Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Segunda-feira, 8 de Junho de 2015
"Saco de gatos" no Sporting

Alvalade não têm descanso. O presidente Bruno Carvalho desde cedo começou a agitar o ambiente. O primeiro alvo foi o treinador Marco Silva, quando os resultados não corresponderam aos do início da época. Assistia aos jogos no banco dos suplentes, festejava os golos como fazia quando incluído numa das claques leoninas, seguia para os balneários ao intervalo e no final dos jogos para dar os seus bitaites, até que o técnico entrou em ruptura com o presidente.

Agora, depois da contratação de Jorge Jesus resolveu, em Alenquer, utilizar mais algumas munições: «Uma prova de inteligência ou de burrice são os inimigos que se escolhem na vida. Este clube sofre de uma auto-mutilação crónica. Para alterarmos isso, o remédio é difícil, mas identificado: há que terminar a auditoria e responsabilizar quem se deve; nunca vergar o clube a quem se alimentou durante décadas; afastar sem hipocrisias quem se alimentou do clube e ser campeão não apenas só de vez em quando, os eternos perdedores e submissos do clube.»

Um discurso que respondia a algumas críticas e provocou outras de ex-notáveis.

«É com profundo desgosto que vejo uma linha que me parece francamente dolorosa e parece que não augura bons caminhos para o Sporting. José Roquete ainda referiu o processo de contratação de Jorge Jesus. Considera que «fica mal na fotografia»" e está preocupado com «a ausência de manifestação do treinador».

Vasco Lourenço, que chegou a dirigir a assembleia geral dos leões, não teve papas na língua: «Bruno de Carvalho é um caso de psiquiatria. Não o apoiei nas eleições e manifestei a preocupação no caso de ser eleito. Agora estava relativamente satisfeito com muitas das acções que tem desenvolvido, mas começo a temer que aquele meu receio venha a ser uma realidade.»

Dias da Cunha foi peremptório: «O presidente do Sporting, para mim, ia para o manicómio. É absolutamente inacreditável. Loucura? Primeiro, o Marco Silva é um excelente treinador e é inadmissível pôr termo ao contrato com ele. Segundo, Jorge Jesus é o quarto ou quinto treinador mais bem pago do mundo. Como é que o Sporting pode pagar aquilo que o Benfica, com uma situação financeira bastante melhor, não pode continuar a pagar?»

Meia dúzia de gatos metidos num saco não fariam mais estragos.



publicado por António Castro às 19:30
link do post | comentar | favorito

Sábado, 21 de Dezembro de 2013
Bruno Carvalho "envergonha" Sporting

O Nacional não deixou o Sporting obter a sexta vitória consecutiva, que lhe garantia a liderança isolada na I Liga. Os jogadores de Manuel Machado controlaram os pontos fortes dos leões, e estes não ultrapassaram as virtudes que Leonardo Jardim tinha assinalado aos madeirenses.

Infelizmente, não foram estas questões as analisadas, na maioria dos casos, seguir ao jogo. Bruno Carvalho deu o mote para a discussão até à noite de consoada, talvez por várias semanas.

«Devo dar os parabéns aos presidentes dos clubes que connosco agora estão em primeiro lugar, porque ganharam dois pontos hoje. É isso que faz deles muito bons presidentes e de mim muito mau». Assim inciou a infeliz intervenção o presidente do Sporting, mas não ficou por aqui: «Condicionado estou eu, com dores de garganta. Não faço ideia se o árbitro estava ou não condicionado. Que hoje senti vergonha de pertencer ao mundo do futebol, isso senti.»

Bruno Carvalho, depois do que afirmou, só pode demitir-se do cargo. Também não deve ouvir os jornalistas das rádios e da televisão. Os erros do futebol, incluindo no sector da arbitragem, não podem ser analisados com insinuações a outros dirigentes. Se o presidente de Alvalade está na posse de factos, tem muitas entidades para onde pode recorrer e "lavar-se" da vergonha.

uma parte do discurso de Manuel Machado também causou surpresa - ou sorrisos -, pois viu um falta de um adversário a 70 metros de distância. Ninguém sabia que usava binóculos no banco...

