Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»
Quinta-feira, 31 de Março de 2011
Salvador pressiona Paciência

O presidente do Sporting de Braga terá apresentado agora uma proposta de renovação de contrato (melhorado) a Domingos Paciência, e curiosamente - ou talvez não - estabeleceu um prazo para a resposta, entre segunda e quinta-feira, isto é, depois do jogo com o Beira-Mar e antes do confronto europeu da Liga Europa (Dínamo de Kiev).

O «patrão» dos bracarenses está no legítimo direito de dirigir o clube como entende e proceder de acordo com a sua filosofia de trabalho. Esta notícia, a confirmar-se, revela, no entanto, pouco respeito pelos "funcionários" e permite pensar que outras razões, aliás já ventiladas quando o técnico manifestava o desejo de conhecer a posição de António Salvador sobre o futuro, estão subjacentes ao caso.

Para muita gente será difícil ter paciência para o aturar.

 



publicado por António Castro às 22:35
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 30 de Março de 2011
Filhos e enteados

«As Finanças analisaram o valor que falta na segunda fase do Totonegócio e vão solicitar à Federação e Liga o pagamento dos 13 milhões de euros em causa.
De acordo com o Jornal de Negócios, os 13 milhões de euros correspondem às receitas correspondentes ao período entre 2004 e 2010.
É esperado que nos próximos dias seja enviada uma notificação por parte do Fisco aos organismos que regem o futebol português para que a dívida seja saldada.»

 

in A Bola

 

Enquanto alegadamente se prepara uma notificação de pagamento de um caso que remonta a 2004, o Fisco e alguns Bancos já penhoraram centenas de portugueses por falta de pagamento da prestação de habitações, e muitas já foram vendidas em hasta pública.

Há moralidade nisto?

 



publicado por António Castro às 15:08
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 29 de Março de 2011
Paulo Bento continua em boa onda

A prova de que o futebol português continua a produzir novos valores, actuem no país - poucos, devido à invasão de imigrantes - ou no estrangeiro, foi um dos aspectos que só por si justifica o "sacrifício" dos clubes em ceder jogadores à selecção para encontros particulares.

Paulo Bento ganhou a aposta, não tanto pela vitória sobre a Finlândia, mas pela maneira como geriu a utilização dos jogadores nesta curta pausa em que teve também como adversário o Chile.

Em Aveiro ressurgiu um nome que andava fora da ribalta desde que trocou o Funchal pelo Porto, já que as opções de André Villas-Boas passaram mais vezes por outros elementos em detrimento de Rúben Micael. A sua estreia na selecção ficou marcada pelos dois golos da vitória e não propriamente pelas qualidades que seduziram os responsáveis do Dragão. De qualquer forma, o facto deve ser enaltecido e talvez contribua para elevar os patamares de confiança do madeirense.

O comportamento de Nélson, defesa a actuar no Osasuna, também demonstrou que o seleccionador está atento aos possíveis candidatos à selecção principal, no caso de impedimento dos habituais titulares.

Paulo Bento diz-se satisfeito com toda a campanha desde que iniciou funções. Vitórias nos jogos de qualificação do Euro 2012, e nos de preparação, nos quais ao êxito sobre a Espanha sucedeu a derrota com a Argentina na Suíça, o empate com o Chile em Leiria e o recente triunfo em Aveiro.

As perspectivas são animadoras, mas o importante acontecerá a partir de Junho, pois o confronto com a Noruega é o início de uma nova caminhada.

Tudo o que de bom aconteceu até agora já é passado, apenas útil para corrigir aquilo que esteve menos bem.

 

 



publicado por António Castro às 23:53
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 28 de Março de 2011
Godinho Lopes em jornada de "charme"

Godinho Lopes deslocou-se à Academia de Alcochete para falar com alguns jogadores e voltará na quarta-feira, onde encontrará os que se encontram ao serviço das selecções. Apelou ao seu empenho durante o resto da época e ao orgulho em vestir a camisola do Sporting. Atitude para serenar o plantel pelas declarações proferidas por Luís Duque, nada moralizadores para jogadores a atravessar uma época penosa.

O novo presidente também garantiu a permanência dos técnicos e o início de conversações para estabelecer o organigrama da SAD, em que já participará o vice-presidente da «vassourada».

