Análise das questões do desporto e, em especial do futebol, feita por António Castro, agora mais distante dos centros de decisão, ao contrário do que aconteceu durante 40 anos ao serviço do extinto «Mundo Desportivo» e do «Diário de Notícias»
Domingo, 31 de Janeiro de 2010
Nani ganha lugar no Manchester United

Factos de um domingo sem grandes acontecimentos neste rectângulo junto ao Atlântico. Natural salientarem-se acontecimentos vividos no estrangeiro, alguns com ligações a Portugal.

O português Nani, a vitória do Egipto no CAN e o espanhol Quique Flores estiveram em evidência, por motivos diferentes, respectivamente em Inglaterra, Angola e Espanha.

O ex-sportinguista ao serviço do Manchester United voltou a merecer a confiança de Alex Ferrguson, mostrou-se determinante na vitória sobre o Arsenal e mereceu os maiores elogios até agora proferidos a seu respeito pelo treinador escocês.

O Egipto derrotou o Gana (1-0) na final do Campeonato das Nações Africanas e conquistou o terceiro título consecutivo e o sétimo desde o início da prova em 1957, ano em que os egípcios se estrearam no pódio.

Quique Flores está a sentir no Atlético de Madrid as mesmas dificuldades que vivei, na temporada passada, no Benfica e levaram à demissão. Como anfitrião do Málaga, a equipa de Tiago e Simão Sabrosa foi derrotada (2-1) e, por ironia do destino, o português Duda foi o marcador de um dos dois golos. O técnico espanhol considerou não haver «desculpas» para nova derrota e pediu desculpa aos adeptos. O futuro imediato de Quique Flores parece repetir-se em dois anos consecutivos.

 



publicado por António Castro às 23:30
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Estrangeiros a mais ou dinheiro a menos?

O presidente do sindicato dos jogadores divulgou (dia 28) o número de estrangeiros a actuar em Portugal. Um total de 774 (19%) nas quatro principais competições (I Liga, Liga de Honra, II Divisão e III Divisão).

Como se poderá ver no site do Record, está alarmado com a situação e faz um apelo aos clubes para reflectiram e enveredarem por uma política de melhor aproveitamento dos valores nacionais.

João Evangelista não referiu a quantidade de portugueses a representar equipas estrangeiras e as razões que os levaram a emigrar. Afigura-se, no entanto, existir uma relação directa entre as elevadas importações e as já assinaláveis exportações.

O montante pago noutros países europeus pelas transferências e salários estarão na origem de muitos portugueses atravessarem a fronteira. Por outro lado, a sucessiva despromoção de clubes por incumprimento de obrigações ao Estado, à Segurança Social e aos respectivos funcionários, no número dos quais se incluem os jogadores, também não será alheio ao problema.

Nestas circunstâncias, a solução não se limita a controlar a entrada de estrangeiros. Importa, simultaneamente, criar condições no futebol português para evitar o recurso a mercados mais apetecíveis para clubes e futebolistas.



publicado por António Castro às 15:03
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Sábado, 30 de Janeiro de 2010
Na frente nada de novo

Que monotonia. O Braga ganha e, no dia seguinte, Benfica e FC Porto também somam os três pontos indispensáveis para manter as distâncias entre o trio da frente e únicos candidatos a receber o troféu de campeão.

A goleada ( 4-0) pertenceu desta vez aos portistas de Jesualdo Ferreira, que estrearam no campo do Nacional o novo reforço madeirense Ruben Micael e encontraram um adversário em dia de fraca inspiração. De nada serviu o estímulo do regresso ao banco do treinador Manuel Machado.

O Benfica, sempre a abrir desde o início do confronto, mostrou-se mais comedido na eficácia atacante. Os vimaranenses de Paulo Sérgio, passado o impacto inicial, acertaram melhor nas marcações. Não repetiram a proeza da Taça e saíram de Lisboa com uma derrota (3-1).

