Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»
Sábado, 31 de Outubro de 2009
Belenenses mete alfinete no Dragão

João Carlos Pereira nunca esperaria que os seus jogadores saíssem do recinto do FC Porto com um ponto. Pecúlio curto, é certo, mas importante num confronto em que os azuis do Restelo lutavam pela fuga aos últimos lugares, e os do Dragão pretendiam aproximar-se o mais possível do topo da tabela.

Jesualdo Ferreira não estava habituado, nos últimos anos, a sofrer tanto em jogos com equipas menos cotadas, e reconhece que ainda não conseguiu afinar a máquina de acordo com as pretensões de manter o título e assegurar novo penta.

«Não é fácil jogar em espaços reduzidos, sem possibilidades de aplicar os nossos processos» constitui o melhor reconhecimento dos problemas actuais do plantel.

No passado recente, nem nos espaços reduzidos de certos relvados - não foi o caso, pois apenas estava a referir-se ao processo táctico utilizado pelo adversário - encontrava problemas para amealhar os três pontos.

Além de meterem apenas um «alfinete» - nunca uma lança - no Dragão, os pupilos de João Carlos Pereira deitaram um pouco de sal na Liga, antes do confronto entre os dois líderes de cores encarnadas: visita do Benfica ao Braga.

Duelo de clubes e de treinadores e, certamente, de muita emoção nas bancadas. Espera-se que todos os «meninos» se portem bem. 



publicado por António Castro às 02:00
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 30 de Outubro de 2009
Sporting e Cristiano Ronaldo em lume brando

Os portugueses tem os olhos postos na visita do Benfica a Braga e na crise do Sporting. A Espanha discute a «vergonhosa» derrota do Real Madrid perante o Alcorcón no jogo da primeira mão da Taça do Rei.

Ao contrário do alarido da comunicação social dos dois países, o caso do Sporting é abordado pelo seu presidente com serenidade, o reconhecimento do clube não ter o estofo financeiro para ombrear com as equipas da Luz e do Dragão, diz saber onde está o problema, pede calma aos adeptos e elogia Paulo Bento.

Nos merengues cultiva-se mais o silêncio e quase só Cristiano Ronaldo aceita o repto dos jornalistas: «Não sou osalvador da pátria». Depois deita água na fervura: «Sempre houve desastres no futebol. Temos que aprender com as nossas derrotas, sobretudo esta com o Alcorcón.» Quanto ao treinador Manuel Pellegrini, espera-se que caia o cutelo ao primeiro desaire.

Entretanto, começa a tornar-se evidente que o português ainda terá mais algumas semanas de repouso, e o Real Madrid deverá mantê-lo ausente de jogos para que não seja polémica a ausência dos jogos do play-off do Mundial com a Bósnia.

Depois tem toda a disponibilidade para pensar apenas no Real Madrid.

 



publicado por António Castro às 02:50
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 29 de Outubro de 2009
A farsa de Andre Agassi

«Não se pode confiar em ninguém» é um ditado popular que  que conheço desde tenra idade. Sempre valorizamos estas palavras em termos genéricos, pelo que seriam uma excepção entre os seres humanos.

Afinal, nos termos modernos e em múltiplas actividades desportivas, o doping tornou-se «refeição» privilegiada dos atletas, na tentativa de conquistar louros e amealhar os respectivos dividendos.

Num ano fértil na detecção de irregularidades semelhantes, nas quais também incorreu um ciclista português, surge agora Andre Agassi a revelar, em livro de memórias, ter ingerida há anos uma droga, atitude causadora de problemas com as entidades americanas mas que acabou abafada pelo estatuto atingido pelo tenista.

Assistimos em várias provas do Grand Slam a portentosas exibições do norte-americano e ao carinho que o público de qualquer parte do mundo lhe dispensava, rendido às suas qualidades, empenho, simpatia e modéstia.

Decorridos cerca de dez anos, pode agora admitir-se que alguns da vida desportiva de Andre Agassi constituíram uma farsa. 



publicado por António Castro às 12:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sporting faz da crise um tabu

Ninguém parece disposto a assumir, por actos, a crise que assola o futebol do Sporting. Está a criar-se autêntico tabu sobre as soluções que alguns dos principais responsáveis já detectaram, mas ninguém nota diferenças no dia-a-dia da actividade em Alcochete e  em Alvalade.

Paulo Bento fez um desafio para o interior do clube ao considerar haver «gente que deve assumir responsabilidades», mas não tem a coragem de afirmar a que tipo de actuações se refere, ainda que se compreenda a recusa em divulgar nomes.

