Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»
Domingo, 23 de Setembro de 2012
Treinadores ou políticos?

O Benfica atrasou-se dois pontos em relação ao FC Porto ao empatar em Coimbra. Dois golos para cada lado; três penalties - dois contra a equipa da Luz muito contestados - expulsão do estudante Rodrigo Galo no início da segunda parte, quando os lisboetas estabelecram a primeira igualdade; o ex-bracarense Lima a mostrar aos companheiros como não se falham oportunidades.

Jogo polémico e será curioso centrar-nos nas palavras dos treinadores.

Pedro Emanuel: «O Benfica entrou muito melhor, com outra intensidade, com outra clarividência, mas, aos poucos, fomos equilibrando o jogo e, no final da primeira parte, estávamos em vantagem com todo o mérito... Na segunda parte há um lance que é capital, o da grande penalidade e da expulsão do Galo... Conseguimos respirar e chegar a uma vantagem merecida... Sofremos um golo consentido».

Jorge Jesus: «Não vamos branquear nada. A verdade é que o Benfica já podia estar a ganhar por 3-0 aos 15 minutos... O que se passou foi uma vergonha. Duas penalidades, uma fora da área, a do Maxi, e a do Garay, se fosse basquetebol, era falta ofensiva... Poderiamos ter saido daqui, porque jogámos para isso, com três ou quatro golos. O que nos condicionou foi a arbitragem, que nos colocou em situação desfavorável, de correr sempre contra o prejuízo.»

Os políticos não fariam melhor discursos na defesa dos seus ideais.



publicado por António Castro às 23:44
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|  O que é?

Sábado, 22 de Setembro de 2012
Dragões tranquilos

Quatro golos ao Beira-Mar, com dois em cada parte. James Rodríguez - a dempenhar as funções de Lucho González ausente por razões familiares - fez duas assistências (Jackson Martinez e Varela), marcou um golo e desequilibrou o precário "equilíbrio" dos aveirenses. A terminar a festa, um canto marcado por João Moutinho bem aproveitado pela cabeça de Maicon.

Dito isto, conclui-se que os campeões, com esporádicas oscilações até ao aparecimento do primeiro tento, fizeram mais uma demonstração de eficácia. O ataque de Ulisses Morais raramente incomodou, as alterações não afectaram o rendimento do meio-campo portista, e só não houve mais golos porque o guarda-redes Rui Rego teve excelentes intervenções.

Dupla satisfação para Vítor Pereira: fez a gestão de plantel depois da deslocação à Croácia e a equipa não se ressentiu, embora se reconheça a debilidade do opositor de Aveiro.



publicado por António Castro às 23:57
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Sexta-feira, 21 de Setembro de 2012
Presidente da Luz descobre a crise

«O Benfica tem de vender e baixar a massa salarial», disse Luís Filipe Vieira em Almada.

Foi mais longe o presidente da Luz, com um discurso professoral: «Quem pensa que pode continuar a viver como até há alguns anos atrás está redondamente enganado, quem persistir nesse erro vai acabar mal. Vender, comprar menos e formar mais. Vender e baixar a massa salarial, mesmo que isso signifique sacrificar a nossa competitividade.»

Estas palavras contradizem a sua política como presidente, pelo que algo esteve errado nos últimos tempos na gestão do clube da Luz.

Há outra explicação: baralhar a concorrência.



publicado por António Castro às 23:30
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Quinta-feira, 20 de Setembro de 2012
Europa madrasta para portugueses

Jornada cinzenta para os clubes a disputar a fase de grupos da Liga Europa. Sporting e Marítimo, apoiados pelo seu público, não foram além de empates a zero. A estreia da Académica na prova saldou-se por derrrota comprometedora, apesar de Pedro Emanuel ter sonhado com o tento inaugural de Wilson Eduardo. Mas tudo mudou com a reacção dos checos do Viktoria Plsen que valeu três golos.

Alvalade viu um Sporting ainda sem encontrar os elementos ideais para um meio-campo criativo e com Capel e Carrillo laboriosos nas alas mas sem oferecerem oportunidades de golo a Wolkswingel, também pouco certeiro a aproveitar as geniais assistências do russo Ismailov. Além disso, a expulsão de Xandão a seguir ao intervalo complicou uma manobra muito "mastigada".

Pela frente teve uma equipa bem estruturada, tanto na defensiva como na pressão em zonas adiantadas, e intencional e rápida quando se aproximava da baliza de Rui Patrício. Para sorte de Sá Pinto desaproveitaram alguns lapsos dos defesas leoninas e depararam com um guarda-redes com mais uma exibição segura.