Enfim, a prova avança e a capacidade dos 16 concorrentes começa a reflectir-se na tabela classificativa. Em relação ao passado recente, as surpresas residem no Sporting de Braga, pela positiva, e no Sporting, com uma época desastrosa. 



publicado por António Castro às 23:50
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Pagar para ganhar

O Correio da Manhã e o Record publicaram na quarta-feira (dia 27) uma notícia que, a avaliar pelos seus contornos, constitui mais um exemplo flagrante da podridão que grassa no futebol português.

Três capitães do Leixões revelaram que teriam sido abordados por um indivíduo, alegadamente em nome do Sporting de Braga, a oferecer-lhes 50 mil euros caso a equipa de Matosinhos conquistasse pontos na deslocação ao Benfica.

O jogo realizou-se a 26 de Setembro de 2009, o conjunto orientado por Jorge Jesus aplicou uma das suas goleadas (5-0) e, curiosamente, dois jogadores do Leixões foram expulsos e registaram-se muitas queixas contra a arbitragem por parte dos nortenhos.

Acrescente-se que os jogadores visados comunicaram o caso ao treinador, este avisou o presidente e a SAD comunicou aos responsáveis do Braga e do Benfica.

O caso está a ser averiguado pela Liga. Apesar de não ser considerado crime de corrupção desportiva, não deixa de constituir uma ilegalidade e estão previstas sanções para os prevaricadores,

Uma semana em que o desporto sofreu mais um golpe baixo...

 



publicado por António Castro às 17:49
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2010
Há muito não havia salvação para leões

A perda de três pontos determinou, para muitos especialistas, que o Sporting disse definitivamente adeus ao título. Mas alguém pensaria que com 12 pontos de atraso em relação ao Braga e ao Benfica e seis a menos que o FC Porto - a matemática é uma ciência exacta, mas as exibições do Sporting foram quase sempre «inexactas» - que a equipa de Alvalade teria hipóteses concretas de discutir os primeiros lugares e, muito menos, o título? Tornou-se necessária a perda de mais três pontos para se aceitar um sinal há muito evidente. Carlos Carvalhal ainda não retirou dividendos das novas aquisições. A «ventania» do ex-bracarense João Pereira produzida no flanco direito raramente fez tremer a defesa minhota e Sinama-Pongolle pouco tempo teve para justificar o avultado investimento. O futuro imediato do Sporting, portanto, ainda não ultrapassou a fase da incógnita.

Domingos Paciência colocou algumas reticências à exibição dos seus pupilos. Os bracarenses ganharam com um golo feliz, conseguiram libertar-se da pressão adversária da fase inicial da partida, e os melhores momentos estiveram abaixo de outros jogos.

Acidental ou consequências de uma época brilhante mas exigente é o que se verá nas próximas semanas. Mais uma jornada na liderança é a realidade, credora de indiscutíveis elogios.



publicado por António Castro às 23:50
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Brincar aos castigos

À noite solidária da Luz seguiu-se um dia (26) de notícias que mais parecem «brincadeiras» antecipadas das próximas festas carnavalescas.

A Comissão Disciplinar da Liga divulgou novo castigo ao presidente do FC Porto, por infringir o deliberado num anterior processo no âmbito do Apito Dourado - impedido de exercer oficialmente as suas funções de dirigente pelo período de dois anos.

Agora, sofreu três meses de castigo e 1500 euros de multa por ter violado a pena anterior, em 2 e 5 de Outubro de 2009, há quase três meses.

Pinto da Costa discursou em duas ocasiões na qualidade de presidente dos Dragões e por isso sofreu a nova penalização. Mas foi impedido de dirigir o clube a partir do seu gabinete e definir as acções a desenvolver com os restantes dirigentes?