No programa "Dia seguinte" da SIC Notícias, Godinho Lopes limitou-se a explicar, em linhas gerais, as ideias para libertar o Sporting das dificuldades, nem foi concreto quanto à resolução dos problemas financeiros e dos jogadores anunciados como aquisições. Neste aspecto revelou já estar consciente que o futuro treinador tem uma palavra a dizer sobre o actual plantel, os elementos emprestados, eventuais escolhas na formaçãoe as características das futuras aquisições, em ligação com os responsáveis pelo futebol. Por revelar ficou também ficou o nome do futuro treinador, para salvaguardar questões de ética...

Dias Ferreira considera que «houve irregularidades» mas não pensa impugnar as eleições, enquanto na candidatura de Bruno de Carvalho o dia foi de silêncio sobre essa possibilidade.

O ambiente em Alvalade apresenta-se, portanto, mais sereno, enquanto o presidente promete ser dialogante com os adversários. Só o tempo, no entanto, permitirá avaliar se os leões têm condições para se libertarem nos próximos tempos das amarguras dos últimos anos.

 



publicado por António Castro às 23:41
link do post | comentar | favorito

Domingo, 27 de Março de 2011
Machado leva Guimarães a final

O Vitória de Guimarães não precisou de marcar em Coimbra para assegurar a presença na final da Taça de Portugal. O tento marcado no encontro da primeira mão permitiu a Manuel Machado atingir um dos objectivos da época, nada despiciendo dado que, qualquer que seja o adversário do Jamor - o Benfica receberá o FC Porto com a desvantagem de dois golos consentidos no Dragão -, tem lugar garantido na Taça UEFA.

Os adeptos encheram as ruas de Guimarães até à chegada dos jogadores, para festejar um jejum de 23 anos e a quinta presença na final da prova. Facto que o treinador Manuel Machado salienta como uma «prenda especial».

O "inimigo" de Braga também teve um dia feliz, pois foi ganhar, com dois golos de Alan, a Olhão, na partida em atraso da I Liga. Domingos Paciência vê agora o Sporting - entretido com outras guerras - apenas a um ponto de distância, e confessa: «Podemos voltar a fazer história com este clube, que nunca conseguiu terminar no terceiro lugar.»

Aliás, o clube que conquistar essa posição terá a a vantagem de ser o último a participar nas pré-eliminatórias da  Liga Europa. E ainda há mais candidatos.

 



publicado por António Castro às 23:23
link do post | comentar | favorito

A vergonha de Alvalade

«A partir desta data, quem desrespeitar o bom nome do Sporting e dos seus profissionais ficará privado de entrar nas instalações do clube. A bem da verdade e do respeito pela ética.»

 

Estas palavras foram proferidas pelo presidente demissionário José Eduardo Bettencourt e salientadas na rubrica "LAPIDAR" da edição de A Bola de 5 de Outubro do ano passado.

 

Desde essa data muita água suja correu pelas bandas de Alvalade, com maior expressão a partir do momento em que começou a campanha para as eleições. No dia da votação, no entanto, atingiu-se o clímax, e o Sporting terá passado por um dos momentos mais vergonhosos do seu historial.

 

De candidatos a ex-dirigentes, sócios e adeptos, muitos ficariam agora impedidos de entrar nas instalações, caso se cumprissem as determinações do presidente demissionário, aliás, também ele com responsabilidades, de outra ordem, no triste espectáculo prolongado até às seis da manhã. 

Muita gente, e até Godinho Lopes, que já não assegura as inúmeras contratações de futebolistas anunciadas e deixa cair nomes que serviram de bandeira para atingir o poder. Não será isto falta de respeito, primeiro pelo actual plantel e, agora, pelo clube? 

Começa mal aquilo que muitos prometeram ser o início de novo ciclo da vida dos leões.  



publicado por António Castro às 15:42
link do post | comentar | favorito

Sábado, 26 de Março de 2011
Oslo dá mais esperanças que Leiria

O empate (1-1) que a Dinamarca conseguiu na Noruega em jogo do Grupo H de qualificação do Europeu 2012 foi mais agradável para os portugueses do que o resultado e, em especial, a exibição, da selecção de Paulo Bento no particular de Leiria com o Chile.

Oslo entreabriu as portas do apuramento directo com uma «exigente» condição: a selecção das quinas terá de vencer, em função da actual  classificação, todos os encontros oficiais programados - recepção à Noruega, visita a Chipre, quando for anfitrião da Islândia e , finalmente, na deslocação à Dinamarca.

O rendimento frente aos chilenos foi menos prometedor do que a vitória sobre a Espanha e mesmo a derrota com os argentinos. Duas razões podem ser invocadas: a ausência de algumas unidades influentes e mais rotinadas e a altura da época, quando todos os jogadores estão sobremaneira preocupados com o que se passa nos respectivos clubes.

