Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»
Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2011
Inexplicável apoio a Messi

Lionel Messi é indiscutivelmente uma vedeta do futebol mundial. Venerado nos quatro cantos do Mundo, é merecedor de todas as homenagens, tal como se justificam os inúmeros e valiosos prémios que já coleccionou numa curta carreira.

O argentino formado nas escolas do Barcelona não necessita, porém, de certas atitudes que visam essencialmente "ofender" companheiros de profissão.

O facciosismo dos culés ao gritarem o nome de Messi quando Cristiano Ronaldo está na posse da bola ainda se pode compreender, pois reflecte a rivalidade entre o Barcelona e o Real Madrid. Contudo, já merece censura quando esta cena se repete noutros estádios de Espanha ou até em... Chipre.

Insólito foi o que aconteceu em São Paulo num encontro de beneficência promovido por ex-internacional Zico, no qual se defrontaram uma equipa do do clube do Morumbi e outra do Santos.

Neymar foi o alvo dos adeptos, não propriamente com aplausos, mas com o nome de Messi a soar permanentemente aos seus ouvidos. Uma manifestação da rivalidade entre o São Paulo e o Santos, onde actua a nova coqueluche brasileira, explicaram os comentadores locais.  Curiosamente, a "vítima" é precisamente um jogador cobiçado pelo Barça, e só não joga ao lado do argentino por vontade do próprio jogador e do clube brasileiro.

 



publicado por António Castro às 19:00
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 29 de Dezembro de 2011
Abramovich muda de táctica

O Chelsea está a viver uma época para esquecer. André Villas-Boas não deverá integrar - tal como aconteceu a diversos sucessores de José Mourinho - o clube de Londres na elite europeia, e internamente as coisas pioraram.

Roman Abramovich habituou  os adeptos a decisões rápidas, por vezes precipitadas, em relação aos treinadores, mas parece ter aprendido que chicotadas pagas a peso de ouro não garantem soluções imediatas. Possível explicação para manter a confiança no português e, mais do que isso, disponibilizar 180 milhões de euros para aquisições.

O técnico não teve possibilidade de manter o nível de rendimento das últimas épocas nem agradou a algumas vedetas, mas os seus argumentos terão convencido o todo poderoso presidente que a chicotada impunha-se, ao contrário do habitual, a algumas figuras de plantel, com uma média de idades elevada para as exigências do futebol britânico.

Nada disto se previa há meses, quando o treinador sensação da época passada trocou o Dragão por Stamford Bridge.

Acontece a todos.

 



publicado por António Castro às 19:36
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 28 de Dezembro de 2011
Barça contesta "regalias" dos empresários

O futebol continua a ter regras específicas comparado com outros negócios que movimentam elevadas somas. A actual crise contribuiu para que dirigentes dos clubes iniciem uma cruzada contra aquilo que consideram desajustado das realidades. Michel Platini, por exemplo, meteu-se na cruzada do fair-play desportivo a propósito dos salários dos jogadores e das verbas envolvidas nas transferências.

Agora no Dubai, Sandro Rosell levantou o problemas das comissões pagas aos empresários. O presidente do clube catalão solicitou à UEFA a mudança da norma que impõe aos clubes o pagamento das comissões aos representantes dos jogadores.

Colocou abertamente a questão: «Sempre me perguntei a razão por que, quando um representante de jogador está a negociar o seu contrato, o clube tem de pagar as comissões?»

Gianni Infantino, secretário-geral da UEFA, apoiou Rosell: «Estou de acordo que deve ser o agente do jogador a pagar. Parece óbvio». E ironizou: «Quando alguém vai ao barbeiro, não manda o seu chefe pagar a factura.»

Alertou, no entanto, para o facto da alteração dos regulamentos competir à FIFA. Se não houver forte pressão, os responsáveis dos clubes terão de esperar sentados...



publicado por António Castro às 22:18
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 27 de Dezembro de 2011
FIFA resolve defender transparência

Os responsáveis da FIFA andaram anos a ignorar actos de corrupção de alguns dos seus membros, mas o presidente Joseph Blatter rendeu-se à evidência, face à decisão do supremo tribunal do cantão suíço de Zug ao permitir a publicação do documento que denuncia responsáveis do futebol que terão recebido milhões de dólares da falida empresa ISL em negociações de transmissões televisivas.

