Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»
Domingo, 22 de Abril de 2012
Hulk arromba portas aveirenses

Um "furacão" passou pelo Dragão, arrasou o Beira-Mar e deixou menos margem de manobra para o Benfica, na expectativa de uma escorregadela dos portistas para se chegar ao primeiro lugar.

Os dragões voltaram a entrar no jogo a passo de caracol, mas o brasileiro Hulk, qual tornado, contribuiu decisivamente para colocar a máquina a funcionar em ritmo mais acelerado.

Ainda na primeira parte marcou uma grande penalidade. Depois do intervalo serviu Janko para o segundo golo. Quatro minutos depois aproveitou uma assistência de Maicon e bisou.

Os aveirenses já não tinham capacidade para reagir ao terceiro tento e, entretanto, Jorge de Jesus terá de aguardar pela desejada fífia do campeão.

Há muitos casos em que o melhor será esperar sentado...



publicado por António Castro às 23:55
link do post | comentar | favorito

Sábado, 21 de Abril de 2012
Nolito inspirado banaliza Marítimo

 

O Benfica, afinal, não sofreu para somar os três pontos na visita do Marítimo. Além de ser mais forte, o adversário desiludiu, longe das promessas do treinador e de anteriores exibições.

A eficácia de Saviola e o génio de Aimar foram suficientes para colocar a equipa da Luz com vantagem de dois golos ao vigésimo minuto, graças também a Nolito, a figura do jogo, ao aproveitar da melhor maneira as solicitações daqueles companheiros e, na segunda parte, ao assistir Rodrigo e Bruno César para fecho do marcador.

Um golo de Sami sete minutos após o intervalo animaram os insulares, mais afoitos no ataque na sequência de duas substituições, a obrigar o guarda-redes Artur a mostrar a sua  classe.

E foi tudo!

Muito pata Jorge Jesus: «O Benfica fez uma grande exibição. Não durante os 90 minutos, pois tivemos períodos menos bons... O Marítimo não saiu da sua área no primeiro quarto de hora. Marcámos dois golos e fomos para a segunda parte menos fortes. Sofremos um golo, perturbámo-nos e senti que tínhamos perdido intensidade no corredor central. Saviola deixou de fazer o que fazia, Aimar também, e por isso saíram. Fizemos quatro golos, num dos melhores jogos no estádio da Luz.»

O melhor terá sido não perder pontos...

Pedro Martins considerou: «Na segunda parte entrámos bem, reduzimos a desvantagem, e o jogo podia ter levado ao empate. Arriscámos com o 2-1 e sofremos mais golos. O Benfica ganha por 4-1 mas, paradoxalmente, o melhor em campo foi o Artur.»

Discurso para a plateia...



publicado por António Castro às 19:36
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 20 de Abril de 2012
Nuno Gomes segura objectivo de Leonardo

Paços Ferreira serviu de palco para tudo no encontro com o Sporting de Braga. O clube local esteve a ganhar durante cerca de 50 minutos, beneficiou da expulsão de um adversário, teve dois jogadores que também não concluíram o encontro, e viu Nuno Gomes marcar mais um golo e estragar-lhe a festa da vitória.

O empate também não foi nada que agradasse ao técnico dos bracarenses, agora mais corajoso a assumir objectivos. «Estamos em segundo, o nosso adversário tem menos um jogo e vamos continuar esta luta a três. A distância para o primeiro lugar é grande, mas ainda podemos conseguir o segundo lugar. Faltam três jogos importantes, nos quais queremos continuar a mostrar o que temos feito esta temporada», disse Leonardo Jardim num inédito discurso.

Desiludido estava Henrique Calisto, que a certa altura "comentou": «No comments

A arbitragem era a visada nesta palavras do técnico pacense. O secretismo nas nomeações, como se esperava, não impedem eventuais erros de arbitragem nem evitam críticas.



publicado por António Castro às 23:31
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 19 de Abril de 2012
Sá Pinto deu a volta a Bielsa

 Uma cabeçada-foguete de Insúa e um lance habitual do reportório de Capel despertaram Alvalade, cujo público começava a admitir que Sá Pinto já não tinha argumentos para virar uma derrota em nova vitória na Liga Europa.