Se os regulamentos acabam simplesmente por não permitir intervenções públicas, será melhor reformular o seu clausulado, que faz rir toda a gente e em nada afecta Pinto da Costa.



publicado por António Castro às 14:00
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Quinta-feira, 28 de Janeiro de 2010
No dia em que o futebol foi exemplo

Há dias, diríamos quase uma semana, assim. Situações fora do normal, próprias da vida mas nem por isso menos desagradáveis, conduzem a um estado de indisponibilidade mental para aquilo que considerámos há cerca de três anos um compromisso - escrever todos os dias como se estivesse no activo.

O engenho não será grande, os eventuais leitores deste cantinho na imensidão e qualidade dos blogues do Sapo talvez fiquem gratos pelo silêncio, mas tenho a obrigação de me desculpar por esta ausência. E mais: pela decisão de diariamente abordar os temas em foco durante este período, até ficar em dia com os acontecimentos, alguns bastante inconvenientes para a dignidade dos homens e das instituições.

 

 

Curiosamente, o primeiro dia da semana (segunda-feira, dia 25) começou bem. Diversos agentes do desporto-rei deram exemplo ao mundo: manifestação de solidariedade em tempo oportuno para minorar o sofrimento dos sobreviventes do terramoto no Haiti.

Ao Estádio da Luz, disponibilizado pelo Benfica para uma das primeiras acções da sua Fundação, cerca de 50 mil adeptos responderam positivamente à iniciativa, juntando-se a dezenas de velhas glórias do futebol internacional divididas por duas equipas - Benfica All Stars e Amigos de Zidane e Ronaldo (este representado por Kaká, devido a compromissos com o Corinthians).

Vedetas do futebol transportaram para o relvado imagens de um «filme» que misturou o passado com o presente, numa «realização» dos técnicos Van Gaal e Jorge Jesus. Alguns espectadores relembraram tempos antigos, outros ficaram a conhecer velhas glórias do futebol e aperceberam-se, por aquilo que ainda mostraram, da sua genialidade quando a barriga não pesava e as pernas obedeciam aos impulsos cerebrais.

Tudo foi revelado sobre o espectáculo, mas um facto teve significado especial. A atitude de Figo - um abraço sentido ao seu ídolo de infância, o «pequeno-grande» Chalana. A homenagem de um dos elementos da geração de ouro a um futebolista mais velho, com espectacular prestação no Europeu de 84, onde tivemos oportunidade de apreciar a consagração internacional de um português, transformado em ídolo de adeptos de várias nacionalidades. Chalana era merecedor de uma atitude como só Figo soube expressar.



publicado por António Castro às 23:48
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Domingo, 24 de Janeiro de 2010
Vandalismo a caminho do estádio

Mas que gente tem Portugal. A onda de violência - não a «onda» de Jorge Jesus -, consumada em assaltos de vários tipos e com graves consequências, atravessa o País, e não parece haver forma de as autoridades terem capacidade logística nem os tribunais dispositivos legais para minorar os efeitos desta chaga social.

Se a actual crise económica á apontada para explicar determinados comportamentos, aquilo que aconteceu na auto-estrada do Estoril - apedrejamento do autocarro do FC Porto e do carro do seu presidente - nada tem a ver com o assunto, mas com um instinto selvático que se admitia com tendência para se atenuar com o desenvolvimento da sociedade e os esforços no campo da educação.

O facto de se terem verificado, ao que parece, apenas prejuízos materiais na caravana dos dragões, não evita que a jornada da Taça da Liga ficasse manchada. Os incidentes da A5, tal como outros nos túneis dos estádios, só prejudicam o futebol e envergonham as pessoas sérias deste país.

FC Porto, Sporting, Benfica e Académica ficaram apurados para as meias-finais - um leque de equipas que «premeia» os esforços da Liga ao condicionar os sorteios das várias fases da prova  para atender apenas ao aspecto financeiro.



publicado por António Castro às 23:57
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Sábado, 23 de Janeiro de 2010
Presidente já não esconde insatisfação

Pinto da Costa está a passar por momentos pouco habituais ao longo do seu longo e bem sucedido (globalmente) consulado no FC Porto.