A FIFA decidiu não recorrer, apesar do referido documento revelar os nomes de dirigentes - alguns já do domínio público - que terão recebido subornos daquela agência de marketing,  detentora durante a década de 90 da maioria dos direitos de transmissão das competições da FIFA, incluindo Campeonatos do Mundo.

Os tempos parecem mudar também no futebol.

 



publicado por António Castro às 20:40
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 26 de Dezembro de 2011
Berbatov volta à ribalta
O búlgaro Berbatov libertou-se da "penumbra" dos últimos tempos ao marcar três dos cinco golos com que o Manchester United  presenteou o Wigan no chamado Boxing Day. Dia menos agradável na Premiership para o ainda líder Manchester City (empate a zero na visita do Bromwich Albion) e o Chelsea de André Villas-Boas, que também perdeu dois pontos na deslocação ao Fulham.
É para este aliciante campeonato que José Mourinho mais uma vez manifestou o desejo de regressar, cumprida a "missão" em Madrid. O sonho antes da selecção...
 


publicado por António Castro às 21:15
link do post | comentar | favorito

Sábado, 24 de Dezembro de 2011
Dois dias de greve

Pai

 

Natal

 

decidiu

 

emigrar



publicado por António Castro às 09:00
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 23 de Dezembro de 2011
Mónaco é novo brinquedo de milionário russo

Dmitry Rybolovlev, detentor de uma fortuna avaliada em 73 mil milhões de euros, comprou pela bagatela de cem milhões a maioria das acções (66,8)% do Mónaco, clube que já andou na ribalta europeia, com uma vitória na Liga dos Campeões.

Apesar das preocupações dos responsáveis da FIFA e da UEFA, o Príncipe Alberto II classificou o negócio como «inevitável» e explicou: «Abre uma nova página na história da equipa de futebol tão apreciada no Principado. Espero que o AS Mónaco possa recuperar progressivamente o estatuto do passado, ele que é uma das jóias da nossa vida desportiva.»

Este russo, que vingou na vida com o negócio de produtos fertilizantes, não estará disposto a ajudar Portugal? Alguém do Governo não deveria perder de vista o senhor Rybolovlev. 



publicado por António Castro às 21:30
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2011
Sporting entra no Carril...lo

Os resultados menos conseguidos, frente à Lázio, na Liga Europa, e com a Académica, a contar para a Liga, ficaram para trás. Na visita do Marítimo, desta vez em duelo da Taça de Portugal, Domingos Paciência «jogava» muito do futuro rendimento da equipa e das consequências no futuro das várias frentes competitivas em que está presente.

As dificuldades confirmaram-se até ao intervalo, mas o peruano Carrillo encontrou o "trilho" da qualificação. Ao falhanço do primeiro penalty por parte do holandês Volfswinkel, nem a nova disposição no regresso das cabinas tremeu, nem o conjunto de Pedro Martins conseguiu tirar partida do falhanço leonino, já que o holandês não desaproveitou a oportunidade em lance idêntico.

Arrumada a questão, o tento de Insúa, no declinar da partida, apenas desnivelou, talvez demasiado, o marcador.

O treinador de Alvalade continua com todas as portas abertas, embora algumas pareçam bem difíceis de abrir. Pedro Martins não escondeu o desagrado pela arbitragem, que considerou uma constante perante os mais... poderosos. Desabafou: «Ainda bem que acabaram os jogos com os grandes. Já chega de expulsões.»

 



publicado por António Castro às 15:09
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 21 de Dezembro de 2011
Portistas com "azar" na Taça da Liga

Christian Rodríguez anda sempre por caminhos errados. Aconteceu na Luz e já se repetiu no FC Porto, como confessou há dias. Agora resolveu dinamitar os planos dos dragões, que se estrearam na Taça da Liga apenas para oferecerem rodagem aos jogadores menos utilizados, já que a prova não é considerada prioritária para os responsáveis técnicos.

