Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»
Sábado, 30 de Novembro de 2013
Académica alarma campeão

Aconteceu quando menos se esperava. A descida de rendimento da equipa de Paulo Fonseca, com incidência mais preocupante na ineficácia atacante, reconhecida pelo próprio treinador, era evidente. Admitia-se, no entanto, não ser em Coimbra que os dragões perdessem o comando do campeonato.

Sabia-se que Sérgio Conceição recorreria a uma estratégia para controlar o mais possível o adversário, mas ninguém acreditava no colapso perante uma Briosa de menores recursos.

O treinador do Dragão voltou a fazer uma análise ao jogo que indicia encontrar-se numa encruzilhada: «Não fomos determinados, não fomos agressivos. Tentámos, nem sempre da melhor forma, mas a verdade é que fomos incapazes de ultrapassar a organização defensiva da Académica.»

E fez uma pergunta, para a qual parece não ter resposta aceitável. «Como se explica essa menor determinação? Fruto da situação, dos resultados que não foram conseguidos, é a única explicação que encontro», concluiu.

É pouco para os adeptos, pois, como acentua, «o FC Porto é um clube habituado a ganhar», e a última vez que sofreu uma derrota na Liga portuguesa foi a 29 de Janeiro de 2012, na visita ao Gil Vicente (3-1) na primeira época (2011/12) com Vítor Pereira como treinador.

Passaram-se 671 dias! Demasiado para que Pinto da Costa não tente travar este ciclo menos positivo. Como é habitual no Dragão, eventuais medidas só virão a público quando o presidente quiser.



publicado por António Castro às 23:12
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Sexta-feira, 29 de Novembro de 2013
Jesualdo termina jejum

O Olhanense foi um manjar para o Sporting de Braga, depois de um jejum de vitórias. Em cinco jogos consecutivos, a equipa de Jesualdo Ferreira só coleccionou derrotas, e o ambiente entre os adeptos da Pedreira era tenso, a contrastar com a serenidade do presidente António Salvador.

Dois golos na primeira quinzena de minutos constituiu um bom prenúncio, mas não teve sequência imediata.

Paulo Alves, técnico dos algarvios, fez uma pequena "lavagem ao cérebro" aos seus jogadores e Celestino, 11 minutos depois do regresso dos balneários, reduziu a desvantagem e durante algum tempo perturbou os bracarenses.

Éder, que esteve quase oito meses ausente dos relvados por lesão, acabou com o empertigamento do Olhanense. No último minuto, Pardo fixou o resultado final, na primeira vez que tocou na bola depois de sair do banco.

Jesualdo Ferreira ficou mais tranquilo e agora quer aproveitar a embalagem de tão ambicionada vitória: «Ainda bem que o próximo jogo é no Dragão. Fizemos um bom jogo no Estádio da Luz (derrota por 1-0) e agora vamos testar as nossas capacidades. É contra as equipas mais fortes que percebemos se demos, ou não, um passo em frente.»

Os minhotos bem precisam de passadas firmes, mas o FC Porto não parece o adversário mais conveniente.



publicado por António Castro às 23:18
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Quinta-feira, 28 de Novembro de 2013
Portugal mais longe da Europa

A realidade do futebol em Portugal é bem mais amarga do que quase todos os seus agentes - dirigentes, treinadores e jogadores - e a comunicação social tem propalado.

A penúltima jornada da Liga Europa constituiu um exemplo. Três empates, apenas um golo, e Estoril e Vitória de Guimarães fora da prova, juntando-se ao já eliminado Paços de Ferreira.

Se acrescentarmos a esta triste realidade ao que está a acontecer na Liga dos Campeões com o FC Porto e o Benfica, constata-se que esta será a pior época dos últimos anos. Os números são elucidativos: nos 25 jogos das cinco equipas registaram-se 4 vitórias, 10 empates e 11 derrotas, com o saldo negativo de golos (20-28)

Sem alguns jogadores de categoria que actuam além-fronteiras e a utilização massiva de estrangeiros, alguns apenas com o objectivo assegurar um lugar noutro país do continente com melhores remunerações, os clubes estão a a fastar-se da elite europeia.



publicado por António Castro às 23:07
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Quarta-feira, 27 de Novembro de 2013
Jorge Jesus "sonha"

Tantos golos, muito tempo de sofrimento e a hipótese de manter a esperança esteve no banco da Luz e em... Paris. Um enigma fácil de explicar. Em Bruxelas, o Benfica marcou o golo da vitória no último minuto por intermédio de Rodrigo, que entrara em campo pouco antes; em França, o Paris Saint-Germain ganhou ao Olympiakos através de Cavani também ao terminar a partida.