Os problemas sucedem-se a ritmo inesperado. Começou com a suspensão dos futebolistas Hulk e Sapunari e culminou com imagens de videovigilância registadas num encontro dos campeões na Luz, reveladas dois anos depois no Youtube. Pelo meio, o rendimento da equipa de futebol, agora a seis pontos do líder Sporting de Braga e, pior ainda, a outros tantos de um renovado Benfica.

O presidente dos dragões costuma ser pragmático na solução dos problemas, além de as tentativas para denegrir a sua imagem nunca resultarem em danos irreversíveis. Razão para pensar que a conversa no exterior do Restelo (e não na privacidade de um gabinete), com Jesualdo Ferreira, depois da desagradável exibição na Taça, com a eliminatória salva nos penalties pelo guarda-redes Beto, prenuncia que existem ideias concretas na sua cabeça, e para passar aos actos bastará novo argumento.

Não admiraria que a duração do «casamento» com Jesualdo Ferreira fosse antecipado, embora as responsabilidades pela situação desportiva devam ser repartidas equitativamente pelos elementos com capacidade de decisão.

Mas no futebol existe uma «lei» imutável: o culpado é sempre o treinador.



publicado por António Castro às 23:58
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Sexta-feira, 22 de Janeiro de 2010
Túnel da Luz de novo em foco

Não passa um dia em que não se registe um escândalo no futebol português. Não será este o melhor caminho para a sua promoção e, qualquer dia, os adeptos deixam de deslocar-se aos estádios, tal como as eleições políticas cada vez registam maior percentagem de abstenções. Por culpa de quem?

Após o impacto do desentendimento entre Sá Pinto e Liedson, eis que se revelam desacatos - acompanhados de imagens de vídeo - verificados há quase dois anos - 30 de Agosto  de 2008 - nos túneis do Estádio da Luz, após um confronto entre o Benfica e o FC Porto. 

A divulgação foi feita agora por Acácio Valentim (team-manager) do FC Porto, com queixas de agressão e a garantia de que «tudo foi orquestrado para haver uma reacção dos jogadores do FC Porto.»

O Benfica reagiu de imediato, vai apresentar o caso à ERC (Entidade Reguladora da Comunicação) e apresenta queixa contra a Lusa por divulgação da notícia e de algumas imagens.

O FC Porto explica o seu silêncio na altura pela «parcialidade» da Liga.

Este organismo garante desconhecer o caso, enquanto a PSP já informou ter-lhe enviado um relatório em devido tempo.

A considerar como sustentadas estas notícias dispersas e antagónicas, quem estará a mentir?

Se a verdade não interessar a gente influente, continuaremos sem saber. O contrário é que seria de admirar.



publicado por António Castro às 23:54
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2010
Onde é que já vi cenas destas?

O Sporting não tem descanso. Quando o futebol dava sinais de certa estabilidade, eis que um responsável (Sá Pinto) corrobora os adeptos nos protestos a um lance menos feliz do guarda-redes (Rui Patrício), um suplente (Liedson) defende o colega e, nas cabinas, o primeiro e o terceiro chegam a vias de facto. O treinador, «dono» do antes, durante e depois dos jogos, e também nos treinos, terá ficado sem capacidade de reacção e permitiu a anedótica explicação do atraso à conferência de imprensa se dever aos 30 penalties do Restelo.

O director do departamento de futebol  já tinha dado sinais de continuar temperamental, apesar da passagem dos anos, como em 12 de Dezembro escrevemos no nosso post «Alvalade com nervos à flor da pele», no qual referíamos também a apatia do treinador perante a agitação que se verificava no banco de suplentes.

Nunca pensávamos, no entanto, que uma cena observada em Abril de 1977 no átrio das cabinas do Jamor, quando Sá Pinto agrediu o seleccionador Artur Jorge por não fazer parte da lista de convocados, teria como um dos intérpretes o mesmo «artista».

