Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Terça-feira, 14 de Setembro de 2010
Da discussão não nasceu a luz

Após a novela Benfica, segunda-feira proporcionou outrana RTP1 em dois episódios: caso Carlos Queirós. Primeiro foi a entrevista concedida a Judite de Sousa; depois Fátima Campos Ferreira conduziu o Prós e Contras subordinado ao mesmo assunto.

A conversa com o ex-seleccionador foi bastante mais produtiva, pois lançou pistas que importa serem averiguadas e, caso se confirmem algumas afirmações, existe matéria bastante grave em todo o processo.

Em dia negro esteve o secretário de Estado do Desporto, também alvo de acusações, tal como fizeram os dirigentes benfiquistas. Laurentino Dias já se defendeu publicamente, deu algumas explicações, mas deveria ter abordado outras afirmações.

Perante dezenas de experts - treinadores, ex-jogadores, jornalistas e comentadores da nova vaga - e centenas de anónimos, do debate, tal como sempre acontece, nada saiu de muito esclarecedor.

Diferentes opiniões, sugestões bafientas, análises e conclusões quase nunca assentes em factos comprovados, arrastaram-se por horas. Entrou-se

depois por áreas subjacentes à discussão, como o perfil do futuro treinador, a data indicada para as eleições federativas face à sua situação de ilegalidade e à candidatura conjunta com a Espanha ao Mundial, e ao eventual sucessor de Gilberto Madaíl.

De aproveitável para a solução da crise que afecta a cúpula do futebol português, muito pouco. Diria mesmo nada.

 



 

 



publicado por António Castro às 22:35
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|  O que é?

Sexta-feira, 26 de Fevereiro de 2010
Decisão comovente e funções estranhas

Não sei se é a sério ou a brincar. Responsáveis do Benfica e do Sporting anunciaram decisões surpreendentes.

Os encarnados revelaram em comunicado não apresentar recurso da multa aplicada ao clube pelos acontecimentos no túnel da Luz, entre outras razões para, em caso de despacho positivo, não se correr o risco de «agravar as sanções já aplicadas aos atletas do FC Porto».

Atitude comovente, de tal maneira que para uma pessoa sensível como eu, não resisti a  uma lágrima.

As declarações de Costinha sobre algumas funções no Sporting - «contratações e dispensas, a discutir em sede própria com o presidente e o team manager - surpreendem. Uma pessoa que se considera «competente» não admitir a opinião do treinador, aquele que deve avaliar as necessidades da equipa para atingir os objectivos estabelecidos pelos dirigentes, deixou-me perplexo.

Não será assim que voltará a paz a Alvalade.

 

 



publicado por António Castro às 23:49
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Sábado, 6 de Fevereiro de 2010
Não há respeito pela velha hierarquia

Os clubes mais representativos de Lisboa tiveram um dia para esquecer. A desgraça começou em Alvalade e teve «terminação» em em Setúbal.

Carlos Carvalhal procedeu a uma revolução na equipa que foi cilindrada no Dragão para a Taça de Portugal, mas o expediente não surtiu os efeitos esperados.

A  Académica, que ainda não tinha vencido fora do seu estádio, aproveitou o «bombo da festa» desta edição da Liga e deixou os leões mais distantes de um lugar de acordo com os seus pergaminhos.

A primeira escolha do presidente José Eduardo Bettencourt para substituir Paulo Bento, o jovem técnico André Villas Boas, deve ter bendito a hora em que não foi sensível  ao desejo dos leões em treinar a equipa.

O Benfica, que embandeirou em arco com o facto de ter ultrapassado o Sporting de Braga no topo da classificação, mesmo à custa de um jogo a mais, foi surpreendido pelo Vitória de Setúbal e deixou dois pontos no Bonfim.

Os comentários à arbitragem não foram pacíficos por parte dos dois contendores, e  Jorge Jesus ainda teve esperanças na vitória no período dos descontos, quando Cardozo se preparava para marcar um penalty. Só que o paraguaio falhou e o técnico socorreu-se do lugar comum das vitórias morais para explicar um empate imprevisto a complicar eventual consolidação da liderança.



publicado por António Castro às 23:51
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Domingo, 10 de Janeiro de 2010
Tudo como dantes...

