Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»
Sexta-feira, 16 de Novembro de 2012
Benfica e Braga "pouparam" sem riscos

O Moreirense acreditava em novo dia de festa na Taça de Portugal. Sonhava em repetir a proeza de eliminar o Sporting da Taça de Portugal. O adversário chamava-se Benfica e lidera a I Liga, ao contrário dos leões, que vegetam em lugares secundários, mas esse não parecia obstáculo intransponível.

Secreta esperança pairava em Moreira de Cónegos, pois afastar a seguir aos verdes os encarnados ficaria na história do clube.

A equipa da Luz, que entrou em campo com uma mescla de titulares e jogadores menos utilizados, acabou por vencer, embora sem oferecer grande espectáculo. Pouco inspirados, pois ao autogolo de Anilton os encarnados apenas voltaram a marcar no segundo minuto de descontos do final da partida, num passe de Ola John aproveitada pelo infalível Cardozo.

Jorge de Jesus reconheceu défice de rendimento: «Depois do primeiro golo pensávamos que as coisas ficassem mais fáceis, mas nos últimos 15 minutos a minha equipa ficou fora deste jogo».

Jorge Casquilha, treinador do Moreirense, confessou que a sua estratégia sofreu um contratempo: «O recurso a um trio de centrais resultou até o Benfica marcar o primeiro golo. Depois arriscámos, mas o adversário tem jogadores muito rápidos.»

O Pampilhosa também foi superado pelo perseguidor do FC Porto e Benfica e teve de vergar-se ao conjunto de Braga, sem alguns dos sete jogadores que se deslocaram com Paulo Bento ao Gabão.

Um jogo mais desequilibrado e que o terceiro classificado do campeonato geriu sem sobressaltos na Mealhada.

Nestas paragens não houve tomba-gigantes.



publicado por António Castro às 23:50
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 15 de Novembro de 2012
Sem papas na língua

«Não me meto no trabalho dos dirigentes e, por isso, não admito ingerências no meu trabalho nem dos meus próprios dirigentes, quanto mais de um presidente que não trabalha comigo. Houve jogadores com a mesma importância de João Moutinho que jogaram, um 90 minutos (James Rodríguez), outro 80 (Jackson Martínez), um pouco mais longe, com uma diferença horária superior».

Assim respondeu o seleccionador a Pinto da Costa sobre o encontro no Gabão, sem esquecer que a Colômbia defrontou o Brasil em Nova Jérsia (EUA).

Afinal, nova manifestação da personalidade de Paulo Bento, conhecida como treinador principal no Sporting, funções em que demonstrou frontalidade a lidar com casos complicados.

Diversas vezes tem estado ao lado do presidente em jogos no Dragão, mas isso não o impediu de demarcar a fronteira entre as respectivas funções.

O “papa” do FC Porto não tem estômago para digerir “sapos vivos”, mas aquilo que o futebol menos precisa é de novo foco de guerrilha.

Os seus principais agentes tem redobradas responsabilidades, e apenas se deseja  um diálogo construtivo.



publicado por António Castro às 23:05
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 14 de Novembro de 2012
Selecção deixa má imagem no Gabão

Paulo Bento procurou disfarçar o desolador rendimento da selecção ao afirmar: «Mais do que o resultado fica a observação dos jogadores.»

Esta equipa de segunda linha, frente a um Gabão igualmente desfalcado, transmitiu péssima imagem do valor do futebol português e nada acrescentou ao conhecimento das qualidades dos jogadores.

Sobressaíram apenas os defeitos, expressos no deficiente entrosamento, na falta de velocidade, a impedir uma vitória sobre um adversário em que o seu treinador, o português Paulo Duarte, também se viu forçado a abdicar das principais figuras.

Assim sendo, qual a vantagem de uma deslocação a terras de clima muito diferente daquele em que se disputam os últimos jogos de qualificação para o Mundial do Brasil.

O dinheiro assegurado pela presença em África foi o única vantagem. Portugal acrescentou ao seu palmarés uma nota negativa - terceiro jogo sem vencer, após a derrota na Rússia e o empate com a Irlanda do Norte.