Os desperdícios frente à baliza de Iraizoz durante a primeira parte, tendo Wolfswinkel como principal protagonista, para desilusão do próprio holandês, prolongaram-se por demasiado tempo e agravaram-se por o Athletic de Bilbau ter marcado nove minutos depois do intervalo.

Tudo se conjugava para o técnico de Alvalade ensaiar alternativas para mudar o rumo dos acontecimentos e começou com a entrada de Carrillo. Oito minutos passados acontecia o tal golo "inédito" do defesa Insúa, a redimir-se de anterior falhanço, e quase a seguir Izmailov, mais esclarecido do que antes de receber o cartão amarelo que o impede de jogar em Espanha, serviu Capel para o "golo do costume" - correr para terrenos interiores e aproveitar o primeiro buraco que lhe pareceu favorável - e a bola passou entre as mãos do guarda-redes e o poste da baliza.

Sá Pinto considerou que se viu «um Sporting enorme». Marcelo Bielsa assumiu ser responsável pela derrota porque ao substituir Ander Herrera por San José provocou um "desequilíbrio" no processo de segurar os sportinguistas quando ainda estava em vantagem no marcador.

O técnico de Alvalade deve reconhecer, no entanto, que durante muitos períodos os espanhóis demonstraram boa organização a partir da defesa e sagacidade nas desmarcações, facto que lhes permitiu recuperar muitas bolas a meio-campo e empreender transições perigosas, que também não foram bem aproveitadas no momento decisivo.

O responsável argentino lá terá as suas razões para se penitenciar, mas importa lembrar que a substituição coincidiu, praticamente, com a entrada de Carrillo, a transmitir superior ritmo às acção dos leões de Alvalade.

Mais uma vez nada está resolvido para qualquer das equipas, e a incógnita sobre a presença na final de Bucareste persistirá até Bilbau.


publicado por António Castro às 23:15
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 18 de Abril de 2012
Drogba resolve...

O Chelsea aplicou a receita, em dose reforçada, usada há pouco tempo na Luz. A preocupação dos londrinos foi manter o Barcelona enredado numa teia que lhe retirasse eficácia atacante e aproveitar qualquer oportunidade para marcar. Assim começou a cair o Benfica na Liga dos Campeões; assim conseguiu o técnico Roberto di Matteo colocar em causa a imagem de marca dos espanhóis.

O resto foi conseguido por Petr Cech, pelo poste da sua baliza, pela destreza de Ashley Cole a substituir o guarda-redes quase sobre a linha de golo, pela progressiva falta de serenidade do adversário.

E assim, depois de 14 meses, os catalães perderam na Liga dos Campeões com um golo de Drogba, implacável ao segundo minuto dos descontos da primeira parte, após receber inteligente assistência de Ramires.

Nada está decidido. Pep Guardiola já deu a entender que não abdicará dos tradicionais processos: «Devemos criar outras 24 ocasiões e marcar golo. Temos que trabalhar muito para isso. Perdemos com estes números. O Chelsea tem esta virtude que nós não temos.»

O italiano Roberto di Matteo limita-se a dizer: «Os jogadores mostraram coragem. Há 50 por cento de possibilidades de apuramento.»

Muita gente não pensará assim, pois duvida-se que os catalães tenham perdido o domínio do seu "carrossel", mesmo tendo pela frente, no sábado, o Real Madrid, em jogo de título.

 



publicado por António Castro às 23:13
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 17 de Abril de 2012
Mourinho não muda história em Munique

Há dias, várias figuras do Bayern, com saliência para a sua antiga vedeta Franz Beckenbauer, consideraram que o Real Madrid era uma equipa acessível.

Já em pleno estádio de Munique, desapareceram dos balneários, antes do jogo, botas e camisolas de alguns jogadores merengues, cabendo a Cristiano Ronaldo o maior prejuízo (três pares).