Paulo Bento demonstrou estar atento a estes problemas ao afirmar: «Quero uma equipa mais dominadora, capaz de reagir em todos os momentos do jogo.»

Sinal de que o próximo jogo com os finlandeses terá de ser encarado com superior convicção pelos jogadores, pois só assim serão úteis estes testes. Caso contrário, os clubes serão prejudicados sem benefício para a selecção.

 



publicado por António Castro às 23:18
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 25 de Março de 2011
Alvalade em momento decisivo

A família sportinguista está na véspera de grande responsabilidade e, porventura, com tantas dúvidas como há semanas. Decidirá quem será o 48.º presidente, sucessor de José Eduardo Bettencourt, e a avaliar pelo que se ouviu na campanha dos cinco candidatos, está pouco esclarecida sobre aspectos importantes da vida do histórico clube.

Nomes de treinadores não faltam; futebolistas contactados para vestir a camisola verde - até chineses - são mais-valias garantidas; promessas de injecção de dinheiro para satisfazer estas «fantasias» são comuns a todos os candidatos. Sobejam responsáveis para o futebol que se dizem capazes de levar o clube a campeão na próxima temporada.

Durante uma campanha em que nem sempre se respeitou a ética, faltou discutir aspectos importantes. Por exemplo, conhecer a real situação económica e financeira do clube. Não existem garantias absolutas de que o dinheiro necessário para tirar o futebol da penosa situação em que se encontra surgirá na hora certa, de onde provém e qual o ónus das contrapartidas. Desconhecem-se projectos consistentes para evitar a progressiva decadência da colectividade e, mais do que isso, ninguém apresentou as medidas indispensáveis para que se dissipem, a curto prazo, as sombras dos últimos anos.

Os adeptos sportinguistas têm de revelar muita sagacidade para escolherem o candidato certo nesta hora crucial. Quantos mais votarem libertos da emoção e baseados no conteúdo das mensagens, em melhores condições estarão para errar menos.

Convenhamos, no entanto, que a subjectividade persistirá sempre, devido ao fraco e, por vezes, impróprio nível da campanha.



publicado por António Castro às 23:16
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 24 de Março de 2011
Barça e Abidal: bons exemplos

O conhecimento da doença de Abidal, defesa francês do Barcelona, ilustra que a insensibilidade não desapareceu dos sentimentos de muitos seres humanos.

Quando houve conhecimento que o futebolista tinha um tumor no fígado, as manifestações de solidariedade não se confinaram aos colegas de equipa e ultrapassaram as fronteiras de Espanha, multiplicando-se mensagens de encorajamento de colegas de profissão de muitos países.

O clube da Catalunha, quando ainda Abidal não efectuara a operação, divulgou que as conversações em curso para a renovação do respectivo contrato seriam mantidas com o empresário.

Por fim, o jogador, já depois da intervenção cirúrgica e face à incógnita quanto ao futuro como futebolista, agradeceu a atitude dos dirigentes do Barça mas adiou a decisão sobre o novo contrato para quando tiver a certeza de estar apto a jogar.

Um caso, várias atitudes exemplares e uma certeza tantas vezes posta em dúvida: o mundo ainda não está definitivamente perdido. Bons valores ainda emergem numa sociedade demasiado subjugada ao capitalismo selvagem.

 



publicado por António Castro às 23:41
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 23 de Março de 2011
Belenenses em agonia

Nuvens pairam novamente sobre o Belenenses. Os últimos tempos tem sido um calvário para o clube que chegou a ser considerado o quarto grande do futebol português, detentor de um título nacional (1946) dos dois - o outro pertence ao Boavista, em 2001  - que não foram conquistados pelo Benfica, FC Porto ou Sporting, nas provas designadas por I Divisão e I Liga

O presidente João Almeida anunciou a suspensão do cargo com a alegação de se tornar incompatível com a sua actividade política. Decisão tomada no dia seguinte em que foi divulgado pela FIFA a condenação dos azuis do Restelo ao pagamento de 400 mil euros aos brasileiros do Avaí, por direitos de formação do guarda-redes Thiago Schmidt (2007), até ao final da semana.

Em lugar classificativo próximo da despromoção da Liga de Honra, o Belenenses ainda pode ser penalizado em três pontos, ficando na companhia dos antepenúltimos Varzim e Sporting da Covilhã (21) e apenas à frente do Fátima (19).