O confronto de Bruxelas foi mais emotivo do que bem jogado, e o Benfica, além de mostrar inesperadas fragilidades na defesa, mostrou-se irregular no meio-campo.

Aliás, Jorge Jesus não escondeu este facto ao confessar as dúvidas sobre a substituição que decidiu a partida: «Na altura ia meter o Ivan Cavaleiro, era a minha ideia inicial. Depois pensei que o empate nos garantia a Liga Europa, mas não a possibilidade de continuarmos a sonhar com a Champions, e pensei que metendo um avançado, apesar de ser mais arriscado para mantermos o empate, sabia que o Rodrigo poderia resolver numa saída, face ao posicionamento dos jogadores do Anderlecht, sendo um jogador muito rápido. Felizmente foi o que aconteceu.»

Na verdade, agora o apuramento para prova principal é possível, mas obriga à conjugação dos resultados de dois  jogos: Benfica-PSG e Olympiakos-Anderlecht.

Os portugueses tem os mesmos pontos (7) dos gregos. Só que estes dispõem de vantagem nos jogos entre os dois (1-1 em Portugal e 1-0 na Grécia). Assim, o clube da Luz só será apurado caso tenha vantagem pontual após a última jornada.

Nesta situação, o sonho pode virar pesadelo.



publicado por António Castro às 23:06
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Terça-feira, 26 de Novembro de 2013
FC Porto desilude na Champions

Lenços brancos no Dragão e Paulo Fonseca a assumir a culpa pelo empate com o Áustria de Viena, que coloca em causa a continuidade do FC Porto na Liga dos Campeões.

«É um facto. Não vencemos os três jogos em casa e isso custa muito. Entrar para a última jornada desta forma não é fácil, mas se há um responsável, sou eu. Não fujo às responsabilidades e responderei por elas», disse o treinador.

Reacções a um encontro em os portitas foram completamente inoperantes durante 45 minutos, nunca se libertando da pressão exercida pelo adversário.

Melhoraram depois do intervalo, remeteram o Áustria para o seu meio-campo, mas os inúmeros lances desenvolvidos na área adversária foram concluídos atabalhoadamente.

Falta de inspiração que apenas permitiu o golo do empate de Jackson Martinez. Depois foram os nervos a sobrepor-se ao engenho individual e colectivo.

Situação verificada também na visita do Nacional, a obrigar Paulo Fonseca a seguir processos diferentes de trabalho para desanuviar o ambiente, cada vez mais tenso nas bancadas. E, logicamente, preocupante entre os elementos da direcção.



publicado por António Castro às 23:03
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Segunda-feira, 25 de Novembro de 2013
Castigo ou farsa na Luz?

Afinal o que representa impedir um treinador de se sentar no banco dos suplentes e, por castigo, arranjar-lhe um camarote onde tem a seu lado um dirigente da SAD, um adjunto que transmite as suas indicações tácticas ou o momento das substituições para o substituto?

Em Portugal significa um privilégio. Jorge de Jesus esteve muito mais descansado, usufruiu de melhor perspectiva da movimentação das equipas e teve condições para transmitir qualquer rectificação para o "técnico de serviço".

Quem conhece o temperamento do treinador do Benfica, que nunca pára na área reservada junto ao relvado, gesticula e dá frequentes instruções na linha lateral, terá sido um sofrimento não ocupar o seu lugar.

Concretamente, o castigo foi apenas esse, pois as suas ideias passaram, com maior ou menor eficácia, para os jogadores.

Situação que já não acontece em alguns campeonatos estrangeiros. Lembramos que José Mourinho, na sua primeira passagem pelo Chelsea, cumpriu um castigo na bancada, sem possibilidades de contacto com o seu staff por ter os movimentos controlados por terceiros.

Mais um exemplo dos brandos costumes portugueses, a transformar um castigo numa farsa.