Por fim, quando se pensava que o Real Madrid regressaria à capital espanhola com um empate a um golo, Gomez criou um "par de botas" a José Mourinho com a marcação do segundo tento quando faltava um minuto para expirar o nonagésimo da partida.

O técnico português considera que a desvantagem de um golo não torna impossível a recuperação, mas para isso alguma coisa tem de mudar na equipa espanhola em Santiago Bernabéu.

Nem individual nem colectivamente - com raras períodos do primeiro tempo - os ainda líderes do campeonato de Espanha foram uma sombra daquela equipa eficaz nas transições para o ataque, característica que lhe tem valido muitos golos e algumas goleadas; raramente anularam a movimentação do meio-campo alemão; dificilmente entraram na área contrária em flagrantes situações de golo.

Acresce a tudo isto que Jupp Heynckes não dispensou vigilância apertada a Cristiano Ronaldo e o português também não se mostrou inspirado em alguns livres. Valeu-lhe a assistência para Ozil, e assim os espanhóis ainda pensam no apuramento.

Não podem, porém, dar a iniciativa ao adversário nem permitir que Ribéry e Gomez, entre outros, consigam mostrar todas as potencialidades.

José Mourinho joga praticamente uma época numa semana, ao incluir o derby de sábado na Catalunha com Pep Guardiola antes da  decisão da meia-final da Liga dos Campeões.

É a vida (bem paga) dos treinadores!

 



publicado por António Castro às 23:42
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 16 de Abril de 2012
"Blackout" é sinónimo de incompetência

O Sporting resolveu, depois de uma entrevista concedida à Lusa pelo presidente Godinho Lopes, entrar em blackout.

A informação publicada no site do clube de Alvalade não especifica as razões desta atitude, mas certos meandros consideram que o "caso Cardinal", entre outros, ditaram esta decisão.

Ao longo dos tempos, vários clubes tem utilizado este expediente, atribuindo a responsabilidade a comportamentos da comunicação social.

Todos já compreenderam, no entanto, serem atitudes ou palavras dos dirigentes as verdadeiras causas. Prometem o impossível e revelam o que deveria ser reservado e depois queixam-se do ambiente por si próprio criado.

Que tristeza!



publicado por António Castro às 22:34
link do post | comentar | favorito

Domingo, 15 de Abril de 2012
Alargamento ou represálias

«Depois de terça-feira, tomaremos a nossa posição, que poderá chegar a medidas bastante drásticas, que não queremos enunciar, embora já estejam decididas. Fazemo-lo por uma questão de respeito, porque o processo está em desenvolvimento.»

O autor destas afirmações é o presidente da Oliveirense, José Godinho, supostamente em nome do denominado Movimento dos Clubes de Fátima, composto por todos os dirigentes que aprovaram em assembleia da Liga o alargamento do campeonato já na próxima temporada e decidiram "desportivamente" não haver despromoções.

Atropelos à ética e ameaças só podem estar associados a movimentos com nomes de malfeitores.



publicado por António Castro às 20:27
link do post | comentar | favorito

Sábado, 14 de Abril de 2012
Quarto troféu na "útima"... prova da Luz

 

A quarta vitória consecutiva em cinco edições da Taça da Liga enriqueceu o palmarés do Benfica. Coimbra foi o cenário da final com o Gil Vicente, mas o êxito (2-1) não fez vibrar como se esperaria os adeptos da Luz. Contraste flagrante com os fãs gilistas, que festejaram com exuberância a presença na final.

Situação compreensível pelas ambições dos dois clubes. A equipa de Jorge Jesus começou a época a pensar no campeonato, na Liga dos Campeões, na Taça de Portugal e, por fim, na Taça da Liga. O "fim" foi alcançado, as duas anteriores provas já estão fora da rota e o campeonato ainda é caso para resolver.

Paulo Alves, por seu turno, dada as potencialidades do plantel, não tinha objectivos de idêrntica grandeza, pelo que a presença na cidade dos estudantes já constituiu um marco na história do clube. O técnico, entretanto, viveu 83 minutos de jogo a acreditar no recurso às grandes penalidades, embora tivesse reconhecido que o adversário foi superior.