Viagem e jogo para esquecer.



publicado por António Castro às 23:00
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 13 de Novembro de 2012
Espanha hostil a estrangeiros

Os diversos agentes do futebol espanhol não conseguem disfarçar o seu patriotismo levado aos limites. Dois exemplos recentes demonstram inacreditável hostilidade pelos estrangeiros, com especial incidência sobre os portugueses,

A Liga de Futebol Profissional elegeu agora os melhores jogadores da época passada e, curiosamente, na lista da I Liga apenas aparece um estrangeiro. Só que o argentino ingressou na formação do Barcelona muito jovem, sendo considerado, portanto, um produto do país.

Curioso resumir a lista dos eleitos: Leo Messi (jogador), Pep Guardiola (treinador), Iker Casillas (guarda-redes), Sérgio Ramos (defesa), Xabi Alonso (médio defensivo), Andrés Iniesta (médio), Leo Messi (avançado), Francisco Isco (revelação) e Carles Puyol (fair-play). A notícia acrescenta que os merengues Cristiano Ronaldo e Benzema figuravam no trio de candidatos, mas quanto a José Mourinho, treinador responsável pelo titulo de campeão desde há anos longe de Santiago Bernabéu nem palavra.

Se acrescentarmos que agressão de David Navarro – jogador do Levante com impressionante currículo de futebolista-pugilista - a Cristiano Ronaldo não foi sancionada pelo trio de arbitragem nem deve merecer análise das instâncias  disciplinares, reforça a mentalidade reinante em certos sectores do outro lado da fronteira.

Quem tem razão é o povo português...



publicado por António Castro às 17:22
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 12 de Novembro de 2012
Comandantes em austeridade

FC Porto e Benfica continuam no caminho das vitórias. Pela tangente, natural em tempos de austeridade, pois o futebol não se pode dar ao luxo de oferecer sempre espectáculo...

Apesar deste panorama, os dois primeiros aumentaram a vantagem pontual para o Braga, o “novo grande” da Liga, derrotado em Alvalade.

A Académica tem feito um percurso irregular, mas defrontar portistas no Dragão oferece motivação especial e cria maiores dificuldades do que aconteceria perante um adversário do seu nível.

Os jogadores de Vítor Pereira estiveram, por isso, um pouco abaixo do normal, mas o talento de Moutinho e James, com a ajuda de Lucho González, resolveram a contenda. O tento de Wilson Eduardo provocou apenas dez minutos finais de ansiedade para os campeões.

Nuno Espírito Santo transmitiu ao Rio Ave coesão e processos de ataque perigosos, e o Benfica ressentiu-se na manobra do meio-campo.

Os lisboetas praticamente resumiram a “nota artística” de Jorge Jesus ao tento de Lima, uma jóia do treinador – Belenenses, Braga e Benfica - , e sentiu alguns calafrios nas linhas recuadas, reforçadas nos minutos finais.

Cada vez mais, portanto, a luta pelo primeiro lugar afigura-se restrita a FC Porto e Benfica, embora se corram riscos de errar ao faltar uma jornada para se cumprir somente um terço do campeonato.

Os ousiders começam a ficar mais longe.



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | favorito

Domingo, 11 de Novembro de 2012
Finalmente

Franky Vercauteren proporcionou a primeira alegria aos adeptos do Sporting, desde Setembro. O treinador belga apostou em Eric Didier no lado direito da defesa, em substituição do castigado Cédric e, curiosamente, pertenceu a este inglês de 18 anos a assistência para Wolfswinkel marcar bastante cedo o golo da vitória. Lance que embalou os leões para manobra de bom nível, a encravar a “máquina” do Braga até ao intervalo.

Depois assistiu-se ao reverso da medalha, pois José Peseiro conseguiu despertar os seus jogadores para a realidade e valeu a classe de Rui Patrício – do outro lado também esteve um guarda-redes (Beto) que muito contribui para a confiança dos companheiros – para assegurar o “tesouro” assegurado tão prematuramente.