Infelizmente, não acontece apenas no futebol.



publicado por António Castro às 23:01
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Domingo, 24 de Novembro de 2013
Slimani aguenta leão no topo

Rui Vitória mais uma vez - a quinta consecutiva em todas as provas - não sentiu o sabor da vitória. A visita do Sporting proporcionou um espectáculo de certa intensidade competitiva, e foram os vimaranenses os primeiros a acertar o passo, a obrigar Rui Patrício a passar pelas situações mais delicadas.

Com o passar do tempo, os leões subiram de rendimento, e a balança pendeu depois do intervalo para o Sporting, embora sem resultados práticos.

Até que Leonardo Jardim, vendo Montero a prolongar a travessia do deserto quanto a golos, fez substituições de molde a ter dois avançados na frente da baliza de Douglas.

E antes de se entrar no período do descontos, um canto traiu a defesa minhota e Slimani colocou os leões a par do Benfica e a um ponto dos portistas.

Um golpe para o treinador vimaranense, expresso numa frase significativa: «Tudo isto é ingrato».

Leonardo Jardim não recusou referir-se ao jogador argelino: «Slimani talismã? É um jogador extremamente importante, é um finalizador. Tem excelente jogo aéreo. Está há pouco tempo connosco, veio no final do defeso, por três vezes esteve na selecção. Nesta semana só fez treino e meio e acredito que agora, com a paragem das selecções, vai trabalhar mais connosco e vai ser mais-valia.»



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|  O que é?

Sábado, 23 de Novembro de 2013
Benfica sofre e FC Porto treme

O Benfica, com Jorge de Jesus de castigo na bancada, teve de penar para levar de vencida um Sporting de Braga que perdeu pela quinta vez consecutiva na Liga.

Duas bolas na barra da baliza de Artur podiam ter amenizado a amargura de Jesualdo Ferreira, mas a ilusão acabou quando Matic tirou uma bola ao bracarense Mauro e obteve o tento da salvação (73 m).

Raul José, que dirigiu os encarnados do banco, considerou que o técnico principal não é necessário porque «os jogadores sabem o que fazer em campo», mas a ausência do lesionado Cardozo teve influência na eficácia atacante dos encarnados, pois Lima foi quase sempre um "homem só" na frente de ataque.

Melhor que os três pontos foi o empate imposto ao FC Porto pelo Nacional, no Dragão. Paulo Fonseca, embora tenha reconhecido que «faltou marcar», recorreu a estatísticas do jogo francamente favoráveis aos portistas, mas esqueceu-se da falta de inspiração dos seus jogadores, em termos individuais e colectivos.

Manuel Machado foi pragmático: «Não digo que conseguimos um empate com justiça, mas conseguimos com trabalho».

A "besta negra" dos portistas fez regressar os assobios ao Dragão, situação nada agradável antes da visita do Áustria de Viena para a Liga dos Campeões.



publicado por António Castro às 23:51
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Sexta-feira, 22 de Novembro de 2013
Clubes ignoram regras da Liga

O presidente da assembleia geral da Liga Portuguesa de Futebol Profissional recusou o pedido de 14 clubes que requereram a convocação de uma reunião extraordinária com o objectivo de destituir Mário Figueiredo, líder da direcção.

A base da decisão, segundo Carlos Deus Pinheiro, reside no facto de dez dos 14 clubes subscritores não cumprirem requisitos indispensáveis para fazer a petição. Alguns não compareceram a anterior assembleia que também tinham solicitado; outros não têm as quotas de associados da Liga em dia.

Apenas o Estoril, FC Porto, Sporting de Braga e Penafiel reúnem as condições exigidas, segundo o presidente da assembleia.

Insólito que dirigentes de clubes desconheçam os direitos e deveres como filiados de uma associação de que fazem parte, pelo que nos permitimos sugerir que cedam o lugar a pessoas mais competentes.



publicado por António Castro às 22:28
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Quinta-feira, 21 de Novembro de 2013
FIFA na mira da Federação

O presidente da FPF é mais uma voz crítica sobre os últimos desenvolvimentos da atribuição da Bola de Ouro pela FIFA. A juntar ao protesto enviado a Joseph Blatter pelas suas palhaçadas televisivas sobre Cristiano Ronaldo, Fernando Gomes afirmou: «Todo o processo de atribuição da Bola de Ouro não é transparente nem rigoroso. Não podemos estar de acordo com ele. A extensão do prazo motivada pelo número muito pequeno de votos angariados até à data limite concorre para que todo o processo comece a ser desacreditado. É um processo viciado à partida, o que leva as pessoas a não votar.»