Por fim, a habitual lucidez de Leonardo Jardim: «O Sporting nunca perdeu ou empatou jogos por causa do árbitro. Eles não têm essa capacidade para decidir jogos. O Sporting não fez um dos seus melhores jogos frente a um Nacional competente. Em termos gerais, o Sporting empatou por não ter conseguido concretizar. Não fizemos um jogo ao nosso nível. Temos de dar mérito ao Nacional. Na primeira parte fomos muito pressionados e na segunda colocaram-nos alguns problemas em termos defensivos.»

O técnico de Alvalade limitou-se a acentuar a diferença de critérios do árbitro Manuel Mota:«Depois da entrada que o Jefferson sofreu na primeira parte que nem falta foi, aquele lance [de Slimani] nunca poderá ser falta.»

Saliente-se esta nota de bom senso na mar tempestuoso de Alvalade.

 



publicado por António Castro às 23:04
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 2 de Dezembro de 2013
Sporting recorda velhos tempos

Fredy Montero volta a mostrar a sua raça e o Sporting goleia o Paços de Ferreira. A vitória de ontem  permite aos leões lembrar tempos antigos.

Henrique Calisto montou a estratégia pacense no reforço do meio-campo e exploração do contra-ataque. Expediente que segurou a esperada pressão ofensiva leonina, embora não evitasse que William Carvalho tenha feito o gosto ao pé antes do intervalo.

O pior para os nortenhos veio a seguir, por erros próprios e artes de Montero ao aproveitar um ressalto da bola num adversário e uma grande penalidade. Não foram, é certo, "obras de arte", mas o colombiano confirmou o "faro" para o golo - já contabilizou 11.

Ao cair do pano ainda se mostrou André Martins, pois fixou a goleada que levou o Sporting ao primeiro lugar do campeonato, em igualdade pontual com os rivais da Luz.

Leonardo Jardim foi sincero sobre as consequências imediatas da vitória: «Estaria a mentir se dissesse que preferia estar em segundo do que em primeiro. Neste momento estamos em primeiro com outra equipa de forma meritória.»

Sobre o título teve o discurso de sempre «Não podemos limitar o que os outros pensam de nós, sejam adeptos ou jornalistas. Sabemos para onde queremos ir», enfatizou.

Henrique Calisto lembrou: «Jogámos frente a uma equipa moralizada, que podia ser líder. Há muito tempo que não tinha este desiderato antes do Natal. É uma vitória justa.»



publicado por António Castro às 17:34
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 12 de Agosto de 2013
Leões com novas garras

A última exibição é sempre a mais importante, e neste aspecto o Sporting ofereceu uma boa imagem aos adeptos. O duelo com a Fiorentina fez esquecer de certa maneira as derrotas consecutivas no Torneio do Guadiana, frente aos ingleses do West Ham e ao Sporting de Braga.

O treinador Leonardo Jardim já conseguiu algo de positivo na manobra de uma equipa jovem e quase toda remodelada.

Defesa, meio-campo e manobra atacante ofereceram bons momentos aos entusiasmados adeptos, com golos de Montero, Carrillo e Rúben Semedo. Refira-se que apenas o segundo integrou o plantel na época passada.

A exibição agradou perante os italianos e a esperança voltou às bancadas, onde se vibrou com certas partes do espectáculo e se criaram ilusões em relação ao futuro.

A "procissão", no entanto, ainda nem chegou ao adro...



publicado por António Castro às 15:35
link do post | comentar | favorito

Domingo, 10 de Fevereiro de 2013
Sporting precisa de pára-quedas

Mais uma derrota em Alvalade. O Marítimo foi o feliz contemplado com o mau momento do Sporting, mas reconheça-se que teve mérito. Conseguiu, tal como outras equipas, vulgarizar o plantel sportinguista.

Jesualdo Ferreira, aliás, não esconde a realidade: «É um momento que se tem que registar como negativo na história do clube. Não me recordo do Sporting ser o pior ataque do campeonato após 18 jornadas.»

Os leões afastam-se progressivamente dos lugares com acesso a provas europeias e, em consequência, aproximam-se dos últimos lugares.

