final da temporada.

 

Uma noite em cheio, e muitas trocas de piropos ficam para posterior análise. Estes exemplos são suficientes para avaliar o lamaçal em que vive o futebol português.

 

Carlos Carvalhal não teve direito à recompensa que esperava dos responsáveis de Alvalade. Assinalaram antecipadamente a Páscoa com a oferta de uma «amêndoa amarga» ao treinador, certamente com o aval do «competente» Costinha. 



publicado por António Castro às 23:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 13 de Março de 2010
Pela boca morre o peixe

O Benfica na visita ao Nacional e o Sporting na recepção ao Vitória de Guimarães, a lutarem por objectivos muito diferentes, não estão «autorizados» a falhar.

Os encarnados, na sequência da magra vitória do Braga sobre o Rio Ave; os leões porque defrontam adversário com ambições possibilidades de ocupar o último lugar que dá acesso à Liga Europa da próxima época.

Neste contexto começam por surpreender as palavras de Carlos Carvalhal que, ao contrário do que aconteceu desde a entrada em Alvalade, coloca-se no poleiro e manda recados aos dirigentes. Que tenha a ambição de continuar no Sporting e entender que merece essa recompensa pelo trabalho desenvolvido será legítimo. Dar a conhecer esse sentimento nesta altura - véspera de jogo importante a nível nacional e da decisão da eliminatória com o Atlético de Madrid - parece inoportuno e uma forma de pressão que poderá ser contraproducente .

Acrescente-se que Jesualdo Ferreira, apesar de confessar a necessidade da vitória sobre a Académica, não terá ficado satisfeito, e Domingos Paciência prepara já eventual resultado negativo ao afirmar que o confronto com o Benfica ainda não será o do título.

Várias maneiras de «jogar» fora das quatro linhas. 



publicado por António Castro às 23:58
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2010
Onde é que já vi cenas destas?

O Sporting não tem descanso. Quando o futebol dava sinais de certa estabilidade, eis que um responsável (Sá Pinto) corrobora os adeptos nos protestos a um lance menos feliz do guarda-redes (Rui Patrício), um suplente (Liedson) defende o colega e, nas cabinas, o primeiro e o terceiro chegam a vias de facto. O treinador, «dono» do antes, durante e depois dos jogos, e também nos treinos, terá ficado sem capacidade de reacção e permitiu a anedótica explicação do atraso à conferência de imprensa se dever aos 30 penalties do Restelo.

O director do departamento de futebol  já tinha dado sinais de continuar temperamental, apesar da passagem dos anos, como em 12 de Dezembro escrevemos no nosso post «Alvalade com nervos à flor da pele», no qual referíamos também a apatia do treinador perante a agitação que se verificava no banco de suplentes.

Nunca pensávamos, no entanto, que uma cena observada em Abril de 1977 no átrio das cabinas do Jamor, quando Sá Pinto agrediu o seleccionador Artur Jorge por não fazer parte da lista de convocados, teria como um dos intérpretes o mesmo «artista».

Há 13 anos foi uma tristeza ver o comportamento do ex-jogador. Agora, o sentimento será idêntico no que toca ao conflito, pois o relato dos acontecimentos fica sujeito a informações filtradas por pessoas ligadas ao clube. 



publicado por António Castro às 23:58
link do post | comentar | favorito

Sábado, 2 de Janeiro de 2010
Carvalhal e Paciência acreditam em 2010

Afinal, a tradicional onda de optimismo das passagens de ano ainda exerce influência no ânimo das pessoas. A transição de Dezembro para Janeiro produz certos efeitos psicológicos difíceis de explicar para um leigo na matéria, mas bem patentes em certo tipo de declarações. Mais realismo e acréscimo de ambição são incontestáveis nos discursos de dois treinadores que, curiosamente, se defrontam para a Taça da Liga, em Alvalade.

Carlos Carvalhal veio a público contestar aqueles que pretendem títulos tendo como base equipas assentes nas escolas de formação. Defendeu, portanto, a necessidade de recorrer ao mercado para recrutamento de futebolistas mais experientes. E, com inesperado entusiasmo, considerou que as recentes aquisições do Sporting meteram medo a muita gente.

O ex-futebolista Domingos Paciência, detentor de um palmarés com diversos títulos conquistados no FC Porto, no dia em que festejou 41 anos assumiu a pretensão de ser campeão, agora como treinador do Sporting de Braga.

Será de elogiar esta faceta positiva de encarar a vida revelada pelos dois técnicos.

Apenas ficou uma dúvida. Quem ficou assustado com as novidades dos verdes da Segunda Circular: os adeptos ou os adversários? 