Admite-se que alguém tomará em breve o leme do clube, mas duvida-se que haja possibilidades de remediar os sucessivos erros de gestão cometidos num passado, bastante atribulado desde há alguns anos, por anteriores direcções, responsáveis por um dos «históricos» do país estar à beira do precipício.



publicado por António Castro às 23:31
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 22 de Março de 2011
UEFA puniu brandura de Madaíl

Acabou o «reinado» de Gilberto Madaíl na UEFA. O presidente da FPF teve uma votação demasiado pobre e não conseguiu a reeleição para um dos sete lugares disponíveis, entre 13 candidatos, para membro do conselho executivo.

O dirigente português considerou a votação «extremamente baixa para aquilo que estava à espera» - 17 votos na primeira volta, quando precisava de 27, e 10 na seguinte, sendo suficiente a maioria simples dos 53 votantes.

Como explicação para o fracasso, Gilberto Madaíl considerou que a «má imagem do futebol português terá influenciado a votação», como se pode ler no site do Público. Uma dedução legítima pelo impasse - ainda persiste - na alteração dos estatutos da FPF, do qual não pode, contudo, enjeitar responsabilidades.

A inexistência de uma posição firme e esclarecedora das consequências junto das associações contestatárias. Os frequentes contactos com a UEFA e a FIFA em tentativas, ao sabor de certas conveniências, para encontrar uma solução de consenso, não conseguiram ter receptividade nas duas entidades, em especial  quando não existe um lobby forte. Não será de estranhar, portanto, que todo este processo tenha fragilizado a sua posição.

Quem não conseguiu impor-se em Portugal a gente que apenas defende interesses pessoais ou de grupo, dificilmente poderia ter uma avaliação que permitisse manter o lugar num cenário internacional, onde os jogos de bastidores são quase sempre determinantes.

 



publicado por António Castro às 22:48
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 21 de Março de 2011
Braga ameaça Sporting

O Sporting de Braga aproximou-se do terceiro lugar e, caso vença o encontro em atraso de Olhão, ficará apenas a um ponto do Sporting, e com boas perspectivas, devido aos respectivos calendários, de ultrapassar os debilitados leões.

O Rio Ave apresentou-se no AXA disposto a não conceder facilidades e manteve os bracarenses em sofrimento até 20 minutos do final. A igualdade desfez-se na sequência de um livre de Hugo Viana que levou a bola a tabelar no defesa vila-condense Gaspar e a trair o guarda-redes,  enquanto Carlos Brito se queixou de lapso da arbitragem ao não assinalar eventual penalty cometido sobre João Tomás.

Tudo isto não invalida o mérito da equipa de Domingos Paciência, ainda a ressentir-se da fortes emoções - e desgaste físico - da quinta-feira anterior na proeza cometida em Liverpool.

Apenas os ex e futuros dirigentes do clube de Alvalade podem ser responsabilizados se a equipa nem sequer conseguir atingir a presença na Liga Europa da próxima época. Os primeiros pela desastrada gestão durante toda época; os segundos porque para defender os seus pontos de vista eleitoralistas se esqueceram que os jogadores são homens e devem ser respeitados como profissionais honestos até provas em contrário. O rendimento global do conjunto não justifica precipitadas ameaças de «cheques e vassouradas», pois está sujeito a várias contingências, às quais não são alheias as directrizes definidas pelas equipas técnicas.

No termo da jornada, Jorge Jesus rejubilou com mais uma «nota artística» em Paços de Ferreira, afinal fraca consolação para o Benfica, que não deixará de ser o... primeiro dos últimos.

 



publicado por António Castro às 23:49
link do post | comentar | favorito

Domingo, 20 de Março de 2011
As profecias de Jesus

Jorge de Jesus começa a ver o terreno a fugir-lhe debaixo dos pés e resolve distrair a plateia futebolística, nomeadamente os adeptos da Luz.

Antes da deslocação a Paços de Ferreira continua agarrado freneticamente à calculadora para garantir que ainda não cedeu o título aos portistas. E mesmo que o seu prognóstico apontasse para André Villas-Boas ter problemas na visita da Académica - e teve-os durante a primeira parte, período em que foi para o balneário a perder - dificilmente entregaria os três pontos à Briosa.

Como motivo de diversão da análise do essencial, resolveu também tecer considerações sobre a próxima eliminatória da Liga Europa e teve uma conclusão brilhante: o PSV Eidhoven tem mais historial que os os adversários das outras equipas portugueses presentes na prova - Sparta de Moscovo (FC Porto) e Dínamo de Kiev (Sporting de Braga).

