Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Quinta-feira, 20 de Dezembro de 2012
Duas equipas e cinco técnicos na Europa

O sorteio da Liga dos Campeões ditou os espanhóis do Málaga para o FC Porto, enquanto os alemães do Bayer Leverkusen serão adversários do Benfica na Liga Europa.

Em Fevereiro e Março as respectivas eliminatórias ficarão decididas, meses em que se conhecerá quem tem razão: os portugueses optimistas ou os pessimistas quanto ao futuro de portistas e encarnados.

O Málaga apresenta-se como uma sensação da Liga espanhola e da prova europeia. O Bayer Leverkusen confirmou internacionalmente a boa posição na Bundesliga.

De salientar, entretanto, que os treinadores portugueses superam numericamente os clubes, esta temporada com uma presença discreta até ao momento.

Paulo Sérgio (Cluj) enfrenta o Inter, Leonardo Jardim (Olympiakos) defronta o Levante, e André Villas-Boas (Tottenham) terá pela frente o Lyon.

Vítor Pereira e Jorge Jesus completam o quinteto presente na elite europeia. Situação impensável há poucos anos.



publicado por António Castro às 20:21
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 7 de Julho de 2010
Loucura em Espanha

 

A selecção de Espanha está na final do Mundial da África do Sul.

A vitória sobre a Alemanha enlouqueceu um país inteiro, consequência de uma exibição convincente na linha que, numa primeira fase, levou Luis Aragonés ao título europeu e, agora, Vicente Del Bosque refinou com o estilo que deu o triplete ao Barcelona há dois anos.

Se não foi fácil à Espanha abater os alemães de Joachim Lowe, estes não encontraram uma saída para desmontar a «teia» montada pelos latinos, sempre à espera que a sua presa cometa qualquer erro e a consiga neutralizar. Nunca puseram em prática aquele futebol directo que surpreendeu ingleses e argentinos e permitiu alcançar goleadas.

Curiosamente, foram vítimas de uma das suas melhores armas. Um golo de cabeça de Carles Puyol, expediente em que os germânicos alicerçaram muitas das suas vitórias.

A Espanha da actualidade, apesar de estar na final através de um golo ao estilo do seu antigo futebol, não se baseia na raça e força, mas na inteligência. É uma equipa que comanda o jogo, faz o adversário andar atrás da bola, e reuniu um naipe de jogadores que complementam a souplesse com a velocidade de execução e o instinto goleador.

Não admira, por isso, que a primeira página do diário madrileno Marca de amanhã, após a sua selecção afastar a Alemanha de mais uma final, opte por uma manchete que assume como uma realidade:

OS MELHORES DO MUNDO.

 

                                                                                                             



publicado por António Castro às 23:59
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 3 de Julho de 2010
Maradona desiludido e Del Bosque com sorte

Maradona sofreu uma humilhação que não estava nos seus planos, mas muita gente admitia. Os resultados da Argentina foram aparecendo e criaram a ideia que ao futebolista de excepção sucederia um treinador de eleição. A experiência da África do Sul parece provar que Diego só tem lugar na história do futebol mundial como jogador fora-de-série. A Alemanha contribuiu para se extrair esta ilação com a maneira como soube controlar os argentinos e a expressão dos números da vitória (4-0).

A partir de agora, o treinador Joachim Low fica com a responsabilidade de dar razão ao célebre avançado inglês Gary Lineker, que proferiu a célebre frase: «O futebol são 11 contra 11 e no fim ganha a Alemanha.»

A Espanha, depois de afastar Portugal, não se mostrou tão exuberante como é habitual e teve dificuldades em afastar os paraguaios de Oscar Cardozo. O jogador do Benfica, figura de destaque por ser o último marcador do penalty (grande descontracção) que eliminou os surpreendentes japoneses, esteve agora em destaque pela negativa.

Os espanhóis, fiéis ao actual estilo de jogo - nalguns períodos já começa a tornar-se monótono -, dominavam o jogo mas não ganhavam especial ascendente nas acções frente à baliza dos sul-americanos. Até que Cardozo (suplente utilizado nos anteriores jogos e agora titular) desperdiçou uma grande penalidade.