Aos dois minutos, o uruguaio colocava os portistas a ganhar. "Felizmente" que o Paços de Ferreira estabeleceu a igualdade por William à passagem do quarto de hora.

Tudo parecia correr bem para os líderes do campeonato, mas o que o treinador dissera anteriormente era bluff. Com o passar dos minutos, os pupilos de Henrique Calisto aguentaram o andamento do adversário e Vítor Pereira recorreu - não se compreende a razão! - a João Moutinho, Fernando e Hulk. O avançado brasileiro participou num lance a 20 minutos do fim, levou o árbitro a assinalar grande penalidade e não desperdiçou a oportunidade.

Mais um pesadelo para o seu treinador, agora com maior responsabilidade na época. Já se "livrara" da Taça de Portugal e ser eliminado pelo Manchester City na Liga Europa não é assim tão desprestigiante, embora corresponda a ceder um  título conquistado na época passada.

Agora tem de levar com a incómoda - não apenas para o FC Porto, reconheça-se - Taça da Liga.

Anda Fernando Gomes, o novo presidente da federação, a gastar os neurónios a estudar a inclusão de equipas B na Liga de Honra. Os grandes clubes precisam de dinheiro, não de competições...

 



publicado por António Castro às 23:50
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 20 de Dezembro de 2011
Presidente e Vítor Pereira em ondas distintas

A confissão do árbitro Duarte Gomes de falha na avaliação do lance em que deveria ser assinalado um penalty sobre Belluschi no último encontro com o Marítimo causou reacções diferentes a Pinto da Costa e ao treinador Vítor Pereira.

O presidente do FC Porto questionou o facto de o árbitro ter desvalorizado o erro: «Foi mais um a dizer que foi penalty. Disse que viu o que toda a gente já tinha visto. Mas não lamentou ter errado. Disse que a vida seguia em frente como se nada se tivesse passado.» A atitude do árbitro auxiliar também foi criticada, pois «Venâncio Tomé, antigo fiscal-de-linha de Lucílio Baptista, está à frente da jogada, sem ninguém a perturbar a sua visibilidade, e também não viu e também achou normal.»

Vítor Pereira, por seu turno, não pretendeu acirrar os ânimos: «No final do jogo falei sobre a arbitragem relativamente à grande penalidade não assinalada. Comentei um facto: achei que era penalty e que devia ter sido marcado.» Adiantou: «Mas quem sou eu para avaliar os árbitros? O trabalho deles deve ser avaliado por quem de direito. As desculpas devem ser evitadas. Mas errar acontece a qualquer um. Também já errei. Sou avaliado todas as semanas, os meus jogadores são avaliados e os árbitros têm de o ser por quem de direito.»

Pinto da Costa esteve fiel a sí próprio. Vítor Pereira surge com um discurso mais sereno do que há meses.

Eles lá sabem a razão.

 



publicado por António Castro às 23:55
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 19 de Dezembro de 2011
Fantasma do Natal em Alvalade

Os tempos em que o Sporting, quando se chegava à época natalícia, tinha praticamente hipotecada a hipótese de conquistar o título foram relembrados em Coimbra. Um empate (1-1), conseguido por Elias a dez minutos do termo da partida com a Académica, alargaram o atraso em relação à liderança para seis pontos, cumprida a 13.ª jornada.

A pouco mais de um terço da competição e com meia dúzia de pontos de distância será prematuro entrar em especulações deste tipo, mas refira-se que são dois os adversários em vantagem e será necessária alguma sorte na conjugação de factores favoráveis para se verificar a dupla aproximação. Domingos Paciência considera, no entanto, que são «seis pontos recuperáveis». Lá terá as suas razões!