O  Marítimo não se inferiorizou perante os ingleses do Newcastle, mas não teve talento para se colocar em vantagem para a viagem a Inglaterra. Até nos remates aos postes se verificou uma igualdade, tal como o numero de remate foi quase idêntico.

Em suma: os adversários dos portugueses - em golos ou porque ainda receberão Sporting e Marítimo - ficaram optimistas em acrescentarem os três pontos nesses jogos.

Cabe aos portugueses aumentarem os níveis de competitividade e atenuar os estragos desta jornada.



publicado por António Castro às 22:48
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Quarta-feira, 19 de Setembro de 2012
Cluj desorganiza minhotos

Rafael Bastos, ex-jogador da Pedreira, foi o carrasco do Braga na Roménia. O CFR Cluj, um dos clubes estrangeiros com mais jogadores que passaram por Portugal - quatro naturais de terras lusitanas - tinham a lição bem estudada para surpreender os bracarenses, e José Peseiro deu uma ajuda ao deslocar jogadores das habituais posições, como foi flagrante com Hugo Viana.

Conclusão: os minhotos apresentaram uma equipa incaracterística e demasiado vulnerável à arma preferida pelo treinador Ion Andone - contra-ataque - e tirou dividendos da velocidade de Sugou e do sentido de baliza de Rafael Bastos, autor de dois golos ainda na primeira parte.

José Peseiro garantiu que não deixou de «acreditar na equipa por este resultado», mas está a andar depressa de mais na introdução da sua filosofia de jogo num conjunto praticamente com a mesma estrutura há anos.

O presidente António Salvador digere mal estes desaires seguidos - Liga portuguesa e Europa.



publicado por António Castro às 23:50
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Jorge Jesus com cautelas

A dúvida persiste. O Benfica perdeu dois pontos ou ganhou um em Glasgow? É certo que tinha perdido sempre no Celtic Park, mas também se constatou que o adversário está mais fraco do que em anos anteriores.

Jorge de Jesus terá razões para dizer que saiu da Escócia «mais confiante». A equipa foi reconstruída em alguns sectores, devido às ausências de Javi Garcia, Witsel, Maxi Pereira e Luisão - começa a ser altura de esquecer os jogadores transferidos - e o técnico mostrou-se mais cauteloso do habitual e conseguiu manietar os possantes avançados de Glasgow.

Simplesmente, esperava-se maior eficácia na manobra ofensiva, e nem as substituições da segunda parte ofereceram superior agressividade.

O treinador da Luz não terá, esta temporada, a vida facilitada e, mais do que nunca, necessita de explorar ao máximo as potencialidades do plantel ao dispor.

Estamos em tempo de vacas magras e o futebol não é excepção. Para muita gente são desumanamente magras, num país que caminha sem rumo e, pelos vistos, sem bússola.



publicado por António Castro às 22:45
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Terça-feira, 18 de Setembro de 2012
Dínamo sem corrente para portistas

O FC Porto não teve dificuldades, ao contrário do que possa deduzir-se pelo resultado, no arranque da Liga dos Campeões em Zagreb. O Dínamo não demonstrou capacidade para uma equipa que, sem jogar bem, dominou quase sempre os acontecimentos.

Se o primeiro tento apareceu ainda na primeira parte, graças à perspicácia de Lucho Gonzalez, o segundo, de autoria de Defour (90+2), tardou em demasia, mas não intranquilizou os campeões portugueses, dada a fragilidade da equipa croata.

O número reduzido de golos obrigou mais uma vez o treinador Vítor Pereira a abordar a falta de Hulk, mas preferiu começar por falar da exibição: «Fomos uma equipa com qualidade, personalizada e com espírito de entreajuda muito grande, por isso é que conseguimos um resultado destes. Hulk é um jogador de grande qualidade e também de equipa. Sem Hulk, o FC Porto vai continuar a jogar bom futebol, a ser competitivo e a ganhar títulos.»

As circuntâncias aconselham este discurso do treinador, mas é prematuro extrair ilacções nesta fase da época.



publicado por António Castro às 23:15
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Segunda-feira, 17 de Setembro de 2012
Cotação de técnicos portugueses em alta

Começa a atingir números significativos a presença de treinadores portugueses em clubes a disputar provas europeias, sem esquecer aqueles que trabalham nos quatro cantos do mundo.

Nas fases de grupo da Liga dos Campeões e da Liga Europa, com início dentro de horas, surgem 11 nomes de Portugal, tanto na orientação das equipas nacionais presentes nas duas provas, como ao serviço de participantes estrangeiros.