Aliás, não tanto como seria lógico, pois a salvação do Benfica esteve em Saviola, saído do banco para aproveitar um lance em que o adversário pecou por falta de discernimento.

Tudo isto contribuiu para alguma contestação ao técnico da Luz que, por sua vez, não encarou de frente a realidade do jogo ao afirmar: «É uma taça que cada vez tem mais importância em Portugal... Foi uma festa bonita.»



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 13 de Abril de 2012
Wenger pede apoio da tecnologia

O treinador do Arsenal é mais uma voz favorável à introdução de novas tecnologias no futebol. Arsène Wenger faz esse pedido aos responsáveis da Premier League, «principalmente para diminuir os erros de arbitragem». E refere casos recentes: «O fim-de-semana passado foi muito, muito mau. As autoridades têm de se sentar e perceber como podemos melhorar.» O francês referiu-se concretamente aos «dois golos erradamente validados ao Chelsea frente ao Wigan e a uma grande penalidade não assinalada a favor do Manchester United contra o mesmo clube.»

Além disso, garante : «O vídeo vai ajudar os árbitros e não questiona a sua autoridade. Vai dar-lhes mais credibilidade, mais autoridade e menos erros. Precisamos de repetições vídeo imediatas a pedido do árbitro.»

Indirectamente, estas palavras correspondem a uma crítica aos responsáveis da FIFA: «O futebol é o desporto mais conservador do mundo. Não acho que os árbitros sejam maus. Mas o jogo é muito rápido e é impossível a um ser humano ver tudo, por muito competente que seja.»

Chegou a altura dos conservadores dirigentes da International Board estarem mais atentos à evolução dos tempos e aos apelos daqueles que vivem o futebol nos relvados.



publicado por António Castro às 22:00
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 12 de Abril de 2012
Salários em atraso aumentam no futebol

Oitenta por cento das equipa profissionais estão em incumprimento no que respeita a salários. Quem o afirma é Joaquim Evangelista, presidente do sindicato dos futebolistas, e sugere que «as soluções passarão inevitavelmente por uma colaboração frutífera entre clubes e jogadores, o que vale por dizer entre a Liga e o Sindicato, apesar das divergências de opinião existentes ou futuras.»

Pretende o dirigente sindical que em próxima reunião com a Liga seja também debatido o modelo de licenciamento dos clubes, os fundos de garantia salarial e de pensões, além de outros temas.

Espera-se que Mário Figueiredo, agora sem a pressão de vencer as eleições para presidente da Liga, se mostre mais realista sobre os problemas do futebol português, mesmo que tenha de fazer o mea culpa sobre as promessas que fez a determinados clubes em tempos de crise global.



publicado por António Castro às 23:15
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 11 de Abril de 2012
Treinador Atlético elogia Cristiano

 

Cristiano Ronaldo, apesar de continuar a ser determinante em muitas vitória do Real Madrid, como aconteceu frente ao Atlético de Madrid - três golos e uma assistência -, continua a não ter a simpatia de muitos espanhóis.

Existem, no entanto, excepções entre gente que vive em Espanha ligado ao mundo do futebol e consegue libertar-se de determinados complexos.

Diego Pablo Simeoni, um argentino que como futebolista passou por diversos clubes de Espanha e Itália, sendo um referência dos colconheros e agora seu treinador, não teve problemas em afirmar depois da goleada (4-1)sofrida perante os merengues: «A genialidade de Cristiano condenou-nos a sofrer dois golos importantes que não vieram de acordo com o que estava a acontecer no jogo.»

Estas palavras deveriam alterar certas atitudes verificadas na maioria dos estádios de Espanha, com assobiadelas sem sentido sempre que a bola está nos pés de Cristiano Ronaldo.

