Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»
Sexta-feira, 17 de Dezembro de 2010
Hora da verdade só em Fevereiro

Alemães, escoceses, polacos e espanhóis. Eis o leque de adversários da equipas portuguesas na Liga Europa. Encarnados da Luz, verdes de Alvalade, encarnados de Braga e azuis-e-brancos do Porto serão, pela mesma ordem, os respectivos opositores.

Logo surgiram opiniões sobre as possibilidades de apuramento e gerou-se de imediato a ideia que o Sporting de Braga foi o mais feliz por defrontar o Lech Posnan. Do Benfica salientou-se que nunca ganhou na Alemanha. A pouca sorte do Sporting com os escoceses do Glasgow Rangers começou na Taça das Taças de 1971, afastado na segunda eliminatória num jogo em que o árbitro transformou num drama para os portugueses, devido a lapso na interpretação das regras dos golos marcados fora, e na Taça UEFA de 2007/2008, travado nos quartos-de final. Por fim, as boas recordações do FC Porto da cidade de Sevilha, onde a equipa orientada por José Mourinho venceu a Taça UEFA na final com o Celtic de Glasgow (2002/2003), além de que o clube do ex-portista Fabiano ainda não recuperou de um início de época muito irregular.

Assentes nestes argumentos, os observadores encararam com optimismo os caprichos do sorteio. Aliás, um sentimento sempre presente todos os anos. As desilusões surgem na hora da verdade, que só acontecerá em Fevereiro, altura em que muita coisa, positiva ou negativa, pode ser diferente.



publicado por António Castro às 23:32
link do post | comentar | favorito

Pergunta do dia

O sorteio da Liga dos Campeões teve a curiosidade de repetir dois confrontos da época passada. O Inter, campeão europeu em título numa final disputada em Madrid com o Bayern, voltará a encontrar os bávaros, agora nos oitavos-de-final. O treinador Van Gaal não poderá desforrar-se, por agora, de José Mourinho, pois deverá ter pela frente o espanhol Rafa Benitez. O Real Madrid voltará também a encontrar o Lyon, que surpreendeu os merengues, então orientados pelo chileno Manuel Pellegrini.  Agora estará no banco o El Especial.

O calendário completa-se com os jogos Roma-Shakhtar, Milan-Tottenham, Valência-Schalke, Arsenal-Barcelona, Marselha-Manchester United e Copenhaga-Chelsea. Um mês de Fevereiro alucinante na principal competição europeia, mas com poucas novidades em termos de participantes.

Motivo para levantar esta questão:

 

 

Será possível aparecer um estreante na lista dos vencedores da prova, incluindo os da antecessora Taça dos Campeões Europeus?



publicado por António Castro às 15:00
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 16 de Dezembro de 2010
E mais alguns euros a neve levou

O Sporting continua no mesmo caminho. Agora aconteceu em Sófia, no último encontro da fase de grupos da Liga Europa. Um golo ao cair da primeira parte foi suficiente para derrotar a equipa de Alvalade, nada habituada a actuar em condições climatéricas tão adversas - temperatura negativa e neve.

Paulo Sérgio, com o apuramento na prova assegurado, procedeu a várias alterações em relação ao encontro de má memória - eliminação da Taça de Portugal - em Setúbal. Gestão de esforço ou observação de jogadores menos utilizados - estiveram ausentes seis dos titulares no Bonfim - serão razões de sobra para esta opção do técnico leonino, também necessitado de fazer escolhas se acaso o clube estiver disposto a aproveitar o período de transferências do próximo mês.

Apenas um jogador ganhou com este jogo. Maniche disputou o número de partidas estabelecido em contrato para renovação automática do contrato. Todos lutaram para entrar na fase eliminatória da prova com uma vitória, mas ninguém conseguiu comportamento de relevo, tanto na manobra colectiva como no aspecto individual.