Os minhotos queixam-se de um erro de arbitragem que obrigaria o Sporting a penar mais alguns dias e a desaproveitar a hipótese de tirar a totalidade de pontos ao terceiro classificado, que mantém ambições legítimas de conquistar um lugar na Liga dos Campeões.

Desta vez, meia parte chegou para inverter a penosa marcha do Sporting desde o começo da época, mas treinador e dirigentes sabem que a arrancada para lugares mais perto do topo necessita de maior consistência nas exibições.



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | favorito

Sábado, 10 de Novembro de 2012
Alvalade na hora da verdade

A ambição de Franky Vercauteren encurtar distâncias para o Braga é legítima. O treinador de Alvalade defende esta ideia com o argumento: «Temos que manter as ambições até que seja possível. Porquê mudar as ambições se ainda faltam muitos pontos e muitas coisas podem acontecer. Para atingirmos o objectivo temos que ter muita qualidade. Vai ser difícil, mas temos que acreditar e fazer tudo para que seja possível».

Simplesmente, o passado recente das duas equipas aponta para conceder favoritismo a uma equipa que, nos últimos anos, consegue competir com o FC Porto e Benfica e tem deixado os leões em segundo plano.

José Peseiro, ao voltar a Alvalade como treinador “inimigo”, revela extrema confiança, respeita o Sporting, mas confia nos seus processos de trabalho e admite ter jogadores com capacidade para superar os lisboetas. «O Sporting pertence aos "três grandes" do futebol português, mas nos últimos anos o Braga tem sido a "terceira maior força"», afirma, e alerta: «Temos uma identidade e princípios de jogo que queremos assumir em campo. Estamos num ponto bom, mas podemos melhorar.»

A realidade, mais determinante do que as palavras, expressa acentuada diferença de potencial, tal como a tabela. Com a proeza (1-3)em Guimarães, o Nacional ocupa o 11.º lugar (8 pontos) e o Sporting surge em 14.º (7), enquanto o Braga (3.º) amealhou 17 pontos.      

Sinal que ao treinador de Alvalade se depara uma situação pouco cómoda.



publicado por António Castro às 21:12
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 9 de Novembro de 2012
Coimbra teve mais encanto na Europa

Dos clubes portugueses na Liga Europa, a Académica foi o único que não desiludiu. O Atlético de Madrid, detentor do título, apresentou-se em Coimbra sem alguns dos principais jogadores e Pedro Emanuel aproveitou bem a “oferta” de Diego Simeone. Dois golos de Wilson Eduardo, o segundo marcado depois do intervalo, de grande penalidade, resolveu o jogo a favor dos estudantes, uma estreia 43 anos depois da última presença numa prova europeia,

O treinador dos colchoneros reconheceu o mérito do êxito da Briosa, que acabou por ser uma excepção do trio de Portugal.

O Sporting sofreu muito com o Genk. Além do valor do antagonista, Franky Vercautern ainda não libertou os leões da pressão psicológica, apesar da produção no regresso das cabinas ter melhorado em comparação com os últimos jogos.

Alvalade, no entanto, adiou a conquista de um resultado positivo. Resistiu a importante contrariedade – expulsão de Schaars -, mas Wolfswinkel marcou quatro minutos depois. No entanto, Rui Patrício, que tanto defendeu ao longo do encontro, foi menos feliz no remate de Plet e os sportinguistas ofereceram o empate ao Genk.

A viagem do Marítimo a Bordéus teve como aspecto principal o golo dos franceses. O espectáculo foi fraco e a derrota condenou praticamente os madeirenses.

Situação comum ao Sporting e Académica.



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 8 de Novembro de 2012
Dez minutos fatais

O "destino" voltou a punir o Sporting de Braga. Em Old Trafford, cedo ficou em vantagem com dois golos de Alan e acabou por consentir uma derrota tangencial. Na Pedreira, Alan marcou o primeiro golo da partida ao Manchester United depois do intervalo e novo desaire (1-3).

Tudo isto não aconteceu por acaso. Pode falar-se em erros de arbitragem; na saída precipitada do guarda-redes Beto; no faro do golo de Van Persie, a alavanca da viragem quando saltou do banco para o relvado.

