Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Quarta-feira, 15 de Outubro de 2014
Platini "desenterra" questão do Qatar

Passado tanto tempo sobre a atribuição do Mundial de 2022 ao Qatar e da suspeita de votação viciada, a FIFA deixa passar o tempo sem nada fazer.

De repente, no entanto, Michel Platini defende nova escolha caso se provem rumores de corrupção. Aliás, o presidente da UEFA está de acordo com tudo e parece nunca ter pensado em nada.

Confirma que votou no Qatar, sem ter sofrido pressões, para se desenvolver o futebol naquela área. Quando se levantou a questão das temperaturas aprovou a realização dos jogos no Inverno. Finalmente, no caso de irregularidades, defende a escolha de outro país para a competição que se seguirá à da Rússia.

Declarações que podem ter várias leituras. Uma delas é pressionar Joseph Blatter, a quem gostaria de suceder no organismo máximo do futebol mundial.



publicado por António Castro às 23:14
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Terça-feira, 11 de Dezembro de 2012
Platini contesta “Olho de Falcão”

O presidente da UEFA quer transformar o Campeonato da Europa das Nações numa prova itinerante e não numa festa quadrienal do futebol do continente, centrada, de preferência, num país.

Um pensamento tão arrojado contrasta com a recusa em aceitar as novas tecnologias, ensaiadas no Mundial de Clubes, sobre a linha de golo.

«Se o árbitro de baliza está a um metro da linha e usa óculos de qualidade, ele pode ver se a bola entra ou não», ironiza Michel Platini. Atento aos problemas da crise – o sistema custa na prova do Japão um milhão de euros – acrescenta ser encargo excessivo «apenas por um ou dois golos por ano».

Eis um bom conselheiro para Passos Coelho tirar gorduras do Estado português, dando folga aos cidadãos.



publicado por António Castro às 17:49
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Sábado, 1 de Dezembro de 2012
Treinador do Arsenal lança alerta

Arsène Wenger, treinador do Arsenal, foi a primeira voz, pelo menos que se saiba, a contestar a ideia de Michel Platini aumentar a Liga do Campeões para 64 clubes e acabar com a Liga Europa.

O argumento do técnico francês, há muitos anos ao serviço dos gunners, mostra-se realista na análise aos prováveis reflexos negativos em termos competitivos e financeiros.

«Não estou convencido, porque a Liga dos Campeões já tem problemas em encher estádios na fase de grupos», referiu. Além disso considerou que as alterações em estudo pela UEFA iriam «retirar uma parte do interesse nas primeiras fases».

Dado o silêncio que se fez em torno das revelações do presidente da UEFA, muita gente deve pensar que o futebol continuará a ser a galinha dos ovos de ouro e nada sofrerá com a crise europeia.



publicado por António Castro às 18:26
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Quinta-feira, 30 de Junho de 2011
Anedota do dia

«Tenho uma adoração especial por ele. Adoro Mourinho. Adoro o homem. E a personagem e o treinador.»

 

 

Michel Platini em declarações à Marca, transcritas no Público

 

 

 

Quem diria?



publicado por António Castro às 15:45
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|  O que é?

Sexta-feira, 17 de Junho de 2011
As embirrações de Platini

«Se o FC Porto é de Portugal, devia jogar com jogadores portugueses em vez de comprar a outros países... Os jovens brasileiros e argentinos estariam melhor a jogar nos seus campeonatos.»

«Não sou a favor de donos estrangeiros [nos clubes], mas são as leis que existem em Inglaterra e França. Não podemos fazer nada... Um clube [Paris Saint-Germain] pode ter um dono do Qatar, um director-geral de Itália, um treinador francês e jogadores de 25 países.»

 

Michel Platini, segundo a Reuters

 

 

Apenas duas perguntas ao presidente da UEFA. Depois de várias finais europeias disputas por clubes em situações idênticas, qual a razão por que se refere agora ao FC Porto? Qual o seu papel à frente no organismo europeu, incapaz de impor legislação no sentido de evitar aquele panorama e, por lado, evitar os caprichos dos milionários árabes?

Decorativo, desduz-se. Tal como o dos seus colegas do comité executivo.


 

 



publicado por António Castro às 20:30
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|  O que é?

Quinta-feira, 9 de Dezembro de 2010
Platini não larga Mourinho

Michel Platini não perde uma oportunidade para se referir a José Mourinho. Desenvolve-se no seu subconsciente uma relação amor/ódio que lhe trai o pensamento e profere o nome do treinador nas mais variadas ocasiões e sobre os mais diversos temas.

Há dias pronunciou-se ainda sobre o miserável comportamento da selecção francesa na África do Sul  e não esqueceu o seu ódio de estimação: «Mourinho não faria melhor do que Domenech no Mundial. O problema de Domenech foi ter falhas de comunicação, pois protegeu os jogadores e, depois, foi abandonado por eles.»

O presidente da UEFA poderia lembrar-se de Alex Fergusson, Pep Guardiola, Louis Van Gaal, Fábio Capello ou, mesmo, do seu compatriota Aimé Jacquet, campeão do Mundo em 1998. Não, tinha de ser José Mourinho!

Numa primeira análise, alinhou nas críticas que surgem aqui e além sobre o estilo de de jogo da sua preterência, a privilegiar numa primeira fase as acções defensivas.