O Benfica, depois de ter consentido um golo de autoria do ganês Atsu, emprestado ao Rio Ave pelo FC Porto, embalou para um resultado desnivelado (5-1) que, na opinião de Carlos Brito e, curiosamente, também de Jorge Jesus, foi considerado «pesado». Não está em causa a superioridade dos encarnados, mas a equipa de Vila do Conde nunca andou perdida no relvado.

Os dragões apenas a partir do 80.º minuto encontraram a rota do triunfo através de Christian Rodríguez, em foco durante a semana por ter revelado desentendimento com o treinador, aliás desvalorizado por Vítor Pereira depois do encontro ao afirmar: «Rodríguez provou que posso contar com ele.» Nos momentos finais surgiu o tento da tranquilidade num lance infeliz de Briguel. Mais uma vez o Marítimo confirmou ser uma das notas positivas do campeonato, graças ao trabalho desenvolvido por Pedro Martins.

Sporting de Braga e Olhanense disputaram um jogo de loucos no Algarve. Os minhotos consentiram dois golos até aos 36 minutos, mas viraram o marcador e saíram do Estádio José Arcanjo com uma vitória (3-4).

Leonardo Jardim viu reduzir para dois pontos o atraso em relação aos sportinguistas, pelo que são legítimas as aspirações de se aproximar mais do conjunto orientado por Domingos Paciência. 



publicado por António Castro às 23:03
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 16 de Dezembro de 2011
Portugueses optimistas na Liga Europa

Manchester City, Besiktas e Légia Varsóvia foram os adversários destinados em sorteio às equipas portuguesas, respectivamente FC Porto, Sporting de Braga e Sporting - nos dezasseis-avos da Liga Europa.

A avaliar pelas palavras de elementos ligados a cada um dos clubes, Portugal acabará, com maior ou menor facilidade, por fazer o pleno no apuramento.

Fernando Gomes, representante do FC Porto em Nyon, reconhece que os dragões ficaram com a "fava" do sorteio e adianta: «Temos grande orgulho em defender um troféu que nos pertence e custou a conquistar. Vamos defendê-lo até ao limite das nossas capacidades. Provavelmente, calhou-nos a equipa mais forte da competição e o clube mais rico. O Manchester City é um clube do presente, com vários jogadores internacionais e um treinador muito experiente. Nós temos a nossa história, a nossa vontade e competência.»

Fernando Couto, outro ex-jogador portista e director-geral do Sporting de Braga não teve dúvidas: «Foi um sorteio bom. O Besiktas é uma equipa ao alcance. Vai ser uma viagem longa e esperamos que corra da melhor forma. Os turcos têm um treinador (Carlos Carvalhal) que conhece bem o futebol português, e jogadores portugueses. Jogamos apenas em Fevereiro e até lá muitas coisas podem mudar, mas é um adversário ao alcance.»

Beto, director de relações internacionais do Sporting, também está confiante: «O Légia é uma equipa que nos merece respeito, mas o Sporting tem ambições de passar a eliminatória, de chegar o mais longe possível. Temos consciência do nosso valor e queremos passar. Apesar de ser uma equipa recente nas competições europeias, tem qualidade; a diferença entre as equipas já não é como há uns anos, por isso merece-nos o maior respeito.»

Ex-jogadores com longa experiência, agora com ligações ao futebol noutras funções, não têm dúvidas. A dois meses de distância, perante adversários que podem, a partir de Janeiro, colmatar os pontos fracos das respectivas equipas, apesar dos conhecidos recuos e avanços de forma dos jogadores, dos contatempos das lesões, o caminho está traçado: continuar na prova.

Assim seja! 



publicado por António Castro às 23:20
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011
Braga só falha liderança

O Sporting de Braga deslocou-se à Bélgica com a pretensão de garantir o primeiro lugar do Grupo H da Liga Europa e fugir a adversário mais complicado na próxima eliminatória. Aguentou a pressão inicial do Brugge, mas a expulsão de Elderson aos 15.º minuto comprometeu aquela pretensão.

Assinale-se a natural oscilação do rendimento da equipa a partir desse momento, mas os bracarenses ainda atingiram o intervalo sem sofrer golos, embora com menores possibilidades de vencer e chegar ao primeiro lugar.