Caso não arranjem com celeridade um pára-quedas, clube e treinador passarão por momentos dramáticos.



publicado por António Castro às 21:15
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 5 de Janeiro de 2013
Sporting na linha de água

O treinador Paulo Fonseca confessou que o Paços de Ferreira, a equipa sensação do campeonato, esteve longe de anteriores exibições. Mesmo assim foi suficiente para vencer em Alvalade, graças a um golo marcado no primeiro minuto de descontos antes do intervalo.

Não se torna necessário dizer mais nada para se perceber que os espectadores assistiram a mais uma exibição descolorida do Sporting. Os primeiros minutos deram esperanças aos adeptos leoninos, mas tudo se resumiu a uma bola no poste em lance de cabeça de Capel.

Nos restantes minutos assistiu-se a um deserto de ideias na manobra da equipa e inexplicável ineficácia atacante, a provocar os tradicionais assobios.

«Os adeptos estão desapontados, temos que ter cuidado. Não podemos perder o controlo, é a interacção entre adeptos e equipa. Temos de nos concentrar no que estamos a fazer e não no que vem de fora», considerou o treinador Franky Vercauteren.

E está consciente da situação: «A minha posição está em risco desde o primeiro dia. É um trabalho em que temos de lidar com isso. Se estiver ocupado a pensar em mim, não posso pensar na equipa.»

A corda, no entanto, começa também a apertar na garganta dos dirigentes.



publicado por António Castro às 22:30
link do post | comentar | favorito

Domingo, 4 de Novembro de 2012
Vercautern faz radiografia a Sporting

«Fiquei desiludido com a qualidade de alguns jogadores, mas não digo nomes, eles sabem se jogaram bem ou não. Eles é que têm de tentar reagir. Vou dizer aos jogadores. Não são um ou dois jogadores que são culpados, perdemos e ganhamos como equipa. Temos de aprender com os nossos erros e é assim que melhoramos», palavras do novo treinador do Sporting sobre a derrota em Setúbal.

Franky Vercauteren fez logo na estreia no clube de Alvalade a radiografia de uma equipa doente desde o início da temporada, dado o rendimento na Liga e Taça de Portugal e na segunda prova europeia de clubes.

Concluiu-se que para inverter esta realidade, Godinho Lopes deve pensar em arranjar condições financeiras para aceder ao mercado de Janeiro, apenas com o intuito de sair do incomodo 13.º lugar e preparar o futuro, pois o sonho expresso pelo presidente prematuramente transformou-se em doloroso pesadelo.

Os erros pagam-se caro...



publicado por António Castro às 23:37
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 30 de Outubro de 2012
Vercautern cauteloso

O primeiro contacto com o novo treinador do Sporting não defraudou as expectativas. Três temas merecem, em nossa opinião, uma nota positiva.

Franky Vercautern garantiu que, apesar de Oceano Cruz ser um poliglota, pretende aprender rapidamente o português, de molde a facilitar o contacto com os jogadores.

Embora não tenha posto de parte a luta pelos lugares cimeiros do campeonato, demonstrou bom senso ao acentuar: «Temos de acreditar enquanto for possível.»

Ao abordar o rendimento da equipa esta temporada apresentou diversas razões possíveis. «O problema  é não estarmos a ganhar», mas untrapassou essa frase banal: «Poderá passar por aspectos técnicos, tácticos, físicos, mas sobretudo mentais, e ai a responsabilidade é do treinador. Nasci habituado a pressão e convivo bem com isso.»

Palavras reforçadas pela convicção de ultrapassar o tempo de permanência no clube. «Quero fazer subir o nível de toda a equipa. Vim para estar num projecto que tenha pernas para andar e seja duradouro», garantiu.

Vercautern era obrigado a endereçar a dirigentes e adeptos uma mensagem medianamente optimista. De bom senso não ter ultrapassado os limites do optimismo.

Resta aguardar pelo futuro, mas ninguém tenha a veleidade de ser no imediato.



publicado por António Castro às 23:40
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2012
E agora, Sporting?

Os dirigentes de Alvalade atravessam o momento mais difícil da época. O treinador Domingos Paciência começa a revelar-se demasiado perturbado. Os jogadores já não sabem reagir.

Cinco jogos sem ganhar desde o princípio do ano - uma derrota e quatro empates - e novo resultado decepcionante na Taça da Liga, frente ao Moreirense.