Há 13 anos foi uma tristeza ver o comportamento do ex-jogador. Agora, o sentimento será idêntico no que toca ao conflito, pois o relato dos acontecimentos fica sujeito a informações filtradas por pessoas ligadas ao clube. 



publicado por António Castro às 23:58
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Quarta-feira, 20 de Janeiro de 2010
Até a Taça está em crise

 

Carlos Carvalhal (Sporting): «O final foi esquisito

Nem por isso. Existiu grande diferença em relação ao que tem acontecido  durante a maior parte da época?

 

Jesualdo Ferreira (FC Porto): «A atitude foi óptima

E o resto? Atitude é o mínimo que os jogadores podem ter.

 

António Conceição (Belenenses): «Mostrámos capacidade

Só mostrar não resolve a classificação na I Liga.

 

Filipe Moreira (Mafra): «Tenho grande orgulho no Mafra

Compreendo estas palavras. Mas atenção: o actual Sporting não serve de teste para ninguém.

 

Depois dos jogos em Alvalade e no Restelo não se via nada

por causa da poeira lançada pelos treinadores



publicado por António Castro às 23:56
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Terça-feira, 19 de Janeiro de 2010
Platini em luta contra endividamento de clubes

Michel Platini, sem grandes simpatias entre os portugueses - ainda não consegui perceber a razão, embora esteja várias vezes em desacordo com algumas das suas declarações -, revelou a disposição de empreender uma cruzada contra o endividamento dos principais clubes europeus.

Numa altura em que se mostrou reticente em revelar a disponibilidade para continuar a presidir à UEFA, é no mínimo estranho publicitar intenções que o período do mandato não permitirá certamente concretizar.

Certamente lançou o tema para suscitar a discussão, e até avançou com nomes de clubes e possíveis sanções a aplicar por viverem acima das suas possibilidades financeiras.

Manchester United, Liverpool, Barcelona, Milan, Juventus e Inter constam de uma lista cuja legislação a implementar impediria de participarem nas competições europeias. Arsenal e Tottenham foram referidos como exemplos de contas equilibradas.

Entretanto, o dirigente francês diz-se atento à especificidade dos clubes pertencentes a milionários, sempre com disponibilidades de saldar as dívidas, e prevê expedientes que obrigariam a gastar apenas aquilo que gerem.

No momento de loucura em que vive o futebol, com muitos clubes indiferentes ao desequilíbrio nas contas, não se afigura que Platini, ao apresentar estas ideias, tenha muitos apoios em próximas eleições da UEFA. Será, porventura, esse o seu objectivo, pois dificilmente o seu plano de saneamento reunirá o acordo dos «senhores» do futebol.



publicado por António Castro às 23:47
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Segunda-feira, 18 de Janeiro de 2010
Os «Josés» (Mourinho e Manuel) de Portugal

Alguns conflitos com a comunicação social, frequentes críticas aos árbitros e uma carreira menos tranquila no campeonato têm mostrado um José Mourinho mais tenso nos jogos do Inter, alguns salvos nos minutos de descontos, e nem sempre com vitórias.

A acrescentar a este panorama, não dispensa uma «boa polémica» com os colegas de profissão quando se considera provocado e já tem uma mão cheia de inimigos.

Ao seu estilo, o português lembra que lidera a prova principal italiana, continua na Liga dos Campeões e na mais modesta Taça transalpina. Até ver.

Nos jogadores parece encontrar os seus maiores admiradores. A recente eleição de melhor treinador  do ano de 2009 pela associação dos futebolistas transalpinos e as declarações do sueco Zlatan Ibrahimovic (agora a jogar no Barcelona) constituem exemplo elucidativo da empatia que consegue manter com os seus comandados.

Os próximos meses, no entanto, não se perspectivam fáceis para José Mourinho, tal como acontecerá dentro de dias com Manuel José, já que a selecção de Angola não terá o caminho facilitado nos quartos-de-final da Taça das Nações Africanas.