Em entrevista ao programa 360 da RTP Informação, ainda revelou: «Não falámos pessoalmente [Blatter], mas transmitimos de forma veemente o nosso desagrado com a atitude e o desrespeito e a falta de consideração para com a Federação, o que deu origem, no imediato, a um pedido de desculpas formal do senhor Blatter passado sensivelmente duas horas de termos manifestado a nossa opinião. O assunto virá à baila de forma tranquila e educada, mas sem deixar de manifestar, de forma vigorosa, o nosso descontentamento relativamente à atitude tomada para com um atleta de eleição que merece ser respeitado.»

Finalmente, os portugueses reagem com firmeza perante entidades internacionais, dando voz à razão sem temer represálias.

Ao menos que as gentes do futebol saibam reagir aos supostos patrões.



publicado por António Castro às 23:50
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Quarta-feira, 20 de Novembro de 2013
Treinadores portugueses no Mundial

Portugal contará com três técnicos a dirigir equipas na fase final do Mundial do próximo ano.

Além de Paulo Bento, também no play-off europeu Fernando Santos conseguiu apurar a Grécia no confronto com a Roménia. Antes, Carlos Queirós tinha garantido para o Irão a presença no Brasil.

A este trio juntam-se dezenas de responsáveis técnicos nacionais a orientar clubes e selecções no estrangeiro, prova do reconhecimento do seu valor. E alguns regressaram com títulos conquistados em diferentes países.

O mercado português tornou-se atractivo, tanto para treinadores como para jogadores, mas neste aspecto não haverá grande contributo para debelar a crise, dado o número de sul-americanos que se servem dos clubes portugueses como trampolim para outros países europeus, onde auferem vencimentos muito superiores.



publicado por António Castro às 19:31
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Terça-feira, 19 de Novembro de 2013
Cristiano Ronaldo lança misséis em Solna

Receamos o pior. Tivemos o melhor.

De imediato importa reconhecer que graças a Cristiano Ronaldo, marcador de quatro golos (um em Lisboa e três na Suécia) Portugal garantiu a presença na fase final do Brasil 14. Mas não foi apenas ele o responsável.

Ao contrário do que aconteceu em Lisboa, o facto dos suecos acreditarem demasiado cedo no apuramento mostrou-se fatal por duas razões. Depois dos dois golos de Ibrahimovic, Cristiano Ronaldo passou a ter liberdade de movimentos quase sem limites, e os companheiros, finalmente (Moutinho por duas vezes e Hugo Almeida), fizeram assistências perfeitas para o CR7 explanar todas as suas capacidades: técnicas, físicas, sentido posicional no terreno e incrível capacidade de remate. Aquilo que não foi possível explanar no Estádio da Luz.

Nada temos de nos penitenciar pelo reduzido optimismo que manifestamos no final do primeiro encontro, pois agora aconteceu, por virtudes próprias e incapacidades alheias, tudo aquilo que faltou então à selecçãp portuguesa.

Além dos nomes já referidos, não se regateiam elogios aos jogadores que pisaram o relvado de Solna, desde Rui Patrício, aos sacrificados Nani e Fábio Coentrão, este a jogar lesionado.

«Não fomos competentes para ser primeiros no grupo, mas revelamos competência no play-off», disse Paulo Bento.

Será de toda a conveniência, no entanto, evitar quarta presença neste tipo de jogos decisivos, enquanto a FIFA não terminar com semelhante expediente de qualificação.



publicado por António Castro às 23:50
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Segunda-feira, 18 de Novembro de 2013
Paços de Ferreira feliz na Taça

Em novo regresso ao Paços de Ferreira, Henrique Calisto (60 anos), que sucedeu a Costinha, conseguiu uma vitória, depois de empatar em Arouca (I Liga) e perder na Ucrânia (Liga Europa). Quase uma proeza para uma equipa que ocupa o último lugar da I Liga, apesar de na época transacta ter alcançado o acesso à pré-eliminatória da Liga dos Campeões.