Para cúmulo, uma grande penalidade desperdiçada por Bojinov, jogador que ainda não convenceu ninguém das qualidades que levaram à sua contratação. O búlgaro, ainda por cima, ao pedir a Matías Fernández, habitual marcador dos penalties, contrariou uma determinação do treinador e acabou por ser alvo de um processo disciplinar, por «acontecimentos verificados depois do jogo», segundo comunicado dos leões.

Alvalade regressa ao passado de má memória com outras gentes e importantes investimentos.

E agora?

 



publicado por António Castro às 23:59
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2011
Sporting entra no Carril...lo

Os resultados menos conseguidos, frente à Lázio, na Liga Europa, e com a Académica, a contar para a Liga, ficaram para trás. Na visita do Marítimo, desta vez em duelo da Taça de Portugal, Domingos Paciência «jogava» muito do futuro rendimento da equipa e das consequências no futuro das várias frentes competitivas em que está presente.

As dificuldades confirmaram-se até ao intervalo, mas o peruano Carrillo encontrou o "trilho" da qualificação. Ao falhanço do primeiro penalty por parte do holandês Volfswinkel, nem a nova disposição no regresso das cabinas tremeu, nem o conjunto de Pedro Martins conseguiu tirar partida do falhanço leonino, já que o holandês não desaproveitou a oportunidade em lance idêntico.

Arrumada a questão, o tento de Insúa, no declinar da partida, apenas desnivelou, talvez demasiado, o marcador.

O treinador de Alvalade continua com todas as portas abertas, embora algumas pareçam bem difíceis de abrir. Pedro Martins não escondeu o desagrado pela arbitragem, que considerou uma constante perante os mais... poderosos. Desabafou: «Ainda bem que acabaram os jogos com os grandes. Já chega de expulsões.»

 



publicado por António Castro às 15:09
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 1 de Junho de 2011
Dispensas agudizam problemas dos leões

Domingos Paciência chegou há dias ao Sporting e, portanto, será normal que pouco se saiba sobre as intenções do clube no que respeita a dispensas e aquisições de futebolistas, embora se admita que algumas conversas anteriores, embora esporádicas, tenham aberto pistas para Luís Duque e Carlos Freitas desenvolverem contactos exploratórios de acordo com os desejos do novo técnico.

Por outro lado, só agora o mercado começa a mexer, os empresários inflacionam os seus activos e os clubes aguardam por fase mais adiantada do defeso na tentativa de conseguir melhores negócios.

Apesar destas realidades, deverá merecer certa preocupação aos adeptos saber pela comunicação social que em Alvalade não se resolve sequer a questão das dispensas, que poderiam dar margem de manobra para maior desafogo de tesouraria na altura de decidir as propostas de candidatos a vestir a camisola verde que interessassem aos responsáveis do futebol, atentendendo à relação preço/qualidade/necessidade.

Conhecer apenas as dificuldades com eventuais saídas de Caneira, Maniche, Grimi e Valdés - nomes apontados como dispensáveis - não constituirá  bom sinal, além de confirmar que a herança recebida pelos actuais dirigentes é pior do que se esperava.

 



publicado por António Castro às 22:30
link do post | comentar | favorito

Sábado, 21 de Maio de 2011
Não é possível!

O dia fora calmo e as emoções esperam-se horas mais tarde no Jamor, onde FC Porto - até viajou para Lisboa sem incidentes - e Vitória de Guimarães disputam a última prova da época.

Alguma coisa teria de perturbar esta acalmia, e nada melhor do que o Sporting, há vários dias sem causar calafrios aos adeptos, depois da acidentada época.

A «bomba» explodiu com o anúncio da provável demissão de elemento considerado fulcral na estrutura directiva recentemente eleita em Alvalade. Começou num site e multiplicou-se por tudo quanto era órgãos de comunicação social: Luís Duque vai apresentar a demissão.

Razões vagas, mas nas últimas horas foram admitidas divergências com o presidente Godinho Lopes, que se aprestou a comunicar não ter conhecimento de qualquer renúncia.

Meus senhores, tenham calma. Se o Sporting vai continuar na senda dos últimos anos, aguardem pelo menos um mês, pois as gentes leoninas merecem férias e o respectivo... subsídio.

