Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»

Sexta-feira, 29 de Novembro de 2013
Jesualdo termina jejum

O Olhanense foi um manjar para o Sporting de Braga, depois de um jejum de vitórias. Em cinco jogos consecutivos, a equipa de Jesualdo Ferreira só coleccionou derrotas, e o ambiente entre os adeptos da Pedreira era tenso, a contrastar com a serenidade do presidente António Salvador.

Dois golos na primeira quinzena de minutos constituiu um bom prenúncio, mas não teve sequência imediata.

Paulo Alves, técnico dos algarvios, fez uma pequena "lavagem ao cérebro" aos seus jogadores e Celestino, 11 minutos depois do regresso dos balneários, reduziu a desvantagem e durante algum tempo perturbou os bracarenses.

Éder, que esteve quase oito meses ausente dos relvados por lesão, acabou com o empertigamento do Olhanense. No último minuto, Pardo fixou o resultado final, na primeira vez que tocou na bola depois de sair do banco.

Jesualdo Ferreira ficou mais tranquilo e agora quer aproveitar a embalagem de tão ambicionada vitória: «Ainda bem que o próximo jogo é no Dragão. Fizemos um bom jogo no Estádio da Luz (derrota por 1-0) e agora vamos testar as nossas capacidades. É contra as equipas mais fortes que percebemos se demos, ou não, um passo em frente.»

Os minhotos bem precisam de passadas firmes, mas o FC Porto não parece o adversário mais conveniente.



publicado por António Castro às 23:18
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Sexta-feira, 25 de Outubro de 2013
Assobios na Pedreira

A oitava jornada da I Liga abriu com uma surpresa. A Académica venceu em Braga com um golo ao quarto minuto, e aos comandados de Jesualdo Ferreira faltou engenho para alterar a situação nos restantes 86.

O ambiente em torno do treinador começa a ficar cinzento após uma derrota que não sucedia há 46 anos nas visitas dos estudantes ao clube minhoto. E os bracarenses sofreram a quarta derrota no campeonato, depois da visita ao Gil Vicente, na recepção ao Sporting e na deslocação ao Nacional.

No dia em que António Salvador apresentou a recandidatura à presidência, os adeptos da Pedreira não pouparam assobios aos jogadores, e em especial ao treinador, considerado há anos bestial.

Jesus Ferreira entende ser normal que os sócios estejam desagradados e explica: «Entrámos mal. Houve falta de concentração e de atenção. Na segunda parte, aí sim, entrámos bem, mas muitos lances que podiam dar golo não deram. Não é normal perder da forma como perdemos. Mais que criticar os jogadores é preciso apoiá-los. Já vimos esta equipa jogar bem melhor.»

A margem de manobra torna-se mais escassa para o "culpado do costume" em idênticas circunstâncias.



publicado por António Castro às 23:31
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Sexta-feira, 4 de Outubro de 2013
Benfica cede mais pontos

Na Luz e na Pedreira aconteceram demasiadas desilusões no dia obrigatório a reflexão (28 de Setembro) em véspera de eleições. Os adeptos do Benfica viram a sua equipa perder mais dois pontos. O Braga continua demasiado oscilante e Jesualdo Ferreira viu fugir mais três pontos. No dois encontros o espectáculo foi, com a excepção de poucos lances, decepcionante, tal como os árbitros também não estiveram nos dias mais felizes.

Belenenses (empate) e Sporting (vitória) foram os únicos "premiados" destes incaracterísticos confrontos.

Cardozo voltou a indicar o caminho do golo e a equipa da Luz entrou em desaceleração, por excessiva confiança, além de Jorge de Jesus  prescindir de alguns titulares a pensar na deslocação a Paris.

O "azul" Diakité estabeleceu a igualdade, mas os benfiquistas mantiveram o mesmo ritmo até ao momento em que sentiram a vitória em perigo. José Mota, no entanto, tinha tomado precauções e os seus jogadores reforçaram a vigilância sobre os adversários, pressionados e sem condições para alterar o rumo dos acontecimentos.