Mais uma exibição cinzenta que não augura nada de muito diferente para os próximos tempos. A única garantia é assistir-se a mais do mesmo...

 



publicado por António Castro às 21:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Pergunta do dia

O ambiente em Alvalade continua agitado. Antigos e actuais responsáveis agridem-se verbalmente. A equipa de futebol continua a transmitir uma fraca imagem de um clube com rico historial. As derrotas sucedem-se perante adversários teoricamente menos apatrechados. Os dirigentes não parecem capazes de alterar a situação. Razão que justifica colocar a questão nos seguintes termos:

 

 

 

 

Qual a solução para acabar com a indiscutível crise do futebol do Sporting?

 



publicado por António Castro às 09:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 15 de Dezembro de 2010
FC Porto com futebol para dar e vender

O Dragão assistiu a mais uma demonstração do potencial do plantel ao serviço de André Villas-Boas. Sem alguns dos titulares influentes na manobra da equipa, embora o técnico mantivesse o «esqueleto» de tantas vitórias consecutivas, o FC Porto provou que neste momento não tem adversário à altura em Portugal - estas palavras não significam que se mantenha invencível ao longo da temporada - e volta a ser elogiado nos meandros internacionais.

No último encontro da fase de grupos da Liga Europa, perante o CSKA de Sófia, a equipa mostrou-se segura na defesa, compacta no meio-campo e eficaz no ataque. Mais importante do que isso, entrou em campo com cinco jogadores que tem mais tempo de banco do que de presença no relvado - Otamendi, Souza, James Rodriguez, Ruben Micael e Walker - e alguns deram indicações de inverterem esta situação caso os habituais titulares se distrairem na preparação, lesionem ou sofram sanção disiciplinar.

André Villas-Boas está a viver um momento de conto de fadas e só isso explica a afirmação do FC Porto ter «palmarés que obriga a vencer» a prova europeia.



publicado por António Castro às 23:53
link do post | comentar | favorito

Pergunta do dia

Afirmações e comportamentos recentes de diversos responsáveis do Benfica sugerem que, face aos resultados menos positivos em comparação com a época passada, foram introduzidas alterações na ligação entre os diversos sectores. Razão pela qual parece pertinente recolher opiniões sobre o assunto, através da seguinte pergunta:

 

 

Jorge Jesus perdeu espaço de manobra na estrutura do futebol do Benfica?

 



publicado por António Castro às 09:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 14 de Dezembro de 2010
Sporting pelas ruas da amargura

Não era suficientemente desagradável para o Sporting estar arredado do título e afastado da Taça de Portugal. Faltava a polémica entre pessoas com responsabilidades e que se reclamam sportinguistas: um antigo presidente e o actual director do departamento de futebol.

Sousa Cintra, numa abordagem sobre o momento do futebol de Alvalade, considerou aos microfones da Rádio Renascença que o competente Costinha tem «grandes responsabilidades» na presente situação, e adiantou que a sua política de «contratações e dispensas foi um fracasso».

À partida para Sófia, Costinha respondeu com palavras que denotaram incomodidade e aconselhou o ex-presidente a «meter-se  na sua vida». Avisou, entretanto, os jornalistas: «Dentro de dias deixo-vos um papel sobre os tempos de Sousa Cintra».

Ao que se chegou em Alvalade! Se não houver agora uma atitude firme, este degradante espectáculo terá novos capítulos e, além dos insucessos desportivos, entrar-se-á numa fase vergonhosa do clube e insuportável para quem necessita de recuperar o tempo perdido.

Tem a palavra José Eduardo Bettencourt. Agora ou nunca mais! 



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | favorito

Pergunta do dia

Consideramos que os leitores de um blogue nem sempre estão interessados no tema abordado no post e, por isso, não emitem qualquer comentário. Para criar maior variedade de assuntos a analisar, iniciamos a «Pergunta do dia», dando mais oportunidades de estabelecer uma discussão - construtiva, naturalmente - neste espaço de opinião.