O presidente do clube e da da SAD, perante este cenário, não aceita «bodes expiatórios» e confessa saber o que «está a impedir a subida de rendimento da equipa», mas também mantém tabu sobre os problemas e eventuais soluções.

Deste cenário traçado pelo técnico e por José Eduardo Bettencourt parece demarcar-se  do presidente da assembleia geral. Rogério Gonçalves defende «ser preciso agir e o presidente e sua equipa têm de explicar aos sportinguistas que medidas vão tomar». E não evitar dizer que «essas medidas podem incluir alterações na equipa técnica».

As palavras da primeira figura do universo leonino dão razão aos associados que estão fartos de derrotas e de... tabus.



publicado por António Castro às 07:00
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 28 de Outubro de 2009
Crise de Alvalade passa por Paulo Bento

Paulo Bento ficou preocupado com a exibição e o resultado do Sporting em Guimarães. Foram os minhotos que praticaram melhor futebol na estreia do novo técnico (Paulo Sérgio substituiu Nelo Vingada), e mostraram em momento difícil aquilo que os leões nunca conseguiram. Segurança na defesa, organização no meio-campo, que manietou totalmente o adversário na primeira parte, e inteligência nos movimentos ofensivos, a levar o pânico, por vezes, à área de Rui Patrício.

Os jogadores da equipa lisboeta, cuja estrutura da equipa é definida por um treinador «residente» há quatro anos, perderam referências, jogam anarquicamente, complicam o fácil e estão a contribuir para os piores momentos da carreira de um técnico que se admitia auspiciosa.

O Sporting obteve um «golo do nada», como disse Paulo Sérgio, e consentiu o empate num período em que os seus jogadores não souberam controlar a posse da bola longe da baliza. «Faltou ser mais matreiro», considerou Paulo Bento, enquanto Liedson repetiu que o «Sporting tem de começar a ganhar jogos».

O treinador leonino, detentor de todos os dados da crise, deve fazer profunda reflexão e assumir uma atitude corajosa. Se admite que rapidamente altera a situação, continua no seu posto de trabalho. Caso contrário, desobriga o presidente José Eduardo Bettencourt do compromisso forever e  deixa espaço para profunda mudança de processos.

 

 



publicado por António Castro às 07:00
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 27 de Outubro de 2009
Benfica goleia na «guerra» com Nacional

Aconteceu o previsto. A equipa da Luz  voltou a traduzir em golos uma superioridade sobre o adversário da oitava jornada e igualou o Sporting de Braga no topo da classificação da I Liga, devido à vantagem de golos.

Um vitória folgada (6-1) sugere um jogo pacífico e apenas de um sentido. A realidade, no entanto, foi um pouco diferente, pois o Nacional apresentou-se em Lisboa consciente do seu valor, embora sem desprezar a capacidade do adversário. Durante a primeira parte conseguiu segurar os encarnados, apesar de sair para o intervalo em desvantagem mínima (2-1), com um golo dos funchalenses cuja legalidade deixou dúvidas.

A partir daqui, tudo se complicou, logo no túnel de acesso aos balneários, segundo insinuou Ruben Micael ao dizer que «há câmaras no túnel...».

O Benfica, depois do intervalo, «abriu o livro» e o marcador subiu até números impensáveis, com golos de Cardozo (3), Saviola (2) e Lourenço, e é uma equipa que joga no campo, insinuou Jorge Jesus. Apesar de tudo, os dois treinadores apresentaram queixas da arbitragem, responsável pelo resultado segundo a óptica de cada um.

Acrescente-se que entre Jorge Jesus e Manuel Machado existe desde há tempos um «ódio de estimação» que as afirmações do técnico do Nacional não desmentem: «...cretino é um cretino».

O futebol merecia melhor...



publicado por António Castro às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 26 de Outubro de 2009
FC Porto sem fulgor não desperdiça pontos

Jesualdo Ferreira não terá ficado satisfeito, mais uma vez, com o rendimento da equipa, num jogo que se saldou por uma vitória que mantém o FC Porto na perseguição ao lugar de topo - aproximou-se do Sporting de Braga - e a aguardar pelo desfecho do compromisso do Benfica com o Nacional.

O FC Porto não se deu nada bem com o esquema montando pelo novo técnico da Académica, André Villas Boas, estreante como treinador principal na I Liga, Sentiu dificuldades no meio-campo e, por consequência, houve um déficite de acções ofensivas perigosas em comparação com anteriores exibições.