Dois treinadores que, cada um à sua maneira e com problemas diferentes, não podem ser ignorados pelas incidências e «tricas» do futebol caseiro.



publicado por António Castro às 23:47
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

Domingo, 17 de Janeiro de 2010
Domingos paciente e Jesus sempre a abrir

A Vítor Pereira, responsável pela arbitragem da Liga espera uma semana de preocupações, face aos protestos em vários jogos e à sua aparente abertura para estar atento a eventuais erros e agir em conformidade.

Começou com a contestação dos portistas, continuou com o desagrado do técnico da Académica e concluiu-se com as palavras proferidas pelo responsável do Marítimo.

O facto de as pessoas citadas terem obtido resultados aquém das expectativas constitui o «pão nosso» de cada jornada. De salientar, no entanto, que comentários supostamente descomprometidos, como devem ser os proferidos ou escritos  por elementos da comunicação social, apontaram, na maioria dos casos, no mesmo sentido.

Desta polémica jornada resulta que Braga e Benfica aumentaram o seu pecúlio em seis pontos e mantiveram a liderança no campeonato em igualdade pontual, enquanto o FC Porto aumentou de quatro para seis pontos o atraso para os encarnados do Minho e da Luz.

Domingos Paciência mantém o sonho; Jorge Jesus exulta com as goleadas; e Jesualdo Ferreira passa por problemas desconhecidos nos últimos anos.

O seu presidente está atento e tudo indica que colocará ao seu serviço valioso reforço, na tentativa de evitar futuros percalços, daqui para a frente mais comprometedores para atingir os previstos objectivos.  



publicado por António Castro às 23:54
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12

14
15
17
18
19
20

21
23
25
26
27

28
29
30


artigos recentes

Final triste de um jogo d...

José Mourinho dá lições e...

Vitória sobre Itália anim...

Génio de CR7 salva selecç...

Benfica termina com tabu

"Saco de gatos" no Sporti...

Barcelona portentoso

Vergonha no futebol portu...

Chefe, Sempre

Casillas e o... Natal

arquivos

Junho 2015

Outubro 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

tags

académica(19)

adeus(12)

alterações(8)

alvalade(25)

apuramento(17)

arbitragem(26)

arsenal(8)

barcelona(25)

belenenses(12)

benfica(196)

bento(13)

blatter(9)

braga(101)

brasil(12)

campeão(11)

campeões(36)

carvalhal(8)

castigo(8)

chelsea(11)

clubes(16)

costinha(11)

cr7(16)

crise(22)

cristiano(12)

cristiano ronaldo(18)

demissão(8)

derrota(12)

desilusão(18)

desporto(16)

diferenças(8)

dirigentes(14)

dragão(29)

dragões(19)

eleições(12)

empate(15)

espanha(22)

espectáculo(11)

estoril(15)

estreia(9)

europa(39)

fc porto(116)

fcporto(17)

fifa(16)

final(9)

fpf(8)

futebol(840)

gil vicente(9)

goleada(20)

guimarães(30)

inglaterra(10)

inter(17)

itália(9)

jesualdo(15)

jesualdo ferreira(9)

jesus(29)

jogadores(8)

jogos olímpicos(9)

jorge jesus(15)

jornalistas(8)

leixões(9)

leões(16)

liedson(10)

liga(43)

luz(15)

madrid(24)

manchester(11)

manchester united(10)

marítimo(14)

messi(8)

milhões(8)

mourinho(73)

mundial(17)

nacional(9)

nani(9)

olhanense(9)

pacenses(11)

paciência(12)

paulo bento(16)

pinto da costa(12)

platini(9)

portugal(25)

presidente(13)

queirós(20)

quique flores(8)

real madrid(10)

regresso(12)

salários(9)

salvador(14)

selecção(81)

setúbal(10)

sofrimento(16)

sporting(189)

surpresa(31)

surpresas(9)

taça(19)

taça da liga(10)

transferências(10)

treinador(25)

treinadores(17)

uefa(25)

todas as tags

links
Visitas
Adicionar as contagens de 2008 a 2012 - 59512