Seque-se a primeira questão escolhida e esperamos pela colaboração de todos os interessados em analisar os casos de momento do futebol, seja nacional ou internacional.

  

 

Como avalia o interesse do Atlético de Madrid em prescindir dos serviços de Simão Sabrosa?

 

 

 



publicado por António Castro às 09:00
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 13 de Dezembro de 2010
Besiktas alicia portugueses

Manuel Fernandes teve recepção apoteótica na chegada à Turquia para se incorporar, depois dos habituais exames médicos, no plantel do Besiktas, onde já se encontra o português Quaresma, afastado dos relvados por lesão.

O divórcio entre Simão Sabrosa e o Atlético de Madrid ou, mais propriamente, com o seu presidente, está consumado, e o interesse pelo jogador internacional também já foi confirmado pelo mesmo clube turco.

Incerto parece ser a contratação de Hugo Almeida, desde há semanas a manifestar interesse em jogar no Real Madrid ou, surpreendentemente, no Sporting. Uma destas opções denunciava forma de pressão sobre o Werder Bremen, dado a diferença de salário entre jogar no clube espanhol em comparação com a austeridade reinante em Alvalade. Agora também surge o nome do Besiktas como interessado no possante avançado que, entretanto, garante continuar no clube alemão.

Seja quem o  Besiktas contratar na abertura de Inverno ou no final da temporada, registe-se que o mercado europeu está seduzido pelos futebolistas portugueses.

A este ritmo, o défice das transacções comerciais com o estrangeiro seria minorado com as exportações do futebol, caso os respectivos rendimentos fossem canalizados para o nosso país. O Governo deve estar atento...

 

 



publicado por António Castro às 23:35
link do post | comentar | favorito

Domingo, 12 de Dezembro de 2010
Tréguas na Luz

Benfica e Sporting de Braga - parceiros na desilusão pelo afastamento da Liga dos Campeões -, estiveram na Luz para derimir a passagem aos quartos-de-final da Taça de Portugal.

Os lisboetas ganharam sem brilho mas com mérito. Continuaram a revelar a intranquilidade dos últimos tempos. O minhotos não disfarçaram as fragilidades provocadas por castigos e lesões em número excessivo atendendo ao plantel disponível.

Por isso, Jorge de Jesus ainda demonstrou algum nervosismo mesmo depois de terminado o encontro, enquanto Domingos Paciência apareceu bem mais calmo para enfrentar um futuro naturalmente ambicioso, embora com menor exigência de resultados.

As palavras de Luís Filipe Vieira e Jorge Jesus nos últimos dias amenizaram tensões no balneário, mas ainda não se reflectiram totalmente no subconsciente dos jogadores.

A descida à terra do treinador, assumindo-se como responsável pelo deslumbramento dos resultados da época passada, e nova garantia do presidente de que o Jorge Jesus continuará no cargo terão travado a sempre desmentida contestação interna. Só o futuro, no entanto, mostrará se foi suficiente para tornar o ambiente mais saudável.

Tardiamente, os responsáveis benfiquistas tomaram consciência de que estavam a viver num mundo de fantasia. Outro exemplo foi o apelo aos  adeptos para boicotar os jogos fora da Luz, um flop que Luís Filipe Vieira não teve a coragem de reconhecer ao «decretar» o fim dessa infeliz decisão.

Os excessos pagam-se caro.



publicado por António Castro às 23:52
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Ainda haverá muitas finais...

O Sporting perdeu a «final» que disputou em Setúbal, mas o Vitória não recebeu a taça, e Manuel Fernandes ainda terá de sofrer muito se chegar ao Jamor.

A equipa de Alvalade, no entanto, está bem encaminhada, pois tem muitas «finais» até ao termo da temporada, a avaliar por mais este desaire. Três correspondem à participação na Taça da Liga; tem direito a pelo menos uma na Liga Europa, terminada a fase de grupos; e sobram-lhe ainda mais 17 no campeonato.