Sporting de Braga, Benfica, FC Porto. É esta a ordem classificativa no termo da primeira volta da I Liga, panorama inédito e até um pouco surpreendente em relação a anos recentes.

Desde logo sobressai o primeiro lugar ocupado pela equipa orientada por Domingos Paciência, situação parecida com a verificada no Leixões de José Mota, equipa vedeta no ínício da temporada passada.

A diferença entre o Benfica orientado por Quique Flores - aposta de Rui Costa quando se estreou no actual cargo na SAD ao terminar a carreira de futebolista - e a equipa orientada por Jorge de Jesus. Pode dizer-se que Luís Filipe Vieira delineou nova estratégia e reforçou o plantel com melhores valores. Importa reconhecer, no entanto, que o ex-técnico dos bracarenses, além de aproveitar essa valorização, recuperou jogadores que não conseguiram mostrar-se como mais-valias sob a orientação do técnico espanhol.

Terceira surpresa. A intranquilidade do FC Porto (a quatro pontos dos líderes), mais uma vez  demonstrada no confronto com a União de Leiria, apesar da confiança de Jesualdo Ferreira. A venda de unidades fundamentais na conquista do tetra e o facto de ainda não se notar plena integração das aquisições, serão responsáveis pela situação, que poderia ser bem pior caso os leirienses não falhassem um penalty no final do jogo do Dragão.

O nervosismo começa a minar as hostes portistas, e algo estará em vias de mudar nos próximos tempos. Que não se cometam erros antigos.



publicado por António Castro às 23:53
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Terça-feira, 17 de Novembro de 2009
Casos do período de ausência (VI)

Na sequência da escorregadela do Braga, no domingo seguinte (dia 8) o FC Porto estatelou-se na Madeira, no despique com o Marítimo, com um golo marcado na própria baliza por Rolando.

Os tetracampeões desaproveitaram excelente oportunidade de se aproximarem da liderança minhota e ficaram sujeitos a ver os benfiquistas mais longe. 

Jesualdo Ferreira não escondeu que a equipa do Dragão fez «o pior jogo do campeonato, uma espécie de aviso interno». Dir-se-ia mais um alerta de que o conjunto portista, apesar de ter garantido dias antes o apuramento na Liga dos Campeões, continua a revelar fragilidades nunca assinaladas na época passada.

O Sporting, com Leonel Pontes no comando da equipa, continuou na lenta caminhada para o abismo, apesar de ao intervalo estar a ganhar por 2-0 em Vila do Conde. Dois golos de João Tomás garantiram ao Rio Ave de Carlos Brito o empate, e aos jogadores sportinguistas mais uma manifestação de desagrado dos adeptos, serenada apenas com intervenção policial.

Paulo Bento deixou de ser o alvo ao sair de cena.

 



publicado por António Castro às 20:07
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Sexta-feira, 16 de Outubro de 2009
O engano dos «pobres»

A Taça de Portugal é a festa do futebol. Frase utilizada desde os tempos em que apenas éramos leitores dos jornais, continuou na fase em que entrámos na profissão e ainda é utilizada no novo século.

A hipótese de clubes modestos defrontarem - melhor ainda se forem anfitriões - a elite do futebol português cria um ambiente de euforia em pequenas localidades e contagia desde o simples adepto aos dirigentes, treinadores e jogadores.

Nem tudo, no entanto, é como dantes, já que os clubes mais credenciados alteram substancialmente as equipas apresentadas nos relvados, em função das previsões do grau de capacidade dos adversários.

Alguma da nata dos seus futebolistas não se mostrará a quem andou longo tempo a sonhar com a «benesse» de ver ao vivo as suas habilidades.

Sinal de novos tempos, em nome da gestão de esforço e da rotação de fartos plantéis, devido às inúmeras competições nacionais e internacionais.

Um engano para os «pobres», mas, ao mesmo tempo, uma das razões para se manter a prova como a festa do futebol. É que o chamado «escândalo» não deixa de acontecer, esquecidas as opções dos treinadores.

 



publicado por António Castro às 23:58
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Domingo, 16 de Agosto de 2009
FC Porto e Benfica imitam leões

Jesualdo Ferreira, embora reconhecesse não ter sido um dos melhores dias do FC Porto, apresentou como atenuante para o empate em Paços de Ferreira o cansaço revelado por alguns jogadores, devido aos compromissos das respectivas selecções.