Bastaram quatro minutos, no entanto, para ficar mais longe do objectivo - sem comprometer o apuramento -, devido ao tento do Vleminckx.

A alegria dos belgas manteve-se até final, apesar do tento de calcanhar de Ewerton (64) na sequência de um remate de Hugo Viana. Os elogios do técnico bracarense não faltaram, pois reconheceu que «condiciona a estratégia de qualquer equipa perder um jogador no primeiro quarto de gora de jogo». 

E Leonardo Jardim foi o oitavo treinador português a estar presente numa das duas provas da UEFA em curso, juntando-se a José Mourinho (Real Madrid), André Villas-Boas (Chelsea), Vítor Pereira (FC Porto), Jorge Jesus (Benfica), Domingos Paciência (Sporting), Carlos Carvalhal (Besiktas) e José Couceiro (Lokomotiv Moscovo).

Panorama impensável no princípio do século.



publicado por António Castro às 23:32
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011
Lazio e Sporting em (boa?) gestão

O plantel do Sporting tem limitações de qualidade, às quais se aliam contratempos de lesões. Todos reconhecem, no entanto, que o treinador tem confirmado as qualidades demonstradas em Coimbra e, mais tarde, em Braga.

Ao seguir o expediente da gestão do plantel utilizado nos últimos tempos pelos mais credenciados treinadores para acautelar futuros encontros - a continuidade na Liga Europa estava garantida -, não se compreende que Domingos se mostrasse "impaciente" com o rendimento dos inúmeros titulares estreantes. Não poderia exigir-lhes comportamento sem falhas nem atribuir-lhes total responsabilidade pela derrota em Roma.

A Lazio, apesar de ter em jogo o apuramento, seguiu critério idêntico a pensar no campeonato, só que a defesa portuguesa consentiu dois golos evitáveis noutras circunstâncias.

Curioso será ver o comportamento das duas equipas nos próximos confrontos, pois nem sempre esta estratégia tem surtido os resultados esperados pelos técnicos.

Um coisa é incontestável: excessiva gestão de esforço não serve a promoção do futebol, pois o público, como aconteceu no Olímpico da capital italiana, opta pela ausência.

Há que escolher entre mais jogos com espectáculos menos atractivos ou ajustamentos nos calendários nacionais e internacionais.

 



publicado por António Castro às 23:22
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 13 de Dezembro de 2011
Christian Rodríguez é caso no Dragão

O uruguaio Christian Rodríguez, trazido para Portugal pelo Benfica e, passado algum tempo, «pescado» pelo FC Porto, numa transferência polémica que contribuiu para aumentar a tensão existente entre os dois clubes, parece ter-se transformado num caso e não numa solução para os responsáveis portistas.

Os sempre desmentidos problemas no balneário de Vítor Pereira tiveram agora confirmação nas declarações do jogador a um jornal do seu país: «Discuti com o treinador, mas como qualquer outro companheiro, por algo pontual sobre uma partida, não foi uma discussão grave ou uma luta.» 

Apesar de tentar minimizar o incidente, o futebolista acabou por revelar não ter sido o único caso - «como qualquer outro companheiro», acentuou - e apenas não revelou que teve origem num reparo do treinador no encontro com o Braga, por Christian se desinteressar de um lance que originou o tento de Lima.

A sua saída parece eminente na abertura do período de transferências, e o balanço ao seu rendimento não terá agradado aos dirigentes, tal como as fracas valias do negócio.

No «vale tudo» do futebol, como noutras actividades, por vezes acontecem estes percalços. 



publicado por António Castro às 22:34
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Final triste de um jogo d...

José Mourinho dá lições e...

Vitória sobre Itália anim...

Génio de CR7 salva selecç...

Benfica termina com tabu

"Saco de gatos" no Sporti...

Barcelona portentoso

Vergonha no futebol portu...

Chefe, Sempre

Casillas e o... Natal

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links
Visitas
Adicionar as contagens de 2008 a 2012 - 59512