Só mentalidades distorcidas e falta de educação explicam semelhantes reacções.



publicado por António Castro às 20:26
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Terça-feira, 10 de Abril de 2012
Alargamento volta à discussão

Apenas três clubes - FC Porto, Sporting e Nacional - assumiram tomar uma medida para travar a farsa do alargamento da I Liga, decidida numa reunião em que se chegou ao cúmulo de aprovar a alteração para a próxima época, mantendo-se os actuais 16 clubes e mais os dois primeiros da Liga de Honra.

Este expediente apresentava-se como um primor da defesa de verdade desportiva, mas desde logo teve o veto da Federação.

A impugnação da famosa assembleia 12 de Março será agora apreciada pelo Conselho de Justiça da FPF e espera-se que não aconteça como noutros processos, em que se adiam as decisões para que a deliberação em última instância já esteja ultrapassada pelos acontecimentos.

Depois de tantos casos vergonhosos no passado, é altura do futebol português ser gerido com normas transparentes.

Haja agora vergonha!



publicado por António Castro às 20:56
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 9 de Abril de 2012
Vendaval leonino fustiga Jesus

«A equipa de arbitragem só teve o senão – o senão não, o erro – de não assinalar o penalty. Se marcássemos no primeiro minuto, tudo podia acontecer»,  disse filosoficamente Jorge de Jesus.

«O Sporting foi muito mais forte. Fomos superiores em todos os momentos, podíamos ter feito um resultado histórico, tivemos várias oportunidades, mas o mais importante é a vitória», considerou Sá Pinto.

Por favor, treinadores de Portugal, esqueçam os "se" que não oferecem garantia de alterações da realidade: o Sporting supreendeu o Benfica e esse facto reflectiu-se no marcador: um golo de grande penalidade.

Desde que Sá Pinto foi promovido a treinador principal de Alvalade, várias foram as ocasiões em que utilizámos a expressão «um ar de graça» para definir os progressos da equipa em termos de exibição e resultados.

Agora, o Benfica não sentiu uma "aragem" no relvado dos leões, mas teve de suportar autêntico "vendaval" táctico em muitos períodos do jogo, e se não pretende conceder mérito ao adversário, o facto de reconhecer a grande exibição do guarda-redes Artur só por si reflecte que o rendimento da equipa esteve uns furos abaixo do esperado e exigível, atendendo aos elogios tecidos ao valor do plantel.

O Sporting acabou por ser superior em todos os aspectos. As estatísticas não transmitem essa ideia, mas importa sempre introduzir-lhe um factor de correcção, bem evidente neste encontro: os números pecaram pela anulação dos efeitos de determinadas estratégias.

Nem encarnados já devem abdicar do título, nem os leões asseguraram o objectivo do quarto lugar, mas reconheça-se que os dragões sentiram um grande alívio com a nova vantagem pontual.



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Domingo, 8 de Abril de 2012
Mourinho "acossado" pelos catalães

O empate do Real Madrid na visita do Valência, além de ter reduzido para quatro pontos a vantagem dos merengues sobre o Barcelona - há cerca de dois meses eram  10 - agitou os meios futebolísticos de Barcelona.

Além da satisfação de dirigentes, jogadores e adeptos, como é natural, a comunicação social da Catalunha aproveitou para "demonizar" o treinador português.

Acusado de fugir à habitual conferência de imprensa depois do jogo - o adjunto Karanka já fora o porta-voz na apresentação do embate de Santiago Berbabéu -, contam uma série de histórias. Desde antigas críticas de Di Stefano aos planos de contratação de Bosingwa (Chelsea) para a próxima época, às ligações com o empresário Jorge Mendes e ao desagrado do plantel, surge de tudo um pouco.

Mais fácil será o leitor apreciar dois artigos publicados no site do Mundo Deportivo. Elucidativo!



publicado por António Castro às 23:33
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Final triste de um jogo d...

José Mourinho dá lições e...

Vitória sobre Itália anim...

Génio de CR7 salva selecç...

Benfica termina com tabu

"Saco de gatos" no Sporti...

Barcelona portentoso

Vergonha no futebol portu...

Chefe, Sempre

Casillas e o... Natal

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links
Visitas
Adicionar as contagens de 2008 a 2012 - 59512