Três minutos depois, a equipa de Vicente del Bosque beneficiou de castigo idêntico e Alonso marcou, mas o árbitro mandou repetir por haver jogadores dentro da área antes do pontapé. E aconteceu o inacreditável: Alonso imitou Cardozo e ficou tudo na estaca zero.

David Villa, no entanto, não se esqueceu dos créditos que o levam ao Barcelona e da veia goleadora já revelada na África do Sul, e decidiu um impasse que durava há 83 minutos.

Assim vai repetir-se a final do Europeu 2008 com uma meia-final entre alemães e espanhóis.  



publicado por António Castro às 23:51
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 28 de Junho de 2010
Arbitragem tornou-se vedeta

Os árbitros Jorge Larrionda (Uruguai) e Roberto Rosseti (Itália) constituiram-se em figuras centrais de dois dos encontros dos oitavos-de-final: Alemanha-Inglaterra e Argentina-México. Quando assim acontece, o futebol não sai prestigiado, por existirem sempre argumentos - muitas vezes pouco consistentes - para colocar em causa a verdade desportiva.

Um golo inacreditavelmente anulado ao inglês Lampard, que permitia à equipa de Fabio Capello anular a desvantagem de dois golos consentida nos primeiros 32 minutos. Além disso permitia conjecturar sobre a hipótese da Inglaterra inverter a tendência do jogo e travar o espectáculo até então oferecido pelos alemães.

Deve reconhecer-se que esta possibilidade sempre se apresentou remota, pois a Alemanha, antes e depois daquele lance, provou ser superior em todos os aspectos. Se foi errado - insólito, até, dada a clareza do lance  - o facto do árbitro e auxiliar terem feito vista grossa ao trajecto da bola, seria injusto qualquer resultado que não fosse o apuramento dos germânicos.

A discussão, no entanto, deve continuar, não apenas para os responsáveis do futebol abdicarem de conceitos velhos de mais de um século, e porque este caso trouxe à memória o que se passou na final do Mundial de Inglaterra (1996), nessa altura supostamente a favor dos britânicos.

A Argentina, próxima adversária da Alemanha, continua imparável e a vitória sobre o México não deve ser contestada. Um senão importante: a cavalgada dos comandados de Diego Maradona começou com um golo em fora-de-jogo de Tévez, lance que até se viu no ecrã gigante do estádio, exibição impedida pela própria FIFA. Facto que deixou em maus lençóis o árbitro italiano. A avaliar pelas imagens televisivas, ele e o auxiliar aperceberam-se do facto mas não podiam servir-se daquele meio para alterar a decisão.

Todos fazem votos para que esta triste jornada arbitral não se repita, e os  desfechos dos jogos Holanda-Eslováquia (15.00) e Brasil-Chile (19,30) não sejam marcados por suspeições de qualquer espécie.



publicado por António Castro às 09:00
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 24 de Junho de 2010
Gana sobrevive em África

A calma regressou ao Mundial, após a agitação provocada pelos franceses. Situação que, aliás, promete continuar em terras gaulesas, para onde viajou Thiery Henry, convocado de urgência pelo Presidente Nicolas Sarkozy para analisar a situação inicialmente provocado por Anelka, a que se seguiram interessantes episódios. Como este, por exemplo, dos elementos da comitiva terem regressado ao local de estágio na África do Sul como simples figurantes. Uma «diabrura» presidencial feita a todos os responsáveis da FFF.

Em termos de resultados desportivos, a quarta-feira não ofereceu especiais supresas, apesar de certo suspense em alguns jogos e apuramentos quase em cima do apito final do árbitro.

Fabio Capello, há dias contestado por alguns jogadores - o «inefável» Terry, depois das críticas, colocou-se, como sempre, ao lado do mais forte -, não esteve sempre tranquilo apesar do golo da vitória aparecer cedo (23 m) por Defoel. O rendimento da equipa, no entanto, deixou-o  mais satisfeito. O adversário da próxima eliminatória não terá sido o ideal para uma Inglaterra irregular, embora os alemães só graças a um golo de Ozil (60 m) conseguissem  superiorizar-se ao Gana. Mesmo assim, é a única selecção africana já apurada para os oitavos-de- final e para quem o seu treinador sérvio Milovan Rajevic solicitou o apoio do continente.