A 13 pontos do topo da prova liderada pelo FC Porto e com a vantagem de 14 sobre o Portimonense (penúltimo), cada encontro será mais uma «final» e, em caso de muitas distracções - isto é, falhanços na defesa, sem bússola na zona intermédia e ineficácia no ataque - todos os jogos serão decisivos, não para atacar o título, mas para fugir da linha de água.

Situação que preocupa de mais os adeptos e, pelos vistos, de menos os responsáveis. O presidente já deverá ter a agenda cheia com visitas, jantares e discursos nos Núcleos em Portugal e no estrangeiro, além do convite do Partizan de Belgrado para participar nas comemorações do seu 65.º aniversário e assinalar o embate com o Sporting na primeira edição da Taça dos Campeões Europeus (55/56), quando o clube português tinha prestígio para merecer um convite na estreia da prova.

O «competente» Costinha ficará a dirigir o futebol, mas também não deverá ter muitas preocupações, já que quem não tem dinheiro não pode ter vícios. O treinador Paulo Sérgio só voltará às «finais», novamente em Setúbal, no dia 20, pois o compromisso de quarta-feira com o Levski de Sófia será apenas um «treino» da Liga Europa.

Quem te conheceu e ao que chegaste, Sporting!



publicado por António Castro às 12:44
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sábado, 11 de Dezembro de 2010
De bem-criado a provocador

Na Académica, há um ano, a imagem do treinador André Villas-Boas era a de uma pessoa sensata, calma, de raciocínio lúcido. Agora no Dragão está a mostrar uma veia provocatória, à boa imagem do presidente. Fica a dúvida se cumpre ordens do patrão, tenta agradar-lhe ou o sucesso está a subir-lhe à cabeça.

Na recente abordagem à Liga Europa e à opinião de que se trata de uma «aberração», só se pode entender que pretende beliscar o Benfica e o Sporting de Braga pela carreira na primeira prova da UEFA. Será que a Liga dos Campeões não constitui outra aberração ao incluir equipas que não venceram o campeonato do respectivo país na época anterior, e algumas até nunca conquistaram esse título.

O treinador até devia agradecer a existência da prova nos termos actuais, pois assim o FC Porto poderá arrecadar uma verba apreciável, muito superior ao que acontecia quando a prova era designada por Taça UEFA, destinada a clubes com classificações secundárias, caso dos portistas no último campeonato.

Aliás, talvez tivesse vantagem em conhecer as razões, às quais o seu actual clube não esteve alheio, da origem destas «aberrações».

Na polémica com o Sporting sobre arbitragens tinha obrigação de não provocar o companheiro de profissão Paulo Sérgio, cuja resposta aconselha a ter alguma contenção verbal e não se aproveitar do facto de estar na ribalta.

Deve ter em atenção não haver bem que sempre dure....

 



publicado por António Castro às 11:22
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Sexta-feira, 10 de Dezembro de 2010
Jesus nas mãos do Braga

A comunicação social desportiva multiplica-se nos últimos dias em dar notícias sobre as possíveis razões do colapso do Benfica na Taça UEFA. Referem, invariavelmente, já não existir a mesma empatia entre o treinador e alguns jogadores, discordâncias sobre constantes alterações no «onze" e na abordagem estratégica e táctica em diversos encontros.

Tudo isso é negado por Jorge Jesus, mas aqui e além surgem desmentidos sobre algumas das suas afirmações, como aconteceu em Telavive, onde afirmou que nunca se tinha interessado em saber o que se passava no jogo Lyon-Partizan, decisivo para a presença entre campeões ou a despromoção à Liga Europa, e, afinal, até terá avisado os jogadores em campo do empate dos franceses.

Estas «pequenas» coisas  e a carreira da equipa na presente temporada, depois dos festejos de um campeão forever, estão nitidamente a transtornar os adeptos e, naturalmente, a preocupar o presidente, apesar de várias manifestação de confiança no trabalho do técnico.