Os assobios regressaram à Luz, tal como as acusações de Luís Filipe Vieira às arbitragens: «Nas primeiras seis jornadas, temos quatro penalties por assinalar a nossa favor e dois golos marcados em fora-de-jogo. Não sei se já há faixas encomendadas por alguém, mas quero relembrar que continuamos a depender de nós.»

Montero mostrou-se, mais uma vez, determinante no Sporting: marcou o tento de abertura e "esteve" na expulsão do bracarense Santos, a uma hora do final do desafio.

Mesmo assim, muito tempo se esperou na Pedreira por uma decisão. Cedric foi o protagonista do golo (86 m) que permitiu ao técnico Leonardo Jardim derrotar o seu conhecido Braga.



publicado por António Castro às 17:19
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Sexta-feira, 30 de Agosto de 2013
Erro de avaliação

"Nenhum jogo está decidido antes do apito final do árbitro". Toda a gente ligada ao jogo tem essa experiência e, por maior força de razão, treinadores e futebolistas,

Jesualdo Ferreira e os elementos escolhidos para segurar a vantagem de um golo conseguida na Roménia, mais uma vez consideraram aquela uma "teoria" sem sentido.

Subestimaram o brio e capacidade dos atletas do Pandurii, não admitiram que a anterior exibição poderia não corresponder ao seu verdadeiro valor e saíram da Pedreira com o peso de uma derrota (2-0) e, pior do que isso, vergonhosamente afastados da Liga Europa.

O treinador bracarense, mais uma vez, não arranjou desculpas: «Há muitas coisas que se dizem e depois não se concretizam. O nosso adversário revelou-se mais forte do que estávamos à espera, mais do que o que mostrou na Roménia. Fizemos um jogo para ganhar mas não fomos felizes nos momentos em que teria de acontecer algo. É uma eliminatória mal perdida, um grande desgosto para o SC Braga.»

Sejamos mais exigentes. Aquilo que aconteceu é indesculpável.



publicado por António Castro às 17:15
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Sexta-feira, 16 de Agosto de 2013
Desordeiros estragam início da Liga

A sangria no plantel  do Paços de Ferreira e as poucas alterações no Sporting de Braga, além da estreia do treinador Costinha e o regresso de Jesualdo Ferreira a um clube onde foi... feliz, resultou numa vitória fácil dos bracarenses no encontro realizado em Felgueiras.

A surpresa surgiu na actuação de Pardo, marcador do segundo golo dos "visitantes" e, a avaliar pela amostra, mais um colombiano com apetência e engenho para o remate.

Nota negativa a marcar a jornada inaigural do campeonato foi dada a alguns quilómetros do campo que, temporariamente, servirá de casa ao Paços de Ferreira. No viagem de regresso a Braga, o autocarro dos jogadores da Pedreira foi apedrejado à passagem por Guimarães.

Haja quem reduza ao mínimo estas atitudes de meia dúzia de energúmenos. Será assim tão difícil a prevenção?



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Domingo, 10 de Março de 2013
Benfica arregaça as mangas

Os assobios dos adeptos benfiquistas após a vitória tangencial sobre o Bordéus (Liga Europa) tiveram a melhor resposta dos jogadores da Luz na recepção ao Gil Vicente (I Liga).

Três golos na terceira dezena de minutos reflectem a maneira como Jorge de Jesus motivou a equipa no sentido de não deixar para o final a solução do jogo, objectivo facilitado pelas debilidades defensivas dos barcelenses.

A ausência mais significativa foi Luisão (ligeiramente lesionado) e não se sentiu especial preocupação na gestão de esforço, e o marcador atingiu os cinco golos.

O Benfica voltou à vantagem de dois pontos sobre o FC Porto, pouco significativa dado ainda estarem 24 pontos em causa até ao final da prova.

O mesmo poderá dizer o Paços de Ferreira - embora de sentido contrário - ao empatar no seu terreno. O Beira-Mar esteve desde cedo a ganhar e só consentiu a igualdade no período dos descontos, numa grande penalidade contestada.

A vitória do Braga sobre o Marítimo (2-0) permitiu a José Peseiro ver a equipa voltar ao terceiro lugar (mais um ponto) que os pacenses.

Também na conquista de um lugar na pré-eliminatória da Liga dos Campeões da próxima época continua tudo em aberto.