No entanto, aqueles palavras também podem ser interpretadas como um elogio quando se refere a «falhas de comunicação» de Domenech. Aqui não tem apoiantes, já que uma das muitas virtudes de Mourinho reside neste aspecto, testemunhada publicamente por inúmeros jogadores.

Que pretende, afinal, o actual patrão da UEFA? Se fala só para não estar calado, o melhor será trabalhar em silêncio na defesa do futebol.



publicado por António Castro às 23:48
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Terça-feira, 19 de Janeiro de 2010
Platini em luta contra endividamento de clubes

Michel Platini, sem grandes simpatias entre os portugueses - ainda não consegui perceber a razão, embora esteja várias vezes em desacordo com algumas das suas declarações -, revelou a disposição de empreender uma cruzada contra o endividamento dos principais clubes europeus.

Numa altura em que se mostrou reticente em revelar a disponibilidade para continuar a presidir à UEFA, é no mínimo estranho publicitar intenções que o período do mandato não permitirá certamente concretizar.

Certamente lançou o tema para suscitar a discussão, e até avançou com nomes de clubes e possíveis sanções a aplicar por viverem acima das suas possibilidades financeiras.

Manchester United, Liverpool, Barcelona, Milan, Juventus e Inter constam de uma lista cuja legislação a implementar impediria de participarem nas competições europeias. Arsenal e Tottenham foram referidos como exemplos de contas equilibradas.

Entretanto, o dirigente francês diz-se atento à especificidade dos clubes pertencentes a milionários, sempre com disponibilidades de saldar as dívidas, e prevê expedientes que obrigariam a gastar apenas aquilo que gerem.

No momento de loucura em que vive o futebol, com muitos clubes indiferentes ao desequilíbrio nas contas, não se afigura que Platini, ao apresentar estas ideias, tenha muitos apoios em próximas eleições da UEFA. Será, porventura, esse o seu objectivo, pois dificilmente o seu plano de saneamento reunirá o acordo dos «senhores» do futebol.



publicado por António Castro às 23:47
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Quinta-feira, 9 de Outubro de 2008
Platini esquece o seu passado

Michel Platini abordou a questão do tecto salarial no futebol e, embora tivesse a coragem de afirmar que não tem aptidões para debater o assunto, mostrou-se  favorável à implementação de medidas que evitem a inflacção de salários dos jogadores.

O presidente da UEFA  já se esqueceu que também beneficiou da liberalização nos contratos quando passou do futebol francês para o italiano e representou a Juventus. Por outro lado ignorou que vivemos numa sociedade de capitalismo desenfreado e não será através de medidas avulso que se combate o problema.

Por que razão deve o futebolista ter um tecto salarial, por mais ofensivo que sejam os actuais proventos atendendo à pobreza que avassala a maior parte do mundo, e esquecer o panorama de outras actividades. Como exemplo lembra-se o sector empresarial ou o cinematográfico, entre muitos outros.

O futebol também alimentou esse "monstro" e os dirigentes não sabem agora como lidar com ele. De certeza não será com a implementação de normas deste tipo - encontrar-se-ão expedientes para ultrapassar esses constrangimentos -, mas estabelecer regras que coloquem um travão ao sistema vigente nas sociedades ditas desenvolvidas.

Não mexam no tecto sem alterar os alicerces...



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Quinta-feira, 28 de Agosto de 2008
Presidente da UEFA atento a portugueses

Michel Platini abordou no Mónaco três casos relacionados com o futebol português, tendo opiniões concretas que contradizem, em certa medida, a acusação de que não nutre grande simpatia por Portugal, antes demonstra ideias próprias sobre questões relacionadas com o desempenho do cargo.

O presidente da UEFA não escondeu, como já tinha referido, o incómodo pela presença do FC Porto na próxima edição da Liga dos Campeões. Acentuou "ser positiva para o FC Porto, mas negativa para a ética desportiva", atendendo aos anunciados casos de corrupção confirmados, através de uma reunião insólita, pelo Conselho de Justiça da FPF.

A eliminação do Vitória de Guimarães pelo Basileia em consequência da anulação de um golo legal de Roberto também mereceu um comentário de Michel Platini,  que não deixou de lamentar a eliminação da equipa de Manuel Cajuda - "Estou desolado", disse" -, embora não colocasse em causa a honestidade do árbitro.

Cristiano Ronaldo, uma das vedetas dos sorteio por ter recebido os prémios de melhor avançado e melhor futebolista do ano da Liga dos Campeões - o primeiro troféu foi entregue por Eusébio - mereceu elogios do dirigente máximo do futebol europeu por se ter mantido no Manchester United. Criticou, entretanto, o "frequente desrespeito pelos vínculos laborais",  e, vagamente, apontou responsáveis: "Há comissões, agentes... é uma pena."

Michel  Platini tem direito a uma opinião e, embora nem sempre seja favorável aos portugueses, desta feita não parece ter ultrapassado limites inaceitáveis. 



publicado por António Castro às 20:10
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Platini "desenterra" ques...

Platini contesta “Olho de...

Treinador do Arsenal lanç...

Anedota do dia

As embirrações de Platini

Platini não larga Mourinh...

Platini em luta contra en...

Platini esquece o seu pas...

Presidente da UEFA atento...

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links
Visitas
Adicionar as contagens de 2008 a 2012 - 59512