Conjunto de razões que o  confrontocom  o Sporting de Braga para a Taça de Portugal se apresenta para muitos como a derradeira oportunidade de Jorge Jesus consolidar o lugar.

Longe do topo da I Liga e futuro incerto na Liga Europa, a eliminação da Taça de Portugal seria «sapo» de difícil digestão para todos os benfiquistas. Não é de estranhar, por isso, aparecerem apelos à motivação em sectores que deveriam primar pela neutralidade.

 



publicado por António Castro às 08:25
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 9 de Dezembro de 2010
Platini não larga Mourinho

Michel Platini não perde uma oportunidade para se referir a José Mourinho. Desenvolve-se no seu subconsciente uma relação amor/ódio que lhe trai o pensamento e profere o nome do treinador nas mais variadas ocasiões e sobre os mais diversos temas.

Há dias pronunciou-se ainda sobre o miserável comportamento da selecção francesa na África do Sul  e não esqueceu o seu ódio de estimação: «Mourinho não faria melhor do que Domenech no Mundial. O problema de Domenech foi ter falhas de comunicação, pois protegeu os jogadores e, depois, foi abandonado por eles.»

O presidente da UEFA poderia lembrar-se de Alex Fergusson, Pep Guardiola, Louis Van Gaal, Fábio Capello ou, mesmo, do seu compatriota Aimé Jacquet, campeão do Mundo em 1998. Não, tinha de ser José Mourinho!

Numa primeira análise, alinhou nas críticas que surgem aqui e além sobre o estilo de de jogo da sua preterência, a privilegiar numa primeira fase as acções defensivas.

No entanto, aqueles palavras também podem ser interpretadas como um elogio quando se refere a «falhas de comunicação» de Domenech. Aqui não tem apoiantes, já que uma das muitas virtudes de Mourinho reside neste aspecto, testemunhada publicamente por inúmeros jogadores.

Que pretende, afinal, o actual patrão da UEFA? Se fala só para não estar calado, o melhor será trabalhar em silêncio na defesa do futebol.



publicado por António Castro às 23:48
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 8 de Dezembro de 2010
Todos «despejados» para Liga Europa

Os sonhos lindos começam a fazer parte do dia-a-dia dos portugueses quando estão acordados. Só que acabam sempre em pesadelos antes de começarem a adormecer.

Agora aconteceu com Domingos Paciência que, com a presença do Sporting de Braga assegurada na Liga Europa, garantia ainda a continuidade na Liga dos Campeões, ideia suportado pela possibilidade matemática, mas contra toda a lógica. Na primeira das hipóteses, aquela que estava nas mãos dos bracarenses, «bastava» ganhar no campo do Shakhtar Donetsk por quatro golos, depois de terem perdido com os ucranianos por três no Minho.

Outros resultados ainda dariam essa possibilidade e chegaram a fazer parte do argumento da novela da jornada - empates do Arsenal com o Partizan e em Donetsk -, só que o final foi totalmente alterado pelos responsaveis do guião. Os ingleses ganharam e os portugueses perderam.

Quando este cenário constitui motivo de tão elevado orgulho de um técnico que já é considerado uma certeza do futebol nacional, pouco há  esperar da volumosa presença de clubes portugueses na segunda prova da UEFA.

Grandes responsabilidades cabem aos técnicos do Benfica, Sporting de Braga, FC Porto e Sporting. Para já, sejam comedidos quando conhecerem os respectivos adversários, não comecem logo no foguetório.



publicado por António Castro às 23:44
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Final triste de um jogo d...

José Mourinho dá lições e...

Vitória sobre Itália anim...

Génio de CR7 salva selecç...

Benfica termina com tabu

"Saco de gatos" no Sporti...

Barcelona portentoso

Vergonha no futebol portu...

Chefe, Sempre

Casillas e o... Natal

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links