A solução apareceu na segunda parte, por influência decisiva de dois jogadores - Mariano Gonzalez, demasiadas vezes assobiado pelos adeptos, e o suplente Farias. Apesar de neste período ter marcado três golos - um a originar protestos por eventual fora-de-jogo -, os dragões deram demasiado o flanco na defesa e consentiram dois tentos em lances raramente possíveis na sua área.

Os campeões, ao contrário do que se afigurava há semanas, ainda se mostram demasiado irregulares em certos momentos.

No Benfica-Nacional centram-se agora as atenções, pois está em causa eventual alteração no figurino da liderança.



publicado por António Castro às 08:00
link do post | comentar | favorito

Domingo, 25 de Outubro de 2009
Clubes de Madrid em plena crise

Autêntico vendaval assolou três equipas nos encontros antecipados da oitava jornada da Liga espanhola.

O Real Madrid monopolizou as atenções pelo empate (0-0) cedido em Gijon, e a estrutura dos merengues sofreu novo abalo. O técnico chileno Manuel Pellegrini depara-se com vários problemas devido a lesões, entre as quais a de Cristiano Ronaldo, mas o grande problema  é a vantagem que o rival Barcelona poderá consolidar se vencer o Zaragoza.

O Sevilha, que nos habituou a ver entre os lugares europeus, também cedeu dois pontos

(0-0) ao visitante catalão Españyol.

Por fim, o Atlético de Madrid, no seu estádio, também não conseguiu melhor que a igualdade (1-1) com o Maiorca, este a marcar nos últimos minutos e a actuar com nove jogadores.

O nosso conhecido Quique Flores, já contratado pelo Enrique Cerezo, assistiu ao pobre espectáculo das bancadas e ao ambiente tenso que se viveu em Vicente Calderón, onde cerca de 500 adeptos se aproximaram da tribuna de honra e insultaram o presidente do clube, além de pedirem a sua demissão.

O técnico espanhol, cujo trabalho na Luz constituiu uma frustração, vai confrontar-se com uma situação bem pior em Madrid, pois o clube de Simão Sabrosa tem seis pontos no campeonato - a 13 do Barça  - e está em último no grupo da Liga dos Campeões.

Curioso, no entanto, é o contrato que Quique Flores terá acertado com Atlético de Madrid: será prolongado em Maio se conseguir um lugar na Liga dos Campeões da próxima época.

Os homens do futebol estão loucos...



publicado por António Castro às 07:00
link do post | comentar | favorito

Sábado, 24 de Outubro de 2009
Braga ao alcance do Benfica

Tudo está agora nas mãos do Benfica. Uma vitória, na segunda-feira, frente ao Nacional, levará a actual equipa de Jorge Jesus a igualar, no topo da I Liga, o clube que deixou quase no início desta temporada.

A deslocação do Sporting de Braga a Vila do Conde obrigou o ainda líder a desperdiçar dois pontos, apesar do domínio exercido, em especial até ao intervalo. Foi nesse período que consentiu um tento e os jogadores não tiveram talento para alterar o rumo dos acontecimentos, apesar do constante assédio à baliza dos vila-condenses.

O empate deixou desolado Domingos Paciência. «Perder dois pontos custa, porque merecíamos outro resultado. Fomos superiores em todos os aspectos», desabafou.

Carlos Brito ficou satisfeito com o empate («É um ponto conquistado», reconheceu), embora considerasse que «o golo podia ter dado outro alento» à equipa.

O campeonato, embora o empate cedido pelos bracarenses possa constituir apenas um acidente de percurso, parece aproximar-se do ponto de viragem.

Voltam-se às «guerras» do passado.



publicado por António Castro às 23:55
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 23 de Outubro de 2009
Ibrahimovic dono da selecção sueca

O dia futebolístico não foi pródigo em factos salientes, mas um deles explica, de certa maneira, a postura de um jogador de nível do futebol mundial.

Depois de despedir o treinador após a eliminação do Mundial 2010, a federação sueca convidou o compatriota Sven-Goran Eriksson, desde há anos a trabalhar fora do país, precisamente depois da saída do IFK Gotemburgo para o Benfica. Naturalmente, os dirigentes procuram alternativa a Eriksson, empenhado em recuperar, como director técnico, o Notts County, a militar Liga 2 inglesa, e também a tentar contratar um técnico.

A surpresa reside noutro facto. É que o presidente da Federação revelou que a escolha terá de ser referendada por Ibrahimovic, recentemente transferido do Inter para o Barcelona, pois o capitão da selecção tem direito a veto.