Estes resultados, concretizados de maneira muito semelhantes, no modo e no tempo, explicam-se com análise realista. Por exemplo, na diferença de potencial dos dois conjuntos e, porque não reconhecer, na experiência de José Peseiro e Alex Fergusson.

Os minhotos podem sentir orgulho na imagem transmitida nos dois encontros, talvez mais valiosa no realizado em terras inglesas.

Qualquer que seja o lugar final na tabela deste grupo da Liga dos Campeões, tudo o que o clube liderado por António Salvador conseguiu nos últimos anos nunca será riscado do historial do Braga.



publicado por António Castro às 18:00
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 7 de Novembro de 2012
Quem tem Cardozo... tem golos

O Benfica, na visita do Spartak de Moscovo, tinha em jogo muita coisa. Era frustrante ter assegurado um ponto em nove possíveis. O apuramento para a fase de grupos estava, portanto, em grande perigo e apenas uma vitória impediria atirar desde logo a toalha ao chão.

A primeira parte prometeu muito mas deu nada. Jorge Jesus via os seu jogadores quase permanentemente sobre a baliza dos russos, mas o golo, por isto ou por aquilo, e muito por imperícia, era uma miragem.

Afinal, havia outra solução. Chamava-se Cardozo e estava no banco, de onde saiu depois do intervalo. Dez minutos passados, a Luz vibrava com o tento do mal-amado paraguaio. Passados mais 14, Cardozo recebia estrondosos aplausos com o segundo tento. Ainda falhou uma grande penalidade que, concretizada, dava para sair em ombros do relvado.

O Spartak, embora expedito no contra-ataque, ficou rendido ao futebol benfiquista e ao valor do guarda-redes Artur, pelo que as substituições operadas a seguir estavam condenadas ao fracasso.

Diz o povo "não haver bela sem senão": o desejado resultado ficou ensombrado com a derrota do Barcelona em Glasgow, a complicar as contas dos benfiquistas.

«Ainda faltam dois jogos. Vamos ver o que acontece na quinta jornada», exclama, obrigatoriamente confiante, Jesus.



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 6 de Novembro de 2012
Kiev "gosta" dos portistas

Mais uma vez o FC Porto saiu de Kiev com o objectivo concretizado: apuramento para a fase de grupos da Liga dos Campeões. Apenas com um empate, fruto de exibição personalizada diante de um antagonista que os portistas conseguiram controlar, apesar de algumas baixas no sector defensivo.

Vítor Pereira, que orientou a equipa pela 60.º vez, pode lamentar-se dos jogadores revelarem menor eficácia ofensiva, mas o dispositivo montado pela ex-vedeta do futebol Oleg Blokhine, colocou alguma dificuldades.

Se a capital da Ucrânia, em 1987 apenas uma cidade soviética, carimbou o passaporte do FC Porto de Artur Jorge para comparecer na final da Taça dos Campeões de Viena, ganha ao Bayern de Munique, agora deu passagem para outros voos, por enquanto mais modestos. Faltou apenas um golo genial semelhante ao de Madjer.

Nem sempre é possível alcançar o ponto ideal.



publicado por António Castro às 23:31
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 5 de Novembro de 2012
A vaidade de Cristiano e a resposta de Casillas

Os esforços de José Mourinho para controlar o futebol do Real Madrid não se resolveram com o afastamento de Jorge Valdano. Um balneário dividido constituiu uma realidade, apesar dos desmentidos do EL Especial, e sucedem-se pequenos episódios a confirmar certa instabilidade.

Iker Casillas e Sergio Ramos assumem confrontos verbais com Mourinho, algumas vezes centradas no alegado diferente tratamento do treinador aos jogadores portugueses.

O choque de personalidades de Casillas e Cristiano Ronaldo foi agora reavivado quando o avançado afirmou que votaria em si próprio para a "Bola de Ouro", caso lhe fosse permitido. Surgiu resposta imediata do capitão dos merengues: «Francamente, não seria capaz de o fazer, não conseguiria votar em mim mesmo para ganhar um prémio assim. Prefiro que o meu reconhecimento venha do exterior e não de mim próprio. Não o faria por ética profissional.»