Por fim, resolvei emitir opinião sobre a actualidade do Sporting e considerou que o clube ficaria melhor servido com um treinador português do que com um estrangeiro. «Daria muito mais luta ao Benfica, não tenho dúvidas!», garantiu Jorge Jesus. Reduzir ao despique com a sua equipa as vantagens dos leões terem um compatriota na direcção técnica só pode significar uma brincadeira de mau gosto ou falta de respeito pelo rival de Alvalade.

Além disso, com estas duas «teorias» provou mais uma vez que os seus horizontes estão limitados a este canto da Europa, e poucos esforços faz para se actualizar com a realidade do futebol europeu e mundial. Como exemplo, saliente-se  desconhecer as características dos jogadores e filosofia táctica e estratégica do treinador do PSV e referir apenas o passado do clube holandês e a actual posição no respectivo campeonato.

Jorge Jesus ainda não aprendeu que, em certas circunstâncias, o calado é o melhor.



publicado por António Castro às 23:43
link do post | comentar | favorito

Sábado, 19 de Março de 2011
Feira de ilusões em Alvalade

Mais dois pontos «voaram» de Alvalade. Qualquer adversário, neste momento, consegue resolver os seus problemas à custa do Sporting, que começa a colocar em causa a próxima época, pois arrisca-se a perder um lugar europeu, o mínimo que lhe resta de uma temporada desastrosa.

Rumo da responsabilidade dos dirigentes que legitimamente dirigiam o clube, mas perante tantas críticas nem sequer tiveram o cuidado de sair em momento mais apropriado.

A situação actual do futebol leonino é, na verdade, surrealista. Tem um presidente interino que está demissionário. A equipa é treinada por José Couceiro, contratado para director-geral. Desempenha a função, para a qual está habilitado, mas só por boa vontade terá aceite a ingrata missão.

Em contraponto com este panorama, Alvalade e tudo quanto é núcleo do clube vive em festa com a visita dos inúmeros candidatos e múltiplas promessas. Todos falam em milhões de euros à disposição, insinuam-se nomes de treinadores e, até, já foi apresentado um estrangeiro.

Enquanto isto acontece - autêntica feira de ilusões -, jogadores e treinador estão praticamente entregues a si próprios. E pior. Nem os tais sportinguistas que com tanto fervor querem servir o clube, se esforçam por manter os jogadores à margem desta ânsia de protagonismo e, inclusive, criticam o seu comportamento em campo.

José Couceiro dizia há dias: «Importa é o que o presidente vai dizer depois de eleito», na tentativa de libertar os futebolistas de um ambiente em que o seu profissionalismo tem sido posto em causa.

Impossível. Nos próximos oito dias vale tudo.



publicado por António Castro às 23:39
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 18 de Março de 2011
Nada é impossível para os oito

Ao ambiente de legítima alegria seguiu-se o dia de pensar no futuro. Quando da Suíça surgiram as primeiras notícias dos próximos compromissos dos portugueses nos quartos-de-final da Liga Europa manteve-se o clima de optimismo, como se as três equipas que calharam em sorte ao FC Porto, Benfica e Sporting de Braga fossem meros comparsas da caminhada para Dublin.

Sparta de Moscovo, PSV Eindhoven e Dínamo de Kiev - russos, de novo, no Dragão, holandeses na Luz e ucranianos no AXA - não chegaram a esta fase de prova por mero acaso. As equipas de Leste começam a aparecer com frequência em posições de destaque, pois as transformações políticas e o aparecimento de mecenas ditaram procedimentos semelhantes aos dos mais poderosos clubes da Europa e permitiu recorrer a jogadores de outras origens, incluindo os sul-americanos.

Beneficiados com o facto do sorteio ter evitado «duelos fraticidas» - só podem acontecer nas meias-finais e seria sinal de que lisboetas e bracarenses eliminavam os respectivos adversários - importa estar preparado mentalmente para todas as hipóteses, maneira de evitar eventuais  estados de frustração.

Há oito candidatos para quatro lugares. Alguém ficará de fora e, neste momento, apenas se pode desejar aos três clubes portugueses uma «pedalada» suficiente para ultrapassar, porventura, maiores dificuldades. Nem sempre a história se repete.

 

 



publicado por António Castro às 23:30
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Final triste de um jogo d...

José Mourinho dá lições e...

Vitória sobre Itália anim...

Génio de CR7 salva selecç...

Benfica termina com tabu

"Saco de gatos" no Sporti...

Barcelona portentoso

Vergonha no futebol portu...

Chefe, Sempre

Casillas e o... Natal

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links
Visitas
Adicionar as contagens de 2008 a 2012 - 59512