Vítor Pereira, Jorge Jesus, José Peseiro, José Mourinho (Real Madrid ) e Leonardo Jardim (Olimpiakos) dirigem equipas na prova principal. Sá Pinto, Pedro Martins, Pedro Emanuel, André Villas-Boas (Tottenham), Jesualdo Ferreira (Panathinaikos) e Paulo Sousa (Videoton) disputam a segunda competição de clubes.

São 11 os portugueses esta temporada com influência no percurso europeu de seis equipas do país e cinco ao serviço de estrangeiras. Número que supera italianos (9), Holanda, Alemanha e França (6) e Espanha (4).

Imprevisível há meia dúzia de anos.



publicado por António Castro às 20:26
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Domingo, 16 de Setembro de 2012
Leões sem chama nem estilo

O Sporting continua a navegar em águas turvas. Na deslocação ao Marítimo deixou mais dois pontos, e dos nove possíveis já cedeu sete.

O regresso de Ismailov, que ainda não jogara desde que se lesionou no Europeu ao serviço da Rússia, ofereceu algo de positivo à equipa. Com um passe magistral foi o responsável pelo primeiro golo marcado pela equipa de Alvalade na Liga e acabou com o jejum do holandês Wolfswinkel.

Sá Pinto tarda em estabilizar o rendimento da equipa na defesa, a cometer demasiados lapsos; o meio-campo mostra-se demasiado lento para surpreender os adversários; e falha na finalização, como se constata pelo único golo marcado.

Se a política de contratações é compreensível, dadas as limitações financeiras, o facto de os leões terem perdido o fulgor do final da época passada, muito devido ao "coração" do treinador, e voltarem à vulgaridade exige reflexão dos responsáveis.

Os dirigentes não podem assistir impávidos e serenos ao desmoronar das aspirações, e de Sá Pinto espera-se uma atitude consentânea com as responsabilidade do cargo. Mesmo que sejam penosas.



publicado por António Castro às 23:15
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Sábado, 15 de Setembro de 2012
Mourinho crítico assume crise do Madrid

Desde que iniciou a carreira de treinador em equipas profissionais, José Mourinho nunca teve um início de época tão frustrante: duas derrotas, um empate e uma vitória, além de ver o eterno rival do Real Madrid a oito pontos. Impensável depois de ter ganho a Supercopa ao Barcelona e atendendo às vedetas do plantel.

A crise toma proporções quase inéditas em Santiago Bernabéu, e na sequência da derrota em Sevilha o treinador assume as responsabilidades, mas não isenta de culpas os jogadores. «Não podemos trabalhar melhor as bolas paradas. Cada um sabe as suas responsabilidades e em Sevilha, ao segundo minuto, sofremos um canto e golo.»

Mourinho não poupa nas críticas, mesmo em vésperas do encontro da Liga dos Campeões frente ao Manchester City, um dos novos milionários do futebol mundial: «Neste momento não temos equipa, não tem concentração nem disponibilidade mental. São poucas as cabeças comprometidas, concentradas, em que o futebol seja prioritário nas suas vidas, mas o treinador sou eu e a culpa é minha.»

Florentino Peréz vive um momento pouco agradável, mas há muita gente a sorrir. Por exemplo, Jorge Valdano. Mais um teste para o El Especial.



publicado por António Castro às 23:53
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Sexta-feira, 14 de Setembro de 2012
Portugueses em minoria

Mais de 50 por cento dos jogadores inscritos esta temporada nas 16 equipas da I Liga são estrangeiros. Dos 405 futebolistas dos diversos plantéis, 179 são portugueses (44,2 %) e, relativamente a outros países, a maior fatia pertence ao Brasil (121, correspondente a 29,9 %).

Num total de 46 países representados, incluindo Portugal, atinge-se elevada média de nacionalidades por equipa.

Sporting e Académica de Coimbra são os mais "cosmopolitas", com dez nacionalidades. O Moreirense apenas conta com elementos provenientes de quatro países: Portugal, Brasil, Argélia e Uruguai.

Apesar das "exportações" terem aumentado substancialmente nos últimos tempos, 0 mercado de trabalho para os mais jovens está cada vez mais difícil. Situação comparável, por razões diversas, ao panorama de vários sectores laborais.



publicado por António Castro às 20:42
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Quinta-feira, 13 de Setembro de 2012
Afinal havia dívidas

Quando foi divulgado pela UEFA que os prémios conquistados pelo Sporting nas competições europeias estavam retidos por dívidas a «outros emblemas e/ou funcionários e entidades tributárias», Godinho Lopes garantiu de imediato tratar-se de um mal-entendido, já que o clube «tinha os salários de todos os funcionários em dia e nada devia ao Fisco e à Segurança Social».