Além de respeito!



publicado por António Castro às 23:46
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 21 de Março de 2011
Braga ameaça Sporting

O Sporting de Braga aproximou-se do terceiro lugar e, caso vença o encontro em atraso de Olhão, ficará apenas a um ponto do Sporting, e com boas perspectivas, devido aos respectivos calendários, de ultrapassar os debilitados leões.

O Rio Ave apresentou-se no AXA disposto a não conceder facilidades e manteve os bracarenses em sofrimento até 20 minutos do final. A igualdade desfez-se na sequência de um livre de Hugo Viana que levou a bola a tabelar no defesa vila-condense Gaspar e a trair o guarda-redes,  enquanto Carlos Brito se queixou de lapso da arbitragem ao não assinalar eventual penalty cometido sobre João Tomás.

Tudo isto não invalida o mérito da equipa de Domingos Paciência, ainda a ressentir-se da fortes emoções - e desgaste físico - da quinta-feira anterior na proeza cometida em Liverpool.

Apenas os ex e futuros dirigentes do clube de Alvalade podem ser responsabilizados se a equipa nem sequer conseguir atingir a presença na Liga Europa da próxima época. Os primeiros pela desastrada gestão durante toda época; os segundos porque para defender os seus pontos de vista eleitoralistas se esqueceram que os jogadores são homens e devem ser respeitados como profissionais honestos até provas em contrário. O rendimento global do conjunto não justifica precipitadas ameaças de «cheques e vassouradas», pois está sujeito a várias contingências, às quais não são alheias as directrizes definidas pelas equipas técnicas.

No termo da jornada, Jorge Jesus rejubilou com mais uma «nota artística» em Paços de Ferreira, afinal fraca consolação para o Benfica, que não deixará de ser o... primeiro dos últimos.

 



publicado por António Castro às 23:49
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 11 de Março de 2011
Candidatos inimigos do Sporting

Com o aproximar das eleições do Sporting, os inúmeros candidatos estão a dar razão ao demissionário José Eduardo Bettencourt. Pouco depois de assumir o cargo, o ex-presidente considerou que os maiores inimigos do clube eram alguns notáveis, entre os quais figuravam ex-dirigentes. Deduzia-se, portanto, que oa «associados de elite» constituíam o maior adversário do clube, e não os adversários desportivos.

As acusações que os candidatos à liderança começam a trocar a 15 dias do acto eleitoral estão a antecipar um processo que não alterará substancialmente a situação crítica - financeira, económica e desportiva - do agora desprestigeado clube.

A pior coisa que pode acontecer é seguirem o manual dos políticos. Multiplicar críticas e não apresentar soluções credíveis e válidas para resolver os problemas já os portugueses têm a sua conta. E que conta!...

Quem não for capaz de impor as suas ideias por uma via civilizada e transparente deverá desistir já. Caso contrário podem entrar na lista dos indesejáveis que já passaram por Alvalade.



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 9 de Fevereiro de 2011
Quantos menos melhor

Aconteceu a decisão prevista. O conselho directivo do Sporting, com o presidente em meras funções de gestão, demitiu o «competente» Costinha, depois de dispensar o avançado Liedson.

Figuras do clube contestaram a legitimidade de deixarem sair o Levezinho para o Corinthians e agora aplaudem o despedimento do director desportivo, esvaziado de funções com a entrada de José Couceiro para director-geral do futebol, sem qualquer inquérito disciplinar.

A explicação é que o «ministro» quebrou a solidariedade devida a superiores hierárquicos. Bem vistas as coisas, não gostaram que a ineficácia na gestão do clube, desde há muito a circular nos bastidores - as últimas declarações do treinador Paulo Sérgio não enganam ninguém -, surgisse na praça pública.

A actual situação do Sporting já não se compadece com silêncios. 

 



publicado por António Castro às 20:47
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

"Saco de gatos" no Sporti...

Bruno Carvalho "envergonh...

Sporting recorda velhos t...

Leões com novas garras

Sporting precisa de pára-...

Sporting na linha de água

Vercautern faz radiografi...

Vercautern cauteloso

E agora, Sporting?

Sporting entra no Carril....

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links
Visitas
Adicionar as contagens de 2008 a 2012 - 59512