Desde sempre estranhei que José Mourinho, por tudo e por nada, enaltecesse as «excelsas» qualidades futebolísticas do sueco, mas tenha encarado com muita descontracção a sua saída, parecendo até satisfeito pela troca com o camaronês Eto'o.

O Special One, este ano em maiores dificuldades no campeonato italiano e, em especial, na Liga dos Campeões, devia ter a noção que Ibrahimovic também gostaria de escolher os técnicos para o Inter. 

 



publicado por António Castro às 20:40
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 22 de Outubro de 2009
Goleada na Luz e servíços mínimos na Letónia

Passaram as emoções da prova principal da UEFA, na qual os portistas cumpriram a sua «obrigação», apesar do autogolo inicial. Mas, como disse Jesualdo Ferreira, a «palavra medo não existe no FC Porto» e a sua equipa foi a «melhor». Opinião perfilhada pelo técnico do APOEl, Ivan Jovanovic: «A partir do empate não conseguimos criar lances de perigo.»

A nova Liga Europa completou a jornada europeia e, no que respeita aos portugueses, salienta-se a nova goleada (5-0) do Benfica, infligida aos ingleses do Everton, na Luz.

Jorge Jesus, sempre preocupado em moderar a euforia criada nos adeptos desde o início da época, não pode furtar-se aos elogios que surgem de vários quadrantes sobre o rendimento da equipa. É certo que o plantel foi reforçado, mas o bom trabalho do treinador deve ser reconhecido. Não só recuperou, nos aspectos tácticos e, até, técnicos, alguns jogadores que se arrastaram na época passada - não esquecer o trabalho do departamento médico -, mas conseguiu uma viragem de 360 graus no rendimento dos encarnados. O seu futebol agora empolga e leva os adeptos ao rubro, os jogadores mostram organização em campo e os golos aparecem.

Algumas desilusões são previsíveis, mas aquilo que o Benfica demonstrou até agora não pode nem deve ser escamoteado.

Tão optimista não estará o Sporting, embora tenha praticamente assegurado o apuramento. A exibição na Letónia voltou a não convencer, ao ponto de Paulo Bento reconhecer: «Não conseguimos a exibição que podíamos fazer.»

O Nacional ainda esteve em vantagem em Bilbau, mas a «falta de maturidade», como disse Manuel Machado, conduziu à derrota e provável afastamento da competição.

Esta é a realidade dos clubes em Portugal. Os aspectos económicos obrigaram a deixar sair alguns bons valores para o estrangeiro e a comprar matéria-prima nem sempre a revelar-se como uma mais-valia.



publicado por António Castro às 23:57
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 21 de Outubro de 2009
FC Porto retoma o rumo perante APOEL

O encontro entre o FC Porto e o APOEL decorreu sob intensa chuva, mas não ofereceu surpresas quanto ao resultado, apesar dos cipriotas terem inaugurado o marcador no Dragão. A alta pressão dos pupilos de Jesualdo Ferreira permitiu ultrapassar um lance em que o portista Alvaro Pereira foi o protagonista final, embora sem grandes responsabilidades, devido à proximidade de um adversário. 

E tudo se resolveu sem dramas, com Hulk a merecer nota especial pelo facto de constituir uma seta permanentemente dirigida às balizas contrárias e ser o autor de dois golos, o último de grande penalidade.

De  salientar que o APOEL, onde actuam dois portugueses, voltou a causar boa impressão - empate em Madrid com o Atlético e apenas um golo cedido ao Chelsea. Já lá vai o tempo em que o futebol de Chipre se baseava na combatividade e a técnica escasseava nos seus relvados. A presença de futebolistas e treinadores de outras origens alterou o panorama ao longo dos anos e ficou bem expresso no confronto com os portistas. 

Madrid foi o centro da «tempestade» da jornada com a derrota do Real perante o irregular Milan. O Bayern de Munique, outra legenda do futebol europeu, também cedeu os três pontos na visita ao Bordéus.

A Liga dos Campeões desta época promete...



publicado por António Castro às 23:49
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Terça-feira, 20 de Outubro de 2009
Portugueses em jornada louca dos Campeões

Resultados surpreendentes abalaram os encontros em quatro dos grupos da Liga dos Campeões. Nem o Barcelona conseguiu escapar à «tempestade» e estreou-se a perder em Nou Camp perante o Rubin Kazan. Aliás, José Mourinho, quando do sorteio, alertou para o valor destes desconhecidos russos, que agora fizeram a vida negra a Pep Guardiola.