Jorge Jesus considerou que o Benfica «massacrou» um Marítimo  que esteve sempre «na expectativa», embora, diga-se, tivesse marcado cedo, e só um tento de um suplente, quase ao cair do pano, evitou a derrota dos benfiquistas.

Confirmou-se uma das hipóteses admitidas sobre os resultados da pré-epoca. São essencialmente reflexo de ensaios, de melhor ou pior produção das equipas, mas raramente oferecem o grau de dificuldade dos jogos em que se disputam pontos ou se resolvem eliminatórias.

A Liga começou bem no que respeita a suspense. O Benfica parecia fadado para golear os madeirenses e o FC Porto manter a sequência de vitórias com o Paços de Ferreira - finais da Taça de Portugal e da Supertaça. O Sporting era aquele que reunia menor favoritismo.

Afinal, por isto ou por aquilo, os ditos três grandes desceram ao nível dos ditos pequenos.



publicado por António Castro às 23:57
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Domingo, 28 de Junho de 2009
EUA e África do Sul surpreendem no futebol

Os espanhóis sofreram inesperado dissabor, dado o optimismo da comunicação social, dos jogadores e dos adeptos, convencidos ser possível manter estatuto historicamente impossível.

Luis Aragonês tinha construído uma selecção supostamente invencível e Vicente del Bosque era um sucessor credenciado, desejoso de ajustar contas com certos detractores, pelo incompreensível despedimento do Real Madrid após a conquista de um título de campeão.

Afinal, a selecção rosa tece de contentar-se com o terceiro lugar, muito sofrido, dado ter de recorrer a prolongamento para assegurar o terceiro lugar na discussão com a África do Sul.

Os brasileiros de Dunga concederam cedo uma vantagem de dois golos ao conjunto dos Estados Unidos  - adversário de má memória para os portugueses no Mundial da Coreia do Sul/Japão - e podem agradecer a Fabiano, em dia de inspiração, ser o responsável directo pelo empate. Lúcio acabou por garantir o título, quando já se aguardava o prolongamento.

As surpresas e, mais do que isso, confirmações de evolução consistente, foram os Estados Unidos e a África do Sul, no pressuposto que tanto o Brasil como a Espanha tem um lugar seguro na hierarquia mundial.

A curiosidade será ver se, no próximo ano, norte-americanos e os anfitriões africanos mantêm a mesma embalagem no Campeonato do Mundo.  



publicado por António Castro às 23:54
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Domingo, 22 de Fevereiro de 2009
Liga pródiga em partidas de Carnaval

A jornada da Liga principal não se resumiu ao derby em termos de resultados inesperados. As equipas que lutam por fugir a incómodos lugares da tabela fazem das tripas coração e superam as expectativas.

Desde há semanas que a Académica de Domingos Paciência perseguia uma vitória moralizadora. Conseguiu-a frente ao Marítimo (3-1).

Os jogadores do Estrela da Amadora continuam à espera daquilo com que se compram os melões, mas não desistem da luta e a vítima foi o Nacional (1-0), que se apresentou este ano com maiores ambições.

A Naval não conseguiu travar, na Figueira da Foz, o insaciável Jorge de Jesus, e o Braga despediu-se do longo areal com mais três pontos (1-2).

O Trofense, que Manuel Tulipa recebeu há meses no último lugar, venceu o Guimarães (0-1)ao berço da nacionalidade e fugiu, por enquanto, ao suicídio. Deixou, no entanto, Manuel Cajuda sujeito a chicotada psicológica, apesar de factores estranhos ao sector técnico estarem a afectar a prestação desportiva.

Depois do grande corso em Alvalade, muitas partidas de Carnaval aconteceram nos relvados da I Liga.



publicado por António Castro às 23:55
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Da discussão não nasceu a...

Decisão comovente e funçõ...

Não há respeito pela velh...

Tudo como dantes...

Casos do período de ausên...

O engano dos «pobres»

FC Porto e Benfica imitam...

EUA e África do Sul surpr...

Liga pródiga em partidas ...

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links
Visitas
Adicionar as contagens de 2008 a 2012 - 59512