Agora, Nobre Guedes, vice-presidente da área financeira, foi mais explícito que o presidente e confessou a existência de um débito de quase um milhão de euros a três ou quatro clubes - três ou quatro? -, mas apenas faltava resolver um caso, em vias de imediata solução.

Godinho Lopes não mentiu, mas utilizou uma habilidade ao omitir uma situação concreta. Não se afigura que seja dignificante para ninguém tal atitude. Muito menos para quem é o primeiro responsável de um clube e deve respeito a accionistas e associados.



publicado por António Castro às 22:35
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Quarta-feira, 12 de Setembro de 2012
Jorge Jesus "pouco" viu em Portimão

Os novos jogadores do Benfica contratados para colmatar algumas saídas ainda não estão integrados no esquema da equipa de Jorge de Jesus, a avaliar pelo que se viu no jogo-teste com o Bétis de Sevilha (1-1), no Algarve.

A prestação de Lima era aguardada com expectativa, mas o ex-bracarense não teve oportunidade de mostrar o que sabe, pois revelou falhas no entendimento com Rodrigo, como seria de esperar.

Aliás, acabaram por ser os mais "velhos" a construir alguns bons lances, enquanto o jovem André Almeida - substituiu Miguel Vítor no lado direito da defesa - confirmou as boas indicações em jogos da equipa B.

As ausências de Maxi Pereira e Witsel (transferidos) não serão fáceis de colmatar e causarão algumas preocupações a Jorge de Jesus, desta feita observador de bancada, devido a castigo insólito pela oportunidade.

Acertar o passo torna-se urgente, pois aproximam-se importantes jogos das competições nacionais e da Liga dos Campeões.



publicado por António Castro às 23:00
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Terça-feira, 11 de Setembro de 2012
Tiro ao boneco em Braga

Nas 24 horas que antecederem um encontro da selecção nacional, qualquer membro do Governo não pode anunciar medidas de austeridade.

Duas razões: 1) só a Salazar foi dado o privilégio da aproveitar o futebol - o fado e também Fátima - para desviar a atenção dos principais problemas do País; 2) depois da duas últimas declaraçõesde Passos Coelho e  Vítor Gaspar, os jogadores ficaram traumatizados e a maioria dos portugueses já não adormeceu tranquilamente e, pior, acabado o desafio multiplicou-se em afirmações de revolta.

Senhor primeiro-ministro: o expediente já não resulta e tem tendência para piorar.

O embate Portugal-Azerbaijão mostrou a equipa de Paulo Bento em superior plano, mas o desfecho era quase idêntico ao do Luxemburgo. Valeu o jocker Varela para meter a bola na baliza logo que entrou em campo (63 m), mostrando aos colegas o caminho onde não estava o guarda-redes ou os ferros.

Paulo Bento está a sofrer mais do que esperava com as equipas de menor cotação, mas em Outubro terá pela frente a Rússia, agora treinada por Fabio Capello e a mostrar excelente forma.

Se os membros do Governo não se aproveitarem do acontecimento, existem melhores hipóteses de Cristiano Ronaldo e colegas demonstrarem a anterior inspiração e eficácia...



publicado por António Castro às 23:45
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Segunda-feira, 10 de Setembro de 2012
Selecção está avisada

«Possivelmente não consegui passar a mensagem da melhor maneira. Se calhar não foi tão consistente e tão boa como devia ter sido. Tentamos inverter essa situação neste intervalo de tempo entre os dois jogos».

Desabafo de Paulo Bento sobre  fraca exibição na estreia da fase de qualificação no Mundial 2014 com o Luxemburgo, e antes da visita do Azerbaijão, selecção cotada praticamente ao mesmo nível no ranking da FIFA.

O treinado português assumiu as culpas que devem também ser partilhadas pelos jogadores, incapazes de impor uma velocidade ao jogo suficiente para anular as cautelas defensivas do adversário e, pior do que isso, facilitar-lhes o contra-ataque.

O Azerbaijão, pelo empenho com que os jogadores encaram cada partida, será adversário mais perigoso do que os luxemburgueses, e têm como treinador o alemão Berti Vogts, ex-futebolista de renome e treinador da Alemanha (94/9(, portanto com grande experiência.

Cristiano Ronaldo e companheiros não podem facilitar uma segunda vez, sob pena de haver mais gente triste...



publicado por António Castro às 18:27
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Final triste de um jogo d...

José Mourinho dá lições e...

Vitória sobre Itália anim...

Génio de CR7 salva selecç...

Benfica termina com tabu

"Saco de gatos" no Sporti...

Barcelona portentoso

Vergonha no futebol portu...

Chefe, Sempre

Casillas e o... Natal

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links
Visitas
Adicionar as contagens de 2008 a 2012 - 59512