 

 



publicado por António Castro às 23:51
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Domingo, 20 de Dezembro de 2009
Golo de Saleiro dá confiança a Carvalhal

Carlos Saleiro conseguiu aquilo que na véspera fizera Meyong no Braga: ser o último intérprete do lance que proporcionou a vitória do Sporting na Figueira da Foz.

Enquanto o camaronês contribuiu para que os minhotos continuassem na liderança do campeonato, o português atingiu objectivos mais modestos, embora importantes.

Os leões interromperam um ciclo dramático sem vitórias, tiveram uma exibição mais conseguida, embora sem deslumbrar, e transmitiram nova esperança aos responsáveis, a ponto do treinador esperar um futuro mais risonho.

A confiança que o jovem (23 anos) Carlos Saleiro está a merecer do responsável técnico pode prenunciar o aparecimento de um novo valor. Depois dos juniores (2004/2005) fez um tirocínio pelo Olivais e Moscavide, Fátima, Vitória de Setúbal e Académica. Nada mais do que isso.

Até que se conheçam novidades em Janeiro, do exterior ainda não se encontram razões para admitir inversão de sentido na crise leonina. 

Reviver glórias passadas obrigará a grandes esforços para dotar o plantel de qualidade semelhante à dos ainda chamados rivais.

 



publicado por António Castro às 23:49
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 20 de Novembro de 2009
Carvalhal ofusca Queirós

A contratação de Carlos Carvalhal pelo Sporting revelou-se mais mediática do que o apuramento da selecção para a fase final do Mundial da África do Sul.

Aquela noite na Bósnia, que figurará em lugar de destaque no historial do nosso futebol, só foi festejada nos balneários e no hotel de Zenica. Em Portugal, milhares de pessoas estiveram frente às televisões, mas não houve festa nas ruas. As televisões compareceram, como era de admitir, no Marquês de Pombal (Lisboa) e na Avenida dos Aliados (Porto), mas as câmaras apenas registaram a passagem de meia dúzia de carros com a bandeira nacional e os jornalistas só encontraram outras tantas pessoas na rua. Decididamente, o entusiasmo que se viveu há anos com a equipa das quinas esvaziou-se, certamente pela irregular carreira na fase de qualificação e que os dois jogos do play-off não conseguiu reabilitar.

Carlos Carvalhal, agora é notícia obrigatória e num mesmo dia pronunciaram-se sobre o técnico e o bom ambiente entre os jogadores, o presidente e o director do futebol profissional. A comunicação social relatou todos os passos do técnico em dia de trabalho.

«Dias animadores» disse José Eduardo Bettencourt em relação ao que viu em Alcochete. O contrário é que seria de admirar neste minidefeso.

Vejamos o panorama na próxima semana.



publicado por António Castro às 23:49
link do post | comentar | favorito

Domingo, 15 de Novembro de 2009
O desafio de Carlos Carvalhal

A surpresa que o presidente do Sporting tinha prometido sobre o futuro treinador do Sporting não foi... surpresa. O nome de Carlos Carvalhal tinha sido ventilado há dias e, dado que o clube de Alvalade tem seguido uma política de poupança, não se esperaria que, falhada a contratação de «Dom Villas Boas», houvesse disposição para encher os bolsos de euros a outros clubes, através de indemnizações.

Numa altura em que o Sporting não tem grandes alternativas desportivas, apesar de ainda ter hipóteses de limpar a face em duas provas - Liga Europa e Taça de Portugal - o principal será conduzir a equipa a um lugar europeu na próxima época, que nunca passará pela Liga dos Campeões.

Carlos Carvalhal não apresenta um currículo ao nível dos técnicos que levaram o Sporting ao topo do futebol português, mas não deixará de aproveitar a oportunidade para enriquecer o seu palmarés, assim consiga impor-se em definitivo na profissão.

Além da sua tarefa específica terá de lutar contra o idealismo de alguns responsáveis, confiantes que tinham um plantel suficiente para ombrear com os avultados investimentos dos rivais.

Preparar o futuro, financeiro e desportivo, afigura-se como a única atitude realista nas actuais circunstâncias, 



publicado por António Castro às 23:15
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Treinador "repescado" pel...

Cheira a futebol, cheira ...

Pela boca morre o peixe

Onde é que já vi cenas de...

Carvalhal e Paciência acr...

Golo de Saleiro dá confia...

Carvalhal ofusca Queirós

O desafio de Carlos Carva...

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links
Visitas
Adicionar as contagens de 2008 a 2012 - 59512