O treinador português, no entanto, também deixou o estádio do Inter a fazer contas (a calculadora é indispensável aos lusitanos) na sequência do empate - o terceiro em três jogos - cedido na visita dos  ucranianos do Dynamo de Kiev. E esteve sempre em desvantagem no marcador até ao golo que deu um mísero ponto aos italianos.

Se acrescentarmos que o Lyon foi vencer a Liverpool, o Arsenal empatou no terreno dos holandeses do AZ Alkmaar e o Unirea Urziceni goleou (4-1) o Rangers na viagem à Escócia, está feito o retrato de uma noite de loucura. As vitórias do Sevilha e Fiorentina (fora) e Olympiakos (casa) eram mais previsíveis.

Aos portugueses interessa agora que no Dragão, apesar das previsões de chuva, não haja estragos na equipa de Jesualdo Ferreira, pese a curiosa carreira dos cipriotas (com contributo de nossos compatriotas) do APOEL, como provaram no empate com o Atlético de Madrid e no únco golo consentido ao Chelsea.

 

DISCURSOS CRUZADOS

 

«Uma equipa experiente com um quadro de jogadores motivado na Liga dos Campeões. Por isso, tenho a certeza que nos irá causar muitos problemas» Jesualdo Ferreira (20/10/09)

 

«O FC Porto, juntamente com o Chelsea, é a equipa mais forte do grupo. Acredito que será um jogo interessante, tal com os outros que tivemos e os próximos. Um empate seria bom» Ivan Jovanovic (20/10/09)



publicado por António Castro às 23:54
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 19 de Outubro de 2009
Bósnia impede «convívio» com eslovenos

Uff! Não se fala mais em eslovenos. Calhou aos portugueses o penúltimo do ranking da FIFA e começam a aparecer as notícias sobre a capacidade dos bósnios, com uma selecção formada à base de emigrantes conceituados nas respectivas equipas e que constituíram uma surpresa na fase de qualificação.

Uma dor de cabeça para os mais cépticos, embora livres das temidas Ucrânia e Irlanda. A famosa Eslovénia calhou à Rússia, os gregos terão de medir forças com os ucranianos e os irlandeses, que falharam à tangente a qualificação em favor da Itália, defrontarão os surpreendentes, pela negativa, franceses.

Aproveitando os conceitos filosóficos de Miroslav Blazevic, um técnico sagaz com excelente currículo - terceiro lugar da Croácia no Mundial 98 e a qualificação da mesma selecção para as fases finais dos Europeu 2004 e Mundial 2006 -, por enquanto todos são candidatos ao apuramento.

Falta menos de um mês para tudo se decidir e, de Portugal à Ucrânia, haverá muitas festas e grandes dissabores. Acredite-se que Carlos Queirós tenha a receita certa para a selecção portuguesa recuperar plenamente da «doença» de há longos meses.

 



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | favorito

discursos de circunstância

«Temos razões para estar optimistas. Estou confiante que numa eliminatória de muita tensão e muita emoção, em que é tudo para o ganhador e nada para o perdedor, devemos estar confiantes que Portugal vai chegar à África do Sul» Carlos Queirós (19/10/09)

 

«Já disse e repito. Os portugueses têm fama, um enorme concentrado de talento. Acho que são favoritos, mas não são sempre os favoritos que ganham» Miroslav Blazevic - seleccionador da Bósnia (19/10/09).

 

«A Bósnia é uma equipa complicada, porque é formada por jogadores que trabalham muito com talento e jogam um pouco por toda a Europa. No ataque há gente com muita qualidade, como Misimovic, Dzeko e Ibisevic, um trio de grande nível» Vicente del Bosque - seleccionador espanhol adversário dos bósnios na qualificação (19/10/09)

 

Reflexão - Três «sentenças». Continua o optimismo do português, recurso ao déjà vue do técnico jugoslavo e opinião baseada em experiência própria do espanhol. Assim se mantém a chama acesa antes dos quatro confrontos decisivos para comparecer no Mundial. 



publicado por António Castro às 22:58
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Final triste de um jogo d...

José Mourinho dá lições e...

Vitória sobre Itália anim...

Génio de CR7 salva selecç...

Benfica termina com tabu

"Saco de gatos" no Sporti...

Barcelona portentoso

Vergonha no futebol portu...

Chefe, Sempre

Casillas e o... Natal

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links
Visitas
Adicionar as contagens de 2008 a 2012 - 59512