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Segunda-feira, 4 de Março de 2013
Quim também é “salvador”

Pela segunda vez consecutiva, o guarda-redes Quim foi o principal responsável por mais uma vitória do Sporting de Braga.

Depois da jornada gloriosa da Taça da Liga, na qual foi a figura do desempate por grandes penalidades e trunfo decisivo para eliminar o Benfica, voltou a destacar-se em Olhão.

A Leandro Salino coube a responsabilidade de marcar o único golo bracarense no Algarve. O guarda-redes, que muitos consideravam já sem futuro depois de dispensado pelo Benfica e sujeito a prolongada paragem por lesão, voltou a mostrar-se inspirado no período de pressão final da equipa de Manuel Cajuda. Um "salvador" num clube presidido por António Salvador...

Duas figuras num encontro de fracos atractivos, pelo que José Peseiro não pode estar tranquilo no assalto ao terceiro lugar na Liga, com acesso às pré-eliminatórias da Liga dos Campeões.



publicado por António Castro às 23:35
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Terça-feira, 12 de Fevereiro de 2013
Paços… acelerado

O treinador Paulo Fonseca começa a retirar dividendos surpreendentes do trabalho no Paços de Ferreira. Depois do encontro na Pedreira deixou o Braga a quatro pontos do terceiro lugar, o último com acesso a participar na Liga dos Campeões.

José Peseiro, por seu turno, começa a sofrer contestação dos adeptos, apesar do presidente ter garantido que vai completar a época no clube. António Salvador, no entanto, coloca condições: «Mas há que arrepiar caminho.»

O Paços de Ferreira deu a entender logo nos primeiros minutos que tentaria aproveitar a oportunidade para retirar os três pontos aos anfitriões e teve no peruano Pablo Hurtado o trunfo para minar a confiança do adversário. Aos dois golos do peruano na primeira parte juntou um terceiro de Cícero passado cinco minutos do intervalo, e a decisão do encontro parecia encontrada, com as bancadas em polvorosa.

Ambiente que não impediu a reacção dos bracarenses, a reduzirem a desvantagem para um golo cerca dos 60 minutos. No tempo restante os pacenses souberam resistir ao ataque continuado dos pupilos de Peseiro, mas já sem clarividência e força anímica para dar a volta ao resultado.

O técnico tem de rectificar as falhas detectadas, enquanto o presidente alerta os jogadores: «Motivação? O ordenado ao fim do mês é sagrado.»

Em Braga não se permitem desculpas.



publicado por António Castro às 15:48
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Quarta-feira, 5 de Dezembro de 2012
Desculpas de mau perdedor

O Sporting de Braga nem a honra do convento conseguiu salvar. Uma vitória sobre o Galatazaray na Pedreira permitia arrecadar alguns euros e nada mais do que isso, mas serviria para amenizar participação desastrosa na Liga dos Campeões.

Os portugueses tem por hábito, após os sorteios das provas internacionais, considerar acessível qualquer adversário. Parecem alheios ao momento actual do futebol, em que subiu o nível da maioria dos clubes, alguns curiosamente com o contributo de jogadores portugueses.

Sucedem-se, no final, as desilusões e as desculpas que não convencem ninguém.

«Não nos queremos agarrar à infelicidade, mas este jogo reproduz um pouco a nossa campanha na Champions. Perdemos por infortúnio. Aquilo que fizemos era suficiente para termos vencido, pelas oportunidades criadas e pelo controlo do jogo, com excepção do início da segunda parte. A partir da igualdade, controlámos outra vez. É injusto este resultado.» Que poderá acrescentar José Peseiro dos restantes cinco encontros e do facto da equipa somar no total “míseros” 3 pontos?

Certamente nada que valha a pena ouvir.



publicado por António Castro às 23:30
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Sexta-feira, 30 de Novembro de 2012
Mudanças radicais tem riscos

A gestão de esforço em certos jogos resulta. Noutros equivale a desastre. Aconteceu com o FC Porto na deslocação a Braga para a Taça de Portugal.

O treinador dos dragões decidiu fazer sete mudanças no plantel que vencera no AXA, dias antes, na Liga. Mangala (13), ao acorrer de cabeça a uma bola surgida em livre de James introduziu a bola na baliza de Quim - uma das novidades na equipa minhota, juntamente com Ruben Amorim - , e as coisas pareciam bem encaminhadas.

