Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Sábado, 2 de Julho de 2011
Messi agastado com empate

A Argentina, candidata à vitória na Copa América, proporcionou a primeira surpresa da prova ao consentir um empate frente à selecção da Bolívia. Aliás, a equipa treinada por Sergio Batista consentiu um golo na segunda parte (Edivaldo, 47) e apenas Kun Aguera, que passara a maior parte do tempo no banco, conseguiu o golo de empate (75).

Um balde de àgua fria em La Plata, cidade onde se realizou o jogo, embora o seleccionador tivesse desvalorizado a fraca exibição da equipa das pampas e o desfecho inesperado ao afirmar: «Este resultado não vai alterar nada...»

 

Lionel Messi mais uma vez teve uma actuação apagada na selecção - facto assinalado pela ex-vedeta Mario Kempes e mesmo assim foi eleito o melhor jogador da partida! -, mostrou-se de tal forma desiludido que subestimou o trabalho dos adversários: «Surpreenderam-nos com um golo de merda, ainda pudemos empatar por Kun (Agüero), mas estamos tristes porque não conseguimos o objectivo. Fizemos coisas bem, mas temos de crescer e melhorar.»

Em primeiro lugar respeitar os adversários.



publicado por António Castro às 19:12
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 28 de Junho de 2010
Arbitragem tornou-se vedeta

Os árbitros Jorge Larrionda (Uruguai) e Roberto Rosseti (Itália) constituiram-se em figuras centrais de dois dos encontros dos oitavos-de-final: Alemanha-Inglaterra e Argentina-México. Quando assim acontece, o futebol não sai prestigiado, por existirem sempre argumentos - muitas vezes pouco consistentes - para colocar em causa a verdade desportiva.

Um golo inacreditavelmente anulado ao inglês Lampard, que permitia à equipa de Fabio Capello anular a desvantagem de dois golos consentida nos primeiros 32 minutos. Além disso permitia conjecturar sobre a hipótese da Inglaterra inverter a tendência do jogo e travar o espectáculo até então oferecido pelos alemães.

Deve reconhecer-se que esta possibilidade sempre se apresentou remota, pois a Alemanha, antes e depois daquele lance, provou ser superior em todos os aspectos. Se foi errado - insólito, até, dada a clareza do lance  - o facto do árbitro e auxiliar terem feito vista grossa ao trajecto da bola, seria injusto qualquer resultado que não fosse o apuramento dos germânicos.

A discussão, no entanto, deve continuar, não apenas para os responsáveis do futebol abdicarem de conceitos velhos de mais de um século, e porque este caso trouxe à memória o que se passou na final do Mundial de Inglaterra (1996), nessa altura supostamente a favor dos britânicos.

A Argentina, próxima adversária da Alemanha, continua imparável e a vitória sobre o México não deve ser contestada. Um senão importante: a cavalgada dos comandados de Diego Maradona começou com um golo em fora-de-jogo de Tévez, lance que até se viu no ecrã gigante do estádio, exibição impedida pela própria FIFA. Facto que deixou em maus lençóis o árbitro italiano. A avaliar pelas imagens televisivas, ele e o auxiliar aperceberam-se do facto mas não podiam servir-se daquele meio para alterar a decisão.

Todos fazem votos para que esta triste jornada arbitral não se repita, e os  desfechos dos jogos Holanda-Eslováquia (15.00) e Brasil-Chile (19,30) não sejam marcados por suspeições de qualquer espécie.



publicado por António Castro às 09:00
link do post | comentar | favorito

Sábado, 12 de Junho de 2010
Coreia do Sul à imagem de há oito anos

As primeiras vitórias surgiram na África do Sul. Nos dois encontros do Grupo B não houve «empatas» e aconteceu uma surpresa. A Coreia do Sul, que há oito anos contribuiu para a frustrante prestação da selecção de António Oliveira, não deu margem de manobra aos gregos que, curiosamente, travaram duas vezes os portugueses treinados por Luiz Felipe Scolari no Europeu 2004 e tiraram-lhe um título que nunca esteve tão próximo.

Algures vi escrito que os coreanos vingaram Portugal pela vitória sobre os gregos. Além do mau gosto - em termos pessoais, é claro - da palavra «vingança» aplicada ao futebol, não se encontram os motivos de  satisfação dos portugueses por esta derrota da Grécia.

Os coreanos denunciaram as qualidades que tivemos oportunidade de observar no Mundial Coreia/Japão, então sob a orientação de Guus Hiddink. Espírito de luta e contra-ataque em elevada rotação deixaram o adversário sem capacidade de reacção eficaz.

As manifestações de Diego Maradona pela vitória tangencial (1-0) sobre a Nigéria pareceram exagerados. Os africanos tornaram-se presa fácil para uma selecção que impressionou mais pela falta de ligação entre os diversos sectores, já que toda a manobra girou em torno de Messi. Talvez uma das razões para explicar a discreta exibição de Di Maria, isolado na esquerda, sem bola e com falta de apoio.

Saúdem-se os golos e aguarde-se pela atitude dos argentinos perante adversários de superior capacidade.

 



publicado por António Castro às 23:48
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Messi agastado com empate

Arbitragem tornou-se vede...

Coreia do Sul à imagem de...

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links