Se Cristiano Ronaldo peca por excesso de vaidade, reconheça-se que Iker Casillas deveria evitar uma resposta na imprensa. Ser capitão implica responsabilidades, e o guarda-redes, embora mais sensato, colocou-se ao nível de Cristiano Ronaldo.



publicado por António Castro às 22:24
link do post | comentar | favorito

Domingo, 4 de Novembro de 2012
Vercautern faz radiografia a Sporting

«Fiquei desiludido com a qualidade de alguns jogadores, mas não digo nomes, eles sabem se jogaram bem ou não. Eles é que têm de tentar reagir. Vou dizer aos jogadores. Não são um ou dois jogadores que são culpados, perdemos e ganhamos como equipa. Temos de aprender com os nossos erros e é assim que melhoramos», palavras do novo treinador do Sporting sobre a derrota em Setúbal.

Franky Vercauteren fez logo na estreia no clube de Alvalade a radiografia de uma equipa doente desde o início da temporada, dado o rendimento na Liga e Taça de Portugal e na segunda prova europeia de clubes.

Concluiu-se que para inverter esta realidade, Godinho Lopes deve pensar em arranjar condições financeiras para aceder ao mercado de Janeiro, apenas com o intuito de sair do incomodo 13.º lugar e preparar o futuro, pois o sonho expresso pelo presidente prematuramente transformou-se em doloroso pesadelo.

Os erros pagam-se caro...



publicado por António Castro às 23:37
link do post | comentar | favorito

Sábado, 3 de Novembro de 2012
Duo da frente com mudança de... golo

O Benfica continua a par do FC Porto, mas trocou de lugar - desceu para segundo - devido aos portistas terem a vantagem de um golo (menos um sofrido e igualdade nos marcados).

Cardozo e Lima resolveram sem dificuldades um jogo que se esperava difícil, mas o Guimarães nem capacidade teve para aproveitar o facto de Jorge Jesus ter deixado no banco alguns titulares. O entendimento entre o paraguaio e o brasileiro na frente de ataque foi produtivo, e o holandês Ola Johan começa a justificar o dinheiro gasto pelos encarnados.

O Sporting de Braga continua a perseguir os dois comandantes, mas teve tarefa menos facilitada. A poupança de Peseiro afectou o rendimento da equipa e valeu a falta de atrevimento dos gilistas para assegurar um resultado mesmo assim tranquilizador (3-1). Apenas a arbitragem contribuiu para agitar o ambiente.

O trio da frente segue tranquilamente, e apenas o Rio Ave e o Paços de Ferreira, por enquanto, podem reduzir o atraso para os minhotos.

O campeonato atravessa uma fase de monotonia.



publicado por António Castro às 23:10
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 2 de Novembro de 2012
Festim de golos nas Antas

O FC Porto não desejaria melhor adversário antes da deslocação a Kiev. O Marítimo foi o opositor ideal num dia de fraca inspiração e levou a equipa de Vítor Pereira a patamares exibicionais que encantaram adeptos e transmitiram confiança ao treinador.

A juntar ao trabalho colectivo, os dois colombianos - Jackson Rodriguez e Jaime Rodriguez - abriram novamente o livro em termos de eficácia no remate. Dois golos cada um - alguns espectaculares -, e o habitual contributo de Varela, a obrigar os colegas a não adormecerem com a obra-prima de Jackson no primeiro golo como acontece várias vezes.

O treinador, que ainda não convenceu muitos adeptos do clube nortenho, não podia estar mais satisfeito. «Fizemos um jogo excepcional», exclamou, e justificou a frase: «Bons movimentos, boa circulação de bola, criatividade. As individualidades surgem naturalmente quando o colectivo é forte.»

A bola agora pertence ao Benfica...



publicado por António Castro às 23:28
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Final triste de um jogo d...

José Mourinho dá lições e...

Vitória sobre Itália anim...

Génio de CR7 salva selecç...

Benfica termina com tabu

"Saco de gatos" no Sporti...

Barcelona portentoso

Vergonha no futebol portu...

Chefe, Sempre

Casillas e o... Natal

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links