Depois do intervalo, Vítor Pereira pressentiu que a reacção dos minhotos podia ser perigosa e fez entrar Danilo e Lucho, mas foi traído pelo segundo cartão amarelo de Castro (72) e pela infelicidade de Danilo (74), ao marcar na própria baliza e oferecer o empate aos bracarenses.

Apareceu, seis minutos depois, Éder a "salvar" José Peseiro ao interromper uma série negra de resultados.

O treinador dos portistas recorreu a um discurso nada inovador para justificar uma decisão no mínimo controversa: «Assumo plenamente a gestão que fiz do plantel, mas quero dar os parabéns aos meus jogadores pela forma como se bateram. Estou muito satisfeito com o carácter que demonstraram.»

E não faltaram críticas a Olegário Benquerença: «Esta não foi uma partida para serem mostrados dez cartões amarelos e um vermelho. Nem de perto, nem de longe».



publicado por António Castro às 23:23
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Domingo, 25 de Novembro de 2012
Colombianos salvam portistas

James e Jackson resolveram criar suspense até ao último minuto do confronto com o Braga. Quando toda a gente esperava que o FC Porto deixaria dois pontos no AXA, dois compatriotas de Falcão, agora no Atlético de Madrid, causaram uma desilusão nos bracarenses e… nos adeptos benfiquistas.

Os primeiros ficam agora a nove pontos do topo; os segundos estiveram prestes a festejar uma derrota portista, enquanto recordam a recente polémica entre Jorge Jesus e Vítor Pereira.

O treinador do Dragão agora reconheceu: «Acabámos por ser felizes na forma como chegámos ao golo nos últimos minutos», mas recordou: «Estes jogos também se ganham com uma atitude mental forte».

Aspectos mais salientes de uma partida sem o espectáculo esperado, já que nenhuma equipa conseguiu explanar em campo todas as suas capacidades. Os treinadores anularam os pontos fortes do adversário, e aquilo que prevaleceu nos minutos 90 e 93 foi a valia individual dos dois colombianos, com um perspicácia para o golo fora do comum.

José Peseiro queixa-se de «haver um penalty a favor do Braga que não foi marcado», mas agora deve insistir com os seus jogadores que ao árbitro compete assinalar o final dos jogos. Antes disso não se pode baixar a guarda…



publicado por António Castro às 23:20
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Terça-feira, 20 de Novembro de 2012
Português destroça bracarenses

Rui Pedro, avançado formado no FC Porto que nunca encontrou um lugar ao sol nas equipas que representou – Estrela da Amadora (07/08), na I Liga, e Portimonense (08/09), Gil Vicente (09/10) e Leixões (10/11), estas no escalão secundário, foi o herói dos romenos do Cluj no encontro com o Sporting de Braga.

Com um hat-trick que poucos conseguiram na Liga dos Campeões, foi responsável pela derrocada das ambições de José Peseiro.

Os minhotos, que já tinham perdido com este adversário na Pedreira, foram uma caricatura daquilo que mostraram nos últimos tempos, inclusive esta temporada. Defesa insegura, meio-campo pouco esclarecido e ataque sem engenho permitiu que Rui Pedro cometesse a proeza em menos de 30 minutos, com um golo de permeio de autoria de Alan.

A expulsão de Douglão, ao terminar a primeira parte, foi o golpe de misericórdia nas ambições dos bracarenses, com o simultâneo afastamento da Liga do Campeões e da Liga Europa.

Uma desilusão para José Peseiro e evidente insatisfação de António Salvador. O presidente tem revelado ser avesso a atitudes passivas, pelo que alguma novidade poderá acontecer, dentro de dias, em Braga.



publicado por António Castro às 22:30
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Domingo, 11 de Novembro de 2012
Finalmente

Franky Vercauteren proporcionou a primeira alegria aos adeptos do Sporting, desde Setembro. O treinador belga apostou em Eric Didier no lado direito da defesa, em substituição do castigado Cédric e, curiosamente, pertenceu a este inglês de 18 anos a assistência para Wolfswinkel marcar bastante cedo o golo da vitória. Lance que embalou os leões para manobra de bom nível, a encravar a “máquina” do Braga até ao intervalo.