Marcou um golo no campo do Tondela (II Liga), mas teve de sofrer até ao nonagésimo minuto, altura em que Irobiso desfez uma igualdade que adiava o desfecho da eliminatória por mais alguns minutos.

O passado de Calisto nos pacenses está marcado por trabalho positivo e terá chegado a hora de uma equipa, embora sem algumas das vedetas da última época, pelo menos libertar-se da zona da despromoção.



publicado por António Castro às 18:04
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Domingo, 17 de Novembro de 2013
Cristiano não aceita desculpas

O diferendo entre Cristiano Ronaldo e Joseph Blatter rebentou há dias sobre a escolha do melhor futebolista do ano, e certa imprensa espanhola concedeu grande relevo ao assunto.

Para se apreciar a repercussão do caso em Madrid recorremos à transcrição na íntegra (sem tradução) de uma notícia de Manu Sainz no site do jornal desportivo AS, na qual se revela o desencadear do processo, desde as palhaçadas televisivas de Blatter à recusa do português se deslocar à próxima gala da FIFA e da alteração do pódio dos eleitos, remendado à última hora pelo cada vez mais desprestigiado presidente do organimo máximo do futebol mundial.

 

«Cristiano no olvida la intervención del presidente de la FIFA, Joseph Blatter, en la Universidad de Oxford en el que éste se reconocía admirador de Messi, declaraba su favoritismo hacia el argentino para ganar el Balón de Oro y se burlaba del madridista en una imitación cómica de sus movimientos. Hasta el punto de que el presidente de la FIFA ha tratado de ponerse en contacto con Cristiano por diferentes vías para pedirle disculpas, pero siempre se ha encontrado con la negativa del crack. Éste ya declaró que aquella polémica está zanjada, pero no acepta las disculpas de Blatter. Cristiano entiende que el daño ya está hecho y no hay vuelta atrás.

Ausente. Ante la imposibilidad de hablar con Cristiano, Blatter confiaba en mantener un encuentro privado con él el próximo 13 de enero en Zúrich antes de la gala del Balón de Oro. Pero la negativa del delantero a acudir al evento lo impedirá. En previsión de la ausencia de Cristiano, la FIFA ya ha anunciado que en esta ocasión el número de finalistas pasa de los tres habituales a cinco. Así, se evita que la imagen del premio quede descafeinada con la ausencia de Cristiano. La gota que ha colmado la paciencia del crack ha sido el agravio comparativo generado por los perfiles de los candidatos al Balón de Oro que figuran en la página oficial de la FIFA, puesto que en ellos se ha vuelto a menospreciar al portugués en favor de Ribéry y Messi.»

 

Um problema para  o presidente da FIFA a juntar à realização do Mundial no Qatar.



publicado por António Castro às 16:48
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Sábado, 16 de Novembro de 2013
Penafiel seguro na Taça da Liga

Sérgio Conceição tinha um sonho: treinar a Académica. Passados alguns meses, o sonho  transformou-se em pesadelo. A Briosa ocupa o 14.º lugar na I Liga, apenas com mais um ponto que o Marítimo e três do Paços de Ferreira, equipas que também não é habitual ocuparem posições tão incómodas.

O treinador agora teve novo dissabor ao ser eliminado da Taça da Liga pelo Penafiel. Os estudantes pisaram o relvado de Coimbra com a desvantagem de um golo (derrota por 2-1 no terreno do adversário) e não foram além de um empate a zero.

Sérgio Conceição foi sem prempre um lutador, tanto como jogador do FC Porto e como na selecção, mas parece estar abalado com os últimos desaires e admite que terá de conversar com os dirigentes da Académica.

No futebol, a distância entre a glória e o fracasso é demasiado curta.



publicado por António Castro às 22:14
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Final triste de um jogo d...

José Mourinho dá lições e...

Vitória sobre Itália anim...

Génio de CR7 salva selecç...

Benfica termina com tabu

"Saco de gatos" no Sporti...

Barcelona portentoso

Vergonha no futebol portu...

Chefe, Sempre

Casillas e o... Natal

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links
Visitas
Adicionar as contagens de 2008 a 2012 - 59512