Os Estados Unidos lideraram o grupo dos ingleses graças a um golo «fora de horas» da vedeta Donovan marcado à Argélia. As aspirações da Sérvia ficaram também comprometidas quando se deixaram surpreender pelos australianos (2-1). 

As atenções viram-se agora para o duelo Dinamarca-Japão, a ditar quem acompanha a Holanda Grupo E), e para a até agora modesta Itália. Marcelo Lippi só contabilizou dois pontos e defronta a Eslováquia (1). À mesma hora jogam Paraguai (4)-Nova Zelândia (2). Um grupo (F) totalmente em aberto, embora haja selecções a quem se pode conceder superior dose de favoritismo.

Eu já não arrisco... 



publicado por António Castro às 09:00
link do post | comentar | favorito

Sábado, 28 de Junho de 2008
Calculismo alemão contra "salero" espanhol

Enquanto os portugueses andam entretidos com o nome do futuro seleccionador, e alguns respeitáveis figuras do nosso futebol como António Oliveira, treinador da selecção de má memória presente no Mundial da Coreia do Sul/Japão, considera incompetente o presidente da FPF Gilberto Madaíl - agora ou quando o contratou? - sobe a tensão no que respeita à final do Europeu 2008, que ao final da tarde de amanhã se desenrolará em Viena entre a Espanha e a Alemanha.

Diversas sondagens, e não apenas as originárias de nuestros hermanos, apontam a selecção orientada por Luis Aragonés como francamente favorita, e os próprios elementos da comitiva germânica comungam das mesmas expectativas, mas penso que no íntimo já estão a ver-se desfilar pelo Estádio Ernst-Hapel com o troféu ao alto.

Joachim Lowe, treinador da Alemanha, não dá como definitiva a ausência do influente Ballack, mas caso aconteça o pior garante ter substitutos à altura do "capitão". E entre elogios ao adversário, estárá a congeminar a maneira de impedir que os espanhóis montem a "tenda" no meio-campo e a partir daí causem dores de cabeça a Lehmann, mesmo não podendo contar com o surpreendente Villa, ainda o melhor marcador desta edição da prova.

Os dados estão lançados, apenas resta saber se a fria e calculista Alemanha não resiste à quente e salerosa Espanha.

 



publicado por António Castro às 23:13
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 17 de Junho de 2008
"Sereia" Ballack no caminho de Portugal

Como se previra, a selecção portuguesa encontrará nos quartos-de-final do Euro 2008 os alemães, apesar dos pupilos de Joachim Lowe continuarem longe de mostrar o potencial de outros tempos e do apuramento apenas ser conseguido por Ballack num dos seus habituais petardos na marcação de um livre.

Repete-se, assim, um jogo do Mundial de 2006, para apuramento do terceiro e quarto classificados, altura em que a selecção de Scolari se considerava favorita e acabou por nem sequer igualar a proeza dos Magriços no Mundial de 66.

Espera-se que Cristiano Ronaldo e companheiros não sejam tentados por idêntica sobranceria, que deitaria por terra, apesar das circunstâncias especiais da derrota com a Suíça, as expectativas de milhões de portugueses e, mais do que isso, colocaria em causa a propalada qualidade do futebol nacional, dando razão a alguns estrangeiros que continuam a duvidar que Portugal possa algum dia ganhar uma prova de selecções.

Este confronto terá de ser encarado com a humildade própria dos génios e ninguém pode embalar-se no canto de sereia de Ballack que, logo a seguir à qualificação, concedeu o favoritismo a Portugal. Nem ser influenciado por Beckenbauer, quando disse ser necessário jogar melhor para a Alemanha continuar em prova. Uma das características da sua selecção é precisamente essa: crescer exibicionalmente com o decorrer das competições.    

 



publicado por António Castro às 02:14
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Duas equipas e cinco técn...

Loucura em Espanha

Maradona desiludido e Del...

Arbitragem tornou-se vede...

Gana sobrevive em África

Calculismo alemão contra ...

"Sereia" Ballack no camin...

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links