Depois assistiu-se ao reverso da medalha, pois José Peseiro conseguiu despertar os seus jogadores para a realidade e valeu a classe de Rui Patrício – do outro lado também esteve um guarda-redes (Beto) que muito contribui para a confiança dos companheiros – para assegurar o “tesouro” assegurado tão prematuramente.

Os minhotos queixam-se de um erro de arbitragem que obrigaria o Sporting a penar mais alguns dias e a desaproveitar a hipótese de tirar a totalidade de pontos ao terceiro classificado, que mantém ambições legítimas de conquistar um lugar na Liga dos Campeões.

Desta vez, meia parte chegou para inverter a penosa marcha do Sporting desde o começo da época, mas treinador e dirigentes sabem que a arrancada para lugares mais perto do topo necessita de maior consistência nas exibições.



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Sábado, 10 de Novembro de 2012
Alvalade na hora da verdade

A ambição de Franky Vercauteren encurtar distâncias para o Braga é legítima. O treinador de Alvalade defende esta ideia com o argumento: «Temos que manter as ambições até que seja possível. Porquê mudar as ambições se ainda faltam muitos pontos e muitas coisas podem acontecer. Para atingirmos o objectivo temos que ter muita qualidade. Vai ser difícil, mas temos que acreditar e fazer tudo para que seja possível».

Simplesmente, o passado recente das duas equipas aponta para conceder favoritismo a uma equipa que, nos últimos anos, consegue competir com o FC Porto e Benfica e tem deixado os leões em segundo plano.

José Peseiro, ao voltar a Alvalade como treinador “inimigo”, revela extrema confiança, respeita o Sporting, mas confia nos seus processos de trabalho e admite ter jogadores com capacidade para superar os lisboetas. «O Sporting pertence aos "três grandes" do futebol português, mas nos últimos anos o Braga tem sido a "terceira maior força"», afirma, e alerta: «Temos uma identidade e princípios de jogo que queremos assumir em campo. Estamos num ponto bom, mas podemos melhorar.»

A realidade, mais determinante do que as palavras, expressa acentuada diferença de potencial, tal como a tabela. Com a proeza (1-3)em Guimarães, o Nacional ocupa o 11.º lugar (8 pontos) e o Sporting surge em 14.º (7), enquanto o Braga (3.º) amealhou 17 pontos.      

Sinal que ao treinador de Alvalade se depara uma situação pouco cómoda.



publicado por António Castro às 21:12
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Quinta-feira, 8 de Novembro de 2012
Dez minutos fatais

O "destino" voltou a punir o Sporting de Braga. Em Old Trafford, cedo ficou em vantagem com dois golos de Alan e acabou por consentir uma derrota tangencial. Na Pedreira, Alan marcou o primeiro golo da partida ao Manchester United depois do intervalo e novo desaire (1-3).

Tudo isto não aconteceu por acaso. Pode falar-se em erros de arbitragem; na saída precipitada do guarda-redes Beto; no faro do golo de Van Persie, a alavanca da viragem quando saltou do banco para o relvado.

Estes resultados, concretizados de maneira muito semelhantes, no modo e no tempo, explicam-se com análise realista. Por exemplo, na diferença de potencial dos dois conjuntos e, porque não reconhecer, na experiência de José Peseiro e Alex Fergusson.

Os minhotos podem sentir orgulho na imagem transmitida nos dois encontros, talvez mais valiosa no realizado em terras inglesas.

Qualquer que seja o lugar final na tabela deste grupo da Liga dos Campeões, tudo o que o clube liderado por António Salvador conseguiu nos últimos anos nunca será riscado do historial do Braga.



publicado por António Castro às 18:00
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Jesualdo termina jejum

Assobios na Pedreira

Benfica cede mais pontos

Erro de avaliação

Desordeiros estragam iníc...

Benfica arregaça as manga...

Quim também é “salvador”

Paços… acelerado

Desculpas de mau perdedor

Mudanças radicais tem ris...

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links
Visitas
Adicionar as contagens de 2008 a 2012 - 59512